No primeiro dia da campanha, 84 crianças foram vacinadas

Petrópolis começou, nesta segunda-feira (17), a vacinar suas crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19. Somente no primeiro dia, foram vacinadas 84 crianças com a primeira dose. O objetivo da Prefeitura é que a cobertura vacinal na cidade chegue próximo a 100%. Para isso, mais de 200 profissionais foram mobilizados pela Secretaria de Saúde nesta etapa da campanha.

Logo cedo, às 9h, no Centro de Saúde Coletiva, no Centro, o governo municipal acompanhou a vacinação da primeira criança imunizada na cidade: Lavinne Ferreira de Souza, de 11 anos, moradora da Vila Felipe. Estudante da Escola Municipal Dr. Rubens de Castro Bomtempo, Lavinne voltará ao posto em março para a segunda dose. Enquanto isso, a primeira dose já foi registrada, e a estudante contou que postará a foto nas redes sociais.

“Eu estava doida para vir. Desde quando começou a vacinação, eu queria ser vacinada, mas não tinha vacina para crianças. Agora que tem, acho que todos precisam tomar”, disse Lavinne.

A estudante estava acompanhada pela mãe, Marilene Ferreira, que ficou muito feliz com a imunização da filha. Marilene teve covid-19 nos primeiros meses da pandemia, em 2020, antes da vacina.

A segunda criança a ser vacinada foi Maria Eduarda Rosemberg, de 11 anos, moradora da 24 de Maio e estudante da Escola Municipal Clemente Fernandes. Ela foi a última pessoa da família a ser vacinada.

“Estou muito feliz em ser vacinada. Infelizmente, muitas pessoas não puderam tomar a vacina”, disse Maria Eduarda.

Em Petrópolis, são cerca de 26 mil crianças entre 5 a 11 anos. Nesta primeira etapa da campanha de imunização, estão sendo vacinadas as crianças com comorbidades ou com deficiência nesta faixa etária. Até o momento, o governo do estado do Rio enviou 1.650 doses para o município.

“Essas crianças estão de parabéns, porque estão contribuindo para vivermos em uma cidade mais segura”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

O cadastro para a vacinação contra a covid-19 de crianças de 5 a 11 anos está aberto pelo site https://smspetropolis.net.br/cadastrarVacina.html.

“Queremos que a cobertura vacinal chegue perto de 100%. Sabemos que essa cepa é muito agressiva. Então esperamos que os pais e mães tragam seus filhos”, disse o secretário de Saúde, Marcus Curvelo.

Segunda, 17 Janeiro 2022 - 11:53

16.01.2021 – Boletim epidemiológico covid-19

Petrópolis terminou o domingo (16) com a taxa de ocupação dos leitos clínicos destinados para o tratamento da covid-19 no sistema público de saúde em 53,33% (16 internações). Já em UTIs do SUS, a taxa foi de 26,09% (seis internações). A rede privada registrou cinco internações clínicas e duas em terapia intensiva.

As equipes da Secretaria de Saúde realizaram, até ontem, 219.618 testes, dos quais 50.526 tiveram resultados positivos e 168.079 negativos (considerando swab e rápidos).

Desde o início da pandemia, foram 1.574 óbitos registrados. Este número é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. É uma medida de segurança da Secretaria de Saúde, para evitar erros nos registros.

Com a redução do volume de chuva e fim da inundação, a Prefeitura reabre a Rua Coronel Veiga para o tráfego. No início da noite, com a ocorrência de pancadas de chuvas de intensidade moderada a forte, agentes da Defesa Civil e CPTRans procederam com a interdição temporária de um trecho da via, que já apresenta condições para a passagem de veículos.

Agentes da Defesa Civil atuam no momento no Carangola, por conta de alagamento identificado na Rua Vicenzo Rivetti. No segundo distrito, as equipes mantém monitoramento na Praça de Corrêas por conta da elevação do Rio Piabanha e possível inundação no local.

O município continua com registros de chuva, principalmente no primeiro distrito. O núcleo de chuva mais intenso se afastou, entretanto permanecem as condições para novas pancadas de chuva, moderada a forte, de forma localizada nas próximas horas. O maior acumulado pluviométrico até o momento foi registrado no Quitandinha, com 43.8 milímetros.

