As equipes de enfermagem, sob coordenação do departamento de Vigilância em Saúde, deram sequência na quinta (19/08) a vacinação contra a covid-19. Durante todo o dia, 3.947 pessoas foram vacinadas na cidade. Destas 3.389 receberam a primeira dose e 558 receberam a segunda dose do imunizante. Até o momento 182.069 pessoas receberam a primeira dose e 79.332 receberam a segunda dose e 6.805 receberam a dose única do imunizante. Por conta da logística de informações para fechamento dos dados o boletim da vacinação passou a ser divulgado na parte da manhã.

Nos pontos de imunização foram vacinados 98 idosos, sendo 11 com a primeira dose e 87 com a segunda dose. A primeira dose da vacina foi aplicada em 3.336 pessoas com idade entre 26 e 59 anos sem comorbidades. Na faixa etária abaixo de 59 anos, 139 pessoa também receberam a segunda dose.

Também receberam a segunda dose da vacina 219 pessoas com comorbidades. Equipes vacinaram ainda um deficiente com a primeira dose.
Foram vacinadas ainda 17 gestantes, das quais 10 com a primeira dose e sete com a segunda. Além destas, 26 puérperas foram vacinadas: nove com a primeira dose e 17 com a segunda dose.

Também foram vacinados 97 profissionais de saúde dos quais 14 receberam a primeira dose e 83 receberam a segunda. A segunda dose foi aplicada também em três profissionais de educação e um integrante de Forças de Segurança.
Equipes vacinaram ainda nove pessoas em situação de rua.
A campanha de imunização contra a covid-19 segue nesta sexta (20/08), com a vacinação de pessoas acima de 25 anos sem comorbidades. O cadastro deve ser preenchido no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

A vacinação contra a covid-19 acontece em 13 pontos distribuídos nos cinco distritos.

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde - assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

Projeto de Lei do Executivo aprovado nesta quinta-feira na Câmara Municipal prevê negociações a partir de 25 de outubro

Quem está em dívida com o município terá a oportunidade de negociar o saldo devedor na nova versão do Fique em Dia. O programa, que terá negociações a partir de 25 de outubro, foi apresentado e aprovado com 14 votos favoráveis e nenhum contra nesta quinta-feira (19) na Câmara Municipal e terá sua redação final, após emenda, lida e votada na terça-feira (24). O projeto de lei possibilita a negociação dos tributos devidos com mais benefícios em relação à lei anterior. Uma das novidades do novo texto da lei será a possibilidade de pagar, de forma parcelada em até 10 vezes, a dívida sem juros e multas.

“Além de poder pagar a dívida no valor original e parcelada, o cidadão ainda pode negociar quase todos os tributos que são cobrados pelo município. Antes, o texto de lei previa apenas a isenção de 100% das multas e juros para pagamentos à vista de débitos com o IPTU e ISS. A gente sabe que a pandemia tem sido difícil para todo mundo. Por isso, essa mudança na lei, que leva em consideração esse momento econômico”, destaca o governo interino.

De acordo com a nova proposta, “os contribuintes que possuem débitos, de natureza tributária ou não, inscritos em dívida ativa até a data de publicação da lei, poderão quitá-los com descontos concedidos sobre o montante total devido”. Já “os débitos inscritos em Dívida Ativa, em cobrança judicial e/ou extrajudicial, somente poderão ser quitados considerando todo o montante constante na certidão executiva emitida”.

Quem optar pela negociação, a partir do recebimento do boleto, terá prazo máximo de três dias úteis para efetuar o pagamento da parcela única ou da primeira parcela. O valor mínimo de cada parcela, não poderá ser inferior a R$100. O carnê com o valor atualizado da negociação poderá ser retirado no site da Prefeitura Municipal de Petrópolis (www.petropolis.rj.gov.br) ou diretamente no setor da Divisão de Cobrança Amigável da Procuradoria Adjunta da Dívida Ativa, localizado na Av. Koeller, nº 260 – Anexo B – Sala 02 – Centro – Petrópolis/RJ.

