Quinta, 05 Agosto 2021 - 11:00

Defesa Civil expande o trabalho que visa agilidade na identificação de desastres pelas comunidades

Após a implantação dos Núcleos Comunitários da Defesa Civil (Nudec) em 22 comunidades do município, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias lança cartilha para ampliar o trabalho. Atualmente o serviço está ativo em microrregiões nas localidades do Quitandinha, Vale do Cuiabá, Vila Rica, Posse, Estrada da Saudade, Morin e 24 de Maio. A previsão é de que as estruturas avancem para as regiões do Floresta, Alto da Serra e Bingen. Com a cartilha, a intenção é esclarecer sobre a proposta de ação com as comunidades e identificar representantes locais que atuarão em parceria com as equipes da Defesa Civil.

A proposta é identificar interessados em se capacitar para a identificação de situações de risco e acionamento adequado das equipes de segurança. Desde o início da nova gestão, a Defesa Civil atua na orientação da população, de forma que os agentes locais possam interagir corretamente com o órgão competente e assim, alcançar melhores resultados na atuação preventiva de ocorrências. Com o restabelecimento dos Nudec, a ideia é ter nas comunidades pessoas instruídas para a emissão de alertas em situações de possíveis riscos para a população local.

“Essa é mais uma vertente do trabalho integrado que nossa gestão tem proposto. Além do trabalho técnico em conjunto com as demais secretarias, também contamos sempre com a participação da população, que é peça fundamental para o nosso trabalho. A ideia é estreitar sempre que possível o relacionamento com as comunidades, que nesse trabalho da Defesa Civil, exercem importante papel”, destaca o governo interino.

De acordo com o secretário de Defesa Civil, a proposta é voltada para o desenvolvimento local, de forma que as comunidades estejam preparadas para colaborar com a identificação de situações que ofereçam riscos de desastres e assim, para que haja a redução e até a contenção dos mesmos. “Nossas equipes têm atuação direta com as comunidades e quanto mais essas localidades estiverem preparadas, maior a chance de reduzirmos os riscos para a população. O desenvolvimento local é uma importante ferramenta para ampliarmos a segurança dos cidadãos”, ressaltou o secretário.

Na cartilha que começa a ser distribuídas pelas comunidades por meio dos representantes locais, a Secretaria de Defesa Civil faz um alerta sobre a ocorrência de desastres, que na maioria das vezes estão associados a eventos da natureza, ligados a características ambientais como relevo e clima. A ocupação de áreas mais suscetíveis a desastres é outro fator de vulnerabilidade, que potencializa os riscos.

A partir dos Nudec, a proposta da Defesa Civil é, por meio da prevenção e preparação, fortalecer a percepção do risco pelas comunidades. A iniciativa visa conscientizar ainda a população quanto ao papel de cada cidadão da sociedade que é instruído, entre outras coisas, a contribuir com maior participação comunitária, com o compartilhamento de informações corretas, com a promoção de ações voluntárias, tendo o foco na prevenção e apoio em situações de emergência.

“Esperamos que com essa cartilha consigamos ampliar nossa rede de apoio. O Nudec é um grupo formado por voluntários com o propósito de conscientizar e capacitar permanentemente a comunidade. A proposta é sempre atuar preventivamente para a minimização dos riscos de desastres nas áreas de maior vulnerabilidade. Através da interação com a Defesa Civil, o foco é a construção de comunidades mais seguras e resilientes”, fortalece o secretário de Defesa Civil.

Além da cartilha do Nudec, a Defesa Civil já estruturou outros instrumentos para a conscientização e educação da população. Já foram elaboradas as cartilhas sobre o cuidado com a água, sobre a prevenção a incêndios florestais e desastres naturais. Além de distribuir para as comunidades, o conteúdo foi disponibilizado na plataforma Educa em Casa, em parceria com a Secretaria de Educação do Município.