As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na quinta-feira (28/10) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 2.575 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 197 receberam a primeira dose, 1.422 receberam a segunda dose e 956 receberam a dose de reforço. Até o momento 236.308 pessoas receberam a primeira dose, 168.930 receberam a segunda dose, 6.805 receberam a dose única e 17.019 idosos institucionalizados e acamados, idosos maiores de 60 anos, pacientes imunossuprimidos e trabalhadores da Saúde receberam a dose de reforço do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.  

Nos pontos de imunização três idosos foram vacinados, sendo dois com a primeira dose e um com a segunda. Equipes aplicaram também a dose de reforço em 803 idosos, 11 pacientes imunossuprimidos e 142 trabalhadores da Saúde.

A primeira dose da vacina foi aplicada ainda em  106  pessoas com idade entre 18 e 59 anos sem comorbidades. Na faixa etária abaixo de 59 anos, 1.381 pessoas também receberam a segunda dose. Também foram vacinados com a primeira dose, 88 adolescentes sem comorbidade. Outros 19 adolescentes receberam a segunda dose.

Equipes aplicaram a segunda dose da vacina em sete  gestantes e quatro puérperas.

A segunda dose da vacina  foi aplicada também em cinco trabalhadores da Saúde e três trabalhadores dos transportes. 

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde nesta quinta-feira (28/10) está em 13,33% em leito clínico da rede SUS. A UTI covid na rede SUS registrou 7,58% de ocupação. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 14 pacientes internados na cidade: sendo 6 em UTIs e oito em leitos clínicos. Três óbitos foram confirmados e inseridos na base de dados do município nesta quinta-feira

Até agora foram realizados no município 204.733 testes para Covid-19, com 49.540 resultados positivos e 155.063 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.546 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br)

Óbitos:

Mulher, 76 anos, morador no Centro. Internada em 30.08.2021 no SMH. Óbito registrado em 26.09.2021 no SMH. Paciente com Pneumonia crônica e tumor de colo de útero.

Homem, 67 anos, morador no Alto da Serra. Internado em 24.09.2021 na UPA Cascatinha e transferido para o HMNSE. Óbito registrado em 16.10.2021 no HMNSE. Paciente com doença cardiovascular crônica e diabetes.

Homem, 90 anos, morador em Araras. Internado em 19.09.2021 na UPA Cascatinha e transferido para o SMH. Óbito registrado 24.10.2021 no SMH. Paciente com doença neurológica crônica.

Jódia Melo, secretária de Esportes e Lazer de Natal (RN), visitou Petrópolis para entender o funcionamento do espaço

O plano de gestão do Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) de Petrópolis, que fica no Caxambu, está servindo de exemplo para outros municípios do país. Nesta quinta-feira (28), a secretária de Esportes e Lazer de Natal (RN), Jódia Melo, esteve no ginásio acompanhada pelo secretário de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer (SEPJIL). O objetivo da visita foi conhecer o modelo de atendimento implementado pelo município no CIE.

"Lá em Natal ainda estamos implementando nosso plano de gestão. Viemos aqui para conhecer a estrutura mesmo, como funciona, quantas modalidades são oferecidas, enfim, buscamos essa troca de conhecimentos, que eu acho que isso é o mais importante, fazer esse intercâmbio cultural, intermunicipal e interestadual", explicou Jódia Melo.

Segundo o secretário da SEPJIL, o objetivo do município é agregar ao ginásio mais modalidades a partir do ano que vem. "Estamos sempre ouvindo a população para atender da melhor maneira possível os beneficiados. Isso é fundamental. Acreditamos nesse trabalho em conjunto. Após um período fechado por causa da pandemia, já estamos retornando com as atividades atendendo a todas as idades", disse.

O CIE de Petrópolis oferece aulas gratuitas para crianças e adolescentes em quatro modalidades; dança e ginástica para o público adulto; além de ser usado pelos moradores da região para a disputa de campeonatos amadores. O ginásio ocupa uma área de 1,6 mil m² ao lado da Escola Municipal Senador Mário Martins. O local também é adaptado para pessoas com deficiência com um elevador, que dá acesso ao mezanino, e a arquibancada tem espaço destinado para os cadeirantes.

