Equipamento também conta com novos números de telefone: (24) 2019-4717 e (24) 2019-5865.

Para dar ainda mais celeridade aos atendimentos da Secretaria de Assistência Social, a Prefeitura ampliou o horário de funcionamento do CRAS Centro, que funciona na Avenida Dom Pedro, nº 340: agora, o atendimento é das 7h às 20h, de segunda a sexta-feira. Novos telefones também estão à disposição para auxílio da população: (24)2019-4717 e (24)2019-5865.

Antes, o horário de funcionamento era de 8h às 17h. “A ação proporcionará mais agilidade nos atendimentos, facilitando a vida de quem precisa atualizar seus dados ou fazer a sua inscrição no CadÚnico, por exemplo. Também estamos fazendo mutirões e ações do CRAS Volante nos bairros, justamente para garantir o suporte necessário para a população”, disse o governo interino.

O secretário de Assistência Social reforça a importância do trabalho. “Fizemos um levantamento e diagnosticamos a necessidade de ampliação no horário do atendimento do CRAS Centro para acelerar os agendamentos e viabilizar o acesso das famílias no PAIF - Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família – que também é oferecido em todos os Centros de Referência em Assistência Social e, também, para melhor identificar a inclusão ou atualização cadastral das famílias no Cadastro Único. Novos telefones também já estão disponíveis, reforçando a marcação do atendimento”, explica.

Para o cumprimento do horário, a equipe do CRAS vai se dividir em dois turnos. “Garantindo também que o servidor tenha qualidade e conforto no local”, acrescenta o secretário de Assistência Social. Importante destacar que, nesse primeiro momento, a ampliação no horário de atendimento ocorrerá no CRAS Centro. Os demais oito CRAS distribuídos no município continuarão seguindo o horário de 8h às 17h. A lista completa dos CRAS com endereço pode ser conferida no link:
https://petropolis.rj.gov.br/pmp/index.php/cras-centro-de-referencia-de-assistencia-social.html 

Central de Libras no CRAS Centro

No CRAS Centro, em um local anexo, também funciona o novo espaço da Central de Libras, onde portadores de deficiência auditiva têm acompanhamento específico com profissionais que os auxiliam tanto no encaminhamento para os programas sociais, quanto na marcação de consultas médicas, solicitação de emissão de documentos pessoais, consulta de benefícios e auxílio em qualquer situação onde necessite de um intérprete. O serviço da Central funciona, agora, 24 horas: o atendimento presencial ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, já após esse horário, a central disponibiliza o serviço de plantão, online, através do whatsapp (24)99883-3461.

A Central de Libras também pode ser acionada para outras ações junto às unidades de saúde ou audiências judiciais, além de serviço junto às delegacias e interpretação em atendimento médico. A Central está com inscrições abertas para curso de libras, direcionado aos servidores municipais. As inscrições podem ser realizadas pelo telefone (24)99883-3461 ou pelo email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na quarta-feira (24/11) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 2.621 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 103 receberam a primeira dose, 1.524 receberam a segunda dose e 994 receberam a dose de reforço. Até o momento 238.505 pessoas receberam a primeira dose, 197.721 receberam a segunda dose, 6.805 receberam a dose única e 28.813 pessoas maiores de 18 anos, além de idosos institucionalizados e acamados, idosos maiores de 60 anos, pacientes imunossuprimidos e trabalhadores da Saúde receberam a dose de reforço do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.

Nos pontos de imunização as equipes aplicaram a dose de reforço em 720 idosos, 90 pessoas maiores de 18 anos, 11 pacientes imunossuprimidos e 171 trabalhadores da Saúde.

A primeira dose da vacina foi aplicada ainda em 55 pessoas com idade entre 18 e 59 anos sem comorbidades. Na faixa etária abaixo de 59 anos, 1.169 pessoas também receberam a segunda dose. Também foram vacinados 387 adolescentes sem comorbidades, sendo 46 com a primeira dose e 341 com a segunda dose. 

