Quarta, 15 Março 2017 - 09:07

Procon Petrópolis firma parceria para agilizar resolução de problemas relacionados à Oi

A saga do trabalhador Clóvis Nogueira Garcia para resolver as cobranças indevidas da operadora Oi parece ter chegado ao fim nesta segunda-feira (13.03), ao buscar o Procon Petrópolis para orientação. De lá, ele foi encaminhado ao Fórum, na Barão do Rio Branco, onde funciona o Expressinho da Oi. No espaço, Clóvis conversou sobre o problema de faturamento de serviços não autorizados e teve, com o profissional da própria prestadora, um apontamento para a resolução do problema antes de levar o caso à justiça. A situação de Clóvis não difere das centenas de consumidores que todos os dias vão ao órgão de defesa para reclamar da operadora de serviços. Nesta quarta-feira (15), Dia do Consumidor, levantamento feito pelo Procon aponta que é a Oi - com 1,2 mil reclamações em 12 meses - é empresa com o maior número de queixas feita junto ao órgão. E que, a partir de agora, terão encaminhamento para resolver as demandas.

“Firmamos uma parceria com o Fórum no intuito de viabilizar a solução dos problemas dos contribuintes. A Oi recebe um grande número de reclamações internamente no Procon, o que faz com que nossa capacidade de atendimento seja menor e o número das filas sejam ampliadas. Com o acordo que firmamos, o reclamante, ao chegar no Procon, receberá um ofício para comparecer no Fórum, onde tem uma sala do Expressinho da Oi, com um técnico da própria empresa que poderá ajudar a solucionar o problema relatado por aquela pessoa. A efetividade nesse serviço tem sido grande e, com isso, ganha a população, que resolve o seu problema e o Procon, que consegue ampliar seu serviço a outras pessoas”, destaca o coordenador do órgão, Bernardo Sabrá.

A parceria firmada já nos últimos dias da semana passada começou a valer efetivamente nesta segunda e Clóvis foi o primeiro a ser encaminhado pelo Procon ao Fórum. Ele fez questão de voltar ao Procon e agradecer pessoalmente o atendimento e a orientação que recebeu pare solucionar o problema. “Estava desde janeiro tentando resolver isso. Na ocasião, a Oi me ligou oferecendo um serviço, que eu não aceitei. Para minha surpresa, mudaram o plano mesmo assim e as cobranças começaram a vir. Liguei para lá e reclamei, mudaram o plano de novo, só que antes eu pagava R$ 49 e com o novo plano foi para R$ 99. Além disso, mandaram duas cobranças. Ou seja, estava tudo errado”, explica.

A solução encontrada por Clóvis foi buscar o órgão máximo de defesa de consumidor. Segundo ele, foi a primeira vez que precisou utilizar o Procon e avaliou positivamente o atendimento. “Foi rápido e efetivo. Consegui enxergar uma solução para um problema, que há muito vinha me tirando o sossego. Eles ficaram de me ligar dando um posicionamento sobre encaminhamento que começamos lá no Fórum e, agora, isso terá um fim. Estou muito satisfeito”, comemorou.

“Essa é só uma das mudanças que estamos fazendo para melhorar o Procon. Queremos, antes de tudo, que o Procon seja um órgão com que as pessoas possam contar para realmente resolver seus problemas. Mas ainda há muito o que fazer e sei que a partir de agora o consumidor terá o que comemorar. Estamos ampliando o horário de atendimento, informatizando o serviço, criando um polo em Itaipava. São iniciativas que tornarão ainda mais efetivo o trabalho do Procon e, principalmente, a solução ao contribuinte”, destacou Bernardo Sabrá.