Além disso, em cada lado do ginásio, há banheiros comuns e adaptados. Para os atletas, há quatro vestiários, sendo dois comuns e dois adaptados - um para cada sexo. O espaço conta também com salas administrativa, de professor e da médica, além de uma copa e um almoxarifado para guardar os equipamentos esportivos. "É uma estrutura fantástica, que promove saúde, bem-estar. Além de ser perfeito para a iniciação esportiva", completa o governo interino.

Neste momento, estão abertas as inscrições para novos alunos em quatro modalidades no CIE. Estão formadas turmas divididos por gênero, entre 14 e 17 anos, no vôlei, basquete, handebol e futsal - apenas o feminino, já que no masculino a região é atendida pelo projeto Transformando Vidas Pelo Esporte, da Liga Petropolitana de Desportos (LDP). Também tem espaço nas turmas de ginástica e dança do Agita Petrópolis, que acontecem à noite. Os interessados podem se cadastrar pelo telefone 2233-1218.

Entre 2012 e 2020, seis homens faleceram em decorrência da doença em Petrópolis

Outubro é o mês de conscientização ao câncer de mama e por meio da campanha do Outubro Rosa são promovidas ações de sensibilização e orientações a população sobre a doença, além de levar informações sobre o tratamento para a redução da mortalidade. Como a doença não acomete apenas as mulheres, a prevenção também deve ser estender ao público masculino. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), 1% do total de casos registrados acometeram homens.

Entre 2012 e 2020, 425 pessoas em Petrópolis faleceram após diagnóstico de câncer de mama. No mesmo período, seis homens foram vítimas da doença na cidade. O câncer no colo do útero ou no ovário, acometeu 226 pessoas. Marilda Plácido, coordenadora das áreas de ginecologia e mastologia do Hospital Alcides Carneiro (HAC) - referência na rede pública para cirurgias oncológicas com procedimentos de mastectomia e reconstrução de mama - ressalta que os homens não sabem que também podem ser alvos do câncer de mama.

"Em geral, quando diagnosticados, a doença está em um estágio mais avançado da doença. A preocupação é menor do que a da mulher, diante da diferença no índice de casos. Apesar do risco ser menor, os homens precisam estar atentos a qualquer alteração na mama e procurar, imediatamente, um profissional especialista para compreender os cuidados que devem ser seguidos", explica ela.

O secretário de Saúde orienta que manter os cuidados contínuos com a saúde deve ser uma rotina na vida dos homens. “O público masculino deve buscar atendimento primário na rede de saúde, nos postos mais próximos. Caso haja alguma alteração suspeita no corpo, o médico realiza o encaminhamento para o mastologista”, disse.

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células anormais da mama, que forma um tumor com potencial de invadir outros órgãos. Há vários tipos de câncer de mama e alguns têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem lentamente. A maioria dos casos, quando tratados adequadamente e em tempo oportuno, apresentam bom prognóstico.

Marilda ressalta que a detecção masculina advém de algum sinal clínico, como um caroço ou excremento de secreção na parte mamária: “O homem não realiza exames de mamografia em rotina igual a mulher, porém, quando há alguma alteração na mama, o solicitamos. Qualquer alteração na região costuma ser visível e não pode ser ignorada", frisa a coordenadora.

"Hábitos como alimentação saudável e balanceada, controle de peso corporal, regularidade na prática de atividades físicas, o não uso de esteroides anabolizantes, assim como, evitar o consumo de bebidas alcoólicas são fundamentais para prevenção. Outro alerta fica em relação ao cigarro: o não uso reduz drasticamente as possibilidades de aparecimento de qualquer tipo de câncer", orientou Marilda.

