As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na quinta-feira (09/12) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 1.220 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 97 receberam a primeira dose, 745 receberam a segunda dose e 378 receberam a dose de reforço. Até o momento 239.723 pessoas receberam a primeira dose, 211.682 receberam a segunda dose, 6.805 receberam a dose única e 33.603 pessoas maiores de 18 anos receberam a dose de reforço do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.

Nos pontos de imunização as equipes aplicaram a segunda dose da vacina em dois idosos. A dose de reforço foi aplicada em 242 idosos, 58 pessoas na faixa etária entre 18 anos e 59 anos, oito pacientes com comorbidades e 70 trabalhadores da Saúde.

A primeira dose da vacina foi aplicada ainda em 61 pessoas com idade entre 18 e 59 anos sem comorbidade. Na faixa etária abaixo de 59 anos, 379 pessoas também receberam a segunda dose. Foram vacinados ainda 394 adolescentes sem comorbidades, sendo 32 com a primeira dose e 362 com a segunda dose.
Equipes vacinaram três gestantes, sendo uma com a primeira dose e duas com a segunda. Três puérperas também receberam a primeira dose da vacina.
Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

Das 30 cidades com mais de 100 mil habitantes do Rio, Petrópolis é a que menos registrou crimes contra a vida

O Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP) lançou nesta quarta-feira (9) um novo indicador – o ISP Cidades – que traz um ranking dos municípios do Estado em relação aos registros de crimes no ano de 2020. Das 30 cidades com mais de 100 mil habitantes do Rio, Petrópolis foi a que menos registrou crimes contra a vida, segundo o estudo do ISP.

“Por dois anos seguidos, a cidade apareceu como a mais segura do estado no Atlas da Violência, elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. E continuamos com esta colocação positiva, só que agora pelo indicador do ISP, que mostra Petrópolis com poucos casos de crimes violentos. Com a integração das forças de segurança que temos experimentado, a tendência é melhorar ainda mais esses dados”, ressaltou o governo interino.

De acordo com o ISP Cidades, Petrópolis está na melhor posição na listagem, contabilizando 7,4 vítimas por cada 100 mil habitantes. Esse índice leva em conta os crimes violentos como assassinatos e tentativas de homicídio; além de mortes por intervenção por agentes do Estado – neste último Petrópolis teve apenas 1 caso em 2020.

O ISP Cidades também revela que Petrópolis melhorou os índices em relação a 2019, quando foram contabilizadas 8,5 vítimas de crimes contra a vida por cada 100 mil habitantes. No ano de 2019, o município também foi o que menos registrou esse tipo de crime em comparação com as outras 29 cidades com mais de 100 mil moradores.

Além dos crimes contra a vida, o ISP Cidades também traz outros rankings com dados sobre os registros de ocorrências feitos nas delegacias – 105ª (Retiro) e 106ª (Itaipava) – sobre o trânsito, patrimônio (furtos, roubos, extorsão) e convivência urbana (posse ou uso de drogas, crimes ambientais, depredação do patrimônio entre outros). Também fazem parte do estudo os crimes cometidos contra os idosos, mulheres, jovens, crianças e adolescentes e população negra.
Sexta, 10 Dezembro 2021 10:16

09.12.21 - Boletim Epidemiológico

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde, nesta quinta-feira (09.12), se manteve em zero para leito clínico e em 1,52% para leitos de UTI na rede pública. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, um paciente permanece internado em leito de UTI. Já os leitos clínicos se mantém sem nenhuma pessoa internada.

Até agora, foram realizados no município 212.238 testes para Covid-19, com 50.294 resultados positivos e 161.616 negativos (levando em consideração testes rápidos e swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, em 1.563, é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Alegria e muita diversão marcaram a confraternização da equipe do Programa Criança Feliz da Secretaria de Assistência Social, realizada no Clube Petropolitano, nessa quinta-feira (09) com as 55 crianças atendidas pelo projeto, cujas famílias são cadastradas no Centro e Referência em Assistência Social (CRAS) do Centro.