Aprovada a nova lei, as negociações serão coordenadas pela Procuradoria Geral do Município, com o apoio do Poder Judiciário por meio de audiências e sessões de conciliação. Vale destacar que o novo projeto de lei não é cumulativo com os benefícios obtidos pelo contribuinte através da Lei nº 7.828, de 12 de agosto de 2019. Se tiver aderido ao Programa de Parcelamento Administrativo de Débitos, instituído pela lei anterior e que se encontra com no máximo duas parcelas em atraso, será possível manifestar interesse de retomar o parcelamento, em até trinta dias, a contar da publicação da lei.


A taxa de ocupação de leitos para pacientes com covid-19 no Sistema Único de Saúde está, nesta quinta (19/08), em 50% em leitos clínicos e 76,47% em UTIs. Levando em conta toda a rede de saúde da cidade, incluindo hospitais públicos e privados, são 127 pacientes internados, sendo 87 em UTIs e 40 em leitos clínicos. Dois óbitos foram confirmados e inseridos na base estatística.

Até agora foram realizados no município 185.470 testes para Covid-19, com 45.242 resultados positivos e 139.633 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab).

A Secretaria de Saúde esclarece que o número de óbitos, hoje em 1.409 é atualizado nos boletins apenas após o registro do atestado de óbito e do resultado do exame do paciente no sistema da Vigilância Epidemiológica, o que é feito por equipe administrativa. Trata-se de medida de segurança para evitar erro na informação divulgada pela Secretaria de Saúde.

A Secretaria acrescenta, ainda, que trabalha na atualização de dados de notificações e casos em análise no sistema, inserindo ainda dados pendentes de meses anteriores. É possível acompanhar a evolução dos casos no portal da transparência do coronavírus, no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Óbitos registrados:

Homem, 62 anos, morador na Mosela. Internado em 10.08.2021 no HNSA. Óbito registrado em 12.08.2021 no HNSA. Paciente com hipertensão arterial.

Homem, 93 anos, morador no São Sebastião. Internado em 13.08.2021 na UPA Cascatinha e transferido para o HNSA. Óbito registrado em 16.08.2021 no HNSA. Paciente com hipertensão arterial e obesidade.

Inspeção visa melhorar estrutura das unidades que atendem 26 mil moradores

Verificar “in loco” as necessidades para melhorar a estrutura de unidades de saúde que prestam atendimento à população na rede de atenção básica. Com o este objetivo o secretário de Saúde iniciou nesta quarta-feira (18) um trabalho de inspeção técnica em Postos de Saúde da Família (PSFs) e Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Acompanhado pela superintendente de atenção básica, Cláudia Respeita, o secretário esteve na UBS do Morin, e nos PSFs do Alto da Serra, Sargento Boening e Vila Felipe. Juntas, as quatro unidades prestam atendimento a 26 mil moradores da região.

“Desde o início da gestão temos trabalhado para reestruturar a rede de saúde, melhorando a infraestrutura de hospitais, recuperando ou colocando os equipamentos em funcionamento, adquirindo insumos e medicamentos, enfim, tomando todas as providências possíveis para que a rede de saúde funcione bem. Este acompanhamento mais de perto do secretário de Saúde nas UBSs e PSFs têm o mesmo objetivo”, destaca o governo interino.

Nas unidades, o secretário de Saúde conversou com pacientes e funcionários para ouvir as demandas específicas de cada uma. “Visitando as unidades podemos verificar de perto a estrutura, o funcionamento e identificar as demandas mais urgentes a serem resolvidas para melhorar o serviço. A Secretaria vem trabalhando para compor todas as equipes e melhorar a estrutura das UBSs e PSFs. São unidades de Saúde que estão próximas aos moradores e que prestam um serviço fundamental na saúde preventiva, o que faz toda diferença para a qualidade de vida das pessoas. Este trabalho na Secretaria de Saúde, em especial aqui no Alto da Serra, é uma homenagem ao meu pai, que foi morador do bairro e sempre se dedicou à população desta região”, destaca.

O secretário lembra que o tratamento preventivo e controle, sobretudo no caso de pacientes com doenças crônicas, além de ser bom para o paciente, ajuda a desafogar o sistema de saúde como um todo, pois evita a sobrecarga nas emergências.

“Temos trabalhado para viabilizar as melhorias necessárias não só em relação a infraestrutura, com a realização de obras em algumas unidades, mas também na estruturação de equipes. Encontramos a rede de atenção básica com 14 unidades sem médicos. Este número foi reduzido para quatro e estamos trabalhando para que o quanto antes esta demanda seja suprida também”, pontua o secretário.

