As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na quinta-feira (25/11) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 2.619 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 137 receberam a primeira dose, 1.534 receberam a segunda dose e 948 receberam a dose de reforço.

Até o momento 238.642 pessoas receberam a primeira dose, 199.255 receberam a segunda dose, 6.805 receberam a dose única e 29.761 pessoas maiores de 18 anos, além de idosos institucionalizados e acamados, idosos maiores de 60 anos, pacientes imunossuprimidos e trabalhadores da Saúde receberam a dose de reforço do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.

Nos pontos de imunização as equipes aplicaram a primeira dose da vacina em dois idosos. A dose de reforço foi aplicada em 699 idosos, 72 pessoas maiores de 18 anos, sete pacientes imunossuprimidos e 170 trabalhadores da Saúde.

A primeira dose da vacina foi aplicada ainda em 94 pessoas com idade entre 18 e 59 anos sem comorbidades. Na faixa etária abaixo de 59 anos, 1.141 pessoas também receberam a segunda dose. Também foram vacinados 404 adolescentes sem comorbidades, sendo 38 com a primeira dose e 366 com a segunda dose.

Equipes vacinaram seis gestantes, sendo três com a primeira dose e três com a segunda dose. Também receberam a segunda dose três puérperas.

A segunda dose da vacina também foi aplicada em 19 trabalhadores da Saúde. Uma pessoa em situação de rua também recebeu a segunda dose.

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

O trabalho, iniciado nas Duas Pontes, deu nova pavimentação ao trecho que segue até a esquina com a Rua General Osório

A última etapa do trabalho de pavimentação com nova camada de asfalto quente (do tipo CBQU) na Rua Washington Luiz, no Centro Histórico, começa por volta das 22h desta quinta-feira (25). A obra realizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Obras, começou no trecho das Duas Pontes e será concluído no encontro com a Rua General Osório. Além disso, as equipes de pavimentação urbana retomam até esta sexta-feira (26) o trabalho na região do Siméria.

“A Washington Luiz é uma das vias mais importantes da cidade, que dá acesso ao Centro Histórico e merecia essa melhoria. Já no Siméria, a reivindicação dos moradores era antiga e estamos entregando por meio do Acelera Petrópolis. Em cada lugar em que acompanho esse trabalho, vejo o impacto positivo que o asfalto traz para as pessoas, especialmente onde elas aguardavam há anos”, frisa o governo interino.

Bingen, Nogueira, Itaipava, Alto da Serra, Morin e Centro já foram beneficiados pelo serviço. Ao todo, mais de 60 ruas do município receberão as melhorias. “Na Washington Luiz o trabalho já avançou ao longo da semana e resta apenas a conclusão do trecho final da via. O objetivo é chegar até o ponto onde há o encontro com a Rua General Osório, onde será concluído", informou o subsecretário de Obras.

No Siméria, será retomado o trabalho na Rua Manoel Francisco de Paula, interrompido por conta da chuva. Ao todo, serão 2,2 km de pavimentação na região até o encontro com a Olavo Bilac.

Recentemente, a Secretaria de Obras pavimentou ainda as ruas Coronel Albino Siqueira, Cardoso Fontes, Napoleão Esteves e a Saldanha Marinho (no trecho entre o Alto da Serra e as Duas Pontes). Segundo o secretário de Obras, Maurício Veiga, em dezembro as ações do asfaltamento do Acelera Petrópolis serão concentradas nas comunidades. "Nesse momento de maior movimento nas áreas centrais da cidade, que recebem mais visitantes por conta do Natal, nós iremos focar em pontos onde o impacto na mobilidade urbana será menor", ressaltou.

A Praça da Inconfidência, no Centro da Cidade, foi o local escolhido para uma grande ação social, que marcou a abertura da programação dos “16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência Contra as Mulheres”. O governo interino e a coordenadora Especial de Articulação Institucional estiveram no local onde foram realizados uma série de atendimentos, como do Centro de Referência em Atendimento à Mulher (CRAM), por meio do Ônibus Lilás e exames de ISTs.

