Imprimir esta página
Sexta, 03 Junho 2022 - 09:38

Prefeitura visita comunidade da 24 de Maio e anuncia início das obras na quadra da Escola Clemente Fernandes

Prefeitura visita comunidade da 24 de Maio e anuncia início das obras na quadra da Escola Clemente Fernandes

O governo municipal visitou, na manhã desta quinta-feira (2), a comunidade da 24 de Maio, e anunciou o início das intervenções na quadra da Escola Clemente Fernandes. Na sexta-feira (3), equipes da Comdep começam a retirada da barreira e da estrutura metálica que foi danificada pelo deslizamento. A visita foi ao lado da procuradora do Ministério Público, Denise Tarin; e dos secretários de Obras, Almir Schmidt; e Educação, Adriana de Paula; além do presidente da Comdep, Leonardo França.

“Nesses mais de 100 dias das chuvas de fevereiro já conseguimos avançar em várias frentes de trabalho e ações de reconstrução da 24 de Maio. A reforma da quadra e as obras de contenção vão garantir o retorno das aulas na escola e também dos projetos sociais que aconteciam na região. Vamos avançar com o diálogo com o Governo do Estado e pedir que sejam incluídas intervenções em algumas pedras e contenções que ainda não foram contempladas”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

A procuradora Denise Tarin ressaltou a gestão participativa e a importância do comprometimento da comunidade no trabalho de reconstrução. “Toda essa região teve uma nova reconfiguração depois da chuva e por isso a importância da participação de todos. É importante que haja uma mobilização da comunidade e uma reflexão sobre como queremos a 24 de Maio a partir de agora. A responsabilidade para garantir uma Petrópolis segura e resiliente é de todos”, enfatizou.

A presidente da Associação de Moradores da 24 de Maio, Odete Silva, também participou da visita. Ela frisou a importância de ter todos as esferas unidas na reconstrução da comunidade e pontou a participação dos moradores nesse processo. “É um momento muito feliz de estarmos todos juntos reunidos e dialogando. Temos um problema sério aqui na comunidade que é sobre o despejo de lixo e essa questão precisa ser resolvida por todos, poder público e moradores”, comentou a líder comunitária. “Queremos reconstruir nossa comunidade e que ela volte a ser feliz e alegre”, disse outro líder comunitário, o morador Lucas Carvalho.

Após a limpeza da quadra e retirada da estrutura danificada, será feito um estudo que apontará quais intervenções poderão ser feitas no local. Após a chuva de fevereiro, os alunos da Escola Municipal Clemente Fernandes foram transferidos para a Casa da Educação Visconde de Mauá. A escola não foi afetada pelos deslizamentos, mas está em uma área interditada pela Defesa Civil (DC).

Além da reforma da quadra, a Prefeitura também vai fazer pequenas intervenções no prédio da escola enquanto a área não é liberada pela Defesa Civil.

Itens relacionados por tópico