Maiores registros até o momento:

Dr. Thouzet (Cemaden RJ)às 20h54 - 43.8 mm/h
São Sebastião - Geo (Cemaden BR) às 21h00 - 39.4 mm/h
Bingen - Geo (Cemaden BR) às 20h50 - 35.8 mm/h
Dr. Thouzet - Geo (Cemaden BR) às 20h50 - 35.4 mm/h

Petrópolis terminou a sexta-feira (14) com a taxa de ocupação dos leitos clínicos destinados para o tratamento da covid-19 no sistema público de saúde em 43,33% (13 internações). Já em UTIs do SUS, a taxa foi de 8,70% (duas internações). A rede privada registrou cinco internações clínicas e duas de terapia intensiva.

As equipes da Secretaria de Saúde realizaram, até ontem, 219.618 testes, dos quais 50.526 tiveram resultados positivos e 168.079 negativos (considerando swab e rápidos).

Desde o início da pandemia, foram 1.574 óbitos registrados. Este número é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. É uma medida de segurança da Secretaria de Saúde, para evitar erros nos registros.

Mais 2.496 doses de vacinas aplicadas

Também na sexta-feira (13), as equipes da Secretaria de Saúde aplicaram 2.496 doses da vacina contra a covid-19 nos 10 postos disponíveis. Foram 2.237 doses de reforço, 238 aplicações de segunda dose, 13 de primeira e oito doses adicionais para imunossuprimidos.

No total, a cidade conta com 240.760 vacinados com a primeira dose, 223.931 com a segunda dose e 68.623 com a dose de reforço (terceira aplicação para o público em geral e quarta para imunossuprimidos). A dose única chegou a 6.805 pessoas desde o início da campanha de vacinação e a dose adicional a 1.230 imunossuprimidos.

Na sexta-feira, 617 idosos foram vacinados, sendo um com a primeira dose, um com a segunda dose e 615 com a dose de reforço. A dose de reforço também foi aplicada em seis pessoas com comorbidades e a dose adicional chegou a oito imunossuprimidos.

Uma gestante recebeu a primeira dose e uma puérpera foi vacinada com a segunda.

A Secretaria de Saúde também fez a aplicação da vacina em pessoas em situação de rua. Neste grupo, dois receberam a primeira dose, dois tiveram uma segunda aplicação e sete, a dose de reforço.

As equipes também aplicaram a segunda dose em 110 adolescentes e a primeira em três indivíduos entre 12 e 18 anos. Houve ainda a vacinação de 39 trabalhadores da saúde com o reforço.

Por faixa etária, foram 1.570 adultos vacinados com a dose de reforço, 124 com a segunda dose e seis com a primeira.

O acompanhamento da situação da covid-19 na cidade pode ser feito através do portal de monitoramento, disponível no site da Prefeitura: https://petropolis.rj.gov.br/pmp/

Decisão foi tomada após a primeira reunião do Comitê Gestor do espaço

O Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes, em Itaipava, foi reaberto na manhã deste sábado (15), após a primeira reunião do Comitê Gestor do espaço. O grupo, inicialmente criado em 2014 e que está sendo reativado após cinco anos, irá debater e alinhar medidas para realizar a manutenção do espaço.

“As fortes chuvas inviabilizaram as atividades, mas, assim que o tempo firmou, colocamos as equipes para o trabalho de forma emergencial para garantir a reabertura”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

O Comitê conta com integrantes do governo municipal e da sociedade civil organizada.

Primeira reunião foi realizada na semana passada, na Fiocruz; confira o perfil de cada integrante

A Prefeitura publicou, no Diário Oficial, decreto sobre a instalação de Comitê Científico para monitorar e assessorar as medidas de enfrentamento à covid-19. O grupo terá a missão de analisar o cenário da pandemia em Petrópolis e orientar as ações necessárias para deter a evolução do novo Coronavírus no município.

Entre as atribuições do Comitê, estão o monitoramento e a avaliação do desempenho do SUS em Petrópolis, bem como as atividades de vigilância, atenção à saúde, prevenção e controle de doenças; e a elaboração de recomendações à Vigilância Epidemiológica no combate à covid.

