Sexta, 17 Fevereiro 2017 - 19:49

Exposição no Centro Cultural de Pedro do Rio exalta a tradição carnavalesca do distrito

Exposição no Centro Cultural de Pedro do Rio  exalta a tradição carnavalesca do distrito

Mostra fotográfica e com fantasias será realizada de terça (21.02) a sexta-feira (24.02) 

Fotografias, registros na imprensa, fantasias e adereços bem coloridos relembram a tradição carnavalesca de Pedro do Rio e que estarão expostos na mostra que será realizada de terça (21.02) a sexta-feira (24.02) no Centro Cultural Celina de Oliveira Barbosa, no distrito. Com entrada gratuita, a exposição “Pedro do Rio recordando sua folia” visa resgatar e mostrar ao público mais jovem como nasceu essa tradição e como os foliões da região se divertiam nesse período. 

“Queremos mostrar que o Carnaval aqui é antigo e era uma diversão muito saudável e familiar, quando era forte a tradição de pular Carnaval nos clubes, que em Petrópolis sempre foi mais forte. Tínhamos o baile no Esporte Clube Pedro do Rio e depois nasceu o Império da Vila, fortalecendo o Carnaval de rua. Mas o principal, que aqui era uma folia muito tranquila”, enfatizou o coordenador do Centro Cultural, Joel Vieira, quem idealizou a exposição. 

Estarão expostas diversas fotografias e recortes de jornais, em registros dos tempos áureos da folia de Pedro do Rio, na década de 60 e 70. Além disso, o público terá a oportunidade de ver algumas das fantasias usadas na folia nessa época e sambas de enredo quem embalaram o Império da Vila. O evento terá, ainda, homenagem a duas figuras ilustres para a comunidade carnavalesca do distrito: Carmela Pizzuto Xavier, a  Dona Neném, e Erunildes Cardoso de Almeida.

 

 

“Faremos essa homenagem a duas das nossas baianas, moradoras antigas da comunidade de Pedro do Rio, com 82 anos, que muito fizeram pelo Carnaval aqui da região com seu trabalho, carinho e dedicação. Elas sempre estiveram presentes, mas nos deixaram no ano passado”, contou Joel sobre a homenagem que deve ter a presença da família das homenageadas.

 

 

 

Durante os quatro dias da mostra, o espaço ficará aberto para visitação de 9h30 até 20h, mas volta a abrir na quinta-feira (02.03) no horário normal, de 9 às 18h.