A reunião, que faz parte da sétima etapa de desenvolvimento do plano, foi realizada nesta terça-feira no auditório da Cervejaria Bohemia

Técnicos da Fapur, Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica da UFFRJ, apresentaram nesta terça-feira, a pesquisa feita ao longo dos últimos 11 meses e que vai nortear o trabalho de elaboração participativa de diretrizes e bases para o Plano Diretor do Turismo de Petrópolis.

Estiveram presentes a secretária de Turismo de Petrópolis, Silvia Guedon, a diretora de Turismo e Eventos, Evany Noel, além de outros representantes da Secretaria de Turismo de Petrópolis; membros do Comtur, o Conselho Municipal de Turismo; do trade turístico; da imprensa e diversas instituições ligadas ao setor na cidade.

A apresentação do trabalho desenvolvido pela Fapur, fase 7 de 10, foi dividido em duas partes. Pela manhã, os presentes tiveram acesso às informações referentes ao inventário da oferta turística, o diagnóstico quantitativo e qualitativo da demanda turística potencial, o perfil do turista que visita à cidade, a estimativa da importância do setor para a economia, em geração de empregos, além do diagnóstico situacional.

“O estudo vai nortear o planejamento, a gestão e captação de investimento para o turismo ao longo dos próximos anos. Um estudo complexo e importantíssimo para esta que é uma das nossas principais vocações”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo.

Na parte da tarde, os presentes foram divididos em 6 diferentes grupos, formados por pessoas de diferentes setores ligados ao turismo. Com base nas informações apresentadas eles responderam ao questionário “Perfil da Demanda Desajada”. Em um segundo momento, puderam apontar os pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças.

“Foi uma ação super positiva, assim como toda reunião. As políticas públicas de turismo têm que ser construídas ouvindo quem de fato trabalha na área. Esse diálogo é fundamental para que possamos ter um turismo planejado, organizado e profissional em Petrópolis”, frisou Raquel Neves, presidente da Associação de Guias de Petrópolis.

Os grupos apresentaram brevemente as suas conclusões, em cima da análise de cada ponto. Uma fase contributiva que servirá de base para a próxima reunião, no dia 07 de dezembro, quando será elaborado e apresentado um plano de desenvolvimento da atividade turística com objetivos, estratégias, programas e projetos.

“Pudemos levantar problemas, ameaças e oportunidades que são conhecidas e merecem atenção especial. Estamos concluindo o Plano Diretor, que é algo da maior importância para que possamos entregar um turismo altamente qualificado”, salientou Gastão Reis, representante da Firjan.

Durante a elaboração do trabalho, por parte dos técnicos da Fapur/URFFJ, foram feitas duas pesquisas de campo, perfil da demanda turística, inventariação da oferta hoteleira, além de trabalhos de gabinete. A tecnologia também foi utilizada a favor. “Utilizamos o georreferenciamento para localizar as informações dentro do município. Digo que o Plano Diretor do Turismo de Petrópolis vai ser o mais moderno e em sintonia com o que a gente vislumbra hoje”, afirmou o coordenador do estudo, Joilson Cabral, que destacou ainda que Petrópolis vai lançar o Plano Diretor logo após o Plano Estratégico do Estado, com informações muito importantes e norteadoras, tanto para o desenvolvimento de políticas públicas, quanto para o trade turístico.

A próxima reunião está marcada para o dia 07 e dezembro, também do Auditório da Cervejaria Bohemia, das 9h às 18h, com 1h30 de almoço, entre 12h30 e 14h. A previsão é que o Plano Diretor do Turismo de Petrópolis seja entregue em meados de dezembro. Após será apresentado ao Comtur e enviado à Camara Municipal.

“A metodologia de pesquisa da Fapur foi apresentada ao longo destes 11 meses para os membros do Comtur, para que todos tivessem a oportunidade de tirar dúvidas. Pudemos trocar ideias a partir do que nos foi apresentado para que, de forma democrática, possamos construir um Plano Diretor de Turismo que atenda a todos”, frisou a secretária de Turismo, Silvia Guedon.

