Apenas em Araras, foram 167 luminárias que passaram por manutenção na última semana.

Desde o início da operação da nova empresa de manutenção da iluminação pública no município, mais de 600 pontos foram recuperados. A Vasconcelos e Santos LTDA começou a operar no dia 3 deste mês, trabalho que teve como primeira etapa a região de Araras, onde foram feitas manutenções em 167 pontos. Foram iluminados pontos em locais como as estradas Bernardo Coutinho, Mombaça e Manoel Marques. Para dar celeridade aos pedidos de manutenção do parque de iluminação pública por toda a cidade, o governo municipal e a empresa organizaram um cronograma de atendimento por bairros.

“O novo contrato do serviço de iluminação pública permitiu uma economia aos cofres públicos. Negamos um reajuste no contrato anterior, que custaria todos os anos R$ 1,2 milhões a mais para o contribuinte e fizemos um novo processo licitatório, onde conseguimos fazer com que o valor pago caísse de 6,5 milhões por ano para R$ 4,6 milhões. Garantimos uma economia de 30%, além de incluir nesse novo contrato a expansão do trabalho de eficientização com luminárias de LED por toda a cidade”, ressalta o governo interino.

Além de Araras, o trabalho já recuperou pontos no Alto da Serra, no Centro, na Vila Felipe, no bairro da Glória, no Bingen e também passou por bairros como Bonsucesso, Carangola, Cascatinha, Correas, Duques, Floresta, Itamarati, Nogueira, Quitandinha, Retiro e Valparaíso. O cronograma de serviços assumido pela nova empresa vai zerar uma demanda de pedidos de manutenção em diferentes locais da cidade, que conta com cerca de 40 mil pontos.

Durante a fase de transição de empresas, o próprio Departamento de Iluminação Pública, que é vinculado à secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública - SSOP, deu sequência ao atendimento à população. “Foram feitos trabalhos em locais como a Rua do Imperador, o Bosque do Imperador, no Alto da Serra, e em diversos bairros da cidade. A demanda maior, no entanto, está sendo sanada agora com a chegada da nova empresa. Por isso, organizamos um cronograma de atendimento, que já foi debatido com a empresa que, neste primeiro momento, atuará focada em dar prioridade aos pedidos que foram recebidos pelo departamento de iluminação pública neste período”, informa a secretária de Serviços, Segurança e Ordem Pública.

O mapeamento que inclui 19 áreas tem como primeiro alvo de atuação os bairros Araras e Vale das Videiras, onde o levantamento prevê a manutenção de 195 pontos. A segunda etapa envolve a área 1, Alto do Serra, Morin e Meio da Serra, com 168 pontos, e a área 11 (Castelânea, Chácara Flora, Sargento Boening, São Sebastião e Siméria), com 155 pontos. “É uma plano de oito etapas e que acontece simultaneamente, durante o dia e à noite, em diferentes bairros da cidade. O objetivo é finalizar essa demanda acumulada até o fim do mês”, ressalta a secretária de SSOP.

“Antecipamos o início da operação na última quinta-feira e começamos hoje (8) com todo o efetivo da empresa. Vamos trabalhar, neste momento, para zerar a demanda existente e, depois, organizar a manutenção periódica. A próxima etapa da operação contará com o lançamento de um novo aplicativo e canais de atendimento da empresa, que atuará dia e noite”, avalia o coordenador de iluminação da Vasconcelos e Santos.

Programação da semana

Nesta terça-feira (14), o trabalho acontece no Carangola, São Sebastião, Castelânea e Simeria. Amanhã (15), as equipes atuam em Itaipava, Quitandinha e Posse, trabalho que permanece nessas localidades até sexta-feira (17).


As equipes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias atuam para a segurança e manutenção do ponto de apoio de comunicação por rádio localizado no Morin. A serviço do órgão, o equipamento que oferece suporte para interface com os demais setores de segurança em situações de emergência, tem sido alvo de depredação e atos de vandalismo. A situação preocupa a Defesa Civil, tendo em vista que a frequência de rádio é um importante instrumento para o atendimento a ocorrências, especificamente quando os demais meios de comunicação ficam indisponíveis.