Equipes também vacinaram 11 gestantes, sendo nove com a primeira dose e dois com a segunda dose. Quatro puérperas também receberam a vacina, sendo uma com a primeira dose e três com segunda.

Três trabalhadores da Saúde também foram vacinados, sendo um com a primeira dose e dois com segunda.

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428

A 1ª Conferência Municipal de Proteção e Defesa dos Animais será aberta nesta quinta-feira (25). Serão três dias de palestras temáticas com mesas redondas para discussão com intuito de formular propostas direcionadas a criação de um Plano Municipal com políticas públicas voltadas à causa animal.

 A iniciativa é realizada pelo Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (COMUPA), em parceria com a Prefeitura de Petrópolis, por meio Coordenadoria de Bem-Estar Animal (Cobea). “A realização desse debate é muito importante para fomentar as discussões com objetivo de garantirmos propostas concretas que possam contribuir para o bem-estar e proteção dos animais”, disse o governo interino.
 
A conferência, segundo a coordenadora de Bem-estar Animal, vai possibilitar um maior envolvimento da população. "A participação popular é fundamental para alcançarmos políticas públicas eficientes no município", explicou a coordenadora.
 
O evento será presidido pelo presidente do COMUPA, e está dividido em quatro eixos temáticos. Serão realizadas duas palestras simultâneas em cada horário, onde o cadastrado poderá escolher o conferencista de sua preferência. “A conferência tem uma relevância muito grande para o município. Vamos debater temas expressivos que irão influenciar positivamente o desenvolvimento de ações efetivas para a cidade. Estamos prontos para receber a população nesse debate”, garantiu.

Horários, temas e palestrantes:

-> Abertura - 25/11/21 - Horário: 18h - Dra. Vânia Plaza, Carlos Eduardo da Cunha Pereira (Presidente do Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais) e Hingo Hammes (Prefeito).

-> Eixo 1 - 26/11/21 - 14h - Bem-estar animal e política de controle de natalidade - Mariangela Freitas de Almeida e Sousa e Alba Valeria De Almeida Barcelos Dias

-> Eixo 2 - 26/11/21 - 18h - Política Pública de Repressão aos maus tratos e a interface entre os órgãos de Segurança e de fiscalização - Maria Letícia Benassi Filpi e Gil Correia Kempers Vieira

-> Eixo 3 - 26/11/21 -14h - Política Pública de proteção e inserção social dos animais - Frank Jefferson Alarcón de Barrientos e Marcelo José Mattos Marques

-> Eixo 4 - 26/11/21 - 18h - Política Pública de educação em Direitos dos Animais e Guarda Responsável - Luisa Mell e Elizabeth MacGregor

-> Sessão Plenária e Encerramento - 27/11/21 - 9h - Apresentação dos trabalhos em grupo e votação das propostas

Nesta quarta (24/11) equipes do hospital realizaram 30 vasectomias
 
Governo interino e secretário de Saúde estiveram no HAC
 
Hospital público de referência para a realização de cirurgias oncológicas e diagnóstico de câncer, entre eles o câncer de próstata, o Alcides Carneiro – maior hospital público da cidade - realiza esta semana 256 atendimentos voltados para o público masculino, dentro da Campanha Novembro Azul. Nesta quarta-feira (24/11), 30 procedimentos para vasectomia foram feitos na unidade. O governo interino e o secretário de Saúde, acompanhados pela vereadora Gilda Beatriz, estiveram no local conversando com as equipes sobre o mutirão de atendimentos.
 
“A Campanha Novembro Azul visa conscientizar os homens sobre a importância do cuidado com a saúde. Mas mais do que conscientizar é preciso garantir o acesso ao atendimento e é isso que estamos fazendo aqui. Como maior hospital da rede pública, o HAC destinou uma semana inteira de atendimentos voltados para o público masculino, com mutirões de cirurgias, consultas e exames – mais de 250 procedimentos. No sábado – Dia D da Campanha – serão realizados 70 exames”, explica o governo interino.
 