A Prefeitura deu início nesta semana à recuperação de mais uma ponte de madeira, trabalho que é executado pela equipe de manutenção viária da Secretaria de Obras. A intervenção ocorre na Rua Dr. Hermogênio Silva, na altura do número 522, no Retiro. Apenas nos últimos meses, quando o trabalho foi intensificado, 13 pontes passaram por manutenção em diferentes pontos da cidade.

“A Secretaria de Obras organizou um plano de trabalho para atender as demandas. São pontes que assegurando o acesso, a mobilidade de muitas pessoas em diferentes pontos da cidade" frisou o governo interino.

Além da ponte próxima ao Riverside, no Retiro, as equipes da Prefeitura também fizeram o trabalho no Bingen, na Posse, Brejal, Araras, Secretário, Morin, Centro, Quarteirão Brasileiro, Chácara das Rosas e Itaipava.

No Retiro, o trabalho inclui a substituição de corrimãos e do tablado. Trabalho que, a depender das condições climáticas, será finalizado até a próxima semana. “Esses serviços são de extrema importância para garantir a trafegabilidade. Seja nas áreas mais urbanizadas, como é o caso do Retiro, seja nas comunidades rurais como no distrito da Posse, no Brejal. Assim, as crianças podem ir à escola com mais segurança, o pequeno produtor pode escoar sua produção e garantir a renda da família. Nosso papel é garantir esse direito de ir e vir com segurança a esses moradores”, destacou o secretário de Obras.

Ao longo do ano, a secretaria já executou o serviço nas estradas do Xingú (localizada na região rural do Brejal, na Posse), do Rio Pequeno (Secretário), do Jaboticabal (Araras), na União e Indústria (próximo ao Parque Municipal em Itaipava) e Gentio (Itaipava) e nas ruas Bingen, Piabanha (Centro), Professor Stroeller (Quarteirão Brasileiro), José Hammes (Coronel Veiga), Fernandes Vieira (Chácara das Rosas) e Marciano Magalhães (Morin).

Para apurar denúncias e relato de atrasos nas entregas de mercadorias e correspondências por parte dos Correios, uma equipe do Procon Petrópolis esteve nessa quinta-feira (28) em dois centros de distribuição, na Mosela e na Rua Floriano Peixoto, no Centro. A ação também teve como objetivo cobrar atenção dos Correios por conta da proximidade da Black Friday, período em que as compras virtuais aumentam.

“Fomos apurar, preliminarmente, denúncias de consumidores que relatam o atraso na entrega de suas encomendas. Segundo a gerência dos estabelecimentos, problemas com relação ao planejamento das entregas ocorreram até agosto, mas garantiram a regularização da situação a partir de agora. No entanto, o Procon continuará atento às reclamações dos clientes, principalmente nesse período do ano em que as compras tendem a aumentar”, explicou o coordenador do Procon.

Além da proximidade com a Black Friday e Natal, o Procon destaca que as empresas de entrega devem ajustar as equipes para atendimento das demandas. “Em razão da pandemia esse tipo de serviço se intensificou e as instituições, inclusive, devem ter um planejamento específico em caso de registro de covid-19 por conta dos funcionários. Existe, claro, um protocolo de fechamento, mas, essa é uma determinação interna. É preciso que seja garantido o cumprimento da Lei 8078 do Código de Defesa do Consumidor, por isso, é importante que seja feito tudo para garantir o cumprimento do prazo das entregas”, completou o coordenador.

De acordo com o Procon, a legislação coloca esse tipo de serviço, inclusive, no hall daqueles considerados essenciais e cuja interrupção é vedada. Consumidores que estiverem com atraso na entrega de produtos devem procurar o Procon. “Assim que recebemos a reclamação, entramos em contato diretamente com as gerências dos respectivos centros de distribuição”, confirmou o coordenador do Procon.

Consumidores que quiserem denunciar atrasos nas entregas e outras irregularidades podem agendar uma reunião presencial no Procon para relatar o caso ou tirar dúvidas. Os números para contato são: (24) 2246-8469, 2246-8471, 2246-8473, 2246-8475, 2246-8477, 2246-8470, 2246-8472, 2246-8474 e 2246-8476.

