Vacinas chegam na quinta-feira; Secretaria organiza logística para distribuição em 13 unidades

Petrópolis vai receber 2.370 doses de vacina contra a influenza na próxima quinta-feira (30). A logística já está sendo organizada pela Divisão de Imunização e as vacinas estarão disponíveis para o público em 13 unidades de saúde de diferentes pontos da cidade a partir da tarde da próxima segunda-feira (3).

Segundo a Divisão de Imunização da Secretaria de Saúde, as doses foram doadas para o Estado do RJ pelo Governo do Acre e serão repassadas para Petrópolis pela Central de distribuição de vacinas do Estado do RJ.

A vacina contra a influenza estará disponível nas UBSs Morin, Alto Independência, Quitandinha, Mosela, Retiro, Itamarati, Itaipava, Araras e Pedro do Rio; nos PSFs Alto da Serra e Posse, além do Hospital Alcides Carneiro (HAC) e do Centro de Saúde Professor Manoel José Ferreira.

O prefeito Rubens Bomtempo informa que está cobrando da Secretaria de Estado de Saúde para que sejam enviadas mais doses para o município, que já registra aumento na demanda por atendimentos de pessoas com sintomas gripais nas unidades de saúde.

“As vacinas que foram doadas já acabaram nas unidades de saúde e precisamos de mais doses para garantir a imunização da população neste momento em que há maior circulação do vírus da influenza”, disse o prefeito.

O secretário de Saúde, Marcus Curvelo, ressalta sobre a importância das pessoas que ainda não se vacinaram procurarem as unidades de saúde assim que as doses estiverem disponíveis.

Ele destaca ainda que é fundamental que a população mantenha os mesmos cuidados que vinham sendo adotados contra covid-19 e que evitam também a contaminação por outros vírus como o da influenza.
“As pessoas devem continuar com uso de máscaras e higienização das mãos, assim como evitar aglomerações”, afirma o secretário de Saúde.

A campanha de vacinação contra influenza ocorreu entre abril e julho deste ano, mas houve um aumento da demanda nos meses de novembro e dezembro devido ao surto do vírus na cidade do Rio de Janeiro.

Em Petrópolis, 126.066 moradores receberam a vacina contra o vírus influenza neste ano.

Ao todo, foram vacinadas até o momento 86.510 pessoas que fazem parte do público alvo da campanha e outras 39.522 pessoas que procuraram as unidades de saúde desde o início de julho, quando a vacinação foi aberta a toda população.

Petrópolis terminou a terça-feira (28) com a taxa de ocupação dos leitos clínicos destinados para o tratamento da covid-19 no sistema público de saúde em 0%. Já em UTIs do SUS, a taxa foi de 4,35% (uma internação). A rede privada não registrou internações clínicas nem de terapia intensiva.

As equipes da Secretaria de Saúde realizaram, até ontem, 216.340 testes, dos quais 50.425 tiveram resultados positivos e 165.855 negativos (considerando swab e rápidos).

Desde o início da pandemia, foram 1.571 óbitos registrados. Este número é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. É uma medida de segurança da Secretaria de Saúde, para evitar erros nos registros.

Mais 2.674 doses de vacinas aplicadas

Também na terça-feira (28), as equipes da Secretaria de Saúde aplicaram 2.674 doses da vacina contra a covid-19 nos 10 postos disponíveis. Foram 2.252 doses de reforço, 387 aplicações de segunda dose e 35 de primeira.

No total, a cidade conta com 240.338 vacinados com a primeira dose, 220.343 com a segunda dose e 47.806 com a dose de reforço. A dose única chegou a 6.805 pessoas desde o início da campanha de vacinação.

Na terça-feira, 1.216 idosos foram vacinados, sendo dois com a primeira dose, sete com a segunda dose e 1.207 com a dose de reforço. A dose de reforço também foi aplicada em três pessoas com comorbidades.

A segunda dose foi aplicada ainda em três gestantes, duas puérperas e quatro pessoas com deficiência.

As equipes também aplicaram a primeira dose em nove adolescentes e a segunda em 211 indivíduos entre 12 e 18 anos. Houve ainda a vacinação de três trabalhadores da saúde com a segunda dose e 22 com o reforço.

Por faixa etária, foram 1.010 adultos vacinados com a dose de reforço, 157 com a segunda dose e 24 com a primeira.

O acompanhamento da situação da covid-19 na cidade pode ser feito através do portal de monitoramento, disponível no site da Prefeitura: https://petropolis.rj.gov.br/pmp/

Prefeito se reuniu com secretários e agentes responsáveis pelas obras, que estão paradas há dois anos

O prefeito Rubens Bomtempo visitou, nesta terça-feira (28), o Palácio de Cristal. O ponto turístico, um dos símbolos de Petrópolis, está fechado aos visitantes há mais de dois anos. Bomtempo esteve acompanhado por secretários municipais e representantes da empresa responsável pela obra, e estipulou uma meta: abrir o atrativo ao público a tempo da Bauernfest do ano que vem.

“Foi a primeira reunião de trabalho com todos os atores envolvidos no trabalho de recuperação e gestão do espaço. Nossa ideia é garantir a retomada das obras de maneira organizada, em conjunto. O desafio de todos nós é entregar o Palácio de Cristal antes da Bauernfest, que é o principal evento do nosso calendário”, disse Bomtempo, que informou ainda que o Clube 29 de Junho será chamado para acompanhar as obras.

O prefeito esteve acompanhado do vice e secretário de Obras, Paulo Mustrangi; da diretora-presidente do Instituto Municipal de Cultura (IMC), Diana Iliescu; da diretora-presidente da Turispetro, Silvia Guedon; do diretor-presidente da Comdep, Leonardo França; do diretor da empresa responsável pela obra – a Engeprat – Luiz Fernando Gomes e o superintendente da Águas do Imperador, Márcio Salles.

O vice-prefeito e secretário de Obras, Paulo Mustrangi, destacou outro ponto importante da retomada das obras do Palácio de Cristal: o resgate da autoestima dos petropolitanos. “Foi a primeira reunião para focar na restauração desse patrimônio histórico, cultural e social, que gera um impacto não apenas para o turismo ou para a economia, mas também para a autoestima dos cidadãos”, disse Mustrangi.

Prédio não foi contemplado

As obras no Palácio de Cristal tiveram início em dezembro de 2019, mas foram paralisadas três meses depois. O processo foi retardado porque a gestão à época não previu a contratação de arqueólogo, determinação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para as intervenções devido ao valor histórico do espaço. Apenas em maio deste ano a empresa Grifo Arqueologia, responsável pelo monitoramento, começou a trabalhar no local.

Durante a visita, também foi destacada outra questão importante: além das obras estarem paralisadas há praticamente dois anos, o prédio – que precisa de melhorias, incluindo até mesmo placa de cristal solta e coberta por tapume – não foi contemplado pelas intervenções.

“Infelizmente, tudo o que foi feito até agora não contemplou o Palácio de Cristal em si, contemplando apenas a parte externa e elétrica. Teremos que fazer uma nova licitação para reformar não só o gradil, mas o prédio como um todo. Isso terá que ser feito com recursos municipais, o que preocupa, devido à situação financeira do município. Mas nós temos compromisso com a recuperação do patrimônio público”, frisou o prefeito.

Equipes da Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis seguem atuando em ações de revitalização da Avenida Barão do Rio Branco, principal via de ligação entre o Centro e os distritos. Mais de 60 colaboradores da Comdep estão atuando em ações simples que já dão uma nova cara para a via, como a pintura dos guard-rails, capina, roçada e a revitalização de uma pracinha na entrada do Retiro.

“Na Barão do Rio Branco, estamos fazendo uma série de pequenas ações, mas que, em conjunto, dão resultado. Outro ponto importante que está sendo realizado, já na preparação para as chuvas de verão, é a limpeza dos bueiros, que tem o objetivo de evitar pontos de alagamento”, disse o presidente da Comdep, Leonardo França.

Com o acumulado de chuva que chegou a 71.6 milímetros registrados pelos distritos e com a permanência das condições de atuação de núcleos de chuva forte, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias estabeleceu Estágio Operacional de Atenção para o município. Para as próximas horas, a previsão é de chuva moderada a forte. Uma equipe operacional já foi deslocada para a realização de rondas pelos distritos para agilizar o atendimento a possíveis ocorrências.

Nas localidades de Itaipava e Pedro do Rio houve registro de núcleos de chuva forte, acompanhados por descargas elétricas e rajadas de vento. De acordo com o boletim meteorológico divulgado nesta terça-feira (28), a previsão que se estende até amanhã (29), é de céu parcialmente nublado ou nublado, com pancadas de chuva de intensidade moderada a forte, podendo ocorrer de forma isolada nos períodos da tarde e noite. A temperatura nesses dias vai variar entre 17°C e 30°C.

Serão R$ 9 milhões concedidos a todos os mais de 3,6 mil servidores públicos da área, conforme prevê legislação federal

A Prefeitura anunciou, nesta terça-feira (28), o pagamento do rateio das verbas do Fundo Nacional do Ensino Básico (Fundeb) para todos os profissionais da rede municipal de Educação. A legislação autoriza o uso da sobra dos 70% dos recursos que não são utilizados pelo município ao fim do ano. O total do rateio é de R$ 8 milhões, e a Prefeitura irá incluir mais R$ 1 milhão como margem de segurança. Serão R$ 9 milhões distribuídos para os mais de 3,6 mil servidores municipais da área.

O governo municipal aguardou a publicação de lei federal que garantiu segurança jurídica para a divisão dos recursos do Fundeb entre todos os servidores da Educação, incluindo todos profissionais do apoio, que não estavam contemplados na lei municipal referente ao tema.

A verba inicialmente distribuída seria de R$ 12 milhões, mas a gestão anterior utilizou R$ 4 milhões do Fundeb para despesas correntes. Portanto, sobraram R$ 8 milhões do residual que não foi utilizado. “Pelos cálculos da Secretaria, a verba era de R$ 12 milhões, mas analisamos as contas municipais e constatamos que o governo passado empenhou R$ 4 milhões com despesas correntes. Por isso, estamos concedendo os R$ 8 milhões e garantindo mais R$ 1 milhão”, explicou o prefeito Rubens Bomtempo.

A secretária de Educação, Adriana de Paula, destacou que o pagamento do abono será feito com responsabilidade. “Sempre ressaltamos que teríamos que saber exatamente quais recursos teríamos à disposição ao fim do exercício, e assim o fizemos”, disse.

A medida atende à lei federal 14.726, publicada nesta terça-feira (28), que estipula a divisão do recurso para os profissionais da educação básica, como docentes, profissionais no exercício de funções de suporte pedagógico direto à docência, de direção ou administração escolar, planejamento, inspeção, supervisão, orientação educacional, coordenação, assessoramento pedagógico, e profissionais de funções de apoio técnico, administrativo ou operacional, em efetivo exercício nas redes de ensino da educação básica.