De acordo com o secretário de Saúde, Marcus Curvelo, o comitê terá uma função essencial ao assessorar a Prefeitura. "É fundamental ter uma equipe de especialistas qualificada para auxiliar o nosso trabalho do município no enfrentamento à pandemia. O Comitê Científico será um grande aliado neste processo", disse.

Confira a composição do Comitê Científico

Presidente: Marco Liserre - Infectologista pela Sociedade Brasileira de Infectologia, chefe do setor no Hospital Unimed e do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (SCIH/HMNSE), Liserre é diretor técnico do HMNSE e professor pelo Instituto de pós-graduação Carlos Chagas.

Félix Rosenberg: Diretor do Fórum Itaboraí: Política, Ciência e Cultura na Saúde, da Fiocruz; e Secretário Executivo da Rede de Institutos Nacionais de Saúde Pública da Comunidade de Países da Língua Portuguesa (RINSP/CPLP) e da Rede de Institutos Nacionais de Saúde da União de Nações Sul-Americanas (RINS/UNASUR), tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Epidemiologia Crítica, Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, Planejamento e Gestão e Sistemas de Qualidade.

Antônio Luiz Chaves Gonçalves: mestre em Doenças Infecciosas e Parasitárias pela UFRJ, é chefe do Serviço de Doenças Infecciosas e Parasitárias da Faculdade de Medicina de Petrópolis (FMP), onde é professor titular, e do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE).

Luís Eduardo Fontes: doutor em Saúde Baseada em Evidências pela UNIESP e mestrando em Saúde Baseada em Evidências com foco em Revisões Sistemáticas pela Universidade de Oxford, é especialista em Educação Médica, Medicina Hiperbárica, Medicina Intensiva e Clínica Médica. Coordena o grupo de pesquisa em Saúde baseada em evidências da FMP, onde é professor titular de Urgência e Emergência; além de coordenador do Módulo de Urgência e Emergência Internato.

Luís Arnaldo Magdalena Pereira: médico infectologista do Hospital Federal dos Servidores do Estado e do Serviço de Doenças Infecciosas do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (DIP/HMNSE), coordena o serviço de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital SMH Beneficência Portuguesa e é professor da FMP.

Cláudia Respeita: Superintendente de Atenção à Saúde do município de Petrópolis, é doutora e mestre em Enfermagem pela UFRJ, além de ser professora da Faculdade Arthur Sá Earp Neto.

Simone Sisnando Casal: Chefe da Divisão de Imunização da Secretaria de Saúde de Petrópolis, é enfermeira com residência em Neonatologia no Hospital Universitário Pedro Ernesto.

Alessandra Coutinho Pains: Coordenadora de Vigilância Epidemiológica no Departamento de Vigilância em Saúde da Prefeitura, é especialista em Enfermagem do Trabalho.

Alessandra Sauan do Espírito Santo Cardoso: graduada em Enfermagem pela UERJ e pós-graduada em Saúde Pública pela FMP, é mestre e doutora em Educação, além de professora assistente da FMP/FASE no curso de Enfermagem. Foi gerente de imunização de Petrópolis e coordenadora de Vigilância Epidemiológica de Petrópolis.

Leandro Pereira Lopes Serrano: formado em Farmácia Industrial e pós-graduado em Tecnologia Farmacêutica e Gestão da Qualidade, é mestre em microbiologia pela Embrapa e tem experiência profissional na indústria farmacêutica, atuando em áreas como controle de qualidade, tratamento de água para produção, implantação e desenvolvimento de boas práticas de fabricação, desenvolvimento de produtos e embalagem, relatório técnico de medicamentos e desenvolvimento em processo de fabricação, entre outros.

A CPTrans revogou a prorrogação de contrato com a Sinalpark, empresa que opera o estacionamento rotativo em Petrópolis. A extensão do contrato por dez anos foi feita no dia 28 de dezembro de 2020, quando ainda restavam cinco anos do período inicialmente contratado.

"Foi determinada a apuração deste fato e o Conselho de Administração da CPTrans entendeu que esta é a melhor solução. O debate sobre o estacionamento rotativo é importante para a mobilidade urbana do município e deve ser feito de forma clara e ampla", disse o prefeito Rubens Bomtempo.