Para garantir a preservação do local, a Defesa Civil instalou sinalização e equipamentos para conscientizar a população e impedir que o equipamento seja novamente danificado e consequentemente, que a transmissão do sinal para a comunicação por rádio volte a ser prejudicada. “Estamos lidando frequentemente com dificuldades no local. É muito importante contar com a ajuda da própria população para evitar que os atos de vandalismo ocorram. Sem essa estrutura perdemos o sinal para a comunicação de rádio, que é uma importante alternativa quando, por alguma ocorrência, perdemos outros meios de comunicação com os demais órgãos de segurança”, destaca o subsecretário da Defesa Civil, reforçando que os rádios contribuem para a agilidade dos atendimentos durante as ocorrências.

A freqüência de rádio é obtida por meio da Rede de Operações de Emergência de Rádio Amadores (ROER), que atua em parceria com a Defesa Civil desde 2017. Os radioamadores já colaboraram até mesmo para a elaboração de planos de contingência de Inverno e Verão de Petrópolis, além de testes de sirenes do Sistema de Alerta e Alarme. A rede atua quando todos os demais meios de comunicação param de funcionar, como já ocorreu na cidade em grandes tragédias como em 2011, no Vale do Cuiabá e em 2013, na Vila São Joaquim, no Quitandinha.

“Esse é um equipamento que garante a segurança da população em situação de tragédias e estamos enfrentando grande dificuldade para manter o sistema funcionando, infelizmente, em virtude da depredação causada por parte da própria população”, frisou o subsecretário da Defesa Civil. Além de danos à estrutura, frequentemente os equipamentos importantes para o funcionamento do serviço, são roubados. Além de placa de sinalização sobre o serviço realizado no local, o equipamento também passa a contar com sistema de vigilância do Centro Integrado de Monitoramento e Operações de Petrópolis (CIMOP), com base na sede Defesa Civil.

Aplicação de vacina para este grupo começa nesta quarta-feira (15.09)

O governo municipal confirmou que a cidade vai começar a vacinar amanhã (quarta-feira, dia 15) adolescentes sem comorbidades. A vacinação contra a covid-19 deste grupo será feita de forma escalonada: o primeiro público a ser chamado será o de adolescentes com 17 anos, que podem se cadastrar já a partir da tarde de hoje (terça-feira, dia 14). O cadastro é obrigatório, para evitar aglomeração nos postos e garantir que todos os que cheguem aos postos encontrem a vacina, e deve ser feito no site da Prefeitura, o www.petropolis.rj.gov.br.

A ampliação da campanha será possível com a chegada de novos lotes da Pfizer no município, o que está previsto para amanhã. “Estamos avançando na campanha de vacinação com organização e responsabilidade. Neste momento as equipes da Vigilância em Saúde trabalham com um controle e uma organização ainda maiores, uma vez que estamos atendendo, simultaneamente, vários públicos diferentes, cada um com suas especificidades”, destaca o governo interino.

O Ministério da Saúde já havia anunciado o envio de lotes maiores da Pfizer exatamente para que fosse possível atender a demanda do público adolescente, que recebe especificamente este imunizante. A Secretaria de Saúde, segue vacinando todos os demais públicos que fazem parte do Plano Nacional de Operacionalização da vacinação contra a covid-19.

A vacinação de adolescentes será concentrada em quatro pontos da cidade: Centro de Saúde Coletiva Professor Manoel José Ferreira, no Centro; Clube Palmeira, no Itamarati; Esporte Clube Magnólia, no Bingen; e Parque Municipal, em Itaipava.

“Iniciamos nesta semana a aplicação das doses de reforço em idosos com mais de 90 anos e em pessoas que tem imunidade baixa (imunossuprimidos). As equipes seguem vacinando os idosos institucionalizados e, em paralelo, seguimos também vacinando gestantes, puérperas, lactantes e a população maior de 18 anos com a aplicação de primeira e segunda dose. O cadastro é fundamental para que a logística seja organizada e é uma garantia de que a pessoa que vai ao ponto de vacinação receberá o imunizante”, explica o secretário de Saúde, lembrando que idosos com mais de 90 anos não precisam se cadastrar para receber a dose de reforço.

“No caso dos idosos com mais de 90 anos, não é preciso preencher cadastro para receber a dose de reforço. Basta que eles retornem ao local onde receberam as doses anteriores – UCP Benjamin Constant (Centro) e Parque Municipal em Itaipava”, explica o secretário. A orientação é para que estes idosos com observem o cartão de vacinação, confiram a data em que receberam a segunda dose, pois a dose de reforço deve ser aplicada com um intervalo de seis meses após a segunda dose.