A ação envolveu ainda o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – Comdim, Gabinete da Cidadania, o Programa Petrópolis da Paz; as coordenadorias municipais de Promoção da Igualdade Racial, de Políticas Públicas para a Juventude, de Bem Estar Animal; o Procon Petrópolis e o Salão Espaço da Beleza. “Com esse evento temos a intenção de garantir que a conscientização seja cada vez mais difundida na cidade e chegue a todas as mulheres. Além disso, é uma oportunidade de divulgar todos os programas e projetos da Prefeitura voltados para a proteção da mulher e todos os meios de denúncias’, disse o governo interino.

A vereadora Gilda Beatriz acompanhou a abertura da programação e destacou a importância de levar informação as mulheres petropolitanas. “É um momento ímpar onde temos a oportunidade de mostrar que elas não estão sozinhas. Só nós podemos mudar a realidade, caminhando juntas e não permitir que sofram caladas”, disse a vereadora.

Para a coordenadora Especial de Articulação Institucional são muitas mãos unidas na luta contra a violência contra a mulher. “Isso contribui para que possamos vencer cada dia mais esse problema que está bem próximo de nós. Para ajudar nesse trabalho, estamos distribuindo uma cartilha direcionada aos homens para que eles conheçam os diversos tipos de violência, que não é só a física”, frisa.

Ações sociais e palestras em escolas do município, assim como na Comdep e para policiais militares do 26º BPM sobre o enfrentamento a violência contra a mulher estão incluídas na programação, que se estende até o dia 12 de dezembro.

Os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma campanha anual e internacional, que começa em 25 de novembro - Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres - e segue até 10 de dezembro. No Brasil, a mobilização abrange o período de 20 de novembro a 10 de dezembro. O movimento é uma estratégia de mobilização de indivíduos e organizações, em todo o mundo, para engajamento na prevenção e na eliminação da violência contra as mulheres e meninas.

O governo interino anunciou que os cerca de 12 mil servidores municipais de Petrópolis (da ativa, aposentados e pensionistas) receberão nesta sexta-feira (26) mais 25% do 13º salário. Em junho o governo municipal já havia antecipado os outros 25% do abono. Com a medida, o município evidencia a preocupação e o cuidado com o funcionalismo, que vem recebendo rigorosamente em dia desde janeiro.

“Estamos trabalhando com responsabilidade para que todos os direitos dos servidores estejam garantidos. Conseguimos pagar os primeiros 25% do décimo terceiro em junho e, agora, estamos depositando mais 25%, chegando à metade do abono. Sabemos que todos estavam esperando por isso e, com planejamento, conseguimos antecipar o depósito em alguns dias”, lembrou o governo interino.

A expectativa é que até o final desta sexta-feira todos os cerca de 12 mil servidores estejam com 50% do benefício quitado.

Dia D do Novembro Azul do Centro de Saúde será nesta sexta-feira

Nesta quarta (24) e quinta-feira (25), o Centro de Saúde Professor Manoel José Ferreira, no Centro da Cidade, recebeu o público masculino para atendimentos especializadas. Quem esteve no local passou por consultas clínicas com médico, realizou testes rápidos contra Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), atualizou o cartão de vacinas e recebeu orientações sobre Planejamento Familiar e Tabagismo.

“Realizamos a ação em saúde do homem no Centro de Saúde dentro da campanha do Novembro Azul do município. O movimento mundial que busca conscientizar os homens no cuidado com a saúde, especialmente no combate ao câncer de próstata, também traz a importância do cuidado integral do público masculino. A valorização da saúde do homem é de extrema importância”, disse o governo interino.

O vendedor ambulante Arnaldo Antônio, fez questão de comparecer ao Centro de Saúde nesta quarta-feira. "Vim marcar o eletrocardiograma, exame de sangue, de urina entre outros e fui muito bem atendido desde a recepção até a consulta médica. Os funcionários do Centro de Saúde foram muito prestativos. Me trataram com muito carinho e respeito. Só tenho a agradecer", disse ele.

Nesta sexta-feira (26), o Centro de Saúde Coletiva realizará o Dia D de atendimento do público masculino no terceiro turno, das 17 às 20 horas. Os homens passarão por consultas clínicas, orientações de planejamento familiar e tabagismo, testes de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), além da solicitação de ultrassonografia de abdômen total e de próstata.

