Segunda, 03 Maio 2021 - 09:52

Dia do Ferroviário: Prefeitura estuda a reabertura do Centro Cultural da antiga Estação de Nogueira

Dia do Ferroviário: Prefeitura estuda a reabertura do Centro Cultural da antiga Estação de Nogueira

Hoje (30/04) é comemorado o Dia do Ferroviário em todo o país. E justamente nesta data histórica a prefeitura anunciou que estuda reabrir o Centro Cultural Estação Nogueira na próxima semana. No local funciona uma biblioteca, um mini-museu ferroviário e também são realizadas exposições. A praça do bairro, em frente ao Centro Cultural, conta com a locomotiva "Baroneza II", fabricada no Século XIX, considerada uma das mais antigas do Brasil.

Símbolo de progresso, a antiga Estação Ferroviária de Nogueira preserva a memória deste que foi um importante empreendimento econômico na época. No brasão da cidade de Petrópolis foi inserida uma linha férrea, homenageando os trilhos que impulsionaram o desenvolvimento social, econômico e turístico da Cidade Imperial.

Nascido da Fazenda Nogueira, o bairro de Nogueira inaugurava sua estação ferroviária em 1908, entre Itaipava e Cascatinha. Instalada na linha da Leopoldina Railway, antiga Estrada de Ferro Príncipe do Grão-Pará, a estação era utilizada para o transporte de passageiros que moravam no interior e para o transporte de cargas como café, legumes, gado, verduras, entre outros. Operavam nela agentes, auxiliares, cabineiros, guarda-chaves, e diversos trabalhadores.

Quando o trem ainda não passava por Juiz de Fora, Petrópolis era rota para Minas Gerais enviar sua produção de café para o Rio de Janeiro, que exportava os produtos. A última viagem aconteceu em maio de 1964.

Biblioteca já está funcionando no Centro Cultural de Nogueira

Desde a última terça (27), o Centro Cultural Estação Nogueira voltou a emprestar os livros disponíveis na biblioteca. O serviço está sendo oferecido para a população às terças e quintas-feiras, das 10h às 16h. Além de lá, também estão disponíveis os exemplares na Biblioteca Central Municipal Gabriela Mistral, no Centro de Cultura e na sala de leitura de Itaipava, que fica no Parque Municipal.