A vacinação segue sendo realizada em 13 diferentes pontos da cidade. Até segunda-feira (13/09), Petrópolis tinha 221.109 pessoas que receberam a primeira dose ou dose única do imunizante e 116.767 pessoas que concluíram o esquema de vacinação recebendo a segunda dose ou dose única do imunizante. Até o momento, 383 pessoas receberam a dose de reforço, entre idosos institucionalizados, idosos com mais de 90 anos e pacientes imunossuprimidos.

O "IMC nas Redes – Conversas Culturais" terá como tema o edital Maria Luisa, que vai contemplar até 77 projetos de apresentações culturais no município. O objetivo é usar a live para esclarecer as dúvidas dos interessados em participar através do bate-papo das plataformas. O encontro virtual será transmitido nas redes sociais da prefeitura (Facebook e Youtube), na próxima quarta-feira (15/09), às 19h, com a participação de Sandro Gomes, Isis Jader e de Diana Iliescu. O mediador será roda de conversa on-line será Leonardo Cerqueira, servidor público do município formado em Direito e pós graduado em Gestão Pública Municipal pela Escola de Contas e Gestão do TCE-RJ. Atualmente responde pelo Departamento Orçamentário do Instituto Municipal de Cultura (IMC).

“A live será uma oportunidade do artista petropolitano esclarecer suas dúvidas sobre o edital. Será um investimento de R$ 270 mil feito através do Fundo Municipal de Cultura. Realizando o edital, abrimos espaço para que os artistas da cidade possam expor seus talentos. Além disso, terá o nome da Maria Luisa, que foi bibliotecária do município por mais de 25 anos e era uma pessoa muito querida, além de muito profissional" disse o governo interino.

Sandro Gomes é artista petropolitano e Bacharel em Direito - especialista em Direito Autoral, Direito da Propriedade Industrial e Marcas, Direito Empresarial e Direito Público Administrativo. Atualmente ocupa o cargo de Diretor Administrativo e Financeiro do IMC, além de ser vocalista da banda Concreto Humano, compositor, orquestrador, produtor fonográfico, produtor musical e cultural.

Isis Jader é advogada e assessora jurídica do IMC. Já Diana Iliescu é formada em Cinema pela UFF e mestranda em Memória Social na UNIRIO. Diretora de filmes e performances, curadora, produtora e professora. Conselheira representante da Região Serrana no Conselho Estadual de Políticas Culturais RJ e presidenta do Conselho Municipal de Cultura de Petrópolis.

Sobre o edital Maria Luisa

Para concorrer, os interessados podem se inscrever nas seguintes categorias: 1 – Projetos para realização de atividade cultural individual, a ser remunerado no valor de R$1.500,00, com realização do mesmo por pessoa física, mediante CPF; 2 – Projetos para realização de atividade cultural com mínimo de dois representantes, a ser remunerado no valor de R$5.000,00, com realização por MEI ou pessoa jurídica, mediante CNPJ; 3 – Projetos para realização de atividade cultural com mínimo de cinco participantes, a ser remunerado no valor de R$10.000,00, com realização por MEI ou pessoa jurídica, mediante CNPJ.

Os projetos deverão ser enquadrados em uma das seguintes áreas: Artesanato; Artes Plásticas/Visuais; Audiovisual; Bandas Marciais; Canto Coral; Cultura Germânica; Cultura Urbana; Culturas Afro-brasileiras, Quilombolas e de Matrizes Africanas; Culturas Populares e Indígenas; Dança; Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos; Literatura; Moda e Design; Museus e Patrimônio Histórico-Cultural; Música; Produção Cultural; Artes Cênicas/Teatro; Pontos de Cultura; Multissegmentos (projetos com dois ou mais segmentos onde não haja a predominância de um sobre o outro).

O nome do edital é uma homenagem a bibliotecária Maria Luísa Rocha Melo, que faleceu em maio deste ano vítima da Covid-19. Ela ficou à frente da Biblioteca Municipal Gabriela Mistral por mais de 25 anos. Nascida em Leopoldina-MG, a bibliotecária foi criada em Niterói-RJ, mas se considerava petropolitana de coração, pois morou e trabalhou na cidade por mais de 30 anos.

"A Alfabetização no contexto do Programa Rio + Alfabetizado"

Petrópolis aderiu ao programa Rio + Alfabetizado, da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc-RJ) através da Secretaria de Educação. Com a ação, docentes alfabetizadores e coordenadores pedagógicos das turmas dos anos iniciais da rede municipal de Petrópolis podem se inscrever para o processo seletivo de participação no curso de extensão "A Alfabetização no contexto do Programa Rio + Alfabetizado". O prazo é até o dia 20 de setembro.

