Quinta, 07 Outubro 2021 10:54

Boletim vacinação – 06/10/2021 (quarta)

As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência nesta quarta (06/10) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 2.895 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 434 receberam a primeira dose, 1.928 receberam a segunda dose e 533 receberam a dose de reforço. Até o momento 232.899 pessoas receberam a primeira dose, 139.353 receberam a segunda dose, 6.805 receberam a dose única e 3.155 idosos institucionalizados e acamados, idosos maiores de 70 anos e pacientes imunossuprimidos e  receberam a dose de reforço do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.  

Nos pontos de imunização 11 idosos foram vacinados com a segunda dose. Equipes aplicaram também a dose de reforço em 127 idosos, 14  pacientes imunossuprimidos e 392 trabalhadores da Saúde.

A primeira dose da vacina foi aplicada ainda em 134 pessoas com idade entre 18 e 59 anos sem comorbidades. Na faixa etária abaixo de 59 anos, 1.849 pessoas também receberam a segunda dose.  Também receberam a primeira dose do imunizante 294  adolescentes sem comorbidades.

A segunda dose da vacina foi aplicada também em 33 pessoas com comorbidades e em dois deficientes.

Equipes vacinaram ainda oito gestantes, das quais seis  com a primeira dose e duas com a segunda.  A segunda dose  da  vacina foi aplicada ainda em três  puérperas. 

Também foram vacinados com a segunda dose, um trabalhador do setor se transportes  e quatro profissionais de Educação, um profissional de limpeza urbana e 22 profissionais de Saúde.

A vacinação contra a covid-19 segue nesta quinta-feira em 13 pontos distribuídos nos cinco distritos.

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428

Quinta, 07 Outubro 2021 10:53

NOTA DESABAMENTO MEIO DA SERRA:

Equipes das secretarias de Defesa Civil e Assistência Social se deslocaram na noite desta quarta-feira (6), para apoio em desabamento de telhado e paredes de edificação residencial no Meio da Serra. Os agentes do Corpo de Bombeiro prestaram socorro na ocorrência com uma vítima de 64 anos, que se encontra estável e fora da área de risco. Não foi necessário o encaminhamento do morador para atendimento hospitalar.

O Corpo de Bombeiros já se retirou do local interditado pela Defesa Civil, que permanece no local para prestar suporte aos moradores, orientados a buscar casa de familiares para passar a noite. Uma residência vizinha também foi interditada por precaução. As equipes da Defesa Civil retornarão ao local nesta quinta-feira (7) para nova avaliação da situação.

O aumento no valor do REHT – Regime Especial de Horas Temporárias – está garantido. A proposta, apresentada pelo governo interino, foi votada e aprovada por unanimidade nessa quarta-feira (24/08) na Câmara Municipal durante sessão plenária, com 15 votos a favor. A ação do governo municipal beneficia os professores da rede municipal que realizam horas de atividades além da sua jornada normal e o aumento é no valor da hora/aula que passa de R$ 14,99 para R$ 25,74, que, somado à regência de 25%, chega ao valor total de R$ 32 a hora/aula.

“É um pedido justo e antigo da classe. Reconhecemos o quanto esse valor faz diferença para os professores que acabam fazendo a dobra nos horários”, disse o governo interino.

“O aumento do Reht é uma forma de estímulo ao professor que teve que se reinventar na pandemia, está se adaptando a esse retorno que está sendo diferenciado. Estamos em um novo momento e esse aumento fará diferença para os profissionais”, afirmou o secretário de Educação.

Relator do projeto, o vereador Yuri Moura, que também é professor, agradeceu o poder público. “Uma injustiça que foi corrigida. Um ato que fortalece a categoria, colabora com a educação pública de qualidade e dá forças para os professores. Agradeço o prefeito e os vereadores que foram sensíveis a essa pauta”, disse.

Representante do Sepe, Rose da Silveira, salientou a espera pela aprovação. “Quatro anos de luta. Uma vitória”, contou emocionada.