Governo assinou documento em solenidade nesta quinta-feira (25)

O governo interino assinou nesta quinta-feira (25) o documento de enquadramento referente à formação de profissionais da Educação. São 120 trabalhadores, o que zera a fila de pedidos de enquadramento por formação, esperados desde 2020.

“É uma satisfação fazer parte de mais essa conquista da categoria. Finalizamos o ano de 2021 sem ninguém na fila esperando pelo enquadramento. Este ano já conseguimos aumentar o valor do REHT, que também foi uma grande vitória dos profissionais da Educação. Para 2022 temos novos desafios como o concurso público”, disse o prefeito. “Trabalhando com responsabilidade e diálogo conseguimos avançar nessas pautas e promover o desenvolvimento da cidade”, acrescentou.

Para o secretário de Educação, a medida é um reconhecimento da Prefeitura com os profissionais. “É uma alegria estar nesta tarde celebrando essa conquista dos profissionais da Educação. Esse reconhecimento é mérito de cada um de vocês”, ressaltou o secretário.

A assinatura do documento de enquadramento referente a formação aconteceu durante solenidade realizada na Casa dos Conselhos, na Avenida Koeler. Além dos profissionais da Educação, participaram do evento secretários municipais, representantes do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro (Sepe) e dos vereadores Yuri Moura (presidente da Comissão da Educação da Câmara Municipal), Mauro Peralta, Eduardo do Blog e Domingos Protetor.

Sexta, 26 Novembro 2021 11:18

25.11.21 - Boletim Epidemiológico

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde, nesta quinta (25.11), está em zero para leito clínico e 3,03% para leitos de UTI na rede pública. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, somando hospitais públicos e privados, são quatro pacientes internados: um em leito clínico na rede privada e três em leitos de UTI nas redes pública e privada.

Até agora, foram realizados no município 209.643 testes para Covid-19, com 50.175 resultados positivos e 159.245 negativos (levando em consideração testes rápidos e swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, em 1.556, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Município tem 120 mil pessoas vacinadas contra gripe

Taxa de cobertura entre idosos é de 85,9% e de crianças está em 72,48%

Com 120.480 moradores que receberam a vacina contra o vírus influenza, Petrópolis tem 68,9% de cobertura total. O imunizante continua disponível em 15 salas de vacina distribuídas em pontos dos cinco distritos. Ao todo foram vacinadas até o momento 84.357 pessoas que fazem parte do público alvo da campanha e outras 36.123 pessoas que procuraram as unidades de saúde desde o início de julho, quando a vacinação foi aberta a toda população. Foram imunizados na cidade 50.703 idosos e 14.766 crianças, o que corresponde a 85,9% e 72,48% de cobertura, respectivamente, para estes grupos.

“A Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde não teve este ano registro de casos confirmados de infecção pelo vírus influenza - situação diferente do que ocorre em outros municípios. Apesar de oficialmente a campanha de imunização do Ministério da Saúde ter terminado no mês passado, a Divisão de Imunização da Secretaria ainda tem vacinas contra a influenza disponíveis. Enquanto houver estoque, as salas de vacina serão abastecidas para atender a população”, explica o governo interino.

A Vigilância Epidemiológica lembra que, por conta da pandemia de covid-19, o Lacen - laboratório responsável pela identificação de casos, monitora especificamente os casos de crianças de zero a cinco anos e gestantes.

“Temos este ano um percentual de crianças vacinadas maior do que o do ano passado, mas é importante que pais e responsáveis que por algum motivo não levaram as crianças para se vacinar, procurem a sala de vacina mais próxima para fazer a imunização. A mesma orientação vale para os idosos, que também devem se imunizar”, orienta o secretário de Saúde.

A campanha de imunização contra a influenza – vírus da gripe – foi realizada entre abril e outubro. Este ano, ela foi subdividida em três fases, começando em abril com a vacinação de crianças e profissionais de saúde, seguida por idosos e professores e posteriormente para os demais grupos. Desde 8 de julho a vacinação foi aberta a toda população. A vacinação segue sendo realizada enquanto houver doses em estoque.

