Imprimir esta página
Segunda, 23 Maio 2022 - 09:52

Crianças de seis meses a menores de cinco anos devem ser vacinadas contra sarampo

O sarampo é uma doença seriamente contagiosa causada por um vírus propagado pelas vias aéreas. Além de deixar graves sequelas ela pode, inclusive, levar à morte. Por isso, a Secretaria de Saúde, por meio da Divisão de Imunização, está reforçando a importância da vacinação, principalmente de crianças de seis meses a quatro anos, 11 meses e 29 dias, mesmo daqueles que já tomaram uma dose do imunizante em outra época.

“A princípio, a campanha de vacinação contra o sarampo, assim como a da influenza (gripe) se encerra em três de junho e ainda não sabemos se será prorrogada pelo Ministério da Saúde. Neste momento, não temos casos confirmados da doença no município, porém, a conscientização de pais e responsáveis é fundamental para ampliarmos a cobertura vacinal e, assim, garantir a proteção de todos”, destaca o secretário de Saúde, Marcus Curvelo.

A campanha que começou em quatro de abril é voltada para os trabalhadores da Saúde e crianças de seis meses a menores de cinco anos. A previsão é imunizar 16.038 meninos e meninas, mas, até esta quinta-feira (19), apenas 1.627 doses foram aplicadas neste público. “Ou seja, até o momento, alcançamos pouco mais de 10% do público alvo esperado. É importante frisar que a vacinação deve ser feita mesmo que o esquema vacinal da criança esteja completo”, explica Thayene Varella, chefe da Divisão de Imunização da Secretaria de Saúde.

A vacina utilizada na campanha é a tríplice viral, que protege ainda contra a rubéola e a caxumba. “Os pais e responsáveis de crianças que ainda não receberam a dose devem procurar uma das salas de imunização disponibilizadas pelo município para colocar a carteira de vacinação dos filhos em dia e protegê-los contra o sarampo”, completa o secretário de Saúde.

Itens relacionados por tópico