Rede Municipal: retorno presencial

Vale salientar que as aulas presenciais na rede municipal de Educação retornaram no dia 13 de setembro, seguindo o calendário de retorno da Secretaria de Educação, com o modelo híbrido, de forma escalonada e respeitando os protocolos de segurança. As turmas dos 6º, 7º e 8º anos do Ensino Fundamental, além das classes especiais e salas de recursos multifuncionais das escolas, o Grupo 3, voltaram nessa semana.

O próximo e último grupo que retornará ao presencial será o 4, em 11 de outubro, com as turmas de Centros de Educação Infantil – 0 a três anos, além do 3º período das Escolas de Educação Infantil.

Ao todo, segundo a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, serão cinco núcleos no município

O governo municipal participou na manhã desta quarta-feira (06/10) de um workshop de prevenção e enfrentamento à violência contra a mulher. A iniciativa faz parte do projeto Empoderadas, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e foi trazida para Petrópolis pelo governo estadual, com o apoio da Prefeitura. O governo anunciou que, até o fim do mês, um núcleo do programa será aberto no Centro de Referência de Assistência Social da Rua Dom Pedro. Ao todo, serão cinco polos na cidade.

"Parcerias para fortalecer políticas públicas são essenciais para que possamos obter resultados melhores e mais eficazes na ponta. Temos que discutir, conscientizar, provocar reflexão. Ainda em outubro, vamos abrir o núcleo do Empoderadas no CRAS Centro, na Rua Dom Pedro. Agradeço ao secretário Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos por trazer esse importante programa para a cidade e ao governador Cláudio Castro por todo apoio a Petrópolis", disse o governo interino.

O secretário Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos informou que foi percebido um aumento de violência doméstica em 2021 no Estado do Rio de Janeiro. O objetivo do Empoderadas é que as mulheres vítimas sejam acolhidas, mas também tenham instrumentos de autodefesa, para que possam se defender em situações de perigo. Por isso, são ensinadas técnicas de luta. “Em parcerias como essa, quem sai ganhando é a população. Nesse caso são as mulheres, em um movimento extremamente importante”, explicou.

A coordenadora do Centro de Referência em Atendimento à Mulher (Cram) também esteve presente no evento. “O aumento de casos de violência do ano passado para cá foi de cerca de 700%. Essa alta também ocorreu porque ampliamos nossa rede de atendimento. Ficamos felizes com todo evento que venha para Petrópolis para beneficiar essas mulheres. É muito bom ter a parceria do governo do Estado atuando também nessa luta. Quanto mais apoio para acabarmos com essa violência, melhor”, disse.

O secretário municipal de Assistência Social comemorou a parceria e a implementação do programa. "O programa Empoderadas chega com a missão de atender as mulheres vítimas de violência física, mental e patrimonial. O programa vem na contramão da violência, onde todo trabalho realizado é construído dentro das diretrizes do atendimento multidisciplinar com equipe especializada. Nossa cidade possui um território extenso dividido entre a área rural e urbana com características específicas, onde iremos chegar com nosso trabalho através dos núcleos que serão inaugurados nos próximos meses", disse, lembrando que o governo interino recebeu do Estado a confirmação da chegada de outros programas ao município, incluindo o Centro de Cidadania LGBTQIA.

O workshop foi conduzido pela coordenadora do projeto, a lutadora de jiu-jitsu e MMA. O evento contou ainda com a presença da subsecretária estadual de política públicas para mulheres, da secretária de Serviços, Segurança e Ordem Pública, da coordenadora do gabinete de Cidadania e da Superintendente Estadual de Enfrentamento à Violência contra a Mulher.

Parceria com a Guarda Civil Municipal

Durante o evento, o governo municipal também lembrou que uma parceria com o governo estadual possibilitará o treinamento da Guarda Civil Municipal para atender a ocorrências relacionadas à Lei Maria da Penha. “Essa legislação foi uma grande conquista em prol das mulheres vítimas de agressão, mas ainda é preciso mais. Projetos como esse trazem mais empoderamento e coragem para todas nós, mulheres”, disse a secretária de Serviços, Segurança e Ordem Pública.

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde está, nesta quarta (06/10), zero em leitos clínicos e 10,61% em UTIs. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 84 pacientes internados, sendo 36 em UTIs, apenas sete na rede SUS, e 48 em leitos clínicos, todos em hospitais da rede privada. Três óbitos foram inseridos na base de dados do município nesta quarta-feira.