O objetivo do curso é o de promover a compreensão e a discussão acerca da alfabetização no Estado do Rio de Janeiro em diálogo com o Plano Nacional de Educação e com o programa "Rio + Alfabetizado" de modo a ampliar conhecimentos, habilidades e técnicas. O curso de extensão contempla um total de 180 horas, distribuídas em 8 módulos.

“Mais uma oportunidade de atualização para os docentes. Importantíssima a participação dos servidores municipais em uma parceria com o Estado que garantirá bons frutos para a nossa rede de educação”, garante o governo municipal.

As atividades do curso serão desenvolvidas no Ambiente virtual de Apoio Tecnológico da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura através da plataforma Moodle. O curso é desenvolvido por material didático (texto e videos), além de atividades interativas entre os participantes, com acompanhamento de equipe de apoio. Quanto ao critério de seleção, será realizada com reserva de vagas ao grupo prioritário por ordem de inscrição e dos professores regentes nas vagas restantes.

As inscrições devem ser feitas através do formulário:

https://www7.cepuerj.uerj.br/cepuerj.web2/login.do?method=login&projeto=E11000&ano=2021

O comprovante de inscrição deverá ser encaminhado para o Departamento de Ensino Fundamental para o email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Os participantes do curso receberão um certificado de conclusão desde que cumpram um percentual de tarefas solicitadas, bem como obtenham um grau mínimo a serem explicitados nas instruções fornecidas no início do curso e que constarão no Ambiente Virtual de Desenvolvimento.

“Os cursos de extensão visam a aquisição de habilidades e competências que desenvolvem habilidades e conhecimentos específicos que auxiliam muito na rotina pedagógica, por isso, é imperdível esse curso”, explicou a secretária de Educação.


Terça, 14 Setembro 2021 - 11:24

Boletim vacinação – 13/09/2021 (segunda)

As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na segunda (13/09) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 1.918 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 186 receberam a primeira dose, 1.563 receberam a segunda dose. Até o momento 214.304 pessoas receberam a primeira dose, 109.962 receberam a segunda dose, 6.805 receberam a dose única e 383 idosos institucionalizados maiores de 70 anos e idosos com mais de 90 anos receberam a dose de reforço do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.  

Nos pontos de imunização 45 idosos foram vacinados, sendo oito com a primeira dose e  37 com a segunda dose. Receberam a dose de reforço também 137 idosos, entre institucionalizados e pessoas com mais de 90 anos. Também receberam a dose de reforço 32 pessoas imunossuprimidas.

A primeira dose da vacina foi aplicada ainda  em  157 pessoas com idade entre 18 e 59 anos sem comorbidades. Na faixa etária abaixo de 59 anos, 770 pessoas também receberam a segunda dose.  

Foram vacinadas com a segunda dose dois deficientes e 187 pessoas com comorbidades. Receberam a primeira dose ainda 16 adolescentes  com idade entre 12 e 17 anos com comorbidades. 

Equipes vacinaram ainda cinco gestantes. Destas, uma  recebeu a primeira dose e quatro receberam a segunda dose. Além destas, uma puérpera também recebeu  a segunda dose. 

Também foram vacinados com a segunda dose 77 profissionais de Saúde, 50 profissionais de Educação, 61 trabalhadores do setor se transportes e 359 profissionais de limpeza urbana.

Também foram vacinadas 19 pessoas em situação de rua, sendo três com a primeira dose e 16 com a segunda.

A vacinação contra a covid-19 segue na terça-feira (13.09) em 13 pontos distribuídos nos cinco distritos.

A partir desta segunda, idosos com mais dr 90 anos que receberam a segunda dose da vacina há 6 meses podem receber a dose de reforço, que estará disponível nos pontos da UCP Benjamim Constant (Centro) e do Parque Municipal em Itaipava.

Estão sendo vacinadas atualmente pessoas acima de 18 anos sem comorbidades, adolescentes com comorbidades na faixa etária entre 12 e 17 anos e todos os demais grupos que fazem parte do Plano Nacional de Imunização.  O cadastro deve ser preenchido no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). 