O agendamento também pode ser feito pelo aplicativo ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . O Procon funciona na Rua Doutor Moreira da Fonseca, número 33, no Centro Histórico.

Dando continuidade ao fortalecimento do Programa de Segurança Alimentar e Nutricional, a Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Assistência Social, entregou, nesta quinta-feira (28) o Cartão Imperial para 24 famílias petropolitanas. Todas foram incluídas agora no programa e receberam os cartões em uma ação realizada na Casa dos Conselhos Augusto Ângelo Zanatta. O cartão, que é recarregado mensalmente com o valor de R$ 70, tem o objetivo de dar um auxílio a famílias em situação de vulnerabilidade social e insegurança nutricional.

Desde janeiro foram entregues 138 novos cartões. No total, hoje, quase 4 mil famílias petropolitanas têm acesso ao benefício. “O programa é importante pois garante um suporte para aqueles que estão precisando desse apoio para reforço alimentar. O cartão é destinado para a compra de alimentos, que podem ser adquiridos em mais de 170 estabelecimentos comerciais da cidade”, disse o governo interino.

O subsídio também é direcionado às famílias que possuem integrantes com deficiência ou portadores de doenças crônicas. Esses devem apresentar laudo ou comprovante de acompanhamento médico para ter acesso ao benefício.

“Para ser incluída no programa, a família deve estar registrada no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). A Secretaria de Assistência Social mantém um acompanhamento de todos os trâmites do programa e através dessa entrega simbólica reafirma o compromisso de auxiliar a população petropolitana. Agradeço ao governo interino pelo apoio e à equipe da Secretaria de Assistência Social pelo empenho”, afirma o secretário de Assistência Social.

Marta Regina Barbosa, 58 anos, foi uma das beneficiárias que recebeu o cartão. “Chegou em uma ótima hora! Vai me ajudar muito. Tomo remédios controlados, tenho que controlar a alimentação e estou em busca de um novo emprego. Voltei a estudar, e, agora, com o cartão, tudo começará a melhorar, tenho certeza. É um dia feliz”, contou.

Para se cadastrar no programa, as pessoas devem procurar a Secretaria de Assistência Social ou um dos nove CRAS em funcionamento na cidade, apresentar documento de Identidade e CPF, comprovante de residência, carteira de trabalho ou comprovante de renda, certidão de nascimento dos filhos menores, comprovante de escolaridade e carteira de vacinação dos menores de 10 anos.

A mudança começa na próxima quarta-feira (4) e será avaliada por fiscais do setor de transportes da companhia.

Os moradores do Vale do Carangola terão novo ponto de embarque para a linha 519 da Viação Cascatinha, a partir da próxima quarta-feira (4). Ao invés de acessarem o coletivo no centro, no terminal rodoviário, passam a embarcar a partir da rua Caldas Viana. A medida é da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes, que espera que a mudança melhore a prestação do serviço à comunidade do bairro Carangola.

A alteração afetará os três veículos que fazem a linha (dois de forma regular e um terceiro que reforça o atendimento nos horários de pico). O novo embarque de passageiros acontece em caráter experimental e será avaliado pela companhia, no intervalo de uma semana.

Também estão disponíveis vagas para pessoas com deficiência

Boa notícia para quem procura uma oportunidade de retornar ao mercado de trabalho. O Balcão de Emprego da Prefeitura, que é coordenado pelo Departamento de Trabalho e Renda (Detra), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico está oferecendo 34 vagas e algumas destinadas a pessoas com deficiência. Há oportunidades em diversos setores. Caso o candidato tenha alguma dúvida ou interesse pode procurar o atendimento presencial no Detra, que fica na Dr. Porciúncula 75, Centro. O telefone para contato é o 2246-8942.

