Terça, 27 Julho 2021 - 10:14

A defesa do livro físico em tempos do virtual será o tema do IMC nas Redes debate na quarta-feira (28)

A defesa do livro físico em tempos do virtual será o tema do "IMC nas Redes – Conversas Culturais" da próxima quarta-feira (28/07). O encontro virtual será transmitido nas redes sociais da prefeitura (Facebook e Youtube), às 19h, com a participação de Flávia Werneck, Leonardo Meireles, Luiz Ribeiro e Marianne Wilbert. A mediadora da roda de conversa será a gerente do Centro de Cultura, ligado ao Instituto Municipal de Cultura (IMC).

"Falar da importância de incentivar a leitura na semana em que comemoramos o Dia do Escritor, 25 de julho, é valorizar o objeto que nos trouxe o maior conteúdo de conhecimento em qualquer que seja a nossa profissão. E, ao mesmo tempo, valorizar quem trabalha por manter vivo nosso apreço por ele, o livro. Será uma Live incrível", garante a gerente.

Flávia Werneck é licenciada em Letras-Literatura e pós-graduada em tradução de inglês. Possui um blog e um Instagram literário, lugares onde fala de livros, filmes e séries, há cerca de cinco anos. Trabalha com revisão acadêmica e de mídias sociais. Marianne Wilbert é jornalista, pós-graduada em Mídias Digitais e editora do site Acontece em Petrópolis. Apaixonada por literatura, já teve seus contos publicados nos livros “Poesias sem fronteiras”, “Escrito por elas” e “Natal”.

Luiz Antonio Ribeiro é dramaturgo e doutor em Memória Social na área de literatura brasileira. Nascido em Petrópolis, foi para o Rio de Janeiro em 2006, onde mora no Catete com seu gato Chicó. Gosta de literatura, cerveja, coca-cola e bagunça. Já Leonardo Meireles é carioca, de 64 anos, é redator, produtor e especializado em TV. Bacharel em Direito e formado em artes, trabalhou em televisão por escolha própria.

Sobre o IMC nas Redes

O IMC nas Redes foi criado pela equipe técnica do Instituto Municipal de Cultura (IMC) e tem como objetivo promover encontros entre agentes culturais, instituições de relevância, especialistas nas áreas dos diversos segmentos, procurando agregar informações e conhecimento. Desde maio - quando foi lançado - até o momento, o projeto já debateu assuntos como a produção cultural para crianças, cultura e acessibilidade, cultura de sustentabilidade, artes visuais, entre outros.