A anulação da renovação automática do contrato foi aprovada pelo Conselho de Administração da CPTrans no dia 6 de janeiro. O presidente da Companhia de Trânsito e Transportes, Jamil Sabrá Neto, explicou o porquê da medida. "Há um contrato em vigor, que tem ainda um longo período de duração. Não se pode prorrogá-lo cinco anos antes do seu encerramento, sem nenhuma justificativa", afirmou Jamil.

Será aberto neste sábado (15), a partir das 13h, o cadastro para a vacinação contra a covid-19 de crianças de 5 a 11 anos, pelo site https://smspetropolis.net.br/cadastrarVacina.html. A campanha de imunização, que nesta primeira etapa inclui pessoas com comorbidade e com deficiência, começa na segunda-feira (17). O Governo do Estado enviou 1.650 doses para o município, que tem cerca de 26 mil crianças nesta faixa etária.

"Acreditamos que vacina no braço é o melhor caminho para enfrentar a pandemia. E as nossas crianças precisam dessa camada de proteção", disse o prefeito Rubens Bomtempo.

De acordo com o secretário de Saúde, Marcus Curvelo, as equipes técnicas organizaram um cronograma para garantir um processo de imunização organizado. "Estudamos as particularidades da vacinação das crianças e montamos o calendário que irá atender as crianças, de acordo com o número de doses que recebemos do governo federal", destacou.

Calendário

A primeira semana de vacinação será destinada às crianças com comorbidades.

- Dia 17: crianças com 11 e 10 anos;
- Dia 18: crianças de 9 e 8 anos
- Dia 19: crianças de 7, 6 e 5 anos.
- Dias 20 e 21: todo o público-alvo,
- Dia 22: Dia D, com uma grande campanha para vacinar o público que não aproveitou a oportunidade inicial.

Onde se vacinar

Haverá seis pontos fixos:

- UBS Quitandinha,
- UBS Itamarati,
- UBS Itaipava
- UBS Posse,
- Centro de Saúde Coletiva
- Casa da Educação Visconde de Mauá.

Também haverá vacinação itinerante em 15 pontos de apoio. Nestes locais, a vacinação será feita em uma data específica, ainda a ser divulgada, e não há a necessidade de agendamento. Importante dizer, também, que nestes casos a imunização será aberta para todo o público-alvo. Confira os locais:

- Lar Nossa Senhora das Graças (onde vivem 11 crianças),
- Lar Menino Jesus, onde residem quatro pessoas,
- Alto da Serra,
- Alto Independência,
- Duques,
- Amazonas,
- Primeiro de Maio,
- Duarte da Silveira,
- Fazenda Inglesa,
- Rocio,
- Escola Municipal Fábrica do Saber (entre a Estrada da Saudade e Cascatinha),
- Retiro,
- Carangola,
- Vale do Carangola,
- Bairro da Glória,
- Castelo São Manoel,
- Araras,
- Vale das Videiras,
- Manga Larga (em Itaipava),
- Vale do Cuiabá,
- Quilombo da Tapera,
- Pedro do Rio,
- Vila Rica,
- Secretário,
- Brejal.

Mais de 200 profissionais envolvidos

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, mobilizou mais de 200 pessoas no trabalho de vacinação das crianças de 5 a 11. Foi feito um treinamento, uma vez que o processo nesta etapa tem muitas diferenças em relação à vacinação de adolescentes e adultos. Será obrigatório um tempo de espera de 20 minutos, no ponto de vacinação – e, por conta disso, não é possível realizar a campanha no modelo drive-thru.

Além disso, a dose da vacina é menor do que a dos adultos (0,2 ml, ante 0,3 ml) e, por isso, o formato da seringa - que ainda não foi enviada pelo governo federal aos municípios - também é diferente das usadas anteriormente.

Com a redução dos acumulados pluviométricos das últimas 24 horas, a Secretaria de Defesa Civil retornou o município para o estágio operacional de observação, na manhã desta sexta-feira (14). A secretaria também emitiu um novo boletim geológico em que reduz para moderado o risco para deslizamento, visto que desde ontem (13), não há registro de chuva na cidade. Nos últimos oito dias, permaneceu válido o alerta para risco muito alto para escorregamentos de terra, principalmente no primeiro distrito. No período, a Prefeitura atuou de forma integrada, com agentes de todas as áreas de governo, para o atendimento de mais de 400 ocorrências, sendo a maior parte delas por deslizamentos, que somam 234 casos.