Unidades visitadas atendem 26 mil moradores

Juntas, as quatro unidades visitadas atendem uma população de 26 mil pessoas. A UBS do Morin - assim como nos PSFs do Sargento Boening e Vila Felipe, que está funcionando em um prédio anexo enquanto a unidade passa por reforma – conta com uma equipe que atende em média quatro mil moradores.

“Estas unidades fazem o atendimento de Saúde de toda família: crianças, adolescentes, adultos e idosos. Prestam atendimentos em grupo de planejamento familiar, possuem agentes comunitários de saúde que fazem visitas domiciliares, cadastram, visitam, monitoram, fazem busca ativa, verificam se crianças estão com o calendário de vacinação em dia, se gestantes estão fazendo o pré natal, se as mulheres fazem os exames de preventivo e mamografia e também se os homens estão com consultas e exames em dia”, explica a superintendente de Atenção básica, lembrando que as equipes também monitoram o território para identificação e monitoramento de casos suspeitos e confirmados de covid-19, para a vacinação contra a covid, e fornece orientações sobre a importância do uso de máscaras e da higienização.

Já a unidade de estratégia de Saúde da Família do Alto da Serra, conta com quatro equipes, que atendem cerca de 14 mil moradores da região. A unidade tem o Programa Saúde na Hora, do Ministério da Saúde, que permite a extensão do horário de funcionamentos em terceiro turno, até as 20h.
“É um programa voltado para as pessoas que trabalham e que permite que aquelas pessoas que não conseguem ir ao posto durante o dia possam fazer o seu acompanhamento de saúde”, explica o secretário.

“Até as 20h as pessoas podem buscar atendimento médico, a consulta de enfermagem pra exame preventivo, fazer uma solicitação de mamografia, vacinação, curativos, realizar procedimentos como retirada de pontos, aferição de pressão arterial e glicemia capilar, no caos de pessoas que fazem controle de diabetes, não sendo necessário buscar a emergência”, completa a superintendente de Atenção básica.


Os corredores da maternidade do Hospital Alcides Carneiro (HAC) ganharam um destaque especial nesta semana. Fotos de mães, pacientes da unidade hospitalar, amamentando seus filhos passam a fazer parte da decoração do setor. A ação visa destacar o trabalho de humanização do parto e do atendimento às mulheres na unidade. A exposição permanente faz parte da programação do Agosto Dourado no HAC, no mês de incentivo à amamentação e também é realizada na data em que se comemora o Dia do Mundial da Fotografia, dia 19 de agosto. A maternidade do HAC é referência no atendimento a gestantes na cidade.

“Felicidade resume meu sentimento ao receber estas fotos que irão compor a maternidade. Elas mostram nossas usuárias amamentando e criando vínculo com os filhos, transmitem a importância do aleitamento materno”, comemorou a coordenadora da maternidade do Hospital Alcides Carneiro (HAC), que aproveitou para agradecer a fotógrafa Alice Grunewald Fonseca, que registrou o ensaio.

A ação é uma das formas chamar a atenção para a nova conduta de realização de parto no hospital, que também conta com iniciativas de educação em saúde com os pais, possui o posto de gestante, promove a arte gestacional e o próprio parto humanizado. O diretor presidente do Sehac explica que o Alcides Carneiro tem se aprimorado em partos humanizados: “Estamos mudando nossas práticas, procedimentos e formas de atendimento”.

Os quadros também complementam a programação do Agosto Dourado, que conta ainda com as artes gestuais em pacientes da maternidade, colóquio para os profissionais de saúde e café com os pais, este último, terá próxima edição no sábado, dia 21.

Maternidade do HAC é referência

Maior hospital público do município, o Hospital Alcides Carneiro é referência no atendimento às gestantes. A unidade soma 66 vagas específicas ao atendimento à mulher e à maternidade em geral. Este número está acima do preconizado pelo Ministério da Saúde, que prevê 60 leitos, de acordo com a população atendida em Petrópolis e região. “A maternidade do Alcides Carneiro conta com equipe especializada que cada vez mais faz com que o hospital se estabeleça como referência no município e região”, destaca o governo interino.