Até agora foram realizados no município 201.147 testes para Covid-19, com 48.927 resultados positivos e 151.684 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.529 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

A Secretaria acrescenta, ainda, que trabalha na atualização de dados de notificações e casos em análise no sistema, inserindo ainda dados pendentes de meses anteriores. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Óbito:

1 - Homem, 69 anos, morador de Itaipava. Internado em 07/09/21 no Hospital Unimed. Óbito registrado em 30/09/21 no Hospital Unimed. Paciente com Hipertensão arterial.

2 – Homem, 88 anos, morador da Mosela. Internado em 30.09.21 na UPA Itaipava. Óbito registrado em 02.10.21 no HNSA. Paciente com diabetes, doença renal crônica e doença cardiovascular crônica.

3 – Mulher, 84 anos, moradora do Duarte da Silveira. Internada em 19.09.21 na UPA Centro. Óbito registrado em 04.10.21 no HNSA. Paciente com Hipertensão arterial.

Ocupação de leitos de UTI em 10,61% também é a menor do ano

Pela primeira vez desde o início da pandemia, em março do ano passado, leitos clínicos da rede pública (SUS) destinados ao tratamento de pacientes com covid-19 fecharam o dia sem pacientes internados. Boletim da Secretaria de Saúde fechado no fim da tarde desta quarta-feira (06/10) aponta ocupação zero em leitos covid-19 existentes na UPA Cascatinha, Hospital Alcides Carneiro e Hospital Municipal Nelson de Sá Earp. A taxa de ocupação de leitos de UTI na rede pública também é a menor desde o início deste ano: 10,61%, com sete pacientes internados na rede SUS da cidade.

“São dados que nos revigoram, pois mostram que estamos no caminho certo. Temos visto nos últimos meses que, ao passo que avançamos com a vacinação, os casos graves estão diminuindo na cidade. Hoje fechamos o dia com esta excelente notícia. Seguimos monitorando a pandemia, mas os resultados da vacinação estão cada vez mais visíveis", destaca o governo interino.

“Os números confirmam o que defendemos desde o início: a ciência está certa e a vacinação é único caminho para o controle da pandemia. Continuamos monitorando a situação e reforçamos que é fundamental que as pessoas se vacinem, pois as vacinas salvam vidas!” destaca o secretário de Saúde, que lembra ainda a importância da manutenção do uso de máscaras neste momento.

A prefeitura, através da secretaria de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer (SEPJIL), abriu inscrições hoje (06/10) para novos alunos em quatro modalidades no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) de Petrópolis, no Caxambu. Serão formadas turmas de até 20 jovens, divididos por gênero, entre 14 e 17 anos, no vôlei, basquete, handebol e futsal - apenas o feminino, já que no masculino o bairro é atendido pelo projeto Transformando Vidas Pelo Esporte, da Liga Petropolitana de Desportos (LDP). Os interessados podem se cadastrar através do telefone 2233-1218.

As aulas acontecem no período da tarde, sendo que o vôlei será às segundas e quartas, assim como o basquete. O handebol será realizado às quartas e sextas no feminino e as sextas no masculino. O futsal acontece às terças e quintas-feiras. Assim que as turmas estiverem formadas, as atividades terão início, como explica o governo interino.

"O CIE é o principal ginásio público do nosso município e será usado no fomento a prática esportiva, especialmente, entre os jovens. Dessa maneira, promovemos saúde, bons hábitos, além de tirarmos das ruas as crianças e adolescentes. É importante ressaltar que as inscrições são para toda a cidade, não apenas para os moradores do Caxambu", destacou.

Além dessas turmas, no CIE acontecem as aulas do Agita Petrópolis, com ginástica, dança e alongamento para adultos, o Transformando Vidas Pelo Esporte, organizado pela LPD, e a comunidade conta também com um horário para o futsal adulto masculino, atendendo a um desejo antigo dos moradores do Caxambu.

"Queremos que a população ocupe as quadras e espaços para esporte e lazer. Dessa maneira, estamos promovendo saúde, prevenindo doenças, proporcionando qualidade de vida e bem-estar. Por conta disso, estamos reformando uma série de espaços como no Siméria, Bela Vista, Posse e Bataillard", explica o secretário da SEPJIL.

