Segunda, 03 Janeiro 2022 - 10:42

Natal Imperial atrai mais de 300 mil pessoas para Petrópolis; programação segue até 9 de janeiro

Natal Imperial atrai mais de 300 mil pessoas para Petrópolis; programação segue até 9 de janeiro Foto: Raquel Neves

Para este Réveillon, setor hoteleiro registra 85% de ocupação nos meios de hospedagem da cidade

A programação do Natal Imperial já atraiu mais de 300 mil pessoas para a cidade neste mês de dezembro. Segundo dados divulgados pela Turispetro, o número engloba o montante referente tanto às pessoas que se hospedaram no município quanto ao turismo individual de pessoas que visitam a cidade, mas não se hospedam.

E esse número pode crescer ainda mais nos próximos dias, já que a programação segue até o dia 9 de janeiro. Segundo dados do Disque Turismo, a ocupação hoteleira na cidade já é de 85,27% para este fim de semana. No 1º distrito, que corresponde a região do Centro e arredores, a taxa é de 80,04%. Nos distritos, já chega a 90,49%.

Para o prefeito Rubens Bomtempo, a realização de grandes eventos é de suma importância para a cidade, uma vez que aquece o turismo e movimenta diversos setores, representando um importante segmento na retomada econômica do município após dois anos de pandemia.

"Eventos como a Bauernfest e o Natal Imperial precisam ser pensados e planejados com antecedência, sabendo do grande potencial que possuem de movimentar a economia de Petrópolis, gerando trabalho e renda ", diz Bomtempo.

Secretária da Turispetro, Silvia Guedon diz que o setor está otimista e a expectativa é de atrair ainda mais turistas para a cidade nessa reta final da programação do Natal Imperial.

"Muitos meios de hospedagem já chegam a 100% de ocupação para este feriado e ainda há muita procura neste período. Notamos que os turistas estão buscando programações na cidade para este Réveillon em espaços que oferecem programação ao ar livre e proporcionam o contato com a natureza", afirma Silvia.

Diretora de turismo e eventos, Evany Noel destaca a importância de ter a cidade movimentada em um período que não é de alta temporada.

"Nosso maior movimento tende a ser no inverno e vemos que a programação do Natal Imperial se consolidou a ponto de fazer com que a cidade experimente um fluxo turístico que não era comum nesta época do ano", conclui.