Cadastro é para quem deseja ingressar na rede e será feito pelo site da Prefeitura

Começa nesta quinta-feira (1), o prazo para a pré-matrícula para alunos que desejam ingressar na rede municipal de ensino. A inscrição pode ser feita no site de Matrícula da Prefeitura até o dia 15 de dezembro. O cadastro é para a pré-escola (3º ao 5° períodos da Educação Infantil) ao nono ano do Ensino Fundamental e também para a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O resultado da pré-matrícula da rede municipal será divulgado no site da Prefeitura no dia 23 de janeiro de 2023. A efetivação da matrícula deverá ser feita na própria unidade escolar, nos dias 1, 2 e 3 de fevereiro do ano que vem.

Para a efetivação da matrícula é preciso levar os seguintes documentos originais e cópias: Certidão de Nascimento, documento de identidade e do CPF do aluno; declaração escolar constando a situação do aluno para o ano subsequente ou Histórico Escolar original; Carteira de Identidade e CPF do responsável; comprovante de residência atualizado; duas fotos em formato 3x4; carteira de vacinação atualizada; comprovante do tipo sanguíneo e fator RH (Lei Municipal n.º 7216, de 27 de agosto de 2014); cartão do Auxílio Brasil (caso seja beneficiário); Cartão do SUS e parecer clínico específico para alunos da Educação Especial.

Pré-matrícula para a EJA também poderá ser feita nas unidades escolares

Além do site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br), a pré-matrícula para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) também pode ser feita nas unidades escolares (de escolha do aluno ou aluna). O prazo para o cadastro começa nesta quinta-feira (1) e vai até 15 de dezembro.

Na rede municipal de ensino, 12 unidades contam com a EJA. São elas: E.M. Bataillard, E.M. Governador Marcello Alencar, E.M. Rosemira de Oliveira Cavalcanti, E.M. Prefeito Jamil Sabrá, Liceu Municipal Carlos Chagas Filho, E.M. Monsenhor João de Deus Rodrigues, E.M. Johann Noel, E.M. Professora Maria Campos da Silva, E.Mza. Hercília Henriques Moret, E.Mzda. Moyses Furtado Bravo, E.P. São Pedro de Alcântara e Casa da Educação Visconde de Mauá. O cadastro deve ser feito no horário de funcionamento de cada escola.


Mais de 3.700 bueiros foram limpos nos últimos 15 dias por equipes do município

A grande força-tarefa montada pela Prefeitura, por meio da Companhia do Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) para garantir o escoamento e a drenagem das águas pluviais já pode ser traduzido em números. O trabalho para evitar inundações já avançou em 15 regiões, com mais de 3,7 mil bueiros limpos nos últimos 15 dias.

Caminhões vacol, reforço nas equipes e retentores

Entre as medidas tomadas pela Prefeitura, estão a chega de três caminhões vacol, contratados pela atual gestão, e aumento da força de trabalho. Além disso, a ação inclui alternativas para minimizar os impactos do período chuvoso, como a instalação de retentores de resíduos nos bueiros.

Essa medida teve inicio na Rua Coronel Veiga e vai se entender por todo o Centro Histórico. Com o retentor, os materiais descartados de forma irregular são contidos, e não mais arrastados para dentro dos rios e córregos. O dispositivo também facilita a limpeza, diminuindo o entupimento e prevenindo alagamentos. Ao todo, cerca de mil equipamentos estão sendo instalados nesse primeiro momento.

Limpeza no sistema de drenagem chega ao Centro

A operação de limpeza do sistema de drenagem chega ao Centro Histórico na próxima semana, e será realizada no período noturno, com o objetivo de minimizar o impacto na mobilidade urbana.

Agora, as intervenções avançam em 15 pontos: Corrêas, Nogueira, Centro, Bingen, Quitandinha, Castelânea, Alto da Serra, Morin, Chacara Flora, Saldanha Marinho, Independência, Mosela, Caxambu, Coronel Veiga e Av. Barão do Rio Branco.

O prefeito Rubens Bomtempo ressaltou que essas ações reforçam o compromisso da gestão municipal em dar mais celeridade ao trabalho de prevenção e de cuidado com a cidade.

“Estamos trabalhando em várias frentes de trabalho para devolver e manter os sistemas de captação de águas funcionando adequadamente. A Secretaria de Obras vai fazer os reparos necessários e a substituição das tampas de bueiros danificadas. Todo o governo trabalha para que nossa cidade tenha um verão mais seguro”, destacou.

Ainda como medida preventiva, a Prefeitura está intensificando alguns serviços, como a poda de árvores e o desassoreamento dos rios e córregos, que está sendo realizado em conjunto com o Instituto Estadual do Ambiente (INEA).


A Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde está, mais uma vez, ampliando o número de locais de vacinação contra a influenza, em Petrópolis. Agora, além do posto volante montado no terminal do Centro, outra estrutura está sendo disponibilizada e vai funcionar de forma itinerante, nos terminais do Itamarati, Corrêas e Itaipava.

Mantendo os horários de 12h30 às 16h30 – com exceção dos dias de jogos da seleção brasileira, quando as estruturas funcionarão de 8h às 11h – os postos itinerantes vão funcionar de segunda-feira a sexta-feira, em dias alternados. “Com a instalação desses novos locais, queremos aumentar a cobertura vacinal de toda a população. A vacina contra a influenza está disponível para todo o público acima dos seis meses de vida”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

“Com essa logística, sem dúvida, estamos facilitando a assistência e atendimento à população. No terminal do Centro, onde o fluxo de pessoas é mais intenso, o posto volante será montado de segunda a sexta-feira, enquanto nos outros três funcionarão em dias alternados”, explica o secretário de Saúde, Marcus Curvelo.

A medida foi determinada pelo prefeito Rubens Bomtempo. Também está sendo estudada a possibilidade de levar, também, os imunizantes contra a covid-19, com o intuito de facilitar o acesso dos pacientes que porventura tenham dificuldades de chegar aos postos.

Confira o calendário:

Segunda-feira – Terminal Itamarati
Terça-feira – Corrêas
Quarta-feira – Itaipava
Quinta-feira – Corrêas
Sexta-feira – Itamarati/Itaipava

Imunização está sendo realizada mediante agendamento para evitar perda de doses

Quarenta e quatro bebês com comorbidades ou com deficiência permanente foram imunizados contra a covid-19, em Petrópolis, até a manhã desta terça-feira (29). A vacinação desse público começou a ser realizada pela Prefeitura no último dia 21 de novembro e está sendo realizada mediante agendamento, para evitar a perda de doses, já que o município recebeu apenas 410 delas.

“A vacinação é fundamental tanto para a proteção das nossas crianças quanto de toda a população. O agravamento da doença tem sido percebido em pessoas não vacinadas ou com o ciclo vacinal incompleto. No caso dos bebês com comorbidades e com deficiência, eles estão ainda mais vulneráveis ao vírus. Por isso, é essencial que pais e responsáveis levem seus bebês aos postos”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

O agendamento para aplicação da vacina deve ser feito através dos telefones: (24) 2233-2674 ou pelo whatsapp: (24) 99220-2104. Para receber o imunizante, pais e responsáveis precisam comprovar a comorbidade e deficiência permanente da criança. As informações serão solicitadas pela equipe da Divisão de Imunização no momento dos agendamentos e os comprovantes apresentados no momento da aplicação da vacina. O novo público receberá três doses. Porém, será necessário realizar um intervalo de quatro semanas da primeira para a segunda dose e de oito semanas para a terceira.

“O agendamento é importante porque as vacinas têm prazo de validade e após o descongelamento, os imunizantes da Pfizer, por exemplo, só duram 31 dias. Como recebemos um lote pequeno, a preocupação é com a falta de doses para atender a esse novo público”, disse.

Anúncio foi feito pelo prefeito Rubens Bomtempo durante conferência do CMDCA


Petrópolis vai ganhar mais um Conselho Tutelar e outra unidade do Núcleo de Atendimento Psicológico Especializado – Infantojuvenil (NAPE) - para vítimas de violência. O anúncio foi feito pelo prefeito Rubens Bomtempo durante a 10ª Conferência da Criança e do Adolescente, realizada no dia 18, no Colégio Santa Catarina. O evento foi promovido pela Prefeitura e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

“Petrópolis terá um terceiro Conselho Tutelar e também uma unidade do NAPE. Que essa discussão avance dentro do CMDCA para que possamos juntos fortalecer essa rede proteção”, disse o prefeito Rubens Bomtempo. “Estamos falando hoje aqui de articulação e união. Todos juntos por uma causa que é a proteção das nossas crianças e adolescentes”, ressaltou o prefeito.

Para a presidente do CMDCA, Luciane Bomtempo, a criação de novas unidades é uma garantia ainda maior dos direitos das crianças e dos adolescentes. “Nenhuma política pública avança sem a participação popular. A realização dessa conferência é uma mensagem de que juntos vamos conseguir avançar na política de proteção das crianças e dos jovens”, frisou.

