Quinta, 02 Setembro 2021 - 10:51

Prefeitura reforça chamada de profissionais da Educação para aplicação antecipada da 2ª dose da vacina AstraZeneca

Público será atendido, a partir desta quarta-feira (02) na Casa de Educação Visconde de Mauá

A Prefeitura de Petrópolis está reforçando a chamada para que profissionais da Educação que têm a 2ª dose da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca marcada para o mês de setembro recebam, antecipadamente, o imunizante. A antecipação da dose segue orientação do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde, que autorizou a redução de 12 para 8 semanas do intervalo entre a aplicação da 1ª e da 2ª dose da AstraZeneca. Até o momento, dos 2.881 profissionais aptos a terem a vacina antecipada, 1.405 compareceram aos postos de vacinação e concluíram o ciclo de imunização. A partir desta quinta-feira (2/9), a antecipação da 2ª dose para este público será feita exclusivamente na Casa da Educação Visconde de Mauá, no Centro. Não é preciso agendar – basta apresentar comprovante de que atua na rede (declaração ou contracheque, por exemplo), documento pessoal e cartão de vacina. O posto funciona das 9h às 16h.

A redução do intervalo entre 1ª e 2ª doses da AstraZeneca foi anunciada após deliberação do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), junto com a Câmara Técnica Assessora de Imunização Covid-19 (CETAI). Em Petrópolis, esta antecipação começou por profissionais da rede municipal de Educação, permitindo que os quase 2.900 profissionais da Educação que tomaram a vacina Oxford/AstraZeneca possam completar o ciclo de imunização antes do retorno das aulas presenciais, garantindo mais segurança às equipes, conforme pleito que vinha sendo apresentado desde o início do planejamento para o retorno.

A intenção é que, após os profissionais da rede municipal de Educação, os demais profissionais de redes pública e privada também tenham a 2ª dose antecipada. O calendário para este grupo será divulgado posteriormente, sempre de acordo com a disponibilidade de doses, assim como para o público em geral. A previsão é que o Ministério passe a organizar a distribuição de doses seguindo os novos critérios a partir da segunda quinzena de setembro.

Neste momento, a orientação é que todos os profissionais da Educação da rede municipal que tomaram a Oxford/AstraZeneca na cidade verifiquem, em seus cartões de vacinação, a data prevista para aplicação da segunda dose. Se o retorno estiver marcado para qualquer dia do mês de setembro, eles devem comparecer à Casa da Educação, que funciona de segunda a sexta-feira.

Profissionais da Educação vacinados em mutirão de 12 de junho devem receber a segunda dose na Casa da Educação

A Secretaria de Saúde irá concentrar também na Casa da Educação Visconde de Mauá a aplicação de segunda dose da vacina contra a covid-19 aos profissionais de Educação vacinados durante o mutirão de vacinação em 12 junho, no Centro de Saúde Coletiva, no Centro e na UBS do Quitandinha. A aplicação da segunda dose para este grupo será nos dias 3 e 8 de setembro. Dentre 5.247 profissionais de Educação existentes na cidade - conforme estimativa do Ministério da Saúde - 4.776 receberam a primeira dose, 33 receberam a dose única do imunizante e 1.498 concluíram o esquema de vacinação recebendo a segunda dose.

O mutirão de vacinação dos profissionais da Educação foi realizado no sábado (12/06) para acelerar a imunização deste grupo. Foram vacinados 642 profissionais que trabalham nos ensinos médio e superior em estabelecimentos públicos e privados da cidade, receberam a primeira dose da vacina

“Fundamental que estes profissionais retornem para concluir o esquema de vacinação. A Divisão de Imunização fez todo um planejamento para a aplicação da segunda doses para este grupo. É fundamental que eles se dirijam a Casa da Educação para receber a segunda dose nas datas especificadas. A vacina é o instrumento mais importante que temos no momento para vencer a pandemia. Contamos com a colaboração dos profissionais de Educação para alcançarmos este objetivo”, destaca o secretário de Saúde.