Boleto pode ser pago nas casas lotéricas e na rede bancária, com exceção do Bradesco

Quem ainda não pagou o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) deve ficar atento: o prazo para quitar o tributo em conta única, garantindo 7% de desconto, termina em 5 de fevereiro. O pagamento pode ser feito na rede bancária (exceto no Bradesco) e também nas casas lotéricas.

A guia deve ser retirada no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). Para impressão, o interessado precisa informar apenas o número de inscrição do imóvel no site. Também é possível retirar o boleto no posto de atendimento montado no Centro de Cultura Raul de Leoni, 305, no Centro.

As negociações de dívidas ativas continuam a ser realizadas na Procuradoria Geral, que funciona na Avenida Koeler, 260, anexo B, segundo andar, de segunda a sexta-feira, das 12h30 às 18h30.

A prefeitura, por meio da Secretaria de Relações Institucionais, reuniu representantes de diferentes setores da economia popular na Casa dos Conselhos ontem (20/01). No encontro, ficou decidido que os ambulantes da Praça Clementina de Jesus – que fica atrás do antigo Extra da Paulo Barbosa – poderiam retornar as atividades diárias no local já nesta quinta (21). O local está passando por obras, por conta da reconstrução do mercado, e até então os comerciantes trabalhavam em escala de rodízio.

O encontro serviu também para esclarecer dúvidas sobre o funcionamento do comércio ambulante. Eles pediram soluções para as dificuldades encontradas neste momento difícil da economia e pela pandemia do coronavírus. A prefeitura quer fomentar ações que buscam valorizar e fortalecer os ambulantes no local.

A reunião contou ainda com representantes do Clementina de Jesus, Epitácio de Souza, Praça dos Expedicionários, Praça da Liberdade e de outras regiões

O quadro técnico da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias está sendo reorganizado para agilizar o atendimento das ocorrências. Mais dois profissionais – um técnico de edificações e uma geóloga – agora fazem parte da equipe. Até a próxima semana, mais uma engenheira civil vai reforçar a pasta. No início desse ano, a Defesa Civil também já havia ganhado um meteorologista e de um geógrafo.

Desde o dia 2 de janeiro, a Defesa Civil registrou 230 ocorrências em virtude das fortes chuvas. Aquelas que são consideradas emergenciais, que colocam a vida em risco ou ordens judiciais, já foram atendidas pelos técnicos da pasta. O aumento no quadro técnico tem o objetivo de melhorar o atendimento da população.

O telefone 199 também fica disponível 24h para relatos de ocorrências. A ligação é gratuita. 

A Defesa Civil também está trabalhando na modificação dos protocolos adotados pela cidade para os estados de normalidade, atenção, alerta e alarme em casos de fortes chuvas. O objetivo é criar uma maneira de acionar as sirenes de maneira individual para cada comunidade atendida pelo sistema de alerta e alarme.

No segundo dia de vacinação volante contra o coronavírus, equipes de enfermagem, sob coordenação da Vigilância Epidemiológica, imunizaram 334 pessoas. Ontem, 196 já tinham tomado a vacina. Nesta quinta-feira (21), três equipes estiveram em três unidades hospitalares e três instituições de longa permanência.

As equipes retornaram ao Hospital Nelson Sá Earp e estiveram na UPA Cascatinha e no SMH para vacinar profissionais que estão atuando na linha de frente de combate ao Covid-19 e que atuam nas UTIs e salas de urgência e emergência. Três instituições de longa permanência também receberam as equipes para vacinação dos idosos com mais de 60 anos: Despertar, Recanto da Terceira Idade e Lar Cotinha.

Uma semana depois das mudanças nas portas de entrada dos pacientes com suspeita de covid-19, o prefeito interino e o secretário de Saúde estiveram, na tarde desta quinta-feira (21), nos pontos de apoio da UPA Cascatinha e do Hospital Nelson Sá Earp (HMNSE), com o objetivo de acompanhar os atendimentos e avaliar o resultado das mudanças.

Desde o dia 14, os atendimentos de pacientes com sintomas de Covid-19 são feitos em três pontos de apoio, montados ao lado da UPA Cascatinha (este tem médicos 24h), no primeiro andar do HMNSE e no ponto de apoio de Itaipava (estes com médicos das 8h às 20h e enfermeiros 24h para a realização de testes). Já pacientes não Covid têm atendimento na UPA Centro, no Pronto Socorro Leônidas Sampaio e na UPA Itaipava.  A mudança gerou uma melhora no fluxo de atendimento, evitando longas filas e garantindo um atendimento digno aos pacientes.

Sem fila e com mais conforto, a autônoma Silvana Nicodemus, 41 anos, elogiou o atendimento do ponto de apoio do HMNSE. “Vim no dia 16 fazer o swab e o atendimento foi muito rápido. Voltei hoje com o resultado positivo para ter orientação médica. O atendimento está bom. Não tenho do que reclamar”.

A decoradora Sandra Cristina Fernandes, 50 anos, procurou atendimento na UPA Cascatinha depois de manifestar quadro gripal. "Cheguei e em 30 minutos passei pela triagem e fui atendida pela médica. Agora aguardo para fazer o teste rápido”, disse.