O vice-presidente do CMDCA, Claudio de Souza (Projeto C3) falou sobre a importância de estar realizando uma conferência após as chuvas de fevereiro e março. “É um momento importante, de reflexão e fortalecimento de políticas públicas, depois de tudo que a cidade passou”, ressaltou. Cláudio também recebeu o selo Cidadão Voluntário, concedido durante a conferência para entidades e pessoas que se destacaram com ações voluntárias durante as chuvas.

A secretária de Educação, Adriana de Paula ministrou a palestra de abertura da conferência, com o tema: “Situação dos direitos humanos de crianças e adolescentes em tempos de pandemia pela Covid-19, violações e vulnerabilidades, ações necessárias para reparação e garantia de políticas de proteção integral, com respeito à diversidade”. Adriana apresentou as ações realizadas pela Prefeitura no retorno às aulas pós pandemia e durante as chuvas, quando algumas unidades da rede municipal estavam sendo usadas como pontos de apoio.

A implantação do projeto Espaços Seguros e Amigáveis (que aconteceu no horário referente ao período escolar, quando as crianças e jovens participaram de atividades culturais e pedagógicas realizadas por grupos de voluntários cadastrados pelo município, além de receberem alimentação) e os atendimentos da Psicologia de Emergência estavam entre as ações apresentadas. “Foi um projeto importante para as crianças e adolescentes que estavam abrigadas”, elogiou o promotor de Justiça da Infância e da Juventude de Petrópolis, Odilon Lisboa Medeiros.

A 10ª Conferência da Criança e do Adolescente também contou com apresentação do coral da Creche São Charbel do maestro Marco Aurê. As crianças do coral também ganharam livros do projeto de Educação Antirracista, desenvolvido nas escolas da rede municipal. Durante a conferência também foram aprovadas 25 propostas em cinco eixos, que farão parte do relatório final, e foram eleitos os delegados da sociedade civil e do governo, que irão representar o CMDCA na conferência estadual. “Essa conferência reuniu pessoas que efetivam a rede de proteção da criança e do adolescente”, pontuou o promotor de Justiça da Infância e da Juventude de Petrópolis, Vicente de Paula Mauro Junior.

Defesa Civil reuniu representantes de Nudecs, que receberam certificados e kits

Fortalecer a cultura da prevenção e ampliar ainda mais as ações para tornar Petrópolis mais resiliente: com este foco, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, realizou uma série de atividades nesta terça-feira (29/11). Durante o evento, realizado no Instituto Teológico Franciscano, o fortalecimento dos Núcleos Comunitários de Defesa Civil (Nudecs) foi uma das principais pautas.

Os representantes dos Nudecs receberam, além de certificados de formação, kits para ampliarem a capacidade de trabalho. Os representantes dos núcleos terão novos coletes, capacetes, lanternas, camisas e megafones. “Hoje é o Dia Municipal de Redução de Risco de Desastre. O Plano de Contingência para o verão 2022/2023 foi planejado para fazer com que Petrópolis seja uma cidade cada vez mais resiliente e preparada”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo.

O evento contou com a presença do diretor-geral da Defesa Civil estadual, coronel Albino Lourenço, que ressaltou: uma cidade resiliente começa com a ação de cada cidadão. “Na presente data, devemos pensar nas ações que cada pessoa pode e deve fazer em situação de emergência, onde a população tem que ter em mente a premissa: como posso auxiliar a tomada de decisão para prevenção de desastres no município em que resido? Encontrando assim, como resposta, ações de prevenção de risco”, disse.

O secretário de Proteção e Defesa Civil, Gil Kempers, destacou a importância de estimular a cultura de prevenção e redução de desastres no município. “Esta data é para fomentar a cultura de prevenção e redução de desastres no município. Iniciativas como este evento, contribuem para incentivar isso em cada pessoa”, disse.

Também foram homenageados os parceiros e apoiadores do processo de fortalecimento dos Nudecs: o Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH); Cáritas do Brasil; Cáritas Alemanha; Plataforma Abrace uma Causa.

Documento enviado ao governador Cláudio Castro reforça importância da parceria entre os entes federados

O prefeito Rubens Bomtempo enviou ofício ao governador Cláudio Castro solicitando o início imediato de obras que foram assumidas pelo Governo do Estado, mas ainda não tiveram início.