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428

Terça, 14 Setembro 2021 - 11:20

Boletim Epidemiológico – 13/09/21 (segunda)

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde está, nesta segunda-feira (13/09), em 44% em leitos clínicos e 48,53% em UTIs. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 117 pacientes internados, sendo 64 em UTIs e 53 em leitos clínicos. Seis óbitos foram confirmados em incluídos na base de dados da Secretaria de Saúde nesta segunda.

Até agora foram realizados no município 192.517 testes para Covid-19, com 47.048 resultados positivos e 144.679 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.474 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

A Secretaria acrescenta, ainda, que trabalha na atualização de dados de notificações e casos em análise no sistema, inserindo ainda dados pendentes de meses anteriores. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Óbitos:

1 - Mulher, 56 anos, moradora de Correas. Internada em 10.11.20 no SMH. Óbito registrado em 15.11.20 no SMH. Paciente com doença cardiovascular crônica e obesidade.

2 – Mulher, 85 anos, moradora do Estrada da Saudade. Internada em 04.08.21 no HCC. Óbito registrado dia 04.08.21 no HCC. Paciente com Doença Cardiovascular crônica.

3 – Homem, 66 anos, morador da Mosela. Internado em 15.08.21 na UPA Cascatinha e transferido para o SMH. Óbito registrado no dia 04.09.21 no SMH. Paciente com hipertensão e diabetes.

4- Homem, 51 anos, morador do Estrada da Saudade. Internado em 30.08.21 no HAC. Óbito registrado em 06.09.21 no HAC. Paciente com neoplasia metastática.

5 – Homem, 48 anos, morador de Itaipava. Internado em 23.08.21 no HST. Óbito em 08.09.21 no HST. Paciente com hipertensão, obesidade e diabetes

6 – Homem, 48 anos, morador do Moinho Preto. Internado em 07.09.21 no HAC. Óbito registrado em 08.09.21 no HAC. Paciente com Linfoma de Burkitt.

A Secretaria de Obras já retirou o muro que servirá para ampliar o trecho onde será construída a infraestrutura no acesso ao bairro, na Estrada União e Indústria.

A Prefeitura deu início nesta semana a mais uma etapa da construção da Rotatória do Carangola. Depois que a Companhia Petropolitana de Desenvolvimento - Comdep realizou a limpeza do terreno por onde será ampliada a Estrada União e Indústria no trecho, a secretaria de Obras faz agora a remoção do muro e nivelamento do piso para que, em breve, possa ser aplicada a nova camada de asfalto e a sinalização horizontal e vertical por parte da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes - CPTrans.

“As obras do DNIT na Estrada União e Indústria deveriam incluir a construção de rotatórias ao longo da via, de forma a melhor o fluxo de veículos no trecho, mas essas estruturas acabaram não entrando no projeto final. Estamos fazendo a rotatória do Carangola e cobrando que o DNIT faça as demais, utilizando recursos que a bancada de deputados do Rio já destinaram ao órgão, conforme já acordado. É um passo importante que estamos dando para melhorar a mobilidade urbana na cidade", disse o governo municipal. Com a rotatória, os motoristas conseguirão fazer a manobra de acesso e saída do bairro ou ainda de acesso à Estrada da Saudade, sem que a manobra cause retenção nos dois sentidos da via principal.

Entenda

Considerado um dos pontos mais críticos do trânsito na cidade, o acesso ao bairro Carangola, na Estrada União e Indústria, começou a passar pelas obras, que vão reduzir significativamente os congestionamentos no trecho, no início de agosto. O objetivo é garantir mais fluidez no trânsito. A intervenção na infraestrutura viária é um projeto da atual gestão da prefeitura de Petrópolis e está sendo executada com recursos próprios do município.

“É uma intervenção simples, mas com grande impacto na mobilidade urbana. A ampliação da pista sobre o terreno, que fica no acesso ao bairro, vai permitir a criação de novos recuos para ônibus, onde serão instalados três abrigos na área de parada para os coletivos. O avanço pelo terreno permitirá ainda a criação de um ponto de parada de coletivos também na pista sentido distritos, sem que cause a retenção da faixa de rolamento”, destacou o diretor-presidente da CPTrans, que pontua ainda que, além dos recuos para os ônibus, “a ampliação das pistas no trecho vai permitir que o posicionamento dos veículos para a espera pela conversão de pista não interrompa o tráfego. A rotatória vai minimizar o impacto do retorno ou acesso ao Carangola e Estrada da Saudade sobre a União e Indústria”, ressalta.


A via, que dá acesso à BR-040, é uma alternativa importante para os motoristas que trafegam pela estrada União e Indústria.

