Decisão teve como base dados epidemiológicos do município, incluindo internações hospitalares

O Comitê Cientifico de Petrópolis definiu, na manhã desta quarta-feira (18), pela recomendação do uso de máscaras nas unidades de ensino da rede pública e privada, assim como nos transportes públicos e escolares. A decisão teve como base os dados epidemiológicos, incluindo as internações hospitalares. Neste momento, há apenas quatro pessoas internadas com teste positivo para a covid-19 no município. As taxas de ocupação em leitos do SUS, tanto clínicos quanto de UTI, estão zeradas.

Também foi recomendada a revisão do protocolo sanitário das escolas, assim como a intensificação da vacinação contra o coronavírus e influenza. “Observamos que os índices de positividade em crianças continuam baixos. Hoje, por exemplo, temos 24 crianças com síndrome gripal internadas na pediatria do Hospital Alcides Carneiro e nenhuma delas foi positivada para covid-19 ou influenza. No caso das escolas, os casos confirmados se tratam de professores e outros profissionais da educação”, explica o prefeito Rubens Bomtempo.

Entre os dias 1º e 18 de maio, foram realizados 1.277 testes de covid-19 – entre eles, estão 78 crianças. Ao todo, foram 132 casos positivos, sendo 126 em pessoas adultas e seis em crianças. “No entanto, é importante frisar que a pandemia ainda não acabou. É nosso papel acompanhar esse novo momento e seguir as recomendações da Secretaria da Saúde, que segue monitorando todos os casos. Preservamos e reafirmamos nosso papel de presar sempre pela saúde de todos e pela educação”, complementa Bomtempo.

Segundo o infectologista Marcos Liserre, presidente do Comitê, o momento é de reforçar a vacinação. “A situação atual não caracteriza um surto, pois são casos pontuais. O mais importante, neste momento, é a conscientização de pais e responsáveis sobre a importância da vacinação, ou seja, aumentar a cobertura vacinal”, disse.

“A Secretaria de Saúde segue monitorando o número de casos e não há qualquer tipo de impacto na nossa rede de saúde ou aumento na quantidade de óbitos causados pela covid-19. Porém, seguimos observando e se for necessário, o Comitê Cientifico voltará a se reunir nos próximos dias”, frisa o secretário de Saúde, Marcus Curvelo.

“A manutenção de todas as medidas de proteção, como o distanciamento social, uso de álcool em gel, entre outros, são fundamentais, por isso, a Educação está trabalhando de forma intersetorial com a saúde. Começaremos, já nesta quinta-feira (19) a revisar o protocolo sanitário elaborado antes do retorno das aulas. O documento, inclusive, será submetido ao Comitê Cientifico”, explica a secretária de Educação, Adriana de Paula.

A Secretaria de Saúde promoveu na tarde desta quarta-feira (18), a abertura da 83ª Semana da Enfermagem. O evento aconteceu no auditório da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) e além de homenagens aos profissionais da área, foram ministradas palestras seguindo temas relacionados a pandemia de covid-19 e os desastres naturais ocorridos no município.

“Esses profissionais estiveram na linha de frente, foram a linha de resistência durante a pandemia e agora ainda enfrentaram duas catástrofes climáticas. Por isso merecem todo o nosso reconhecimento e agradecimento que deve ser estendido a todos os trabalhadores da saúde, que atuaram de uma maneira intensa e com muita dedicação do seu trabalho na assistência das vítimas”, disse o secretário de Saúde, Marcus Curvelo.

A superintendente de Atenção Básica da Secretaria de Saúde e professora da Unifase, Cláudia Respeita, falou sobre o tema “A atuação da equipe de enfermagem no contexto pandêmico de covid-19 e desastres naturais ocorridos em Petrópolis”.

O mestre em psicologia social, professor e supervisor no curso de psicologia e coordenador adjunto da pós-graduação em psicologia da saúde e hospitalar da UCP, Antônio Rubens de Meira Coelho, falou sobre a “Resiliência da Equipe de Enfermagem no contexto pandêmico pela covid-19 e nos desastres naturais ocorridos em Petrópolis”.

Maior parte das áreas afetadas já tem mais de 90% das vistorias concluídas

A Secretaria de Defesa Civil concluiu mais de 10 mil laudos de vistorias de áreas e imóveis afetados em função das chuvas de fevereiro e março. Esse número representa 93,4% do total de Registros de Ocorrências cadastrados em áreas de cerca de 60 localidades. Das 10.777 ocorrências, a maior parte foi por deslizamentos, que representam 76% dos casos. Até o momento, foram apontados mais de 6,9 mil laudos de interdição na cidade.