A solicitação de apoio ao Estado, enviado também para o secretário de Infraestrutura e Obras, Rogério Brandi, foi para as seguintes áreas: Estrada do Paraíso, no Sargento Boening; Ruas 1º de Maio e Paulista, no Castelânea; Vila Vasconcelos, também no Castelânea; Chácara Flora; Rua Uruguai, no Quitandinha; e Bartolomeu Sodré, no Caxambu.

"O estado de calamidade pública foi prorrogado até o fim do verão, pois temos a necessidade de manter não apenas a população, mas todos os entes federados, em alerta máximo. Precisamos de muita união para superar os efeitos dessa catástrofe. Por isso, estamos pedindo ao governador o início imediato das obras. Tenho a certeza que, juntos, faremos um amplo programa de reconstrução da cidade", disse o prefeito Rubens Bomtempo.

"Prefeitura e Estado executaram uma primeira etapa de obras de restabelecimento e reconstrução. O município refez as margens dos rios do Bingen e Barão do Rio Branco, reconstruiu a Saldanha Marinho e o trecho da Piabanha, após a entrada das Duchas, que havia sido destruído. O Estado, por sua vez, assumiu importantes obras, como as da 24 de Maio, a Washington Luiz e a Batata-Frita. Agora todos nós precisamos avançar. O município está licitando uma série de intervenções, mas precisa do apoio dos outros entes", afirmou Bomtempo.


Nesta quarta, celebração religiosa abre programação; o show acontece no dia 1º de dezembro, na Praça da Liberdade

Um missa na Catedral São Pedro de Alcântara abre a programação do Natal Imperial nesta quarta-feira (30), às 19h. O evento é realizado pela Prefeitura com patrocínio da Claro, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (LIC) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro, e com a curadoria da Dell´Arte (empresa licitada pela Prefeitura, por meio do Instituto Municipal de Cultura - IMC).

Na quinta-feira (1º de dezembro) acontece grande show com o cantor Ivan Lins, no palco montado na Praça da Liberdade, a partir das 20h. Também na Praça da Liberdade a partir das 18h30 tem a Fanfarra de Natal com o Grupo Andança e apresentação musical com a Dupla do Rio.

“Serão 40 dias de programação com mais de 190 apresentações em 17 espaços. São mais de 350 artistas envolvidos, sendo 90% deles petropolitanos, valorizando o artista local. Depois que tudo que passamos, estamos muito felizes de estar realizando essa grande festa”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Os jogos da Copa do Mundo FIFA Catar 2022 também fazem parte da programação do Natal Imperial. As partidas começam a ser transmitidas no dia primeiro de dezembro, quinta-feira. A montagem do telão da Claro será montado na Praça da Liberdade (fundo do palco).

A programação no Palácio de Cristal também começa no dia primeiro de dezembro, a partir das 20h com a apresentação do Coral dos Anjos. “Temos programação cultural em vários locais como as regiões de Cascatinha, Nogueira, Pedro do Rio e Posse. Levando cultura e arte para toda a cidade”, disse a secretária de Cultura, Diana Iliescu. A programação completa está disponível no site https://web2.petropolis.rj.gov.br/natal-imperial/.


 

O Cine Humberto Mauro, no Centro de Cultura, recebe a partir desta quinta-feira (1º de dezembro), a 3ª Mostra Cinemas do Brasil. O projeto é idealizado e coordenado por Eudaldo Monção Jr (Memorabilia Filmes), tendo nesta terceira edição a coprodução de Priscila Urpia (Bem Dita Pauta) e apoio da Prefeitura, por meio do Instituto Municipal de Cultura (IMC). As exibições, todas gratuitas, seguem até o dia 28 de dezembro.

A mostra já esteve presente em diversas cidades e cinematecas do Brasil, além de contar com exibições no exterior. Esta edição ainda conta com dois filmes realizados em Petrópolis: Guarany Eu sou o menino do Cinema Paradiso e Cinema é Drops, ambos da diretora petropolitana Aline Castella.

A terceira edição da Mostra Cinemas do Brasil reúne 31 filmes sobre cinemas, personagens e cineclubismo. Pensada como janela de exibição de filmes que retratam as histórias dos cinemas de rua extintos ou em processo de reabertura, personagens de cinema e ações cineclubistas, a curadoria pretende dar visibilidade a obras que exaltam as salas de cinema fundamentais para o audiovisual brasileiro, além de dialogar com a importância do retorno destes espaços.