Aproximadamente 100 pessoas participaram da ação, entre cuidadores e irmãos das crianças assistidas – todos os protocolos de segurança sanitária foram respeitados. As crianças participaram de atividades pedagógicas, ganharam lanche e brinquedos.

“Foi uma confraternização simbólica para celebrar o Natal dos pequenos que são atendidos pelo programa”, disse o secretário de Assistência Social. Outras confraternizações estão ocorrendo em regiões polos do programa.

“Um momento diferente para as crianças. O programa é muito bacana, com orientações e dicas valiosas para as famílias”, disse Cristina Monteiro, mãe de Ana Clara de dois anos e moradora da 24 de Maio.

Sobre o Programa Criança Feliz:

Apoio integral a gestantes e crianças por meio de visitas domiciliares realizadas por uma equipe especializada da Secretaria de Assistência Social, formada por 14 visitadoras e duas supervisoras. Esse é o objetivo do Programa Criança Feliz que, em outubro, retomou as visitas domiciliares presenciais, chegando a 443 beneficiários, um aumento de 23,5% no comparativo com os números de setembro, quando 339 pessoas foram atendidas. O programa faz a visitação da gestante e das crianças até que elas completem três anos de idade, estendendo-se para os seis anos nos casos de crianças que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

“A iniciativa é importantíssima porque os profissionais habilitados tiram as dúvidas das famílias e as orientam para garantir tanto uma gestação tranquila quanto o desenvolvimento das crianças, a partir de cuidados e atividades específicas. Faz toda a diferença na rotina familiar”, disse o governo interino.

O apoio às gestantes e a família começa desde a preparação para o nascimento do bebê até os cuidados perinatais. Mas o serviço não para por aí. A equipe técnica também fornece orientação sobre proteção e educação e informações e esclarecimentos sobre o acesso às políticas e aos serviços públicos de que necessitem.

“Por meio do atendimento específico o programa fortalece os vínculos familiares, propondo principalmente brincadeiras e atividades de comunicação, incentivando o desenvolvimento de habilidades motoras, cognitivas, de linguagem e socioemocionais das crianças, além do fortalecimento de vínculo do cuidador principal e a criança”, informa o secretário de Assistência Social.

A média de atendimentos do programa neste ano, de janeiro a outubro, chegou a 330 beneficiários, totalizando 1.720 atendimentos durante todo esse período.

Governo municipal vai apresentar projetos que podem ser desenvolvidos em parceria com a empresa

O prefeito interino recebeu na manhã desta quinta-feira (09) o representante da empresa Minalba Brasil, Marcelo Dourado, que faz parte do Grupo Edson Queiroz e detentora das marcas de água mineral Indaiá, São Lourenço, Petrópolis e Minalba, que emprega mais de 12 mil pessoas. Na pauta do encontro foi debatido a situação da unidade da empresa, fechada esse ano no bairro Mosela, e futuros projetos com o município.

Dourado afirmou ao prefeito que o grupo não tem intenção de vender o parque industrial e falou ainda sobre a existência de projetos envolvendo uma possível retomada da produção no local. O prefeito apresentou algumas sugestões de negócios que podem ser desenvolvidos entre a prefeitura e o grupo empresarial, com objetivo de gerar vagas de emprego e renda para os petropolitanos.

“Temos alguns projetos que, futuramente, podem ser viabilizados entre o município e a empresa. Somos uma cidade com potencial muito grande em vários setores e a questão da pureza de nossa água é sempre um ativo muito importante, como é ressaltada pelas grandes empresas produtoras de cerveja. Temos algumas ideias e projetos que podem ser geridos pela Minalba e acredito que vamos alinhar bons negócios para alavancar a criação de empregos”, aponta o governo interino.

A Minalba Brasil tem um portfólio variado de produtos. Além de oito marcas de água mineral, estão incluídas linhas de refrigerante, bebidas mistas e energéticos. Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, o dever de casa do governo municipal agora é desenvolver um case de projetos para serem apresentados ao setor de novos negócios do conglomerado empresarial.

