Imprimir esta página
Quinta, 30 Junho 2022 - 15:07

Estudantes da Prefeitura participam de programa da PM contra as drogas


Mais de 700 alunos do quinto ano do Ensino Fundamental de 20 escolas da rede municipal de Petrópolis se formaram no Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), desenvolvido pela Polícia Militar (PM) em parceria com a Prefeitura. As duas formaturas – uma no período da manhã e outra à tarde - aconteceram nesta terça-feira (28) no Palácio Quitandinha e contaram com a presença da secretária de Educação Adriana de Paula, do comandante do 26º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o tenente coronel Celso Jorge Lydia Filho, do sub coordenador técnico do Proerd tenente Cabral; do subcomandante do 26ºBPM Major Paiva; além de professores, diretores, policiais militares que fazem parte do programa e familiares dos estudantes.

As formaturas contaram com homenagens aos alunos, aos professores e aos diretores das unidades que participam do Proerd. A banda da PM – UPP Band – animou os eventos, que também contaram com a presença do mascote do programa – o leão. “É uma alegria depois de dois anos de pandemia poder ver esse auditório lotado formando nossos alunos em um programa tão importante para o desenvolvimento deles. Ninguém faz nada sozinho, por isso essas parcerias são importantes. Escola, família e sociedade civil devem andar juntas”, ressaltou a secretária de Educação.

O comandante do 26ºBPM, tenente coronel Celso lembrou que o Proerd já formou 46 mil alunos em Petrópolis desde que foi criado em 1994. “É um programa muito importante que prepara os jovens para resistirem às pressões dos grupos que incentivam o uso de entorpecente e mostra a importância do "não" sem constrangimento”, disse o comandante. O sub coordenador técnico do Proerd, tenente Cabral; do subcomandante do 26ºBPM, Major Paiva também falou sobre as parcerias que fazem o sucesso do programa. “O tripé do Proerd é a família, escola e a PM”, frisou.

A vendedora Aline Dederichs, de 36 anos, acompanhou o filho, Pedro, de 12 anos, que estuda na Escola Municipal Johann Noel na formatura do Proerd. Ela também se formou no programa, em 95, quando estudava no Instituto Metodista. “Eu fiz Proerd e sei o quanto foi importante para minha formação. E agora o meu filho está se formando. Uma semente foi plantada e agora cabe a nós dar continuidade”, disse.

Em Petrópolis, quatro policiais do 26º BPM ministram as atividades do Proerd nas escolas. São eles: a sargento Mirian, o sargento Martins, a cabo Ana e o sargento Arnaldo. As aulas do programa ajudam a conscientizar as crianças sobre as consequências físicas, sociais e legais do uso das drogas.

O Proerd começou no Brasil há 30 anos e é uma adaptação do programa americano chamado de Dare (Drug Abuse Resistence Education - “Educar para Resistir ao Abuso de Drogas”). A implantação no Estado do Rio de Janeiro foi em 1992 e em Petrópolis começou há 26 anos.

Itens relacionados por tópico