A prefeitura, através do Instituto Municipal de Cultura (IMC), em conjunto com a sociedade civil organizada, está elaborando o novo Plano Municipal de Cultura – o anterior foi criado em 2010. Para isso, está sendo necessário entender a atual realidade e as necessidades de cada segmento, como artes plásticas, música, dança, entre outros, que, agora, começam a ser convocados para reuniões de trabalho que vão traçar os rumos do setor na cidade. A entrega do novo documento está previsto para dezembro deste ano.

Na última segunda-feira (04/10), houve reunião envolvendo a equipe técnica do IMC e representantes de segmentos culturais. Serão realizados outros oito encontros – todos on-line – com a participação de 21 segmentos. O trabalho está sendo abordado em cima de três aspectos: o diagnóstico, as diretrizes e o funcionamento do Sistema Municipal de Cultura.

O Plano Municipal de Cultura de Petrópolis, criado há 11 anos pela lei 6806, é decenal e, por isso, é necessário que agora seja realizada mais que uma revisão, ou seja, um processo de elaboração de um novo plano. “O novo plano deveria ter sido criado em 2020, mas, por conta da pandemia, esse trabalho está sendo realizado neste ano. Cabe ressaltar que para esse ano as diretrizes do plano anterior foram prorrogadas”, explica o presidente do IMC.

Após a proposta do novo plano ser finalizada, ela será encaminhada ao Conselho Municipal de Cultura (CMC) para aprovação. Em seguida, deve ser apresentada uma minuta de projeto de lei para o prefeito, para que envie para a Câmara Municipal e seja votado. Como o plano atual é anexo de uma lei, somente por outra lei poderá ser modificado.

Petrópolis foi uma das primeiras cidades do Brasil a consolidar o seu Sistema Municipal de Cultura, um desdobramento do Sistema Nacional de Cultura, que é um instrumento de gestão compartilhada de políticas públicas de cultura entre os municípios e a sociedade civil. “É fundamental a participação do maior número de agentes culturais possível. Esse é um plano construído por muitas mãos”, completa o presidente do IMC.

A campanha de arrecadação de alimentos da Secretaria de Assistência Social 'Fazer o Bem Faz Bem' segue com os pontos para o recebimento das doações ativos e agora conta com um novo canal para quem quiser colaborar. Com a parceria Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (COMSEA) foi criado um formulário para o cadastramento de empresas e instituições que queiram participar do movimento em prol da segurança alimentar de famílias em situação de risco na cidade. A ferramenta, que pode ser acessada pelo link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfP0xp6wkHAXzBhRUqnl1-mnmmV_GcxkNWvwRpxU35DVNaxoQ/viewform, visa agilizar e facilitar a entrega dos alimentos que comporão as cestas básicas que serão entregues para quase 2.500 famílias.

O objetivo do cadastro é mapear a área de atuação dos estabelecimentos (supermercados, indústrias de alimentos) para montar uma rede de solidariedade, visando a doação de alimentos a famílias em situação de vulnerabilidade, o combate à fome e ao desperdício de alimentos no município. O gerenciamento dos cadastros é realizado pelo COMSEA e, futuramente, a ferramenta também servirá para a implementação do Banco de Alimentos no município.

“Esse é mais um mecanismo para impulsionar esse movimento e incentivar a participação da população nessa ação que fará a diferença para as famílias em risco social", lembrou o governo interino. "Essa campanha é um importante suporte e as parcerias fortalecem cada vez mais essa iniciativa humanitária”, destacou o secretário de Assistência Social. Eles reforçam que o formulário digital é mais uma forma de buscar o engajamento da população, que não precisará se deslocar para fazer as doações.

Quem estiver interessado em participar basta realizar um cadastro simples, com dados da empresa que fará a contribuição, tipo de alimento que será fornecido, periodicidade e quantidade da doação. Por esse cadastro a empresa pode sinalizar se fará a entrega dos itens diretamente nos locais de arrecadação ou se as equipes da Assistência Social precisarão ser acionadas para o recolhimento. “A ideia é facilitar que essa doação chegue até nossas equipes que farão a montagem das cestas. A pessoa pode optar por fazer doações de forma rotineira, o que contribuirá para a manutenção desse suporte às famílias”, destacou a nutricionista da Assistência Social e presidente do COMSEA.