Importante destacar que, embora inicialmente o Ministério da Saúde tenha estabelecido um intervalo de 15 dias entre as vacinas contra covid-19 e influenza, atualmente, seguindo as orientações do Ministério, não há mais necessidade de intervalo para a aplicação dos dois imunizantes.

“Inicialmente, por conta do monitoramento sobre possíveis reações à vacina contra a covid-19, havia uma orientação pelo intervalo de 15 dias, mas posteriormente esta orientação foi revista pelo Ministério da Saúde”, explica o secretário.

A vacina contra a influenza está disponível em salas de vacinação nas seguintes unidades de saúde: UBS Morin, PSF Alto da Serra, PSF São Sebastião, UBS Alto Independência, UBS Quitandinha, UBS Mosela, UBS Retiro, Ambulatório Escola, UBS Itamarati, Hospital Alcides Carneiro, UBS Itaipava, UBS Araras, UBS Pedro do Rio e PSF Posse.

O trabalho de limpeza dos rios da cidade já foi executado no Capela, Corrêas, Quitandinha e Itaipava e conta com parceria com o programa Limpa Rio, do Governo do Estado.

A Prefeitura, por meio da secretaria de Obras e da Companhia Petropolitana de Desenvolvimento - Comdep, deu início nesta quinta-feira (25) a mais uma etapa do trabalho de dragagem e limpeza dos rios da cidade. Desta vez, a intervenção preventiva do poder público acontece no rio Piabanha, no trecho da ponte de Corrêas, no acesso ao bairro no segundo distrito. A ação é realizada no trecho para desobstruir a parte das colunas da estrutura da ponte.

“Estamos trabalhando para garantir o desassoreamento dos pontos onde há maior acúmulo de detritos, de forma a melhorar o escoamento da água. As chuvas de verão são sempre um desafio e estamos trabalhando para preparar a cidade. Já passamos ainda pelos lagos do Parque São Vicente, Corrêas, Quitandinha, além de ponto próximo ao Palácio de Cristal”, ressaltou o governo interino.

Desassoreamento concluído no entorno do Palácio de Cristal

No Centro Histórico, o desassoreamento e limpeza do rio Piabanha foi executado no trecho da antiga praça da Confluência, no trecho entre a Avenida Barão do Rio Branco e a Avenida Piabanha, além do ponto localizado na parte de trás do Palácio de Cristal, em um trabalho iniciado no dia 10. As ações de desassoreamento começaram pelo trecho que margeia a rua Dr. Paulo Hervê, no Capela. A intervenção teve início próximo ao acesso à rua Gutman Bicho e seguiu em direção ao trecho próximo ao shopping Badia.

Além da região do Bingen e do Centro, também foram feitas intervenções para o desassoreamento, por meio do programa Limpa Rio do Instituto Estadual do Ambiente - Inea, do governo do Estado, no Rio Santo Antônio, no Vale do Cuiabá, no trecho de Correas do Rio Piabanha e no rio Quitandinha, na Coronel Veiga. Em agosto, a Prefeitura realizou o trabalho no Parque São Vicente, Quitandinha.

Cadastro para pré-conferência também está aberto

As inscrições para a VII Conferência Municipal de Educação 2021 começam nesta sexta-feira (26). O evento será totalmente online e acontece no dia 18 de dezembro, das 8h às 17h. O cadastramento para a pré-conferência também está aberto. O evento também é online e acontece nos dias 7, 8 e 9 de dezembro, de 13h as 17h. As inscrições tanto para a pré-conferência quanto para a conferência podem ser feitas no site da Prefeitura de Petrópolis (www.petropolis.rj.gov.br).

A VII Conferência é realizada pelo Conselho Municipal de Educação (Comed) e pela Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Educação. O evento é aberto ao público e tem como objetivo o monitoramento e avaliação das estratégias para o alcance das metas municipais propostas para o decênio 2015–2025 e acompanhar o processo de avaliação do Plano Municipal de Educação.