Dentro das ações do mutirão de serviços para os homens, 40 cirurgias já foram realizadas: oito postectomias, duas prostatectomia e 30 vasectomias. Até o fim da semana estão previstas mais seis cirurgias: três procedimentos de RTU de próstata e três ureterorrenolitotripsia. O ambulatório da unidade também ampliou as consultas para o público masculino em especialidades como cardiologia, otorrinolaringologia, proctologia, reumatologia, urologia, urologia pré-operatório, cirurgia geral, cirurgia vascular pré-operatória, cirurgia plástica, vasectomia e hematologia.
 
“A direção do hospital planejou o atendimento em todas as frentes: consultas, exames e cirurgias. No ambulatório serão 140 consultas para diferentes especialidades, voltadas exclusivamente para os homens. No Dia D da campanha, o hospital realizará 70 exames voltados para os homens: 30 ultrassonografias de próstata, 17 tomografias de pelve e 23 ressonâncias magnéticas”, pontua o secretário, que foi recebido na unidade pela diretora administrativa e pelo presidente do Sehac.
 
O secretário frisa a importância dos cuidados dos homens com a Saúde. “É fundamental que os homens compareçam as consultas de rotina, façam exames e cuidem da saúde. É um acompanhamento necessário não apenas para a prevenção a doenças com o câncer, mas também para o controle de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, por exemplo”, destaca.
 
Até setembro deste ano o HAC realizou 25 cirurgias de câncer de próstata – 10 procedimentos a mais que no ano passado, quando 15 cirurgias foram realizadas no mesmo período. O número de procedimentos também é superior ao realizado no ano anterior à pandemia, 2019, quando a unidade realizou 17 cirurgias do tipo entre janeiro e setembro.

A Prefeitura de Petrópolis começou essa semana a entrega das carteirinhas para pacientes com fibromialgia. Renata Kossak, de 44 anos, foi a primeira pessoa a receber o documento na cidade. A carteira de identificação para atendimento prioritário desses pacientes foi regulamentada pelo governo interino no início de novembro. A regulamentação foi publicada no Diário Oficial (D.O.) onde também estão especificadas as regras de prioridade de atendimento nas unidades públicas, nas empresas privadas e nos estacionamentos de Petrópolis.

“Na última semana recebemos a documentação dos primeiros pacientes e estamos começando a realizar a entrega das carteirinhas. Essa é uma vitória. Estamos trabalhando para garantir aquilo que é direito de todos os que têm fibromialgia. O nosso objetivo também é conscientizar a sociedade sobre o aspecto de incapacidade da doença”, destacou o governo interino.

Renata Kossak foi diagnosticada com fibromialgia há dois anos. “Me sinto lisonjeada em ser a primeira pessoa a receber a carteirinha em Petrópolis. É muito importante e essencial para nós essa regulamentação da lei, juntamente com a entrega da carteirinha. Acho que agora as pessoas vão se conscientizar mais sobre a nossa doença. Muitas pessoas não conhecem a fibromialgia e não sabem que é uma doença invisível. E é muito importante também para que outras pessoas com a doença saibam e busquem esse direito”, disse ela, lembrando que foi a irmã que buscou o documento.

A solicitação da carteira de identificação pode ser feita pelo paciente ou por um representante indicado pelo mesmo, por meio de declaração de próprio punho. “O nosso setor está se adaptando para entregar todas as carteirinhas. Nesses primeiros dias estamos definindo os processos e fluxos internos”, explicou o secretário de Saúde, ressaltando que as pessoas podem entrar em contato pelo telefone (24) 2233-8833 para mais informações.