Além do cadastro digital para as doações, a campanha mantém os postos de arrecadação na sede da Defesa Civil, na Rua Buarque de Macedo, 128 – Centro; na Casa da Cidadania, na Rua Visconde de Souza Franco, 474 - Centro; no Centro de Cidadania, na Estrada União e Indústria, 11860 – Itaipava; e no supermercado DIB, que apoia a ação com um ponto de recolhimento montado na loja de Cascatinha.

O novo coordenador de Segurança Pública do município conheceu nesta quarta-feira (06) a estrutura do Centro Integrado de Monitoramento e Operações de Petrópolis (CIMOP). O novo coordenador que foi comandante do 26º Batalhão de Polícia Militar e assumiu o cargo, vinculado à Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública – SSOP, recentemente, esteve na sede da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias para alinhar o trabalho realizado entre os órgãos e destacou a importância da estrutura para o funcionamento da cidade.

“Este é um importante instrumento para a segurança da cidade, com possibilidade de detectar carros com irregularidade, identificar situações que oferecem risco para a população e uma gama de outros serviços, alinhados com diferentes órgãos, que dão suporte para a gestão pública. O monitoramento oferece uma alternativa a mais para a organização da cidade e, com certeza, para a redução da criminalidade”, destacou o coordenador de Segurança Pública.

No CIMOP, o coordenador de Segurança Pública conheceu a estrutura, que tem a integração entre diferentes órgãos como um grande diferencial para o município. "O Centro Integrado de Monitoramento é um instrumento extremamente importante para o trabalho em diferentes setores", lembrou o governo interino. “Atualmente conseguimos atuar de forma alinhada com setores que permitem uma gama de serviços para a população. Nossa proposta é continuar avançando para que os agentes de cada órgão tenham total suporte para a atuação célere e eficaz”, destacou o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias.

A estrutura de monitoramento conta hoje com agentes da Defesa Civil, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, SAMU e Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes - CPTrans. Todos os setores atuam diariamente para o funcionamento da cidade. Os acessos ao município como o do Quitandinha, Bingen, Alto da Serra, trevo de Bonsucesso e Posse são constantemente visualizados e no caso de identificação de veículos com restrições, o órgão competente age imediatamente. O sistema é de utilidade inclusive para as investigações da Polícia Civil.

O CIMOP é uma ferramenta da secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública – SSOP e conta atualmente com 56 câmeras instaladas em 46 locais diferentes em toda cidade. Além dessas, a Defesa Civil integrou ao sistema outras três câmeras, duas portáteis e uma móvel, utilizadas pelos agentes da secretaria durante as operações. Os aparelhos possuem tecnologia para filmagem em alta definição, com alcance de 1 km de distância e em 360°. O sistema de monitoramento permite ainda fazer investigações a partir de filtros de imagens por cor, direção, objeto, velocidade, ociosidade, entre outros.

Ação da Secretaria de Saúde começou no bairro da Glória, em Correas, onde 105 pessoas foram vacinadas

Dando sequência à vacinação em comunidades, com o objetivo de levar a vacina contra a covid-19 para famílias em situação de risco social na cidade que possam ainda não estar imunizadas, equipes da Secretaria de Saúde, que nesta quarta-feira (06/10) estão fazendo a busca ativa de vacinação no Bairro da Glória, estarão em mais duas comunidades até o fim desta semana. Nesta quinta (07/10) a ação será realizada no Centro General Ernani Ayrosa, para atender moradores da região do Mangalarga. Na sexta (08/10), o trabalho será realizado a partir do Espaço Cultural de Pedro do Rio, de onde a equipe seguirá para localidades de difícil acesso com o objetivo de facilitar a vacinação dos moradores de comunidades do quarto distrito. Na próxima semana a ação será levada a outras comunidades. Na ação realizada no Bairro da Glória foram aplicadas 105 vacinas: 96 pessoas receberam a primeira dose e nove receberam a segunda.