"Uma das metas da minha gestão é alavancar a economia e a geração de emprego. Temos contactado as empresas petropolitanas para que as mesmas utilizem o Balcão de Empregos. O serviço une quem precisa de mão de obra, nas mais diferentes áreas, e quem busca uma oportunidade no mercado", lembra o governo interino, acrescentando que empresários interessados em oferecer vagas de emprego podem disponibilizar as vagas, de forma gratuita, diretamente no site da prefeitura www.petropolis.rj.gov.br/e-gov/sde/balcao_de_empregos/empresas/index. Basta fazer o cadastro e informar a vaga.

Para que o candidato possa pleitear uma das vagas é necessário que o cadastro e o currículo também estejam atualizados, para que as empresas possam fazer o contato correto com aquelas pessoas que possuam o perfil para a oportunidade ofertada. Essa atualização é feita diretamente no site da prefeitura www.petropolis.rj.gov.br/e-gov/sde/balcao_de_empregos/candidatos/add/.

Vale ressaltar que a prefeitura é responsável apenas pela divulgação das vagas e os encaminhamentos dos candidatos para processo seletivo. Sendo assim, fica a cargo do empregador a responsabilidade pelas entrevistas e possíveis contratações. As seis vagas disponíveis desta semana são essas:

1. Armazenista / Ambos os sexos / Uma vaga / Faixa Etária de 25 a 60 anos / Ensino Médio Completo / Experiência de 6 meses

2. Operador de Caixa (PCD) / Ambos os sexos /Uma vaga / Faixa Etária de 25 a 60 anos / Ensino Fundamental / Experiência de 6 meses

3. Recepcionista de Hotel / Feminino / Uma vaga / Faixa Etária de 40 a 50 anos / Ensino Superior Incompleto / Experiência de 6 meses

4. Auxiliar de Manutenção / Masculino / Uma vaga / Faixa Etária de 22 a 45 anos / Ensino Médio / Experiência de 1 ano

5. Auxiliar de Produção (PCD) / Masculino / Uma vaga / Faixa Etária de 18 a 38 anos / Ensino Médio Completo

6. Atendente de Loja / Ambos os sexos / Duas vagas / Faixa Etária de 20 a 60 anos / Ensino Médio Completo / Experiência de 6 meses

7. Jardineiro / Masculino / Uma vaga / Faixa Etária de 30 a 50 anos / Ensino Fundamental / Experiência de 6 meses / CNH B

8. Torneiro Mecânico / Masculino / Uma vaga / Faixa Etária de 20 a 60 anos / Ensino Médio / Experiência de 1 ano / CNH

9. Operador de Máquina / Masculino / Uma vaga / Faixa Etária de 25 a 60 anos / Ensino Médio / Experiência de 1 ano

10. Auxiliar de Corte / Ambos os sexos / Uma vaga / Faixa Etária de 25 a 40 anos / Ensino Médio / Experiência de 1 ano

11. Costureiro / Ambos os sexos / Dez vagas / Faixa Etária de 18 a 55 anos / Ensino Fundamental / Experiência de 6 meses

12. Operador de Máquina CNC / Feminino / Uma vaga / Faixa Etária de 18 a 60 anos / Ensino Médio / Experiência de 1 ano

13. Motoboy / Masculino / Duas vagas / Faixa Etária de 30 a 40 anos / Ensino Fundamental / Experiência de 1 ano / CNH AB

14. Faccionista / Ambos os sexos / Dez vagas / Faixa Etária de 30 a 40 anos / Ensino Fundamental / Experiência de 1 ano

Medida é uma das ações de segurança previstas no Plano Verão para 2022 do Governo Municipal

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias inicia a implementação do Sistema de Alerta e Alarme Alternativo para Escorregamento em Comunidades, voltado para regiões que não possuem sirenes. O governo municipal estabeleceu a região do Floresta como a primeira a receber o sistema que reforça os processos de Defesa Civil, a partir da implantação de medidas que fortalecem a segurança e resiliência local, por meio da capacitação da comunidade. Nesta semana, equipes definiram o ponto de apoio da região, testaram apitos que serão usados para o alerta aos moradores e fizeram o reconhecimento do território, onde posteriormente, será feita sinalização para o deslocamento da população em situação de emergência em decorrência de chuva forte.

