Quarta, 21 Setembro 2022 - 11:19

Mediação pacífica de conflitos na vida urbana tem semana de palestras pela internet

A mediação de conflitos na vida urbana é tema de semana de palestras on-line que a Prefeitura inicia nesta quinta-feira (22), organizada pelo programa Petrópolis da Paz.

 

omo mediar e solucionar disputas e outros embates, de modo pacífico, na vida urbana? O desafio vai ser debatido a partir desta quinta-feira (22) na 5ª Semana Internacional de Mediação de Conflitos de Petrópolis, evento on-line promovido pela Prefeitura que será transmitido em seu canal no YouTube (https://www.youtube.com/channel/UCN-ragO_i1MBOF9wRakwLLw).

Com palestras até o dia 29, a semana é organizada pelo Programa Municipal de Pacificação Restaurativa Petrópolis da Paz, da Coordenadoria Especial de Articulação Institucional. Em torno do tema “Sustentabilidade Social: a cidade e seus conflitos”, o evento terá a participação de especialistas do Nordeste, Sudeste e Sul, da Argentina e Costa Rica, que vão abordar a mediação no Brasil e no exterior e projetos e ações realizados em Petrópolis.

A importância da mediação é destacada pelo prefeito Rubens Bomtempo como uma alternativa à judicialização de disputas e à violência resultante de muitos conflitos. “A promoção da cultura da paz e do diálogo nunca foi tão necessária quanto nos tempos atuais, diante da complexidade da vida urbana e da difusão da intolerância e das pretensas soluções à base da força, que tentam fazer do triunfo de uns o aniquilamento de outros”, diz Bomtempo.

A coordenadora do Programa Petrópolis da Paz, Elsie-Elen Carvalho, assinala a oportunidade, na semana, do debate sobre sustentabilidade, transformação social e comunicação não violenta. “São temas caros e pertinentes a Petrópolis e ao Brasil. Por isso, convidados palestrantes brasileiros e estrangeiros para expor o que há de mais atual na mediação de conflitos e conduzir as discussões ", diz a coordenadora do programa.

A 5ª Semana Internacional de Mediação de Conflitos de Petrópolis vai ser aberta às 11h desta quinta-feira, com a presença do coordenador especial de Articulação Institucional, Rafael Simão. No mesmo dia, às 14h, o argentino Juan Carlos Vezzula proferirá a palestra “A Mediação para a Comunidade Participativa, Emancipada e Responsável na Situação Atual'. Ao todo, serão 11 palestras até o dia 29.

Veja a programação para os outros dias

Dia 23
18h – Potencialidades e Desafios da Mediação de Conflitos (Klever Paulo Leal Filpo)

Dia 26
16h – Petrópolis versus Preservacionistas do Patrimônio Histórico: um conflito a ser mediado (Solon C. Michalski)
18h – Mediação Comunitária: instrumento dialógico para a sustentabilidade social urbana e camponesa (Adolfo Braga Neto)

Dia 27
14h – Sustentabilidade Social e Sistemas de Resolução de Conflitos (Márcia Rosa)
16h – A Paz Interior como Elemento de Transformação Social (Fabíola Flores)

Dia 28
14h – Grupos Reflexivos de Homens: ferramentas de promoção de transformações sociais. (Ellane Canuto)
16h – Responsabilidade Social e Sustentabilidade: por uma gestação integrativa de conflitos (Maria Victória)
18h – O Impacto da Neurociência na Pacificação de Conflitos Sociais (Nauraina da Rocha Martins)

Dia 29
14h – Oficina de Pais e Mães: espaço de reflexão sobre a coparentalidade (Fátima Almeida)
16h – Comunicação Não Violenta: a linguagem da vida (Renata Velloso)
18h – Encerramento (Elsie- Elen Carvalho)