“Esta é uma frente de trabalho criada pela Secretaria de Saúde para busca ativa em locais que estão fora da área de cobertura das equipes de estratégia de Saúde da Família, que fazem o acompanhamento dos moradores em áreas de PSFs e UBSs. Nestas áreas, a busca ativa já vem sendo feita desde agosto e resultou na vacinação de mais de três mil pessoas. Com esta nova frente de trabalho alcançaremos mais pessoas, o que é importante para que tenhamos o maior número possível de petropolitanos vacinados”, diz o governo interino.

Nesta ação, as equipes da Divisão de Imunização fazem a vacinação na região das 10h às 15h, de todas as pessoas maiores de 12 anos que, por algum motivo ainda não receberam a vacina. Neste caso, não é necessário preenchimento de cadastro.

Até terça-feira (05/10) Petrópolis tinha 239.270 pessoas que receberam a primeira dose ou dose única da vacina, o que corresponde a 93,57% da população maior de 18 anos. Também receberam a primeira dose 12.763 adolescentes na faixa etária entre 12 e 17 anos.

Até o momento 144.230 pessoas receberam as duas doses ou a vacina em dose única na cidade, o que mostra que o município tem hoje 59,58% da população adulta com o esquema de vacinação concluído.

“Temos percentuais de vacinação positivos. Mas estamos buscando todos os meios para facilitar o acesso de todos à vacina”, pontua o secretário de Saúde, destacando que a Secretaria de Saúde observou que ainda existem áreas da cidade nas quais pode haver pessoas não vacinadas.

“São pessoas que podem encontrar dificuldades para fazer o cadastro para a vacinação por não terem acesso à internet ou mesmo para conseguirem recursos para o deslocamento até um local de vacinação. Este trabalho feito dentro das comunidades possibilitará que estas famílias sejam identificadas e vacinadas para que também estejam protegidas”, destaca o secretário de Saúde.

Os dados da Divisão de Imunização da Secretaria de Saúde mostram ainda que o município tem, até o momento, 2.622 pessoas que receberam a dose de reforço do imunizante, entre idosos que vivem em Instituições de longa permanência (ILPIs), idosos acamados e idosos com mais de 70 anos que concluíram o esquema de vacinação há mais de seis meses e pacientes imunossuprimidos (com imunidade baixa), cujo prazo para receber o reforço é de 28 dias.

A abordagem aconteceu na sede da própria Guarda Civil, quando o homem tentava convencer guardas a doarem dinheiro.

Um homem foi detido na sede da Guarda Civil Municipal, na rua Santos Dumont, no Centro, nesta terça-feira (5), após tentar arrecadar doações para uma suposta operação do filho. Nas mãos, ele tinha uma receita médica falsa, que prontamente foi identificada pelos agentes públicos. O homem, que já tinha na ficha criminal um registro por estelionato, recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a 105ª Delegacia de Polícia, no Retiro.

“Esta foi a segunda vez que ele procurou a sede da Guarda para tentar arrecadar doações. No mês passado, também com uma receita em mãos, ele contou que precisava de ajuda para realizar uma cirurgia de transplante de córnea do filho. Porém, naquele momento, ninguém desconfiou dele”, informou o superintende adjunto da Guarda Civil Municipal.

Na segunda visita, o homem voltou a falar da cirurgia do filho. Desta vez, porém, havia uma contradição. “Quando ele nos procurou anteriormente, havia dito que a cirurgia estava marcada para o dia 30 de setembro. Ele voltou depois da data ainda falando da mesma cirurgia. Isso levantou suspeita e passou a ser questionado e foi caindo em contradição. Não lembrava, por exemplo, qual era a data de nascimento do filho e passou demonstrar nervosismo”, lembra o superintende.

Os agentes então pegaram a receita e entraram em contato com a clínica, descobrindo que se tratava de uma receita falsa. Ao conduzirem o suspeito para a 105ª Delegacia de Polícia, no Retiro, descobriram que na ficha criminal do homem já havia o registro pelo crime de estelionato. A ação flagrada na Guarda Civil Municipal resultou em um segundo registro pelo crime, desta vez pela tentativa.