A programação da VII Conferência Municipal de Educação 2021 tem início às 8h e contará com a presença do governo interino, do secretário de Educação, do presidente do Comed, e do presidente da Comissão da Educação da Câmara Municipal, vereador Yuri Moura. Em seguida haverá a aprovação do Regimento Interno da Conferência e a apresentação das Notas Técnicas. O encerramento acontece às 17h.

Motociclistas serão convocados a responder questionário sobre o perfil dos condutores

Motociclistas que passarem pela Praça Dom Pedro nesta sexta-feira (26) poderão participar da Parada Positiva. A iniciativa é promovida pela Prefeitura de Petrópolis em parceria com a Moto Mundi. Na ação será realizada uma vistoria mecânica completa na moto com a entrega dos procedimentos necessários. Além disso, os condutores receberão orientações demonstrativas sobre a importância dos equipamentos de segurança no trânsito e testes com carros, sobre os chamados “pontos cegos''. De brinde, eles receberão um vale troca de óleo gratuito. O evento acontecerá das 9 às 12 horas.

O governo interino destaca que a Parada Positiva é uma ação educativa, que será realizada juntamente com o Pit Stop do Novembro Azul. “Vamos levar dicas e orientações para os motociclistas, para que pilotem com a máxima segurança no dia a dia. São várias as situações que a atenção deve ser redobrada. Além disso, eles poderão fazer um check-up nas motos, verificando as condições dos pneus, faróis e freios, e ganhar um vale troca de óleo totalmente gratuito”.

Na ação os motociclistas que estiverem no local serão convocados para responderem um questionário, que tem o objetivo de conhecer o perfil de condutores de motos em Petrópolis. A pesquisa foi divulgada pela Vigilância Epidemiológica em parceria com Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), no mês de setembro, e também pode ser respondida no site da Prefeitura.

A Parada Positiva é um movimento da Moto Mundi, que possui o Observatório Nacional de Segurança Viária. A Yamaha de Petrópolis possui o Selo Amarelo, certificação que permite a ação educativa com os motociclistas na cidade. Em Petrópolis, a ação é realizada em parceria com a CPTrans, e desta vez com a participação da Vigilância Epidemiológica.

A Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Saúde realiza nesta sexta-feira (26), o Pit Stop de atendimentos aos homens na campanha do Novembro Azul na Praça Dom Pedro, no Centro. Das 9 às 16 horas quem passar pelo local receberá orientações de saúde, verificação de pressão arterial e glicemia, testagem rápida para Infecções Sexualmente Transmissíveis, abordagem sobre causas externas, violência no trânsito com apoio de outros serviços do governo municipal.

“Ressaltamos a necessidade do cuidado do homem com a sua saúde. O Pit Stop na Praça Dom Pedro é um dos nossos incentivos para o público masculino buscar atendimento e o cuidado necessário. Buscamos fazê-los entender a importância do diagnóstico de doenças que podem afetar o bem-estar deles. Por isso a importância de realizar exames periodicamente e buscar informações sobre os cuidados básicos de saúde e para o corpo”, disse o governo interino.

A ação é uma realização da Secretaria de Saúde por meio das Áreas Técnicas de Saúde do Homem. Além disso, estarão participando do evento as equipes da Vigilância Epidemiológica, juntamente com a CPTrans, para captação de motociclistas para participarem do questionário sobre o perfil de condutores de motos em Petrópolis. Também estarão na ação profissionais da Defesa Civil e do SAMU, com orientações ao público.

“Nesta semana realizamos a Ação em Saúde do Homem no Centro de Saúde para atendimentos do público masculino. Além disso, durante a semana no Centro Administrativo estamos promovendo ações para os funcionários e servidores da Prefeitura e atendimentos para os homens no Hospital Alcides Carneiro”, disse o secretário de Saúde.

O quinto distrito foi a região atendida nesta quarta-feira pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias para o estabelecimento de Ponto de Apoio, que será usado para o atendimento dos moradores em dias de chuva forte. O encontro foi realizado no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) da Posse, com lideranças comunitárias, membros do Núcleo Comunitário de Defesa Civil (NUDEC) e Agentes Comunitários de Saúde que foram capacitados para atuarem na equipe de acolhida da população em situação de emergências. O foco do trabalho é qualificar os voluntários para ações em Defesa Civil, Assistência Social e Saúde para melhor atender famílias que precisarem se deslocar das residências para esses locais em caso de risco.

