Vigilância Epidemiológica foi notificada sobre os exames dos quatro homens e duas mulheres na tarde desta quarta-feira
Todos estiveram internados em unidades de saúde da cidade

Mais seis mortes foram somadas aos resultados divulgados nesta terça-feira (19/05) pela prefeitura, passando de 25 para 31 óbitos. Entre os pacientes, quatro homens e duas mulheres que estiveram internados em unidades de saúde da cidade, vieram a óbito recentemente e tinham seus resultados e atestados aguardados pela Secretaria de Saúde. Veja a relação dos óbitos da tarde desta quarta-feira (20/05).

1 – Paciente do sexo masculino com 75 anos de idade e morador do bairro Alto da Serra. Foi internado no Hospital Nossa Senhora de Aparecida dia 02/05 e teve seus exames coletados no mesmo dia, falecendo três dias após, em 05/05.

2 – Paciente do sexo masculino com 54 anos e morador do bairro Bingen. Foi internado no Hospital Santa Teresa no dia 27 de abril, realizou a testagem no mesmo dia e faleceu no último dia 03 de maio. Segundo a equipe médica responsável pelo caso, o paciente sofria de hipertensão arterial e diabetes.

3 – Paciente do sexo masculino com 56 anos e morador do Centro da cidade. Foi internado no HMNSE dia 27/04, realizou coleta para exame no mesmo dia e faleceu em 11/05.

4 – Paciente do sexo masculino com 32 anos de idade e residente também no Centro da cidade. Foi internado também no HMNSE dia 07/05, mesmo dia da coleta dos exames, e faleceu dia 15/05.

5 – Paciente do sexo feminino com 89 anos de idade e moradora de Nogueira. Deu entrada para internação no Hospital Santa Teresa dia 21/04 e realizou testagem no mesmo dia. Faleceu dia 23/04. Segundo informações da equipe médica sofria de doença cardiovascular e câncer de mama.

6 – Paciente também do sexo feminino de 54 anos e moradora do bairro Valparaíso. Foi internada e teve exames feitos na UPA Centro dia 03/05 e faleceu dois dias depois, em 05/05. Equipe médica confirma doença cardiovascular e diabetes.

 

Seis coletoras na região do Independência foram alvos de atos de vandalismo, constatados nesta quarta-feira

Em menos de um mês, a cidade teve 21 lixeiras de plástico rígido queimadas em sete bairros diferentes. Na região do Independência, seis coletoras foram alvo de atos de vandalismo, o que foi constatado nesta quarta-feira (20.05).

Os incêndios foram registrados na Rua Presidente Sodré (Siméria) – duas coletoras; Travessa Augusto Fragoso (Quitandinha) – três; Rua Brigadeiro Castrioto (Bairro Esperança) – cinco; Rua Antônio da Silva Ligeiro (Taquara) – cinco; Rua Emílio Zaluar e Cremerie (Independência) – uma em cada local; Quarteirão Italiano e Vila Felipe – duas em cada.

As lixeiras queimadas são detectadas primeiramente pelos coletores ao ir nos locais para fazer o recolhimento. Em alguns casos, elas foram totalmente destruídas e, em outros, os funcionários encontraram as coletoras ainda em chamas.

Esses atos de vandalismo não podem ser atribuídos ao acúmulo de lixo, porque a coleta continua sendo realizada normalmente, mesmo no período da pandemia. No Quitandinha e na região do Independência, o serviço acontece diariamente, enquanto nos outros bairros atingidos, ela acontece com intervalos máximos de 48 horas.

Essas lixeiras têm capacidade de armazenamento de até uma tonelada de lixo, com cerca de 1,2 mil espalhadas em toda cidade. Elas são repostas frequentemente pela Força Ambiental, empresa que faz a coleta de lixo na cidade, mas algumas vezes pode levar dois ou três dias para substituição.

