As equipes de enfermagem estiveram, neste sábado (23), em sete instituições para realizar a vacinação contra a Covid-19. A ação foi coordenada pela Vigilância Sanitária do município e vacinou 440 pessoas. Ao todo, já foram aplicadas 1.209 doses.

A vacinação volante foi feita nos hospitais Santa Teresa, Nossa Senhora Aparecida, Alcides Carneiro e Nelson Sá Earp. As doses também foram aplicadas nas instituições de longa permanência: Yolanda Duarte, Comunidade Jesus Menino e Recíproca Assistência. Do total de vacinas aplicadas hoje, 354 foram aplicadas em profissionais de saúde.

Denúncias que indicavam a organização de uma corrida de cavalos com apostas em dinheiro neste domingo (24) no Carangola levaram a Coordenadoria de Bem-Estar Animal a liderar uma operação que contou com a participação de várias secretarias do governo municipal, Guarda Civil e a Polícia Militar. O grupo esteve no local, conversou com os organizadores do evento e deixou o bairro após a suspensão da corrida e uma longa conversa, que terminou com o compromisso de novas reuniões para discutir os cuidados com os animais.

“Conversamos muito com os organizadores e mostramos que havia denúncias que indicavam a realização da corrida valendo dinheiro, o que é proibido por lei. Explicamos o problema e abrimos uma porta para o diálogo. Esta aproximação é importante porque só assim, com a presença do governo municipal e orientação, vamos multiplicar a informação, criando consciência coletiva sobre a importância do cuidado com os animais”, afirmou o coordenador de Bem-Estar Animal, João Valois.

O governo municipal lembrou a importância da ação conjunta das autoridades, contando com a participação da Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias, Turispetro, Coordenadoria de Articulação Institucional, Guarda Civil Municipal e PM. A ação também contou com o apoio do vereador Domingos Galante.

O governo interino realizou nesta sexta-feira (22/01) nova Operação Choque de Ordem em diversos pontos da cidade, visando conter aglomerações e evitar a disseminação do coronavírus. As pessoas foram orientadas sobre o uso de máscaras e cumprimento dos decretos. Um estabelecimento que funcionava como boate foi intimado.

Desde o início da noite de sexta-feira (22/01) até o começo da madrugada deste sábado (23/01), equipes da Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP - Posturas e Guarda Municipal) e Vigilância Sanitária estiveram em pontos da cidade com histórico de aglomerações para fiscalizar o cumprimento dos decretos municipais de prevenção ao coronavírus e orientar as pessoas sobre o distanciamento social e uso obrigatório de máscaras. A ação ainda contou com o apoio da Polícia Militar e da CPTrans, que ajudaram na organização do trânsito e na fiscalização de estacionamento irregular.

Duas equipes realizaram ações de combate à covid-19 e às aglomerações na rua 13 de Maio, na Praça da Liberdade e Praça Princesa Isabel. Na rua 13 de Maio, os frequentadores do local e comerciantes foram orientados pelas equipes sobre os cuidados de prevenção à doença, sendo os estabelecimentos obrigados a fechar à meia-noite. No Carangola, as equipes estiveram em bares alertando sobre medidas preventivas à doença. Também houve ações em Nogueira e Corrêas. Em Itaipava, responsáveis por estabelecimento que funcionava como boate foram intimados pelos fiscais a seguir as orientações dos decretos municipais.

Equipes da Comdep também trabalharam na madrugada para garantir a limpeza de locais em que vinham sendo verificados problemas. Na Praça Princesa Isabel por exemplo, já durante a madrugada equipes fizeram a limpeza, deixando o espaço preparado para receber os participantes da feira da economia solidária, realizada no local aos sábados.

A Prefeitura reforça que o mais importante nesse momento são as vidas dos petropolitanos e que a operação também ajuda a reduzir a ocupação em leitos, evitando que o vírus se espalhe ainda mais.

Os pontos de ônibus da viação Petroita que estão funcionando na Rua do Imperador retornarão para a rua Paulo Barbosa a partir da próxima quarta-feira 27/01.

Ao todo 29 linhas voltam ao local onde funcionavam antes da pandemia. São elas: 204, 205, 209, 210, 211, 212, 401, 402, 406, 407, 408, 409, 410, 411, 421, 427, 435, 436, 438, 439, 443, 444, 446, 447, 448, 449, 451, 459 e 463.

A Rua do Imperador volta a ter as duas faixas livres para o fluxo de veículos.

O governo municipal quitou a gratificação de férias (1/3) dos servidores da Educação na quarta-feira (20.01). Foram beneficiados 3.218 funcionários, com o aporte de R$ 3 milhões e 58 mil. As férias, tradicionalmente, são pagas em conjunto com o salário referente ao mês de janeiro.

A prefeitura lançou, na tarde desta sexta-feira (22), o vacinômetro para que a população possa acompanhar o número de pessoas já vacinadas contra a Covid-19 na cidade. O medidor está disponível no site da Secretaria de Saúde, no portal da transparência do coronavírus, no link https://smspetropolis.net.br/covid-19/.