Os pacientes com fibromialgia devem solicitar a carteirinha no Setor de Protocolo da Secretaria de Saúde, no Centro Administrativo da Prefeitura, localizado na Avenida Barão do Rio Branco, n° 2.846. O pedido deve ser feito com a apresentação do documento de identidade com foto (original e cópia), comprovante de residência, duas fotos 3x4 e laudo médico comprovando a fibromialgia. A carteira de identificação será entregue após cinco dias úteis e terá validade de um ano, a contar da data de emissão, podendo ser prorrogada por igual período sucessivamente.

A fibromialgia é uma doença que não tem cura e que causa dores no corpo. Por ser uma síndrome, está associada a outros sintomas, como fadiga, alterações do sono, distúrbios intestinais, depressão e ansiedade. Ela acomete 2% da população mundial e é mais frequente em mulheres.

Abertura da competição aconteceu nesta quarta-feira (24) no CIE de Petrópolis

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer (SEPJIL), deu início nesta quarta-feira (24) aos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis. A primeira modalidade realizada foi o vôlei, que aconteceu no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) de Petrópolis, no Caxambu. Até o próximo sábado (27), a competição segue com a disputa do atletismo, xadrez, tênis de mesa e o taekwondo nas categorias sub-13, 15 e 18. Ao todo, 14 escolas participam do torneio, que retorna neste ano – em 2020 os jogos não foram realizados em virtude da pandemia da covid-19. 

O governo interino, ao lado dos secretários de Esportes, e de Saúde, e do vereador Júnior Coruja, realizou a abertura do Jeups. A ideia da Prefeitura é realizar a competição em menor escala neste ano para que, em 2022, os jogos ganhem uma proporção maior, com a presença de mais alunos.
 
“Esporte é qualidade de vida, promoção da saúde e bem-estar. Muito se fala da importância da prática esportiva desde o início da pandemia. O jovem precisa estar inserido no esporte. A população aderiu à vacinação e por conta disso hoje podemos dar o pontapé inicial no Jeups. Queremos que no ano que vem o torneio tenha a presença de mais escolas e alunos”, disse o governo interino, lembrando ainda que a competição foi disputada por quase três mil alunos em 2019, com a participação de 54 unidades escolares.
 
A adolescência é marcada por alterações hormonais, picos de crescimento, além de ser uma fase essencialmente de individuação da personalidade. Nesse contexto, o esporte auxilia promovendo integração social – especialmente os coletivos. “O esporte ajuda a reduzir as chances do desenvolvimento de quadros perigosos como a ansiedade e a depressão. Não poderíamos ficar dois anos sem o Jeups”, destacou o secretário da SEPJIL.
 
Mais detalhes sobre o Jeups estão disponíveis no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br) ou pelo telefone da SEPJIL: 2233-1218.
A assistente social e coordenadora do Mesa Brasil Sesc, Cida Pessoa, é a palestrante desta quinta-feira (25), no Ciclo Básico de Formação em Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável, que acontece de forma online, e será transmitida pelas redes oficiais da Prefeitura: Youtube e Facebook. O tema desta semana é “Banco de alimentos: da teoria à prática”. O evento é realizado pelo Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Comsea), em parceria com a Prefeitura de Petrópolis e o Ministério Público, por meio da 2ª Promotoria de Tutela Coletiva de Petrópolis.
 
O ciclo de palestras é voltado para a formação de gestores, servidores públicos da Saúde, Educação, Assistência Social, Defesa Civil e Meio Ambiente e membros de outros conselhos municipais dessas mesmas vertentes. As inscrições estão abertas e devem ser feitas pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .
 
O primeiro ciclo de formação tem como objetivo principal fortalecer o controle social e promover a formação continuada dos conselheiros que integram os mecanismos de controle social no campo dos Direitos Humanos e dos demais atores envolvidos em ações que impactam ou contribuem para a Segurança Alimentar e Nutricional no município. A ideia é também divulgar e conscientizar sobre o direito humano à alimentação adequada, incentivar a intersetorialidade das ações e a construção coletiva de atividades para combater a fome, a pobreza e a insegurança alimentar a curto e a longo prazo em Petrópolis.
 
