Segunda, 30 Dezembro 2019 - 18:26

Prefeitura cria Grupo de Trabalho de Apoio ao Conselho Gestor das Parcerias Público-Privadas – PPS

Objetivo é o de tornar cidade mais atrativa para investimentos do setor privado

Primeiro projeto sobre conectividade e infraestrutura inteligente já tem autorização para começar os estudos

Visando acelerar o fomento de projetos que possam tornar a cidade cada vez mais atrativa, inteligente e com foco na eficiência energética e conectividade, a prefeitura deu mais um passo em busca de novas Parcerias Público Privadas – PPPs: criou, através de um decreto, um Grupo de Trabalho de Apoio ao Conselho Gestor das Parcerias Público-Privadas. Três projetos estão sendo analisados pelo CGP e, em uma reunião ordinária na última semana foram autorizados os estudos de um projeto que prevê uma transformação no ambiente urbano da cidade por meio de rede de conectividade e tecnologias da informação e comunicação avançadas, que deverão ser aplicadas aos serviços e estruturas públicas.

O grupo tem como objetivo dar celeridade nos processos em que a parceria privada pode auxiliar a prefeitura na estruturação de novos serviços, como por exemplo, na questão da infraestrutura e ampliação de serviços públicos. Esse é um passo importante para a gestão da cidade. 

Ainda segundo o poder público, o conselho terá como atribuições auxiliar na modelagem dos projetos de interesse do município e subsidiar a administração na estruturação de empreendimentos com objetivo de concessão comum ou permissão de serviços públicos.

O grupo terá duração de 12 meses e vai analisar todas as propostas que chegarem ao poder público. Continuamos mostrando aos empresários que Petrópolis tem um ambiente favorável para negócios e que está sempre atenta as novas tecnologias. 

Projetos em analise

Três projetos foram apresentados à prefeitura em formato de PPPs: Eficiência energética (diminuição de gastos com energia nos prédios públicos), nova modelagem do Parque de Exposições em Itaipava e o projeto “Cidade Inteligente”, criado pela empresa Enel X, cujos estudos para implantação de novas tecnologias na cidade – sem custo para a municipalidade – cujos estudos foram autorizados durante a reunião do CGP.

O projeto da Enel, que recebeu o nome de “Petrópolis Cidade Inteligente”, foi apresentado como Manifestação de Interesse da Iniciativa privada e tem como objetivo transformar a cidade com o auxílio de tecnologias da informação e comunicação. A empresa fará estudos – sem custos para o município – e desenvolverá uma rede de conectividade e tecnologias da informação e comunicação avançadas aplicadas aos serviços e estruturas públicas que deverão ser usados para se obter melhores resultados em serviços como iluminação pública, iluminação artística, semáforos e controle da mobilidade urbana, câmeras de videomonitoramento, sensores diversos, roteadores de wi-fi públicos e aplicativos, gerenciados por um Centro de Controle Operacional.

Após a concretização do estudo, o projeto será novamente apresentado para o CGP para, posteriormente, ser feita uma consulta pública sobre o assunto.