“Vamos apresentar toda potencialidade do município para a empresa e projetos que podem ser viabilizados. Hoje tivemos a oportunidade de poder adiantar algumas ideias, mostrar que o município tem total infraestrutura para a instalação de grandes negócios. Já temos toda legislação do 5G pronta, saímos na frente até da capital. Somos uma das cidades mais seguras, a nova Lei de Incentivos Fiscais também é um mecanismo que facilita novas oportunidades”, destaca.

A Prefeitura de Petrópolis irá promover neste domingo (12), a etapa extra da Campanha de Vacinação Antirrábica do município. Das 10 às 15 horas, a equipe da Coordenadoria de Vigilância Ambiental do Departamento de Vigilância em Saúde estará na Praça Dom Pedro II aplicando a vacina contra a raiva animal em gatos e cachorros. No local também será feito o cadastramento de pessoas que possuem mais de 15 animais em sua residência para receberem as doses dos pets em domicílio.

“Neste domingo teremos três eventos muito importantes em prol da causa animal. A Cãominhada de Natal, a 15 ª Campanha de Adoção de Animais e a etapa extra da Campanha de vacinação Antirrábica. Essa é uma causa muito importante e a união dos amantes dos animais é fundamental para que possamos ajudar e fortalecer cada vez mais a atuação na cidade”, destaca o governo interino.

Pessoas que possuem mais de 15 animais devem comparecer ao local para que seja avaliada a possibilidade da vacinação dos pets em domicílio. É necessário a apresentação de documento de identidade, CPF e comprovante de residência.

A Coordenadoria de Vigilância Ambiental do Departamento de Vigilância e Saúde destaca que para a vacinação, os cães e gatos devem ter a partir de quatro meses de idade. Pets conduzidos por crianças, debilitados, com diarreia ou vômito não serão vacinados. A responsabilidade de deslocamento do animal é do tutor. É obrigatório o transporte de gatos em bolsas pet ou caixas. Os cães devem estar com coleira e guia, e os animais bravos usando também focinheira.

A Prefeitura de Petrópolis vacinou até o momento um total de 32.937 animais, sendo 7.677 gatos e 25.260 cães. Foram sete etapas realizadas em 2021, nos cinco distritos do município.

O projeto Semeamando, que visa sensibilizar a população sobre a importância de boas práticas e uma alimentação saudável, em parceria com a Prefeitura, por meio da Coordenadoria Especial de Articulação Institucional, responsável pelo Programa Petrópolis da Paz inicia a campanha de arrecadação de garrafas pet no município. O material será utilizado na montagem de uma horta vertical por adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas na sede do programa.

A parceria com o Semeamando contribui de forma muito positiva na vida desses jovens que, muitas vezes, vivem em risco social e precisam se sentir acolhidos. O projeto vai incluir atividades como jardinagem, reciclagem e arte”, explica o governo interino.

Atualmente, o Semeamando tem dois núcleos ativos em parceria com a Prefeitura: um funciona na sede do Programa “Petrópolis da Paz”, na Avenida Ipiranga, no Centro da Cidade e outro no Centro de Educação Infantil (CEI) do Castelo São Manoel, em Corrêas.

O projeto Semeamando, uma iniciativa da engenheira agrônoma Carolina Rodrigues, tem como principal proposta oferecer a crianças, idosos e público em geral, a possibilidade de aprender, entender e aplicar conhecimentos sobre a criação de hortas e pomares orgânicos que possam agregar benefícios para comunidades locais. Criado em 2013, o projeto também tem como finalidade criar uma vivência entre as pessoas e o meio ambiente, estimulando a responsabilidade, o comprometimento com a natureza e a sustentabilidade do planeta.

Orientações e testagem para Infecções Sexualmente Transmissíveis serão oferecidas no local

A Prefeitura de Petrópolis promove na noite desta sexta-feira (10) na Praça da Inconfidência, a última etapa do Fique Sabendo Itinerante, na programação do Dezembro Vermelho na cidade. A campanha chama a atenção para a prevenção e conscientização sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). Das 19 às 23 horas, serão realizadas orientações e testagem para IST no local.

“Realizamos as primeiras etapas na Praça de Corrêas e na região da 24 de Maio. Atendemos mais de 100 pessoas, e fizemos mais de 450 testes”, disse o governo interino, lembrando que a equipe também esteve na ação de saúde do Terminal do Itamarati, nesta terça-feira (07). Na ação de saúde foram realizados 53 atendimentos, com um total de 211 testes feitos.

A programação do Fique Sabendo Itinerante teve início na Praça de Corrêas na última quarta-feira (01), no Dia Mundial de Combate à Aids, e contou com a parceria do Centro de Referência em Atendimento à Mulher (Cram), juntamente com o Ônibus Lilás. No último sábado (04), a equipe da Área Técnica de IST/Aids e Hepatites B e C de Petrópolis esteve na região da 24 de Maio. Além das testagens, quem esteve no local recebeu orientações sobre Nutrição e Bem-Estar.

O secretário de Saúde destaca que, quando o resultado do teste é positivo, as pessoas já são encaminhadas para o acompanhamento. “A partir dos resultados, os pacientes são orientados e recebem o suporte para tratamento. Os casos positivos identificados são acompanhados pela Área Técnica de IST/Aids para que passem por novos exames e iniciem o acompanhamento e os tratamentos necessários. As pessoas podem ter e contagiar alguma infecção sexualmente transmissível, mesmo sem apresentar sinais e sintomas”.

A Área Técnica de IST/Aids e Hepatites B e C de Petrópolis realiza a testagem de segunda a sexta-feira. O local funciona na Rua Paulino Afonso, nº455, no Centro (ao lado do HMNSE). Na segunda, terça, quarta e sexta-feira o atendimento é das 8h às 16h30. Na quinta-feira o horário de funcionamento é das 8h às 19h30. Além disso, todas as unidades de saúde oferecem a testagem diariamente.

A Construção da Rede de Atendimento à Mulher Vítima de Violência será o tema de uma live, realizada pela Prefeitura, por meio da Coordenadoria Especial de Articulação Institucional, junto com a 2ª Promotoria de Tutela Coletiva do Ministério Público, com o apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – Comdim e da Comissão dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal. A reunião online acontece no próximo dia 15 de dezembro. As inscrições estão abertas e devem ser feitas através do link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdCAr3XQRiZSN85RmdjrhsBVxbF_x7nGJnmtFYCGFVoF_4hNA/viewform?usp=sf_link.O evento, que será transmitido pelas redes oficiais da Prefeitura, como facebook e Youtube, está marcado para às 18h.

“Além da ampliação dos canais de atendimento, estamos conseguido conscientizar as mulheres de que a violência não é apenas a agressão física. Também são as psicológicas”, frisa o governo interino.

A promotora de justiça Vanessa Katz, vai abordar a “Intersetorialidade e a construção de Protocolo Integrado de Atendimento à Mulher Vítima de Violência”. A advogada Ana Luiza Franco e a assistente social Olívia Leal David, ambas do Centro de Referência em Atendimento à Mulher – CRAM, respectivamente, farão as apresentações do “CRAM vai à Escola - Planejamento 2022” e do “Fluxograma para atendimento à Mulher Vítima de Violência”. Já a enfermeira Cláudia Respeita, superintendente de Atenção em Saúde, vai falar sobre “Níveis de Atenção à Saúde do Enfrentamento à Violência contra a Mulher”.

“Ao longo de 2021, foram várias reuniões com diversos órgãos e secretarias, no intuito de construir um protocolo integrado de atendimento à mulher vítima de violência. Conseguimos avançar muito quanto à atuação intersetorial e é fundamental prestar contas desse trabalho à sociedade”, disse a promotora Vanessa Katz.

Para a coordenadora do CRAM, é preciso falar e elaborar o conceito de rede de enfrentamento à violência contra as mulheres e criar um padrão de atuação articulada entre as instituições. “Passamos parte do ano montando esse fluxo e organizando esse rede, juntando CRAM, saúde, Assistência social e educação, para fazer o melhor atendimento possível”, frisa.