Na ocasião, os agentes da Defesa Civil visitaram a Escola Municipal Moisés Furtado para a verificação da estrutura que poderá ser usada como o Ponto de Apoio. Segundo o governo interino, com mais essa região, Petrópolis passa a ter 17 Pontos de Apoio definidos em locais de risco de desastres por conta das chuvas.

“Essa é uma importante região para a qual precisamos estabelecer essa estrutura para melhor atender a população em dias de emergência. Hoje promovemos aproximação do nosso trabalho com os representantes locais, que são nossa interface com a comunidade”, destacou o secretário de Defesa Civil.

A capacitação ofereceu orientação aos representantes da comunidade sobre o acionamento de sirenes em dias de chuva, funcionamento dos pluviômetros, rotas de fuga, pontos de apoio, protocolo operacional do sistema de alerta e alarme e atuação do NUDEC. “A parceria com os representantes locais é de grande valor e oferece um grande diferencial para o nosso trabalho nas comunidades. Através deles, conseguimos disseminar nossas orientações de redução de riscos e principalmente, conseguimos agilizar os atendimentos em uma situação de ocorrência”, destacou a diretora de projetos da Defesa Civil.

Ao longo do ano a capacitação foi realizada em outras 16 comunidades que tiveram os Pontos de Apoio revisitados e estão com equipes de acolhida preparadas para o funcionamento em dias de chuva forte. Após a estruturação na Posse, o mesmo trabalho será realizado nas localidades do Vila Rica e Morin. “A proposta é garantir o preparo da comunidade para atender de forma qualificada os moradores de áreas de risco nos dias de chuva forte”, destacou o assistente de projetos.

Com a nova proposta de funcionamento, os Pontos de Apoio, passam a funcionar com agentes da Defesa Civil, representantes da comunidade, agentes de Saúde e responsáveis pelos prédios de acolhimento que em geral são escolas da rede pública.

A partir de segunda-feira (29) os centros de Educação Infantil da rede municipal de ensino poderão funcionar em novo horário – de 7h ao meio-dia. A mudança vale para as unidades com alunos de zero a três anos.

“O CEI é um ambiente seguro para as crianças, que proporciona estímulos importantes e necessários ao desenvolvimento. O horário ampliado é mais fácil e funcional para as famílias”, disse o governo interino.

Com o novo horário de funcionamento, as unidades vão oferecer às crianças o desjejum, a colação e o almoço. “Nas visitas que faço toda semana nas escolas temos recebido esse pedido das professoras e diretoras. Aumentando o período das crianças dentro das salas de aula vamos facilitar o dia o dia dos pais e responsáveis que precisam trabalhar e também garantir aos alunos o direito à participação nas atividades educacionais”, completou o secretário de Educação.

Respeitando os protocolos sanitários neste momento de pandemia da covid-19, a entrada e saída dos centros de Educação Infantil continuam de forma escalonada, assim como a circulação dos alunos e funcionários dentro das unidades. Todas as outras normas de segurança, como o uso de álcool 70%, de máscaras e o distanciamento social continuam em vigor.

Duas escolas – Maria Campos e Abelardo de Lamare – já começaram a distribuição

Duas escolas da rede municipal de Petrópolis – Maria Campos, no Centro e Abelardo de Lamare, no Caxambu – já começaram a distribuição, gratuitamente, dos absorventes dentro do programa de combate à pobreza menstrual. O projeto vai atender cerca de 11 mil alunas do município e é desenvolvido pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação.

A lei que instituiu o programa de distribuição de absorventes foi sancionada pelo governo interino, depois da aprovação do texto pela Câmara Municipal. “Todos os profissionais da escola, a família e alunos vão formar uma rede de apoio e acolhimento a essas meninas que não tem condições de adquirir os absorventes. A ONU estima que uma em cada quatro brasileiras já faltou à escola por não ter condições financeiras de comprar absorventes íntimos. Isso é uma realidade que queremos mudar em Petrópolis”, disse o governo interino. O projeto é de autoria dos vereadores Yuri Moura e Maurinho Branco.