Ao todo foram realizadas 68 interdições a imóveis. A Prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência Social, mantém o suporte a 233 pessoas e estuda a melhor forma de atender as famílias com a destinação dos recursos adequados. “O município trabalha para garantir toda a assistência necessária para as pessoas que foram atingidas pelas chuvas intensas dos últimos dias e continua com todo o nosso efetivo atuante para fazer os reparos que ainda são necessários na cidade”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo.

Além de deslizamentos, a Defesa Civil realizou com o suporte das demais secretarias – de Obras, de Serviços, Segurança e Ordem Pública, da Comdep, da CPTRans e Administração – atendimento a chamados de quedas de árvores e postes, avaliações geológicas e de estruturas de residências e vias públicas, alagamentos e inundações. “Ainda temos previsão de pancadas de chuva para hoje, então continuamos atentos para a possibilidade de novas ocorrências. Pedimos a população que nos acione pelo 199 ao sinal de qualquer instabilidade em suas regiões”, destacou o secretário de Defesa Civil, o Tenente Coronel Gil Kempers.

A previsão para hoje (14) e para os próximos dias é de redução da nebulosidade e elevação gradual da temperatura. Entretanto, com a disponibilidade de umidade poderá haver áreas de instabilidades isoladas. Assim, para hoje e amanhã (15), as condições meteorológicas são de céu nublado a parcialmente nublado, com pancadas de chuva, de forma isolada, para os períodos da tarde e noite. A previsão detalhada para a cidade pode ser consultada através do link https://bit.ly/3vmRgZ2.

A Defesa Civil orienta que a população fique atenta às atualizações dos boletins e alertas que podem ser emitidos. Em caso de emergência, o telefone 199 deve ser acionado.

Petrópolis terminou a quinta-feira (13) com a taxa de ocupação dos leitos clínicos destinados para o tratamento da covid-19 no sistema público de saúde em 30% (nove internações). Já em UTIs do SUS, a taxa foi de 13,04% (três internações). A rede privada registrou quatro internações clínicas e uma de terapia intensiva.

As equipes da Secretaria de Saúde realizaram, até ontem, 219.282 testes, dos quais 50.517 tiveram resultados positivos e 167.820 negativos (considerando swab e rápidos).

Desde o início da pandemia, foram 1.574 óbitos registrados. Este número é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. É uma medida de segurança da Secretaria de Saúde, para evitar erros nos registros.

Óbito registrado:

Mulher, 81 anos, moradora do Caxambu. Internada no dia 08/01/2022 no Hospital Unimed. Óbito registrado no dia 09/01/2022 na mesma unidade de saúde. Paciente com doença neurológica crônica, doença cardiovascular crônica e diabetes mellitus.

Mais 2.141 doses de vacinas aplicadas

Também na quinta-feira (13), as equipes da Secretaria de Saúde aplicaram 2.141 doses da vacina contra a covid-19 nos 10 postos disponíveis. Foram 1.849 doses de reforço, 284 aplicações de segunda dose e 8 de primeira.

No total, a cidade conta com 240.747 vacinados com a primeira dose, 223.693 com a segunda dose e 66.386 com a dose de reforço (terceira aplicação para o público em geral e quarta para imunossuprimidos). A dose única chegou a 6.805 pessoas desde o início da campanha de vacinação e a dose adicional a 1.222 imunossuprimidos.

Na quinta-feira, 553 idosos foram vacinados, sendo três com a segunda dose e 550 com a dose de reforço. A dose de reforço também foi aplicada em 23 pessoas com comorbidades. Três gestantes receberam a segunda dose.

A Secretaria de Saúde também fez a aplicação da vacina em pacientes crônicos internados em instituições de longa permanência. Neste grupo, quatro pessoas receberam a primeira dose e 11, a segunda.

As equipes também aplicaram a segunda dose em 114 adolescentes. Houve ainda a vacinação de 25 trabalhadores da saúde com o reforço.

Por faixa etária, foram 1.251 adultos vacinados com a dose de reforço, 153 com a segunda dose e quatro com a primeira.

O acompanhamento da situação da covid-19 na cidade pode ser feito através do portal de monitoramento, disponível no site da Prefeitura: https://petropolis.rj.gov.br/pmp/

Pagina 3 de 1751