Nesta sexta-feira, três unidades de saúde e quatro instituições de longa permanência foram visitadas pelas equipes de enfermagem, sob coordenação da Vigilância Sanitária, dando continuidade na imunização. Mais 239 pessoas foram vacinadas, elevando o número total de doses aplicadas para 769.

As equipes retornaram ao Hospital Nelson Sá Earp, à UPA Cascatinha e ao SMH para vacinar profissionais que estão atuando na linha de frente de combate ao Covid-19 e que trabalham nas UTIs e salas de urgência e emergência. Quatro instituições de longa permanência também receberam as equipes para vacinação dos idosos com mais de 60 anos: Casa de Repouso Solar da Serra, Casa de Repouso Basílio Bento, Casa de Repouso Florada da Serra e Alti Home.

No terceiro dia de vacinação, foram imunizados 197 profissionais de saúde e 42 idosos.

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência Social, vai traçar um perfil dos frequentadores do Restaurante Popular. O estudo será conduzido pela coordenadora do Restaurante Popular, a psicóloga Fernanda Medeiros, que tenta entender os impactos da pandemia na vida daquele público. A pesquisa de campo deverá trazer respostas que vão fazer parte da estratégia de atuação do Governo Municipal com as famílias, principalmente aquelas em estado de vulnerabilidade social.

No Restaurante Popular são oferecidos, de segunda a sexta-feira, 1 mil cafés da manhã (a R$ 0,50 cada) e mil almoços (a R$ 1 cada). A pesquisa será iniciada ainda este mês permitir a identificação de pessoas que precisam de outros atendimentos sociais.

A meta é dar continuidade ao serviço que já são oferecidos. O número alto de pessoas que procuram uma alimentação barata pode fornecer dados importantes que irão abastecer um plano de ação da secretaria. Dessa forma, a intenção é ter um perfil geral desta população, com identificação das suas necessidades e poderemos fazer encaminhamentos a outros serviços como o Centro Pop, Cras e Creas.

Um fato observado pela coordenadora e autora da pesquisa é com relação à influência da pandemia no público que frequenta o estabelecimento popular. De acordo com a coordenadora, há pessoas que levam as quentinhas para outras pessoas que estão em quarentena. Essa ação solidária também será alvo da pesquisa. A aposentada Celinha Almir Gonçalves, de 72 anos, pega refeições para seu esposo, que tem 84 anos e uma vizinha que mora sozinha e tem complicações de saúde.

A Secretaria de Assistência Social vai criar um perfil detalhado do público, o que vai contribuir para que diferentes setores que cuidam das famílias em situação de vulnerabilidade possam identificar e atuar na assistência.

Buscando melhorar a gestão e o atendimento da população, o governo municipal anunciou nesta sexta-feira (22) uma parceria entre a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias e a COPPE/UFRJ. Através do programa denominado “Mapeamento e Melhorias de processos de Gestão na Secretaria Municipal de Defesa Civil e Ações Voluntárias de Petrópolis”, serão mapeados os processos administrativos e operacionais, propondo melhorias e diminuindo os gargalos da gestão na pasta.

Neste projeto, que terá duração de aproximadamente oito meses, será realizado um seminário apresentando as melhorias que podem ser implementadas nos demais setores do governo e em órgãos públicos interessados.

Uma ação para coibir o trabalho irregular de ambulantes em Petrópolis terminou com a apreensão de 84 frascos de perfumes falsificados na Rua Paulo Barbosa, no Centro, nesta sexta-feira (22/01). A operação, realizada pela Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP) com o apoio da Polícia Militar (PM), aconteceu após a denúncia de ambulantes legalizados, que informaram sobre as irregularidades.

Segundo a denúncia, os camelôs não eram de Petrópolis. A mercadoria apreendida pelos agentes foi levada para o depósito da Fiscalização de Posturas e será descartada.

Na última quarta-feira (20), a prefeitura, por meio da Secretaria de Relações Institucionais, reuniu representantes de diferentes setores da economia popular para ouvir as demandas da categoria. A maior reclamação dos vendedores era a presença de ambulantes de outros municípios atuando irregularmente no longo do Centro Histórico.

Atendimento clínico não Covid também terá reforço de leitos

A rede de saúde do município passará a contar, a partir de segunda-feira (25), com mais onze leitos de UTI Covid-19 no Hospital Clínico de Corrêas (HCC). A expectativa é que o HCC disponibilize até o fim de fevereiro mais nove leitos de UTI Covid-19 e dez leitos clínicos não Covid.

Os onze leitos de UTI Covid já estarão disponíveis para o SUS nesta segunda-feira no HCC. A previsão, no entanto, é que o número chegue a 20 até a primeira quinzena de fevereiro. Já os dez leitos clínicos não Covid serão disponibilizados até o fim de fevereiro.

O governo municipal autorizou a compra de novos testes rápidos de antígeno. O exame vai agilizar o fluxo de internação dos pacientes com covid-19, já que o resultado fica pronto em 90 minutos.

Os novos testes serão usados especificamente em pacientes sintomáticos que aguardam internação no SUS. O teste deve ser aplicado entre o terceiro e o sétimo dia de sintoma, já que possui alta sensibilidade para pacientes com alta carga viral.