Atos de vandalismo como este podem gerar até seis meses de prisão e multa aos responsáveis, como prevê o artigo 163 do Código Penal, podendo aumentar em três anos por se tratar de dano ao patrimônio público.

 

Secretarias municipais e órgãos de segurança percorreram ruas do Centro e Quitandinha com este objetivo

A prefeitura colocou em prática nesta quarta-feira (20.05) a operação “Se Puder, Fique em Casa e Fiscalização da Utilização de Máscaras pela População”. Secretarias municipais e órgãos de segurança percorreram o Centro Histórico, Quitandinha e Corrêas, fiscalizando o cumprimento dos decretos municipais que impedem aglomerações na cidade, como o funcionamento de bares, restaurantes e do comércio não essencial, além do uso obrigatório de máscaras.

Participaram da ação equipes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Civil, CPTrans, Fiscalização de Posturas, Defesa Civil e Procon. Entre os estabelecimentos que foram obrigados a fechar as portas estão três barbearias (duas no Dr. Thouzet e outra no Siméria), um bar no Amazonas e uma loja de assessórios para celulares no Centro. Uma padaria e um hortifruti no Castelânea foram autuados por causarem aglomeração.

Desde meados de março até a última sexta (15), 57 lojas de comércio não essencial receberam intimações para manter as portas fechadas e outras 24 foram notificadas por provocar aglomerações – 81 no total. Neste período, foram aplicadas 42 multas por causa dessas irregularidades.

As equipes do Procon/Petrópolis-RJ atuaram garantindo a saúde e a defesa dos direitos, como estabelecido no Código de Defesa do Consumidor. O orgão orienta que os estabelecimentos que estão permitidos por lei se adequem às medidas necessárias, evitando a contaminação dos consumidores. Hoje, durante a operação, em uma farmácia de 25m² tinham 15 pessoas, além dos funcionários. O Procon/Petrópolis-RJ ressalta que é necessário zelar pela saúde neste momento.

Sirenes móveis

As sirenes móveis da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias percorreram os mesmos lugares com mensagens que reforçam a importância do isolamento social. Dessa maneira, a prefeitura reforça que os petropolitanos devem evitar aglomerações permanecendo em casa.

No total, 30 aparelhos foram adquiridos pelo município
Destes, 25 para operação na nova unidade na luta contra o coronavírus

Os ventiladores mecânicos foram entregues na manhã desta quarta-feira (20/05). A entrega faz parte da primeira remessa da compra de 30 unidades realizada pela prefeitura. Os aparelhos vão fazer parte da composição de novos equipamentos da UPA Vermelha, no bairro Cascatinha. No local, a Secretaria de Saúde irá disponibilizar 25 leitos de UTI e 25 ventiladores mecânicos para o tratamento e internação de pacientes infectados pelo coronavírus na cidade. Uma forma de ampliar a quantidade de leitos e garantir a segurança para a saúde da população.

Segundo informações da Secretaria de Saúde do município, a partir da próxima segunda-feira, dia 25 de maio, a UPA Cascatinha vai passar por um processo de transformação e adaptação para o atendimento específico dos casos suspeitos e confirmados de coronavírus. O atendimento exclusivo aos pacientes da doença terá início, ainda segundo a prefeitura, dia 1 de junho.

De acordo com o Diretor Geral das UPAS em Petrópolis, José Vitor Caldeira, a aquisição dos equipamentos representa uma significativa economia aos cofres públicos.

“Com esses 25 leitos próprios do município, ou seja, sem a necessidade de contratação em unidades particulares, vamos deixar de pagar, por mês, R$ 1.8 milhões. São investimentos nossos e que vão deixar um legado nunca antes visto para a saúde da cidade”, afirmou o diretor.

Dos 30 aparelhos comprados pela prefeitura, 25 serão direcionados aos novos leitos da UPA Vermelha. Os demais vão fortalecer outra importante unidade, o Hospital Municipal Dr. Nélson de Sá Earp, referência no atendimento e internação de pacientes infectados na cidade. Hoje, a ocupação dos leitos é de 52%.