“Estamos com nossas equipes dedicadas ao trabalho preventivo para o período de fortes chuvas. Esse é o início da implantação de um importante sistema que vai fortalecer a segurança na comunidade”, destacou o governo interino.

O sistema, primeiro a ser instalado na cidade, reforça os protocolos de segurança da Defesa Civil na localidade e amplia os mecanismos de alerta de forma antecipada à chegada de chuva forte. A iniciativa habilita a própria comunidade, por meio dos integrantes dos Núcleos Comunitários de Defesa Civil (NUDEC) previamente capacitados, a mobilizar a população de áreas de risco em situação de emergência. “Esse projeto empodera a população para agir no momento que acionarmos os alertas preventivos. O sistema garante que a comunidade, previamente treinada, possa se antecipar e agir de forma a garantir a segurança da população local”, destacou o secretário de Defesa Civil, reforçando que o sistema é inspirado em mecanismo similar adotado para situações de emergência em Cuba.

O Sistema de Alerta e Alarme Alternativo cria rotas de fuga, com a sinalização de locais seguros nas comunidades, por onde os moradores serão conduzidos até o ponto de apoio. O projeto conta com a participação comunitária para uma atuação em paralelo à equipe da Defesa Civil, de modo a agilizar a mobilização dos moradores. “Esse é um projeto alternativo, um trabalho em conjunto com os moradores em que a própria comunidade, com o apoio da Defesa Civil, vai ajudar na dinâmica da localidade e fazer os alertas através dos apitos nas situações em que houver deslizamentos”, explica o diretor técnico da Defesa Civil, que avaliou com a equipe, a capacidade sonora dos apitos pelos pontos mapeados como rota de fuga para a região.

Nas últimas semanas, a Defesa Civil tem atuado na implantação do projeto, com estudo in loco de como será o funcionamento do sistema. Os moradores serão os atores principais para a mobilização da população que estiver em áreas de risco na região. A partir da emissão dos alertas de segurança da Defesa Civil para situação de emergência em dias de chuva forte, os representantes do NUDEC local agirão para o deslocamento dos moradores ao sinal de apitos. “Tudo isso vai ser muito importante para a comunidade em geral. Estamos somando forças para a melhoria do bairro. Os moradores estão empenhados em atuar em conjunto com a Defesa Civil. Estamos depositando muita confiança nesse trabalho que é muito necessário para somar forças e preservar vidas”, conta a moradora Michele de Souza Santos, que participou da formação do NUDEC, formado com a colaboração de 16 moradores.

Projeto é adotado para localidades onde não há mecanismo por sirenes

Na comunidade do Floresta, o Sistema de Alerta e Alarme Alternativo para Escorregamento será o primeiro mecanismo de prevenção a desastres causados pelas chuvas a ser estabelecido na localidade. Com o projeto, o NUDEC foi formalizado, assim como a definição de um ponto de apoio, que vai funcionar na Escola Municipal Duque de Caxias e a demarcação das rotas de fuga. “Essa iniciativa é muito importante, pois envolve segurança e bem-estar. Essa parceria com a Defesa Civil é fundamental. Todo esse aparato nos deixa muito seguros. Percebemos que as equipes atuam com um olhar de amor, resiliência e acolhida”, destacou a diretora da escola.

Para a conclusão da implantação do Sistema de Alerta e Alarme Alternativo as equipes ainda retornarão à comunidade para a demarcação da rota de fuga e dos locais para o acionamento dos apitos pelos moradores. “Estamos no momento de estruturação do sistema e posteriormente vamos treinar os representantes do NUDEC e concluir o trabalho com um simulado envolvendo toda a comunidade. Com isso deixamos a população preparada para fortalecer o trabalho da Defesa Civil”, destacou o subsecretário de Defesa Civil.