Terça, 31 Maio 2022 - 11:02

Defesa Civil retoma Ronda Preventiva e apoio ao combate a incêndios florestais

Defesa Civil retoma Ronda Preventiva e apoio ao combate a incêndios florestais

Iniciativa faz parte do Plano Inverno que está na reta final de elaboração para ações de prevenção e enfrentamento ao período de estiagem

A Secretaria de Defesa Civil antecipa parte das ações do Plano Inverno – que será lançado no mês de junho - e já conta com equipe especializada para o suporte ao combate a incêndios florestais. No último fim de semana - sábado (28) e domingo (29) – os agentes atuaram em apoio ao Corpo de Bombeiros em focos de incêndio registrados em Itaipava, Provisória e Caxambu. As equipes também já retomaram as Rondas Preventivas, que nesse período ajudam na identificação de focos de fogo em vegetação, além de conscientização da população.

Neste fim de semana, as Rondas Preventivas foram realizadas em Cascatinha, Corrêas, Itaipava, Pedro do Rio e Posse. “Agora vamos unir nossos esforços para um novo momento. Vamos atuar com frentes principalmente na conscientização da população sobre os cuidados que são necessários nessa época”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo.

A Defesa Civil passa a atuar com equipe especializada na realização das Rondas Preventivas e apoio ao combate a incêndios. “Agora, além do nosso efetivo padrão, temos equipe específica para o apoio no combate ao incêndio florestal. Em muitos casos conseguimos identificar o início do foco do incêndio e atuar preventivamente. Durante as rondas também conseguimos orientar melhor a população, principalmente no que se refere aos riscos da prática de queima de lixo”, pontua o secretário de Defesa Civil, Tenente Coronel Gil Kempers, que chama a atenção ainda para os riscos da soltura de balões e para da queima de vegetação para a limpeza de terrenos.

O secretário reforça que em muitos casos o fogo se alastra por conta da queimada de lixo verde. “Existe maneira correta para o descarte desse material e, no entanto, verificamos que muitas vezes as pessoas optam por queimar o lixo verde por desconhecerem o serviço que o município oferece. A queimada dessa vegetação seca oferece grande risco, pois estamos entrando numa época de clima mais seco, que contribui em muito para que o fogo se alastre, colocando vidas em risco, além de degradar o meio ambiente”, explica o Kempers.

A retirada do lixo verde pode ser solicitada por meio do serviço oferecido pela COMDEP, por meio do Disque Entulho, pelo número 2243-7822. “Estamos com esse serviço à disposição da população para a retirada desse material de forma segura”, destacou o diretor da COMDEP, Léo França. Alertas sobre focos de incêndio podem ser feitas pelos telefones da Defesa Civil (199) ou Corpo de Bombeiros (193).

Defesa Civil retoma Boletins de Risco de Incêndio

Neste período de estiagem, entre junho e agosto, a Secretaria de Defesa Civil retoma o envio diário do Boletim de Risco de Incêndio em Vegetação. Esse documento aponta o risco de incêndio florestal em cada distrito, a partir de índice que considera a umidade relativa, a temperatura do ar e o volume de chuva ocorrida na cidade. “A partir desse boletim e de estatísticas de áreas com maiores ocorrências que obtemos com o Corpo de Bombeiros, conseguimos mapear as áreas de maior risco para atuar de forma mais assertiva nas rondas que realizamos pela cidade”, pontua o secretário.

As ações de prevenção de agora geram resultados inclusive durante o verão, levando-se em conta que as áreas que sofrem com as queimadas no período de estiagem são as que estarão mais suscetíveis a deslizamentos. “Existe relação direta entre o incêndio florestal e o escorregamento. Toda vez que tem incêndio, tem empobrecimento do solo e as áreas afetadas fatalmente ficam suscetíveis a escorregamentos”, explica o Kempers.