Já palestraram a assistente social da Prefeitura de Juiz de Fora, Dora Vargas e a pedagoga e presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar do Maranhão e coordenadora Geral do Fórum Maranhense de Segurança Alimentar e Nutricional, Concita da Pindoba. Nesta semana será Cida Pessoa e a próxima será ministrada por Denise Tarin, procuradora de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro, coordenadora do Projeto Segurança Humana-MPRJ.

Programação: 

25/11 – “Banco de alimentos: da teoria à prática”, com Cida Pessoa.
02/12 – “Aspectos jurídicos do direito à alimentação”, com Denise Tarin.

A Prefeitura, por meio do Centro de Referência em Atendimento à Mulher - CRAM está lançando duas importantes cartilhas para orientação e conscientização de homens e mulheres sobre violência doméstica. O material começará a ser distribuído a partir do próximo dia 25, durante a programação dos 16 Dias de Ativismo Contra a Violência de Gênero.

 
“Com a Lei Maria da Penha e todos os projetos desenvolvidos para as mulheres, percebemos que além de oferecer proteção às vítimas, também é necessário um trabalho preventivo junto ao público masculino. Mostrar, de forma bem didática e clara todos os tipos de violência, que nem sempre é a física”, explica o governo interino.
 
Para a coordenadora do Centro de Referência em Atendimento à Mulher – CRAM, o machismo está enraizado na cultura contemporânea, mas há formas de transformar essa realidade. Além da distribuição das cartilhas, a ideia é promover debates e rodas de conversa ainda aproveitando as ações do Novembro Azul.
 
No caso da cartilha do homem, ela é destinada a todos que conhecem alguém ou que de alguma forma se envolveram em uma situação de violência doméstica ou intrafamiliar e, também, para os que não entendem a violência em todas as suas formas. “Precisamos trazer os homens para a conversa, não para reduzir sua responsabilidade, mas porque eles precisam fazer parte e podem ser agentes transformadores. Estamos focando na prevenção”, afirma a coordenadora do CRAM.
 
Já a Cartilha do Cram é destinada, especificamente, ao público feminino. Isso porque, as equipes do equipamento já perceberam que a maioria das mulheres vítimas não sabem que estão sofrendo violência, por deduzirem que somente existe na forma física. “Elas só conseguem identificar depois de explicarmos cada um dos tipos de agressões. Essa cartilha vai garantir que elas tenham esse conhecimento. Entendemos que não adianta ter leis e equipamentos se não há informação. As mulheres precisam saber quem procurar, ter os telefones necessários e entenderem quando estão vivenciando uma relação abusiva”, frisa a coordenadora do CRAM.
Quinta, 25 Novembro 2021 11:06

24.11.21 - Boletim Epidemiológico

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde, nesta quarta-feira (24.11), está em 3,33% para leito clínico e 3,03% para leitos de UTI na rede pública. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, somando hospitais públicos e privados, 10 pacientes internados: três em leitos clínicos e sete em leitos de UTI nas redes pública e privada da cidade.

Até agora, foram realizados no município 209.394 testes para Covid-19, com 50.166 resultados positivos e 158.992 negativos (levando em consideração testes rápidos e swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, em 1.556, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erros na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Em parceria com o governo de Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, a Secretaria de Assistência Social realizou nessa quarta-feira (24/11) a entrega de 350 cartões SuperaRJ, no Clube Petropolitano. Essa foi a segunda grande entrega realizada em Petrópolis. Na primeira, no dia 8, outros 200 cartões foram distribuídos. Vale salientar que o Supera RJ é um programa do governo do Estado que garante auxílio emergencial mensal no valor de até R$ 380 – sendo R$ 300 do programa mais R$ 80 referentes ao auxílio gás - para famílias que estão enfrentando dificuldades financeiras, por conta da pandemia.