Atualmente no HAC, são realizados cerca sete partos por dia, o que reflete em um total de cerca de 230 mensais, entre cesárias e procedimentos normais. O HAC é referência para gestantes de alto risco por possuir UTIs maternas e neonatal. Além disso, o Alcides Carneiro é modelo por ser hospital universitário por meio da parceria com a Faculdade de Medicina de Petrópolis – Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/FASE), que oferece vagas para os alunos em internato e residência no hospital.

De acordo com o departamento de meteorologia da Defesa Civil, que faz o acompanhamento diário da mudança do tempo, a previsão para os próximos dias é de baixa umidade. De acordo o boletim divulgado nesta quinta-feira (19), o município enfrentará dias sem chuva e pode ser registrado índice de umidade relativa do ar abaixo de 40%, o que pode refletir em ocorrências de incêndios florestais. Nestes casos, a atenção das equipes da Defesa Civil é redobrada para a identificação de eventos e acionamento imediato dos órgãos competentes.

A Defesa Civil tem atuado frequentemente para orientação e mudança de conduta da população. Constantemente a secretaria emite alertas de riscos de incêndios florestais e ainda atua com material educativo. Uma cartilha de prevenção a incêndios foi elaborada para alertar sobre condutas que podem oferecer risco, entre as quais as práticas de soltar balões, a queima de lixo e o descarte de guimba de cigarro próximos a locais de vegetação seca.

Com previsão de dias de baixa umidade relativa do ar, iniciativa fortalece medidas de prevenção por todo o município

Iniciada há um mês, a “Ronda Preventiva” da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias tem sido importante instrumento para o trabalho de conscientização da Prefeitura para a prevenção de incêndios florestais no período de seca, intensificado entre os meses de julho a setembro. Desde o dia 20 de julho as equipes adotaram a rotina: duas vezes ao dia as viaturas da Defesa Civil percorrem a cidade para a identificação de situações de risco. As rondas contribuem no reforço da segurança nos períodos de baixa umidade relativa do ar, como o esperado para os próximos dias.

As equipes da Defesa Civil circulam por toda cidade, com foco para as regiões de maior risco nessa época, como os distritos da Posse, Pedro do Rio e Itaipava. “Esse trabalho das equipes técnicas, de acompanhamento das previsões e monitoramento constante da cidade tem sido de grande contribuição para a eficácia da gestão de risco de incêndios”, destaca o governo interino.

De acordo com o departamento de meteorologia da Defesa Civil, que faz o acompanhamento diário da mudança do tempo, a previsão para os próximos dias é de baixa umidade. De acordo o boletim divulgado nesta quinta-feira (19), o município enfrentará dias sem chuva e pode ser registrado índice de umidade relativa do ar abaixo de 40%, o que pode refletir em ocorrências de incêndios florestais. Nestes casos, a atenção das equipes da Defesa Civil é redobrada para a identificação de eventos e acionamento imediato dos órgãos competentes.

“Houve casos em que esse trabalho conseguiu alertar para o fogo em área de grande risco. E claro, a conscientização da população é de grande relevância para evitar que a cidade sofra com as consequências desses incêndios”, destacou o secretário da Defesa Civil.

A Defesa Civil tem atuado frequentemente para orientação e mudança de conduta da população. Constantemente a secretaria emite alertas de riscos de incêndios florestais e ainda atua com material educativo. Uma cartilha de prevenção a incêndios foi elaborada para alertar sobre condutas que podem oferecer risco, entre as quais as práticas de soltar balões, a queima de lixo e o descarte de guimba de cigarro próximos a locais de vegetação seca.

Atualmente a Defesa Civil trabalha alinhada com outros órgãos para a prevenção e combate a incêndios florestais. A Ronda Preventiva tem contribuído para maior agilidade dos atendimentos do 15° Grupamento dos Bombeiros Militares, que são acionados em casos de focos de incêndio. O monitoramento e combate também envolve outras instituições de proteção ao meio ambiente como ICMBio, a Rebio Araras e Inea.


A secretaria de Meio Ambiente foi acionada na manhã desta quinta-feira (19/08) para resgatar um bicho preguiça que apareceu em uma retroescavadeira do transbordo de lixo municipal, que fica no km 79 da BR-040 (Duarte da Silveira). A equipe da pasta retirou o animal e devolveu à natureza em uma área de mata próxima ao local. O secretário de Meio Ambiente,  acompanhou os funcionários na ação.