Das regiões com maior número de ocorrências registradas, já estão com mais de 90% dos pedidos de vistorias concluídos, entre as quais o Alto da Serra, Chácara Flora, Castelânea, Quitandinha, Centro, São Sebastião, Valparaíso, Independência, Vila Militar, Siméria, Corrêas, Quissamã, Meio da Serra e Retiro.

A Secretaria de Defesa Civil mantém com as equipes reforçadas para a conclusão de todos os atendimentos referentes às chuvas. As equipes técnicas seguem diariamente com vistorias por toda cidade. Nesta quarta-feira (18), 13 equipes vistoriaram áreas no Caxambu, Bingen, Koeler, Itaipava, Centro, Morin, Quitandinha, Estrada da Saudade, Floresta, Alto da Serra, Siméria, Thouzet e São Sebastião.

A população que aguarda para obter o laudo de vistoria, pode consultar a disponibilidade do documento no site da Defesa Civil https://www.petropolis.rj.gov.br/dfc/. No mesmo ambiente, pode ser solicitada a versão digital do laudo. As equipes também realizam atendimento presencial, de 8h às 17h e a população pode adquirir o laudo impresso.


A CPTrans, a pedido de moradores e motoristas, promoveu nesta quarta-feira (18) uma alteração no trânsito da Praça da Liberdade. Agora, quem descer pela Rua Monsenhor Bacelar e quiser entrar na praça já tem o caminho liberado. Ou seja, o motorista não necessariamente precisa mais subir a Rua Dr. Nelson de Sá Earp.

A medida busca dar mais fluidez no trânsito na região. Com a mudança, quem desce do Valparaíso pode acessar a Avenida Koeler ou a Rua Roberto Silveira passando só pela Praça da Liberdade.

"Assim, o motorista não precisará passar pela Rua dos Milionários ou pela Rua do Imperador. Ou seja, serão menos carros no Centro da cidade", disse o diretor-presidente da CPTrans, Jamil Sabrá, que acompanhou o início da operação e avaliou os primeiros resultados como positivos.

Nove pessoas aceitaram acolhimento e foram levadas para o Centro Pop

Equipes da Secretaria de Assistência Social iniciaram nesta quarta-feira (18) a Operação Inverno, com ações de abordagem à população de rua no Bosque do Imperador, no Centro. Nove pessoas aceitaram o acolhimento e foram encaminhadas para o Centro Pop. A operação acontecerá todos os dias, em diversos pontos da cidade.

“A previsão para os próximos dias é de ainda mais frio. Por isso intensificamos as abordagens para que essas pessoas tenham um local seguro para passar a noite. As equipes da Assistência Social farão essas abordagens diariamente. Sabemos que muitas dessas pessoas não são de Petrópolis e outras têm questões de saúde mental e de uso de álcool e drogas. Por isso, as abordagens também têm a finalidade de encaminhar essa população para atendimentos de saúde e o retorno, se possível, ao núcleo familiar”, comentou o prefeito Rubens Bomtempo.

A Assistência Social abriu 36 leitos no Centro Pop – sendo 24 masculinos e 12 femininos – para o abrigamento da população de rua. Além disso, no estacionamento do Hortomercado, em Itaipava, foram montadas, em parceria com a Secretaria de Defesa Civil, quatro tendas com capacidade para abrigar 18 pessoas (que poderão passar a noite). “Nesses espaços haverá camas e cobertores, além de receberem alimentação. Vamos continuar com esse trabalho de acolhimento, principalmente no Bosque do Imperador, local que vem sendo alvo de denúncias. O trabalho vai ser constante e essas tendas vão ficar por três meses, todo o período do inverno”, disse o secretário de Assistência Social, Fernando Araújo.

A ação desta quarta-feira no Bosque do Imperador também contou com a participação da Guarda Civil Municipal (GCM), da Polícia Militar (PM) e da Defesa Civil. “Levamos todos os pertences deles para o Centro Pop. Recebemos denúncias de que estavam fazendo fogueiras e consumo de drogas nos jardins do Bosque, o que não pode ser permitido. Toda a abordagem das equipes da Assistência Social é de convencimento dessas pessoas, não há nenhum tipo de truculência. As equipes são preparadas para fazer a abordagem e acolhimento para um local seguro onde eles receberão toda a assistência, podendo tomar banho, tendo alimentação e atendimento com os assistentes sociais e psicólogos”, ressaltou Fernando Araújo.