“É um programa importante e que está auxiliando a população, principalmente nesse momento em que os reflexos da pandemia ainda podem ser notados na economia. Petrópolis vem registrando uma recuperação, sobretudo na geração de empregos, principalmente nessa época de final de ano, no entanto, os mais atingidos pela recessão econômica precisam do suporte do poder público. Agradeço o governo do Estado pelo apoio à cidade”, disse o governo interino.

Na ocasião, o assessor especial da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, representando o Secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Estado agradeceu a equipe da Secretaria de Assistência Social. “Acompanho de perto o carinho e empenho desses servidores que estão em contato com as famílias. Eles não medem esforços para fazer valer a importância desse programa”, disse o assessor especial da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

Ingrid Luani, de 24 anos, destacou a importância de receber o cartão nessa época. “Tenho um filho de quatro anos, estou desempregada e posso dizer que as coisas ainda estão muito difíceis, por isso, recebo com alegria esse cartão. Perto do Natal, reacendeu a minha esperança”.

Karina Fernandes, de 20 anos, que tem dois filhos, um com três anos e outro com quatro meses, também ficou feliz. “Sem palavras. Estava esperando por essa boa notícia. Preciso desse auxílio para os meus filhos e também para ajudar a minha mãe”.

Importante salientar que a Secretaria de Assistência Social entrou em contato previamente com as pessoas, marcando a entrega do cartão para esta quarta-feira. “O Estado nos envia os cartões, realizamos a conferência e, a partir disso, estamos marcando as entregas. Importante que todos saibam que o cartão já é entregue carregado”, confirmou o secretário de Assistência Social.

Também participaram da entrega a secretária de Serviços e Ordem Pública, a Coordenadora de Relações Institucionais, o Coordenador de Segurança Pública e o vereador Gil Magno.

Como funciona o Supera:

O valor do benefício é de, no mínimo, R$ 280,00 (duzentos e oitenta reais) com adicional de R$ 50,00 (cinquenta reais) por filho menor de idade, limitado a 2 (dois) filhos, podendo chegar no valor máximo de R$ 380,00 (trezentos e oitenta reais).

O secretário estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos reforça a importância do SuperaRJ. “É dever do poder público ajudar o cidadão. Em Petrópolis, graças ao apoio da prefeitura, estamos conseguindo organizar essas entregas em grupo, com organização, escalonamento, respeitando os protocolos de segurança. Posso dizer que, hoje, Petrópolis já é referência nesse atendimento”, explica o Secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Estado.

Importante destacar que as famílias que são beneficiárias de outras programas de transferência de renda, como o Auxílio Brasil e Auxílio Emergencial, não têm direito ao auxilio do Supera RJ, que prioriza famílias desassistidas por programas sociais.

A Secretaria de Assistência Social está entrando em contato com as pessoas que devem receber o cartão. Quem tiver dúvidas sobre o cartão SuperaRJ pode procurar um dos nove CRAS do município (https://petropolis.rj.gov.br/pmp/index.php/cras-centro-de-referencia-de-assistencia-social.html) ou ligar para o call center do SuperaRJ, no telefone 0800 071 7474. A página oficial do programa (www.superarj.rj.gov.br) contém a discrição de quem pode e quem não pode receber o cartão.

Petrópolis recebe nesta quinta-feira (25) oito palestrantes de renome nacional e internacional para o primeiro Petrópolis TechSummit 2021, que vai discutir a tecnologia para os novos desafios da sociedade. Será o maior evento do setor já realizado na Região Serrana, com início às 9h, com transmissão ao vivo pelo canal do Serratec no Youtube - https://bit.ly/SerratecOficial. O evento é realizado pela Prefeitura de Petrópolis e pelo Serratec - Parque Tecnológico da Região Serrana, com o apoio da Firjan.