Cerca de 106 unidades da rede municipal de ensino estarão distribuindo os absorventes para alunas acima de nove anos de idade. Cada escola recebeu um repasse da Secretaria de Educação para a compra dos itens. As unidades também receberam cartilhas com os protocolos e regras que devem ser seguidos. “É um projeto que vai além da distribuição dos absorventes. É uma iniciativa de escuta e acolhimento dessas alunas”, ressaltou o secretário de Educação.

Além da distribuição dos itens higiênicos, o programa também prevê a realização de palestras e ações de orientação para as alunas, alunos e toda a comunidade escolar. O objetivo é desmistificar o período menstrual (considerado um tabu) e mostrar para as meninas que esse momento é natural e normal, e não pode ser motivo de vergonha.

“Escolhemos a orientadora da escola para falar e atender essas alunas. É um programa que as meninas estão antenadas e querem participar, falar e construir juntas”, comentou a diretora da Escola Municipal Maria Campos. De acordo com o programa, cada unidade destina um profissional para fazer o atendimento das alunas, com o trabalho de escuta e sensibilização.

Para a estudante Letícia Gomes Monteiro, de 15 anos, projetos como este deveriam acontecer em todas as cidades. “Seria ótimo se todas as cidades distribuíssem os absorventes para as meninas, sabemos que muitas faltam aula por não terem dinheiro para comprar”, disse. Para outra aluna, Izabelle de Oliveira Guimarães, também com 15 anos, é importante essa participação da escola. “A gente não escolhe e fala: hoje vou menstruar. Não temos escolha sobre isso, é algo natural de toda mulher”, comentou.

Pesquisas revelam que meninas e mulheres chegam a usar pedaços de pano usados, roupas velhas, jornal e até miolo de pão em substituição ao absorvente. Ainda existem casos daquelas que não conseguem realizar de três a seis trocas diárias de absorventes, conforme a indicação de ginecologistas, permanecendo com o mesmo absorvente por muitas horas. Como consequência desse insuficiente ou inadequado manejo da menstruação podem ocorrer diversos problemas à saúde como infecções, por exemplo, além do constrangimento e outras situações.


Com o apoio da Guarda Civil e da Polícia Militar, agentes desmontaram as estruturas que estavam em meio a mata

O setor de fiscalização da Secretaria Meio Ambiente, com o apoio da Guarda Civil e da Polícia Militar, realizou uma ação conjunta para coibir o desmatamento, a movimentação irregular de terra e a expansão desordenada na Rua Lopes Trovão, no Meio da Serra, na localidade conhecida como Vila União, na tarde de ontem (24/11). No local, os agentes encontraram construções irregulares que estavam sendo erguidas em meio a mata. Todas foram demolidas.

As equipes chegaram ao local para cumprir com uma determinação do Ministério Público Federal (MPF) e também atendendo a inúmeras denúncias de moradores da região. Durante a ação, os agentes ainda lavraram uma notificação para que o proprietário apresente, no prazo de 12 dias, as licenças relativas ao imóvel, sob pena de multa e demolição da estrutura.

“Geralmente, as ocupações irregulares iniciam com pequenas estruturas de madeira e, após se fixarem no local por um tempo, começam a investir em material para consolidar a construção e, assim, permanecer na área”, afirma o chefe do setor de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente.

“Trata-se de uma operação permanente que irá ocorrer na localidade sentido de coibir as infrações para garantir o cumprimento da legislação ambiental e a ajuda da população é muito importante para o êxito das nossas ações”, concluiu o secretário de Meio Ambiente.

Desde o início do ano, o Meio Ambiente atendeu 668 denúncias de infrações no município, entre casos de supressão de vegetação, poluição de curso hídrico, contaminação de solo, empresas exercendo atividade sem licença ambiental e queimadas.

As denúncias podem ser realizadas de forma anônima através do telefone (24) 2246-9241, ou pessoalmente na Secretaria de Meio Ambiente, que fica localizada na Avenida Koeler nº 87 – Centro.