A Secretaria Defesa Civil alerta para a previsão de rajadas de vento intensas ao longo do dia de amanhã (quinta-feira, 19). A equipe de monitoramento da secretaria destaca ainda a possibilidade de haver geadas nas regiões mais elevadas da cidade. As condições meteorológicas não indicam chuva para amanhã, no entanto, a temperatura no município se mantém em declínio, podendo ter a mínima de 5°C e máxima de 17°C.

Um sistema de baixa pressão continua influenciando as condições de tempo no município, que na sexta-feira (20), permanecerá com a temperatura em queda, variando entre 8°C e 16°C. O céu permanecerá entre nublado e parcialmente nublado, podendo haver chuviscos ou chuva fraca de forma isolada ao longo do dia.

As equipes de monitoramento da Defesa Civil seguem acompanhando as condições do tempo e atualizações sobre a meteorologia serão informadas a qualquer momento ao longo do período de instabilidade. O órgão orienta que a população fique atenta aos informes, que podem ser enviados por SMS ou grupos de comunicação por aplicativo.

Para receber os avisos por SMS, basta cadastrar o CEP por meio de mensagem de texto para o número 40199. O acesso aos avisos também é possível por meio de grupos por aplicativo, através do link https://t.me/defesacivilpetropolis.

A Prefeitura já retirou 528 carros das ruas de Petrópolis. São veículos que foram arrastados pelas fortes chuvas que assolaram a cidade nos dias 15 de fevereiro e 20 de março e que estavam espalhados pela cidade, obstruindo as vias ou em cima nas calçadas.

Os veículos rebocados foram levados para o pátio do Morin. Todos os carros foram catalogados, para possibilitar a identificação e a retirada pelo proprietário. Para isso, o dono deve telefonar ou mandar mensagem via WhatsApp para o pátio (24 98848-0629).

“Vale lembrar que não será cobrado nenhum valor do proprietário. Nenhuma taxa sobre o serviço ou para a utilização do pátio, nenhuma multa. Que isso fique claro”, disse o diretor-presidente da CPTrans, Jamil Sabrá.

A remoção dos veículos vem sendo realizada desde o dia seguinte ao desastre das chuvas de 15 de fevereiro.

Com educação para o trânsito e atendimentos de saúde, equipes atenderam a passageiros e rodoviários

A Prefeitura realizou nesta terça-feira (17) e quarta-feira (18) mais duas ações como parte da programação do Maio Amarelo. Por meio do setor de Educação para o Trânsito da CPTrans e da Secretaria de Saúde, as equipes ofereceram atendimentos a funcionários e passageiros dos terminais Corrêas e Itaipava.

“Essas ações são importantíssimas e essa integração entre as secretarias é fundamental. É a chance de o poder público estar presente junto ao cidadão, garantindo atendimentos de saúde e dicas valiosas para um trânsito mais seguro”, afirmou o prefeito Rubens Bomtempo.

Na saúde, participaram as equipes do IST/Aids, do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) e do Setor de Áreas Técnicas. Quem estava pelo terminal, pôde realizar testes para infecções sexualmente transmissíveis, além da aferição de pressão, diabetes, peso e altura.

“A campanha Maio Amarelo é, principalmente, voltada para a redução de acidentes de trânsito. Neste ano, o tema é ‘Juntos Salvamos Vidas’, o que nos traz também essa ideia de intersetorialidade. Hoje tivemos uma procura grande aqui, as pessoas aprovaram a iniciativa”, afirmou a chefe da seção de Educação Para o Trânsito da CPTrans, Márcia Pereira.

Franciele Soares, de 26 anos, trabalha para a empresa de ônibus que atende o terminal Itaipava. Ela aproveitou a presença das equipes para realizar os testes. “Foram muito atenciosos. Achei muito importante fazerem no terminal, para que a gente possa realizar os testes que ficam prontos em 15 minutos”, afirmou.

Já Ana Cristina Macedo, de 51 anos, estava a caminho do trabalho e, entre um ônibus e outro, foi até as equipes. “Parei e aproveitei para os atendimentos. Foi muito bom”, afirmou.

Ainda dentro da programação do Maio Amarelo, estão sendo realizadas ações de Educação para o Trânsito em escolas do município e em vários pontos da cidade como o Centro, Bingen, Quitandinha, Itaipava, Pedro do Rio e Posse.

"Cerca de 95% dos acidentes de trânsito são o resultado de uma combinação de irresponsabilidade e imperícia, e nesse caso, a educação para o trânsito, treinamento e ainda uma boa engenharia de tráfego, são os instrumentos adequados na prevenção de acidentes. Junto a Prefeitura, a CPTrans está trabalhando para melhorar a qualidade no trânsito como um todo, inclusive na prevenção de acidentes", disse o diretor-presidente da CPTrans, Jamil Sabrá.