Materiais são frutos de um convênio entre a prefeitura e o Grupo Petrópolis.
Entre outros produtos, foram entregues novas bombas de infusão e de injeção, utilizadas nas unidades de terapia intensiva

Os equipamentos já vinham sendo esperados desde a última semana. Na manhã desta quarta-feira (20/05), a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itaipava recebeu mais materiais que vão colaborar na manutenção do atendimento realizado no dia a dia da mais nova unidade de saúde do município. Entre os produtos recebidos, materiais como bombas de infusão e bombas de injeção, utilizadas nas unidades de terapia intensiva para agilizar a administração de medicamentos e facilitar a rotina das equipes de saúde da unidade. Foram entregues, também, mais 9 poltronas, 2 berços e um aspirador traqueal. A entrega faz parte de um convênio realizado, ainda em 2019, entre a prefeitura e o Grupo Petrópolis.

Todo o material foi entregue seguindo o acordado pela prefeitura e em três remessas. As duas primeiras foram realizadas na mesma data da abertura da unidade em Itaipava, em janeiro deste ano. Na última quinta-feira (14/05), foi recebida a terceira parte dos equipamentos.

A unidade vem atendendo pacientes dos distritos que, anteriormente, precisavam se deslocar até o Cascatinha e Centro da cidade em busca de atendimento. Desde sua inauguração, em janeiro deste ano, o número de registros na urgência vem apresentando diminuição que, segundo a direção das UPAS, se deve ao receio relativo à contaminação pelo Coronavírus.

Pessoas em situação de rua puderam participar de uma ação da equipe de abordagem social do Centro Pop (Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua) em parceria com a instituição Mateus 25.35 e a equipe do Banho Solidário, nesta quarta-feira (20.05), em Itaipava. O trabalho ofereceu banho para cerca de 30 pessoas e seus animais de estimação em um ônibus adaptado que ficou estacionado durante toda a manhã no Hortomercado Municipal José Carneiro Dias.

A ação também distribuiu alimentação, kits de lanche doados pelo CDDH (Centro de Defesa dos Direitos Humanos), kits com luvas e máscaras, e orientações sobre os cuidados para combater a covid 19. O trabalho, que aconteceu durante toda a manhã e o início da tarde, é realizado todas as quartas-feiras.

Outra medida adotada no NIS, que conta com dormitórios para as pessoas em situação de rua, foram as tendas da Defesa Civil destinadas para os acolhidos recentes, sendo encaminhados para o dormitório após descarte de qualquer suspeita de contaminação. Pessoas em situação de rua que precisem de isolamento também podem contar com um local específico para a quarentena.

Para tirar dúvidas e oferecer acolhimento aos profissionais da rede municipal que atuam na gestão dos Centros de Educação Infantil e escolas, a Secretaria de Educação vai realizar uma roda de conversa virtual na próxima quinta-feira (21.05). Os interessados em participar já estão fazendo as inscrições diretamente com os departamentos de Ensino Fundamental e Infantil.

O objetivo é o de conversar sobre as ações que estão em andamento, mesmo com a suspensão das aulas, como no caso da plataforma “Educa em Casa”.

A iniciativa é importante já que os encontros presenciais – reuniões e formações – estão suspensas. “Isso foi interrompido devido a necessidade de se prevenir contra o coronavirus. Esse movimento é de mobilização, escuta, de passar informações, tirar dúvidas e esclarecer algumas ações que deverão ser feitas no retorno como a higienização dos espaços”, explica Gloria Maria Vargas, responsável pelo Departamento de Ensino Fundamental.

A ideia é que esse tipo de encontro passe a ocorrer a cada 15 dias. “Professores já iniciaram esse movimento em abril, inclusive com a participação de funcionários da Saúde, que também tiraram dúvidas. É uma forma de pensar em ações e soluções coletivamente”, garante Gloria Maria Vargas.

Notícias por data

« Maio 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo