Após a convocação no Diário Oficial do dia 13 de maio, 215 professores que foram selecionados no Processo Seletivo Simplificado para contratação por tempo determinado pela Secretaria de Educação já estão na fase de realização dos exames admissionais. Deste número, 48 já cumpriram, inclusive, essa etapa.

Vale destacar que, no total, foram convocados 325 profissionais e, os que ainda não se manifestaram, mas, ainda tem interesse em assumir a vaga, devem procurar a Secretaria de Administração e RH da prefeitura.

Os convocados que ainda não iniciaram o processo admissional podem esclarecer suas dúvidas e conseguir as informações necessárias sobre a apresentação das documentações, por exemplo, junto a Secretaria de Administração e RH através dos telefones 2233-8211 e 2233-8212, no horário das 9h30 às 16h30.

Quem tiver dúvidas específicas sobre exames admissionais, pode buscar esclarecimento no Departamento de Saúde do Trabalhador, da Secretaria de Saúde, através do telefone 2246-9244.

A secretária de Educação, lembra a importância dos profissionais para a rede municipal de Educação. “Em breve esses profissionais estarão conosco, fortalecendo a nossa rede nesse momento em que todos precisamos de reforço, novas experiências e trocas para benefício dos alunos”.

O "IMC nas Redes – Conversas Culturais" de hoje (09/06) terá como tema Cultura e Acessibilidade. A roda de conversa on-line será transmitida nas redes da prefeitura (Facebook e Youtube), às 19h, com a participação de Adriana Semola, Danilo Henriques, Lígia Bronzi, Mariana Diniz, Natália Kochem e Pedro Fernandes. A mediadora do encontro será a gerente do Centro de Cultura.

Adriana Semola é advogada, artista, e membro dos conselhos de Defesa dos Direitos das Pessoas Com Deficiência e de Cultura, nos segmentos moda e design. Também é pesquisadora e coordenadora pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro nas áreas de tecnologia social e design e inclusão.

Professor de violino, violão e musicalização para educação infantil e especial, Danilo Henriques atua em várias instituições particulares e públicas da cidade. Idealizador e regente do projeto Coral dos Anjos, que tem como objetivo a socialização e inclusão através da música.

Professora de História da Rede Municipal e Estadual, Lígia Bronzi é militante do Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação) e ativista dos Direitos Humanos. Já Mariana Diniz é atriz e graduanda em Português e Literatura na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), idealizadora do NULAI-I, recém criado Núcleo Laboratorial de Artes Integradas e Incorporadas e produtora cultural.

Natália Kochem é ilustradora, arquiteta, mestranda em Urbanismo pelo Programa de Pós Graduação em Urbanismo da UFRJ, além de Conselheira Estadual do Instituto de Arquitetos do Brasil. Ator, Pedro Fernandes também é formado também em marketing e estudante de serviço social pós-graduação em gestão pública.

As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na terça-feira (08/06) a vacinação contra a Covid-19. Durante todo o dia, 1.273 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 1.148 receberam a primeira dose e 125 receberam a segunda dose. Até o momento 90.628 pessoas receberam a primeira dose. Destas, 37.501 receberam a segunda dose do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.

Nos pontos de imunização foram vacinados 36 idosos, sendo 26 com a primeira dose e 10 com a segunda. Um idoso acamado também foi vacinado com a segunda dose.
Receberam também a primeira dose, 11 pessoas com deficiências e 655 pessoas com comorbidades, sendo 631 com a primeira dose e 24 com a segunda. Além destes, 11 gestantes foram vacinadas, sendo quatro com a primeira dose e sete com a segunda. Quatro puérperas também foram vacinadas, sendo duas com a primeira dose e duas com a segunda.
Equipes vacinaram ainda 204 profissionais de Saúde, sendo 123 com a primeira dose e 81 com a segunda. Também receberam a primeira dose da vacina, 351 profissionais de Educação.
A campanha de imunização contra a covid-19 segue nesta quarta-feira (09/06) em 10 pontos da cidade. Para a vacinação é preciso estar cadastrado junto a Secretaria de Saúde. Os dados devem ser preenchidos no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).
Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde, um assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. Há, ainda, informações sobre a vacinação contra a gripe. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

Podem se cadastrar para a vacinação no momento:

- Pessoas com comorbidades acima de 18 anos

- Profissionais da Educação acima de 18 anos que atuam na Educação infantil (crianças de 0 a cinco anos) em Centros de Educação Infantil e em escolas que têm turmas da educação infantil

- Trabalhadores da saúde com mais de 18 anos

- Pessoas com síndrome de down maiores de 18 anos

- Pessoas com autismo maiores de 18 anos

- Pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) com mais de 18 anos.

- Pacientes renais crônicos em diálise com mais de 18 anos

- Pessoas com paralisia cerebral maiores de 18 anos

- Idosos com mais de 60 anos (aqueles que perderam o chamamento feito anteriormente)

* Pessoas com mais de 59 anos poderão se cadastrar a partir de quinta-feira (10.06)
* Gestante e puérperas com comorbidades acima de 18 anos (não precisam se cadastrar previamente e devem apresentar laudo indicando que estão aptas a receber a vacina)
A vacinação de gestantes e puérperas maiores de 18 anos com comorbidades, está sendo feita com a aplicação da vacina CoronaVac. As doses do imunizante do Butantan destinadas a este público estão sendo aplicadas em dois pontos da cidade: no campus da UCP Benjamin Constant (Centro) e no Parque Municipal, em Itaipava.

No fim de semana prolongado pelo feriado de Corpus Christi, cinco equipamentos foram destruídos em incêndios. No ano, o prejuízo supera os R$ 70 mil.

Na manhã desta segunda-feira (7), uma lixeira foi encontrada completamente destruída pela empresa Força Ambiental, que presta serviço ao município na coleta de lixo. O incidente foi registrado na Estrada União e Indústria, na altura do número 6.628, em Corrêas. O equipamento, incendiado em um ato de vandalismo durante a madrugada, está longe de ser um caso isolado. Durante o feriado prolongado de Corpus Christi - ou seja, entre a última quinta-feira (3) e domingo (6) - quatro outras lixeiras foram destruídas. No ano, o prejuízo soma mais de R$ 70 mil.

Os outros equipamentos se encontravam no Vale do Cuiabá, no distrito de Itaipava. Em um desses casos, uma câmera de segurança de um imóvel da região flagrou a ação de um homem durante o incêndio de uma das lixeiras. Às 2h48 da madrugada de quinta-feira (3), o registro mostra ele se aproximando do equipamento. O homem faz um movimento em direção ao interior da caçamba e rapidamente o clarão das chamas se torna visível. O homem retira um objeto em chamas e o coloca à frente da lixeira. Depois em um ponto mais afastado, enquanto o incêndio segue também no interior do equipamento. Em seguida, vai embora. Toda a ação durou pouco mais de três minutos.

“Uma equipe da nossa secretaria percebeu a câmera localizada próxima à lixeira e conseguiu as imagens, que foram repassadas à Polícia Civil no registro realizado ainda no feriado”, destaca a secretária Serviços, Segurança e Ordem Pública - SSOP, que ressalta ainda que o ato de vandalismo tem previsão no Código Penal (Art. 163). “Atos de vandalismo como estes podem gerar até seis meses de prisão e multa aos responsáveis, podendo aumentar em três anos por se tratar de dano ao patrimônio público”.

Atos de vandalismo crescem ao longo do ano

Em fevereiro, seis lixeiras foram destruídas na Rua Duarte da Silveira e na Rua João Xavier, na região do Bingen. No mês seguinte, os registros foram na Rua Amazonas (Quitandinha) e em Nogueira. Desta vez, dois casos a mais. Em abril, houve uma queda, dois casos registrados na Rua Bernardo Proença no Itamarati. Mas, os casos voltaram a subir em maio, novamente oito casos (todos na Rua Ministro Salgado Filho, em Itaipava). Em junho, antes dos cinco casos registrados no feriadão, já haviam dois registros na Rua Irineu Correa, no Alto da Serra.

Os equipamentos destruídos nos últimos dias já estão sendo repostos, ao custo de R$ 2.331,80 cada. No ano, são 31 lixeiras destruídas. Um prejuízo de R$ 72.285,80. Em 2020, o prejuízo acumulado foi de R$ 156.240. O bairro com o maior número de casos registrados entre 2020 e 2021 é o Independência, que também é o mais populoso da cidade com 25 mil habitantes (segundo dados do último censo, realizado em 2010). O primeiro distrito - onde se concentra a maior parte da população da cidade - reúne também a maior parte dos casos.

Dos 101 casos registrados desde o ano passado 75,25% aconteceram no primeiro distrito. Em toda a cidade essas lixeiras, que têm capacidade de armazenamento de até uma tonelada, somam 1,2 mil unidades. Elas são repostas imediatamente pela Força Ambiental, mas algumas vezes o prazo de substituição pode levar de dois a três dias.

O projeto “Vamos Florir Itaipava”, elaborado pela Associação Filantrópica de Petrópolis e doado a Prefeitura, já começou a sair do papel. Limpeza e manutenção das palmeiras, reforma do monumento do centenário da Estrada União e Indústria e plantio de bromélias ao redor das árvores, foram iniciadas na manhã desta terça-feira (08), numa ação conjunta entre a Comdep e Secretaria de Meio Ambiente, no Trevo de Bonsucesso.

De acordo com o projeto, que prevê o envolvimento da iniciativa privada, serão realizados o plantio de flores, mudas de plantas e árvores, abrangendo um trecho de aproximadamente quatro quilômetros, entre o trevo de Bonsucesso e as imediações do terminal de ônibus de Itaipava. A revitalização do canteiro central, área externa do Parque Municipal, Hortomercado e rotatórias do distrito, também estão incluídas.

O projeto não traz custos para o município, que ficará responsável pelo apoio técnico e operacional como a limpeza e revitalização dos canteiros e plantios das mudas.

Para a revitalização do espaço, de acordo com o secretário de Meio Ambiente, foi necessária a remoção de uma árvore, que já apresentava riscos de queda e limpeza das palmeiras. “Estamos vendo esse projeto com muito carinho e dando todo o suporte técnico para o andamento das ações. A idéia é entregar o Trevo de Bonsucesso revitalizado ainda neste mês de junho, quando comemoramos os 160 anos de inauguração da Estrada União e Indústria”, disse o secretário.

O objetivo é que todo o aporte financeiro para a compra de flores e mudas de plantas e árvores sejam garantidos pela iniciativa privada. Segundo Vera Cecília Pereira, presidente da Afipe, o apoio de empresários é fundamental. “Com certeza vamos atrair maior movimento turístico e estaremos fomentando a rede hoteleira, restaurantes e todos os demais comércios. Além de embelezar nosso distrito e trazer mais alegria para moradores e visitantes, estaremos contribuindo para o crescimento de ofertas de emprego no pós pandemia”, frisa.

Dos 242 mil moradores da cidade, 15,44% completaram a imunização com a segunda dose

Dentre os 242.058 moradores de Petrópolis maiores de 18 anos – população apta a receber a vacina contra a covid-19 – 36,96% já receberam a primeira dose e 15,44% completaram o ciclo de imunização com a segunda dose. Os números são superiores as médias do país que são de 30,99% e 14,39% respectivamente em relação a população vacinável.

Até segunda-feira (07/06) Petrópolis tinha 89.480 pessoas vacinadas com a primeira dose (D1) e 37.376 que receberam a segunda dose (D2). Considerando o total de moradores da cidade (306.678 habitantes), o município tem 29,17% dos moradores vacinados com a primeira dose e 12,18% com o ciclo de imunização completo. Os índices estão acima da média do Estado - 21,28% (D1) e 9,76% (D2) - e do país – 23,41% (D1) e 10,87% (D2).
A Secretaria de Saúde iniciou nesta terça-feira (08/06) a vacinação de pessoas com comorbidades acima dos 18 anos. Nesta quinta-feira (10/06) uma nova ampliação será feita, com a abertura de cadastro para pessoas sem comorbidades a partir de 59 anos. O secretário de Saúde explica que todo um planejamento vem sendo feito para que a vacinação avance de forma responsável.
“A equipe da Epidemiologia tem estrutura e capacidade para acelerar a vacinação dos petropolitanos. Temos médias de vacinação superiores às do estado e do país em relação ao total de habitantes, e índices ainda melhores quando se analisa a população apta a receber a vacina – as pessoas acima de 18 anos. A medida em que a cidade receba lotes maiores, iremos avançar ainda mais”, explica .
A campanha de imunização vem sendo feita em 10 pontos distribuídos nos cinco distritos. Para receber a vacina é necessário preencher o cadastro no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).
Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde, um assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. Há, ainda, informações sobre a vacinação contra a gripe. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

Podem se cadastrar para a vacinação no momento:

- Pessoas com comorbidades acima de 18 anos

- Profissionais da Educação acima de 18 anos que atuam na Educação infantil (crianças de 0 a cinco anos) em Centros de Educação Infantil e em escolas que têm turmas da educação infantil

- Trabalhadores da saúde com mais de 18 anos

- Pessoas com síndrome de down maiores de 18 anos

- Pessoas com autismo maiores de 18 anos

- Pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) com mais de 18 anos.

- Pacientes renais crônicos em diálise com mais de 18 anos

- Pessoas com paralisia cerebral maiores de 18 anos

- Idosos com mais de 60 anos (aqueles que perderam o chamamento feito anteriormente)

* Pessoas com mais de 59 anos poderão se cadastrar a partir de quinta-feira (10.06)
* Gestante e puérperas com comorbidades acima de 18 anos (não precisam se cadastrar previamente e devem apresentar laudo indicando que estão aptas a receber a vacina)
A vacinação de gestantes e puérperas maiores de 18 anos com comorbidades, está sendo feita com a aplicação da vacina CoronaVac. As doses do imunizante do Butantan destinadas a este público estão sendo aplicadas em dois pontos da cidade: no campus da UCP Benjamin Constant (Centro) e no Parque Municipal, em Itaipava.

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde se mantém, nesta terça (08/06), em 46,75% em leitos clínicos e 47,75% em UTIs. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 164 pacientes internados, sendo 101 em UTIs e 63 em leitos clínicos. Dezoito óbitos foram confirmados e inseridos na base de dados do município nesta terça-feira.

Até agora foram realizados no município 164.063 testes para Covid-19, com 38.722 resultados positivos e 122.320 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.223 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

A Secretaria acrescenta, ainda, que trabalha na atualização de dados de notificações e casos em análise no sistema, inserindo ainda dados pendentes de meses anteriores. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).


Óbitos registrados:


1. Homem, 35 anos, morador no Vila Rica. Internado em 05.04.2021 na UPA Cascatinha e transferido para o HNSA. Óbito registrado em 13.04.2021 no HNSA. Paciente com hipertensão arterial.

2. Homem, 61 anos, morador no Carangola. Internado em 24.03.2021 na UPA Cascatinha e transferido para o HNSA. Óbito registrado em 14.04.2021 no HNSA. Paciente com diabetes.

3. Mulher, 73 anos, moradora em Pedro do Rio. Internada em 09.05.2021 na UPA Itaipava. Óbito registrado em 09.05.2021 na UPA Itaipava. Paciente com hipertensão arterial e doença cardiovascular crônica.

4. Mulher, 52 anos, moradora no Itamarati. Internada em 25.04.2021 na UPA Cascatinha e transferida para o HNSA. Óbito registrado em 10.05.2021. Paciente com hipertensão arterial.

5. Homem, 62 anos, morador no Morin. Internado em 26.04.2021 na UPA Cascatinha e transferido para o HNSA. Óbito registrado em 14.05.2021 no HNSA. Paciente com hipertensão arterial.

6. Homem, 66 anos, morador em Corrêas. Internado em 22.05.2021 na UPA Cascatinha. Óbito registrado em 27.05.2021 na UPA Cascatinha. Paciente sem comorbidades.

7. Homem, 47 anos, morador na Posse. Internado em 20.05.2021 na UPA Cascatinha e transferido para o HNSA. Óbito registrado em 29.05.2021 no HNSA. Paciente sem comorbidades.

8. Mulher, 78 anos, moradora no Valparaíso. Internada em 07.05.2021 na UPA Cascatinha e transferida para o HNSA. Óbito registrado em 31.05.2021 no HNSA. Paciente com hipertensão arterial.

9. Mulher, 50 anos, moradora no Alto da Serra. Internada em 26.05.2021 no HAC. Óbito registrado em 01.06.2021 no HAC. Paciente com neoplasia pancreática, asma e diabetes.

10. Mulher, 74 anos, moradora na Mosela. Internada em 30.05.2021 na UPA Cascatinha e transferida para o HNSA. Óbito registrado em 01.06.2021 no HNSA. Paciente parkinsonismo.

11. Mulher, 39 anos, moradora no Valparaíso. Internada em 04.05.2021 no HAC. Óbito registrado em 02.06.2021 no HAC. Paciente com Lúpos eritematoso sistêmico.

12. Homem, 64 anos, morador no Moinho Preto, Internado em 28.05.2021 na UPA Cascatinha e transferido para o HNSA. Óbito registrado em 02.06.2021 no HNSA. Paciente com doença cardiovascular crônica.

13. Mulher, 92 anos, moradora no Morin. Internada no PSLS e transferida para o HNSA. Óbito registrado em 03.06.2021 no HNSA. Paciente com diabetes e doença cardiovascular crônica.

14. Homem, 85 anos, morador no Vale das Videiras. Internado em 19.05.2021 na UPA Cascatinha e transferido para o HNSA. Óbito registrado em 03.06.2021 no HNSA. Paciente com doença cardiovascular crônica.

15. Homem, 67 anos, morador em Nogueira. Internado em 07.05.2021 no HST. Óbito registrado em 03.06.2021 no HST. Paciente com desnutrição moderada.

16. Mulher, 71 anos, moradora em Corrêas. Internada em 28.05.2021 no Hospital Unimed. Óbito registrado em 05.06.2021 no Hospital Unimed. Paciente sem comorbidades.

17. Homem 57 anos, morador no Duarte da Silveira. Internado em 03.05.2021 no Hospital Unimed. Óbito registrado em 06.06.2021 no Hospital Unimed. Paciente sem comorbidades.

18. Mulher, 55 anos, moradora no Quitandinha. Internada em 26.05.2021 no PSLS e transferida para o HNSA. Óbito registrado em 06.06.2021 no HNSA. Paciente com doença cardiovascular crônica e diabetes.

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - SCFV nos Centros de Referência em Assistência Social – CRAS do Independência e Quitandinha serão retomados. O anúncio foi feito durante visita às comunidades que, esta semana, estão sendo beneficiadas pelo mutirão de serviços do programa Acelera Petrópolis.

De acordo com a secretária de Assistência Social, o serviço será retomado com o grupo um de mulheres, tendo como tema "As 17 Metas Globais - ODS - Objetivo do Desenvolvimento Sustentável. Palestras e oficinas farão parte das atividades semanais, com reflexões que vão desde a erradicação da pobreza, a educação de qualidade, energia limpa e acessível, cidades e comunidades sustentáveis, entre outros.

“É um serviço importante, principalmente neste momento de pandemia. O engajamento de todos e o envolvimento do poder público é essencial para garantirmos os melhores resultados. Para os encontros presenciais, vamos garantir que todos os protocolos de saúde sejam cumpridos adequadamente”, frisa a secretária.

Para participar, basta que as mulheres estejam inseridas no Cadastro Único e sejam atendidas por uma das duas unidades. O CRAS do Alto Independência fica na Rua José Lino, enquanto a unidade do Quitandinha está instalada na Rua Amazonas.

Os 17 Objetivo do Desenvolvimento Sustentável - ODS que servirão como tema dos trabalhos do SCFV são: Erradicação da Pobreza; Fome Zero e Agricultura Sustentável; Boa Saúde e Bem Estar; Educação de Qualidade; Igualdade de Gênero; Água Potável e Saneamento; Energia Limpa e Acessível; Emprego e Crescimento Econômico; Indústria, Inovação e Infraestrutura; Redução das Desigualdades; Cidades e Comunidades Sustentáveis; Consumo e Produção responsável; Ação contra a Mudança Global do Clima; Vida na Água; Vida Terrestre; Paz, Justiça e Instituições Eficazes e Parcerias e meios de Implementação.

Em reunião realizada na manhã desta terça-feira (08/06), no Palácio Sergio Fadel, o governo interino esteve reunido com oficiais do 32º Batalhão de Infantaria Leve (BIL) - Batalhão Dom Pedro II – com o objetivo de estreitar relações visando futuras parcerias em projetos sociais e esportivos. Na ocasião, o prefeito manifestou sua intenção em continuar apoiando o Programa Petrópolis Criança Cidadã (PPCC), desenvolvido pelo batalhão com adolescentes de 14 a 17 anos em vulnerabilidade social, e que conta com a parceira da prefeitura por meio de diferentes secretarias. As atividades do projeto estão suspensas em função da pandemia da covid-19.

A reunião contou com a presença do comandante do 32º BIL, tenente-coronel Eduardo Teixeira Costa Mattos; do subcomandante tenente-coronel Wesley da Silva Sales; além dos primeiros-tenentes Roberto Franzotti (chefe da comunicação social) e Ailton Tavares Moreira (fiscal administrativo); e do primeiro-sargento Carlos Henrique Dias Nunes (adjunto de comando). Pelo governo, estiveram presentes os secretários de Turismo, de Defesa Civil e Ações Voluntárias, de Administração, de Obras, de Esportes, diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e o diretor-presidente da Comdep.

O tenente-coronel Costa Mattos, que assumiu o comando em janeiro deste ano, destacou a satisfação de comandar a unidade em Petrópolis, e garantiu que a intenção é reforçar cada vez mais os laços com a sociedade petropolitana. “No que depender de nós, estaremos sempre dispostos a ajudar. Ano que vem o batalhão completará 100 anos na cidade, dos seus 150 anos de existência comemorados em 2020. O momento é especial para traçarmos algumas ações em conjunto com o poder público que possam marcar essa data na cidade”, destacou. O comandante entregou ao governo municipal uma moeda comemorativa pelo aniversário de 150 anos do 32º BIL, e recebeu do chefe do executivo um certificado de agradecimento pelo apoio ao projeto do Relógio de Flores.

O secretário de Turismo que solicitou o agendamento da reunião, agradeceu a presença dos militares e reforçou o objetivo de estreitar a parceria com a unidade. “Vamos pensar em algumas ações que possam ligar o turismo às ações desenvolvidas pelo 32º BIL, como o recente drive-in solidário, com a apresentação da banda de música Dom Pedro II, promovido com o objetivo de arrecadar alimentos para instituições filantrópicas de Petrópolis”, destacou. Ao titular da Turispetro também foi entregue um certificado em agradecimento pelo apoio dado a este evento, realizado no dia 8 de maio passado.

O Museu Casa do Colono foi um dos 10 selecionados pelo edital HUB+: Educação, Preservação e Acessibilidades em Museus. Isso vai permitir que a equipe do Instituto Municipal de Cultura (IMC) participe de um programa de formação em preservação, pesquisa, dinamização e ampliação do acesso, oferecido pelo Oi Futuro em conjunto com a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (SECEC/RJ) e a Coeficiente Artístico. O Museu Casa do Colono é o único indicado da Região Serrana.

A partir do patrimônio, memória e da diversidade cultural das instituições selecionadas, o projeto vai identificar as necessidades de cada uma e, de forma colaborativa e integrada, criar uma rede de museus com foco em educação, preservação de acervos e acessibilidades para ampliação e democratização do acesso, novos formatos de conexão com o público, além de promover o diálogo entre os museus participantes e viabilizar parcerias entre instituições culturais de diferentes municípios do Estado.

Segundo a museóloga Lucienne Figueiredo, Superintendente de Museus da SECEC/ RJ e Coordenadora do Sistema Estadual de Museus do Rio de Janeiro, o projeto HUB+ foi aprovado pela Lei de ICMS de incentivo à cultura e teve um grande alcance entre os 92 municípios do Estado, totalizando 63 inscrições. “Isso é uma demonstração do interesse, comprometimento, força e esperança dos profissionais dos museus frente às muitas dificuldades”, disse ela.

"Fico muito feliz pela classificação do Museu Casa do Colono. É um museu que vem se requalificando, vem se recolocando na atualidade, no seu compromisso social no território que atua. Acredito que o edital terá muitas ações para potencializar a articulação entre os museus através de redes de parcerias”, completou Lucienne.

O Museu Casa do Colono fica na Rua Cristóvão Colombo, 1.034, na Castelânea. Foi construído pelo foreiro de origem germânica e ex-militar do Exército Imperial Brasileiro, Johan Gottlieb Kaiser, em 1847. Possui as características de habitação da antiga Simern (cidade da Alemanha que inspirou a denominação do bairro Siméria, em Petrópolis) e de aldeias às margens do Rio Mosel, na Alemanha.

Casa com paredes de pau-a-pique e teto de zinco, retrata o modo simples de vida dos primeiros colonos. O acervo possui utensílios de uso doméstico e ferramentas de trabalho, fotografias, quadros e objetos de uso pessoal. O atrativo fica aberto de terça a domingo, das 8h30 às 14h (horário reduzido em função da pandemia). O telefone de contato é o (24) 2247-3715 e o e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , com entrada franca.

Sobre o Edital Hub+

De acordo com o último levantamento do Cadastro Nacional de Museus, o Rio de Janeiro é o quinto estado brasileiro com o maior número de instituições museológicas. O edital HUB+: Educação, Preservação e Acessibilidades em Museus têm como objetivo fortalecer o setor de museus brasileiros apoiando os museus e centros culturais de diferentes municípios do estado, para que eles enfrentem os desafios impostos pelo contexto da pandemia e também se adequem às demandas de novas abordagens de trabalho no mundo digital.

Como um laboratório de práticas museológicas, numa dinâmica de atuação em rede, o ponto irradiador, o museu coração, será o Musehum o Museu das Comunicações e Humanidades localizado no Centro Cultural Oi Futuro, na cidade do Rio de Janeiro. A partir de mentorias técnicas online e presenciais com especialistas na área, cursos, visitas técnicas, vivências e workshops com conteúdo acessível em Libras e legendas em inglês, os participantes do HUB+ terão a oportunidade de desenvolverem novas estratégias de atuação e conexão com o público e se atualizarem ainda mais ao mundo digital e em rede.

Confira a lista dos 10 selecionados no site: https://projetohubmais.com.br/

Na quinta-feira (10/06) será realizada uma capacitação sobre a Lei Federal de Incentivo ao Esporte. A atividade acontece no salão nobre da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), de 9h às 17h, graças a uma parceria do governo interino com o governo federal e com o apoio da AssociEventos. Quem vai ministrar o treinamento é o secretário Especial do Esporte, entidade ligada ao Ministério da Cidadania, Leonardo da Cunha de Mendonça Castro.

A Lei municipal de Incentivo ao Esporte, que permite destinar até 30% no Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISQN) ou até 50% no pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para projetos sociais.

Leonardo Mendonça acumula experiência como consultor de projetos incentivados, tendo atuado por cinco anos na gestão de projetos do Clube de Regatas do Flamengo. Hoje atua na coordenação para que projetos esportivos e paraesportivos financiados mediante incentivos fiscais sejam executados em todo o país.

O auditório da UCP estará com a capacidade reduzida para esse encontro, respeitando o distanciamento social, além do uso de máscaras e do álcool em gel.

Desde o início do ano, 60 formações já foram realizadas

A Secretaria de Educação vem investindo na disponibilização de cursos para os professores da Rede Municipal de Ensino. Do início do ano até agora, 60 formações já foram realizadas com diversos segmentos, incluindo os profissionais que atuam nas equipes gestoras, professores, educadores e orientadores. Nessa semana, outra oportunidade está com inscrições aberta: professores de Língua Portuguesa que atuam nos anos finais do Ensino Fundamental, Ensino Médio e EJA (Anos Finais) podem participar da formação que será realizada o dia 10 de junho, das 9h30 às 11h, através do google meet.

Será o segundo encontro com esse público e as inscrições devem ser feitas até o dia 9 de junho pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. Estão sendo oferecidas 95 vagas.

O link do encontro será enviado para o e-mail dos inscritos juntamente com a pauta. Em caso de dúvidas, o professor deverá entrar em contato com o Departamento de Ensino Fundamental pelo telefone: 2246-8678. Vale salientar que outros cursos estão em andamento na Secretaria de Educação, inclusive o de informática que aborda temas como a plataforma Educa em Casa. Além disso, através de parceria, a Secretaria de Educação conseguiu 50 vagas em um curso sobre ensino híbrido com a Secretaria de Estado de Educação para orientadores da rede, a formação segue até julho de 2021.

A Secretaria de Educação mantém, ainda, cursos, palestras e encontros regulares com instituições que ofertam capacitação como Programa Petrópolis da Paz, Instituto Nacional de Educação de Surdos e Instituto Benjamin Constant.