Segunda, 16 Agosto 2021 - 10:20

Colóquio sobre aleitamento materno dá início às atividades do Agosto Dourado no HAC

Colóquio sobre aleitamento materno dá início às atividades do Agosto Dourado no HAC

O I Colóquio sobre aleitamento materno realizado nesta quinta-feira (12) no Hospital Alcides Carneiro, deu início às atividades relacionadas ao Agosto Dourado na unidade, no mês que simboliza a luta pelo incentivo à amamentação. A conferência contou com a participação de cerca de 40 profissionais de saúde, entre enfermeiros, técnicos do hospital, e alunos de curso técnico e de enfermagem. Na programação do mês ainda estão previstos cursos de capacitação para os profissionais, arte gestual com as gestantes e o café com os pais.

Durante o evento foram abordados temas como: a rede que envolve e sustenta o aleitamento materno, aspectos emocionais e os estabelecimento da amamentação, aleitamento materno e prematuridade, os desafios para implantação do Banco de Leite Humano, e como ser mulher que amamenta. O Dr. Vander Guimarães Silva, a Dra. Adriana Duringer Jacques, a Enfª. Obstetra Rafaela Bragança, a assistente social Maria da Conceição Lopes e a mamãe Daniela Brum, foram os palestrantes do colóquio.

“O leite materno é o principal alimento do bebê. Ele oferece nutrientes que são importantes tanto para ele, como para as mães. A capacitação dos profissionais da rede de saúde e do hospital é necessária para que a gente consiga oferecer o melhor atendimento para as pessoas, em um momento tão especial”, disse o diretor presidente do Sehac, destacando que o HAC é referência no atendimento às gestantes.

A campanha do Agosto Dourado de 2021 tem o tema, “Proteja a amamentação: uma responsabilidade compartilhada”, e é formada por quatro pilares: informar as pessoas sobre a importância de proteger a amamentação, apoiar a amamentação como uma responsabilidade vital de saúde pública, se articular com indivíduos e organizações para maior impacto e potencializar ações para proteger o aleitamento materno para melhorar a saúde coletiva.

A obstetra coordenadora da maternidade do HAC, destaca o trabalho de capacitação dos profissionais no hospital: “A ideia é sensibilizar os profissionais da rede para a importância da amamentação no mínimo até o sexto mês de vida. É um tema importantíssimo, já que a amamentação oferece mais saúde para o bebê. E a capacitação atualiza nossos profissionais ao orientar as gestantes”.