Confira a programação:

01 de dezembro, quinta-feira, 19h: Sessão Cinema em toda parte
Cine Art 7: Os descaminhos da memória de Phelipe Janning. Brasil, 2007. Documentário. 34’
Ojú Onà de Clementino Junior. Brasil, 2011. Documentário. 25’
Salas universitárias de cinema no Brasil de Cíntia Langie. Brasil, 2020. Documentário. 17’50”
Vozes da Memória de Raissa Dourado. Brasil, 2019. Documentário. 33’28”. Classificação indicativa livre

02 de dezembro, sexta-feira, 19h: Sessão Proibida
Rua da Carioca, 49 de Daniel Mata Roque. Brasil, 2015. Documentário. 18’45”. Classificação indicativa 14 anos
Em Busca do Gozo Perdido de Alex Mountfort e Fernando Frias. Brasil, 2007. Documentário. 15’56”. Classificação indicativa 14 anos
Cineminha de David Cejkinski. Brasil, 2008. 5”30”. Classificação indicativa 14 anos

08 de dezembro, quinta-feira, 19h: Sessão Por trás da tela
O projecionista de Vinicio Marzano. Brasil, 2018. Documentário. 1’10”
Abelardo de Ane Siderman. Documentário. 15’34”. Classificação indicativa livre

09 de dezembro, sexta-feira, 19h: Sessão Protagonistas de Cinema
Guarany – Eu sou o menino do Cinema Paradiso de Aline Castella. Brasil, 2019. Documentário. 16’16”
A Rosa púrpura da Fradique de Débora Filgueiras. Brasil, 2021. Documentário. 13’55”.
Marius Bell em cartaz de George Augusto Silva de Menezes. Brasil, 2021. Documentário. 25’
Coleção Preciosa de Rayssa Coelho e Filipe Gama. Brasil, 2021. Documentário. 15’
Drops Cine Marrocos de Fernanda Petit. Brasil, 2020. Documentário. 13’21”
Cine Aurélio de Kennel Rógis. Brasil, 2021. Documentário. 16’31”. Classificação indicativa livre

15 de dezembro, quinta-feira, 19h: Sessão Subúrbio em Transe
Cine Guaraci de Luiz Claudio Motta Lima. Brasil, 2021. Documentário. 14’53”. Classificação indicativa 10 anos
Cine Vaz Lobo: média metragem de Luiz Claudio Lima. Brasil, 2019. Documentário. 47’13”. Classificação indicativa 10 anos
Making of Cine Vaz Lobo de Vitor Gracciano e Ricardo Rodrigues. Brasil, 2015. Documentário. 14’. Classificação indicativa 10 anos

16 de dezembro, sexta-feira, 19h: Sessão Diálogos com o Cinema
A Gal and A Gun de Raquel Gandra. Brasil, 2013. Experimental. 2’
8 Quadras de Oda Rodrigues. Brasil, 2020. 3’06”
Dias de Glória de Cervantes Sobrinho. Brasil, 2016. Documentário. 20’57”. Classificação indicativa livre

22 de dezembro, quinta-feira, 19h: Sessão Memórias de Cinema
Cinema é drops de Aline Castella. Brasil, 2021. Documentário. 16’. Classificação indicativa 12 anos
Adeus Paissandu de Francis Ivanovich. Brasil, 2021. Documentário. 15’. Classificação indicativa livre
Cinemas de rua de Aracaju de Eudaldo Monção Jr. e Juliana Vila Nova. Brasil, 2021. Documentário. 12’14”. Classificação indicativa livre
Cultural de Armando Lima. Brasil, 2019. Experimental. 06’04”. Classificação indicativa 12 anos
A última sessão de Fernanda Petit. Brasil, 2020. Documentário. 20’. Classificação indicativa livre
Cinema morto de Elivelton Tomaz. Brasil, 2018. Documentário. 1’. Classificação indicativa livre
Cine Metro – Experiência imersiva de Eduardo Calvet. Brasil, 2021. Documentário. 09’07” Classificação indicativa livre

28 de dezembro, quarta-feira, 19h: Sessão Cinema de Rua e Novas Mídias
Uma invenção sem futuro de Francisco Miguez. Brasil, 2021. Documentário. 22’52”
101% de Filipe Gama. Brasil, 2020. Documentário. 20’06”. Classificação indicativa 10 anos

@memorabiliafilmes
https://www.facebook.com/cinemasdobrasil

Pagina 4 de 1844