Com o evento, o setor de tecnologia volta as atenções para Petrópolis. Na programação estão executivos e profissionais de grande expressão nacional e internacional de empresas como IBM, Amazon, Embraer, LNCC, entre outros, para um ciclo de palestras.

“Petrópolis se fortalece cada vez mais como um grande polo tecnológico no Estado do Rio e no Brasil. A cidade atraiu importantes investimentos neste setor nos últimos anos e forma mão de obra altamente qualificada a cada ano. Essa cadeia produtiva tem um potencial muito grande de expansão, não só no formato local, mas para toda Região Serrana. Temos espaços e ambiência para o crescimento de startups, incubadoras e diversos novos negócios ligados ao setor tecnológico. Universidades reconhecidas em todo o país também fortalecem esse cenário”, disse o governo interino, lembrando a criação da nova Lei de Incentivos Fiscais, que vai contribuir para atrair ainda mais negócios voltados à área de tecnologia.

Na programação do evento estão confirmadas as palestras do empresário e presidente do Serratec, Guilherme da Motta Alves, do chefe do Centro Tecnológico do Exército, General de Brigada Armando Ferreira; do coordenador do Parque Tecnológico de São José dos Campos, Paulo Giarola; da gerente regional de Serviços Tecnológicos da FIRJAN, Carla Giordano; do vice-presidente Executivo de Operações da EMBRAER, Luís Carlos Marinho; do diretor do Laboratório Nacional de Computação Cientifica (LNCC), Fábio Borges; do presidente da IBM América Latina, Antônio Martins e do gerente de Operações da Amazon, Marcelo Amaral.

A programação se estende das 9h às 17h. Para assistir, basta acessar https://bit.ly/SerratecOficial.

O equipamento, que regula de forma autônoma a liberação das vias, entrará em funcionamento nas próximas semanas, em caráter experimental.

A Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes - CPTrans instalou nesta semana a estrutura de uma nova geração de semáforos, também conhecidos como "semáforos inteligentes", no cruzamento entre as ruas Montecaseros, Francisco Manuel e a avenida Piabanha. Os dois equipamentos entrarão em funcionamento nas próximas semanas e, segundo o governo interino, regulam de forma autônoma a liberação das vias, ou seja, sem uma programação prévia de tempo, mas sim analisando a necessidade de abertura e fechamento em função da demanda de veículos em cada via.

“Estamos buscando alternativas para melhorar a mobilidade na cidade. Estamos planejando obras, melhorando e criando rotas alternativas e estamos executando ações pontuais que podem gerar reflexos positivos, como é o caso deste novo semáforo”, detalhou o governo interino.

Os novos semáforos, desenvolvidos por uma empresa de Curitiba, Paraná, medem a distância entre os veículos, por meio de câmeras com sensores, e através da medida calculam a intensidade do fluxo na via. "Neste momento vamos entrar em uma fase de testes. Estive em Curitiba, de onde é a empresa que nos cedeu os equipamentos para o teste, e pude observar lá a eficácia dos semáforos. Eles fazem a leitura, por um sistema de câmeras, do volume de carros trafegando e, automaticamente, fazem a liberação da via mais sobrecarregada", destaca o diretor-presidente da CPTrans.

O trecho escolhido para o teste dos equipamentos conta com um intenso fluxo de veículos que desejam acessar ou retornar da região do Bingen. Por isso, foi escolhido para o teste. "A utilização de um semáforo padrão, ou seja, que é programado por tempo, poderia não dar a melhor resposta. Porque poderia acabar retendo uma via com menos mais fluxo. Com o monitoramento autônomo, esse trabalho funciona da mesma forma que funcionaria se tivesse um agente de trânsito no local, observando e organizando o trânsito. Cidades do mundo todo vêm adotando esse tipo de solução e o período de testes nos dirá se essa também é a melhor solução para a nossa cidade", disse.