A Prefeitura concluiu nesta segunda-feira (13) mais uma etapa do programa Acelera Petrópolis, que levou o asfalto novo para a estrada do Catobira, que conecta a estrada União e Indústria, em Itaipava, à BR-040. O trabalho de recuperação viária, que conta verbas do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento - Finisa, da Caixa Econômica Federal - CEF, além de recursos próprios do município, faz parte de um trabalho de recuperação de mais de 60 vias públicas por toda a cidade, para melhorar a mobilidade urbana.

“Seguimos avançando com esse trabalho importante de recuperação viária. Começamos no Bingen, com mais de 5km de ruas recuperadas, como a João Xavier e a Dr. Paulo Hervê. Temos trabalhos em várias frentes neste momento. Serão outros 5km em Nogueira, em vias como a Estrada do Calembe, também na Rua Teresa, no Alto da Serra e na avenida Koeller no centro. Com o Acelera Petrópolis estamos levando melhorias para diferentes áreas da cidade. São intervenções que melhoram o dia a dia dos moradores. Também teremos asfalto novo no Morin, Siméria, Quitandinha, Itaipava, Nogueira, Mosela, Quarteirão Brasileiro, Sargento Boening e Valparaíso”, destacou o governo municipal.

Desde o início de julho, o governo municipal tem atuado na recuperação viária de mais de 44km de vias públicas por toda a cidade. A Secretaria de Obras iniciou o trabalho no dia 13, no Bingen, e vem aplicando piso CBUQ (concreto betuminoso usinado a quente) nas vias que estão sendo recuperadas. “É um calendário extenso de intervenções, que têm sido executado de forma bastante eficaz. No caso da avenida Koeller, por exemplo, concluímos o serviço em poucos dias. A próxima etapa nessas vias já recuperadas é o trabalho de sinalização”, pontuou o secretário de Obras.


Governo interino acompanhou as atividades no local e anunciou melhorias na quadra do bairro

O núcleo do Vila Rica do programa Agita Petrópolis está com vagas abertas para novos alunos. As aulas acontecem às segundas e quartas-feiras, de 8h às 9h, na quadra da Escola Municipalizada Santa Terezinha. Os interessados em participar podem entrar em contato com a secretaria de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer (SEPJIL) pelo telefone (24) 2233-1218. Hoje (13/09), o governo municipal esteve no local e anunciou que a prefeitura vai promover melhorias na quadra comunitária do bairro.

"O Vila Rica foi um dos primeiros bairros a receber o Agita Petrópolis em 2017, quando eu era secretário de Esportes. É com muito carinho e alegria que visito esse núcleo. Aproveito ainda para trazer uma boa notícia, que serão as melhorias estruturais na quadra comunitária do bairro", disse o governo interino, que esteve acompanhado do secretário da SEPJIL e do presidente do Instituto Municipal de Cultura (IMC).

O Agita Petrópolis busca combater o sedentarismo com atividades gratuitas nos bairros do município. Em uma hora de aula, são promovidas atividades que desenvolvem a elasticidade e melhoram a habilidade articular, além de retirar as tensões dos músculos e a sobrecarga nas articulações. Além do Vila Rica, o programa atende outros 19 locais - seguindo todos os protocolos de segurança contra a Covid-19,

"São mais de 600 pessoas atendidas com atividades físicas regulares. Esporte é promoção da saúde, sinônimo de bem-estar e a certeza de uma vida mais saudável e deve estar presente em todo o município com acesso para toda a população", ressaltou o governo municipal.

O Agita Petrópolis também acontece no Alto da Serra, Bataillard, Benfica (dois núcleos), Cascatinha, Caxambu, Centro, Contorno, Madame Machado, Oswaldo Cruz, Pedro do Rio, Posse, Quitandinha, São Sebastião, Vale do Cuiabá, Vicenzo Rivetti, Vila Rica. Os interessados em participar podem entrar em contato com a SEPJIL para se cadastrar.

Também como forma de prevenção ao coronavírus, são usados tapetes sanitizantes, termômetros e também é disponibilizado o álcool em gel para os alunos em cada núcleo. "Ainda é fundamental que a população mantenha os cuidados, respeitando as regras sanitárias e o uso de máscara, por exemplo. Precisamos praticar esporte, mas de forma segura, respeitando os protocolos determinados", completou o secretário da SEPJIL.


Pagina 8 de 1668