Terça, 05 Julho 2022 - 18:16

Escolas da Prefeitura recebem campanha de vacinação itinerante contra a Covid-19

Para aumentar a cobertura vacinal da população, principalmente entre crianças e adolescentes, a Prefeitura iniciou nessa segunda-feira (4) a campanha de vacinação itinerante contra a covid-19 nas escolas municipais.

A primeira unidade a receber a ação foi a Carlos Demiá, no Retiro. A previsão é imunizar cerca de 400 estudantes, seja com a primeira dose ou completando o esquema vacinal; além dos profissionais da Educação.

"O envolvimento de toda a população é essencial, pois a imunização contribui para impedir a evolução da doença. Vacinas salvam vidas e para sairmos da pandemia é preciso que tenhamos uma boa cobertura vacinal. Com o uso de máscaras e outras medidas de proteção como a higienização das mãos estamos nos protegendo e protegendo toda a comunidade escolar", disse o prefeito Rubens Bomtempo.

A campanha itinerante acontecerá duas vezes por semana em diferentes unidades de ensino. Serão aplicadas a primeira e a segunda dose para as crianças de 5 a 11 anos e primeira, segunda ou primeira dose de reforço a partir de 12 anos. Nesta quinta-feira (7), a mobilização acontece na Escola Paroquial São Pio X, no Caxambu. A vacinação nas escolas está sendo organizada por meio de uma parceria entre a Divisão de Imunização com o Programa de Saúde na Escola (PSE).

“As unidades fizeram levantamento do quantitativo de alunos e profissionais que não tomaram a vacina ou que precisam completar o esquema vacinal. Esses levantamentos estão sendo enviados para o Setor de Imunização para que o cronograma da campanha itinerante seja elaborado”, explicou a secretária de Educação Adriana de Paula.

Os pais do pequeno Daniel, de cinco anos, aprovaram a iniciativa. Eles levaram o menino para completar o esquema vacinal na escola na manhã desta segunda-feira. “É mais prática vir aqui na escola para tomar a vacina. Lá em casa todo mundo tomou das doses”, disse a mãe, Leonora Machado de Carvalho, de 31 anos. Após se imunizar, o pequeno Daniel ganhou o certificado de coragem, entregue as crianças que tomam a vacina.

“Durante reunião do Comitê Científico definimos pelas ações nas unidades de ensino, após verificarmos que houve um aumento de casos nas escolas, principalmente entre os profissionais da Educação. A campanha vai acontecer ao longo de todo do ano para aumentarmos a nossa cobertura vacinal", concluiu o secretário de Saúde, Marcus Curvelo.