Quinta, 24 Março 2022 - 12:02

Prefeitura se reúne com diretoria da AgeRio e pede celeridade na liberação dos créditos para o empresariado atingido pelas chuvas

Secretários vão acompanhar os processos através de um grupo de trabalho

Nesta terça-feira (22.03) os secretários municipais, Marcelo Soares do Desenvolvimento Econômico, Silvia Guedon da Turispetro e Paulo Roberto Patuléa, da Fazenda se reuniram com os diretores da Agência Estadual de Fomento (AgeRio) para pedir celeridade na liberação das linhas de crédito solicitadas pelos empresários afetados pela chuva de fevereiro.

“Recebemos informações de que os pedidos ainda não tinham sido atendidos. E esse momento é extremo, temos que ter respostas rápidas para auxiliar o empresariado local. Eles são essenciais para a economia da cidade, gerando empregos e fazendo o dinheiro circular”, pontua o prefeito Rubens Bomtempo.

O foco do encontro foi a demora na liberação dos valores solicitados pelos empresários. Segundo Marcelo Soares, a ideia é que o município acompanhe os processos através de um grupo de trabalho para garantir que o crédito seja efetuado. “Tivemos uma ótima recepção na AgeRio e nos explicaram que a demora aconteceu devido a demanda excessiva de pedidos. Segundo eles, isso foi resolvido e as liberações começaram a ser feitas. Nesta quarta, cerca de 100 pedidos foram liberados”, explica.

Na semana seguinte à chuva, a Prefeitura desenvolveu um formulário para que os empresários afetados informassem seus prejuízos. Até o momento, 200 cadastros foram preenchidos e servirão de base para que as cobranças à AgeRio sejam feitas. “Esse material vai permitir traçar um recorte do que aconteceu ao empresariado local e principalmente cobrar da Agência uma solução efetiva na liberação dos recursos”, pontua Marcelo.

Encontro com lideranças empresariais e grupo de trabalho para acompanhar a liberação dos créditos

A pedido da Prefeitura, a AgeRio liberou uma linha de crédito emergencial para auxílio aos empresários e empreendedores de Petrópolis. Foram destinados R$200 milhões em crédito, com taxas diferenciadas para o empresariado local que foi afetado pelas chuvas. Até esta quarta-feira, 750 contratos estavam aprovados. Diante da dificuldade de liberação dos recursos, os secretários municipais montaram um grupo de trabalho que vai acompanhar os processos e repassar as informações em reuniões com lideranças dos segmentos afetados. “O setor de bens e serviços é um dos setores mais importantes da economia local. E precisamos garantir esse fôlego. Por isso vamos acompanhar de perto a evolução dos pedidos e manter a transparência da nossa gestão”, reforça Marcelo.

Representantes de 17 segmentos econômicos de Petrópolis participaram de uma reunião on-line com os secretários nesta quarta-feira (23). As informações foram repassadas e uma linha de trabalho foi criada para solução dos problemas. “Nossa intenção com esse grupo de trabalho é identificar os obstáculos e possíveis gargalos que estejam dificultando a liberação desses créditos e resolver os problemas”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico.