Crianças de 3 e 4 anos que estejam aguardando para completar o esquema vacinal com a segunda dose da Coronavac, contra a covid-19, já podem procurar os postos de vacinação. Na tarde desta quarta-feira (18), a Prefeitura recebeu um novo lote do imunizante, que estará disponível em cinco postos: Centro de Saúde Coletiva, Centro de Saúde do Itamarati e UBSs do Quitandinha, Itaipava e Posse, a partir desta quinta-feira (19).

Foram entregues ao município, 780 doses da vacina Coronavac. Apesar dos constantes pedidos da Divisão de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde feitos a Secretaria de Estado de Saúde, o imunizante estava em falta desde o dia 26 de dezembro, quando as últimas doses foram aplicadas. A última remessa havia sido entregue ao município no mês de novembro.

“A chegada desse novo lote era muito esperada por pais e responsáveis, tanto para a primeira quanto para a segunda aplicação da dose. Por meio da Divisão de Imunização com municípios vizinhos conseguimos uma remessa de Pfizer pediátrica, destinada a crianças de 5 a 11 anos, porém, também em pouca quantidade. Por isso, ela só estará disponível em quatro postos divididos entre o primeiro e o terceiro distrito”, explica o prefeito Rubens Bomtempo.

A Pfizer pediátrica, segundo o secretário de Saúde, Marcus Curvelo, já está disponível no Centro de Saúde Coletiva, Centro de Saúde do Itamarati e UBSs do Quitandinha e Itaipava. “Os índices de contaminação estão baixos, porém, não podemos relaxar. A melhor forma de se proteger do agravo clínico desta doença é completar todo o esquema vacinal, inclusive com as doses de reforço”, frisa Curvelo.


Critérios de compensação para moradores serão debatidos com o apoio da Defensoria Pública

Mais de 100 moradores do Morro da Oficina se reuniram na manhã desta quarta-feira (18) com o prefeito Rubens Bomtempo, secretários e técnicos de governo e a defensora pública Lívia Correa. A reunião iniciou as discussões sobre os critérios de compensação referentes à área do lote 2, que contempla o trecho entre as ruas Hercília Moret e a Frei Leão.

Na segunda reunião do Programa “Recomeço Seguro” com os moradores, ficou definido que haverá encontros semanais com o objetivo de discutir e definir os critérios de compensação referentes aos imóveis que serão demolidos, garantindo a execução da obra e a segurança das casas. Serão feitos agendamentos por grupos, separados por localidades e servidões, com dia e horários marcados. O chamamento será individual por família para apresentar a situação do imóvel.

“Toda fase de projeto da obra foi feita com a participação dos moradores. Foram mais de dez reuniões, além de visitas técnicas para chegarmos ao projeto final das obras. Agora, vamos começar mais um processo democrático para garantir a transparência e legitimidade na construção do processo compensatório. Para legitimar todo esse processo, nós convidamos a Defensoria Pública. Queremos que os moradores além de participar de todo o processo se sintam seguros”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Obras entre Hipershopping e Hercília Moret já começaram

No trecho entre o Hipershopping e a Rua Hercília Moret, as obras já começaram. O prefeito Bomtempo vai criar um grupo com moradores da região para monitorar e fiscalizar as intervenções, que tiveram início no dia 6 de janeiro. Esse grupo também vai participar de reuniões e vistorias quinzenais.

Também participaram da reunião os representantes da Águas do Imperador e Enel Distribuição Rio.

“É importante que a Defensoria Pública esteja presente para acompanhar como esse processo vai acontecer, como essas pessoas serão cientificadas dos critérios e quais serão os valores que elas receberão. Para que elas possam sair para um local seguro, fora das áreas de risco. Que elas consigam recomeçar a vida”, disse a defensora pública, Lívia Correa.

Entenda as obras no Morro da Oficina

As intervenções, complexas e de grande porte, foram divididas em três etapas e prevêem barreiras dinâmicas, drenagem, cortina atirantada e muros de gabião.

Lote 1: No dia 6/1, começaram as intervenções na encosta ao longo do trecho entre o Hipershopping e a Rua Hercília Moret, para proteção da Escola Municipal José Fernandes da Silva, do Pronto Socorro Leônidas Sampaio e das moradias.

Lote 2: Na mesma data, o prefeito também autorizou a licitação para o projeto de execução da obra que contempla o trecho entre as Ruas Professora Hercília Moret e Frei Leão.

Lote 3: Está em fase de projeto o trecho que contempla o trecho do início da Rua Frei Leão até a Oswero Vilaça.


Projeto começou nesta segunda-feira, no Alto Independência, com a presença de todo o secretariado

Estar cada vez mais presente nas comunidades, dialogar com os moradores e, juntos, resolver os problemas, retomando investimentos e serviços essenciais e investimentos: com este foco em garantir dignidade para quem mais precisa, a Prefeitura iniciou o projeto "Nosso Bairro". O Alto Independência está recebendo, desde segunda-feira (16), uma série de ações integradas do governo municipal. O pontapé inicial foi dado com a presença do prefeito Rubens Bomtempo e de todo o secretariado, que se reuniu no local e visitou os principais pontos do bairro.

O prefeito explicou que todo o governo estará presente na região – que inclui, além do Alto Independência, áreas como o Independência, Quarteirão Italiano, Taquara, Bairro Mauá e Cremerie. "A ação é intersetorial. Ou seja: todas as áreas terão alguma ação no bairro. Além de melhorar a qualidade de vida dos moradores, queremos resgatar o orgulho, a autoestima, a sensação de pertencimento de quem mora aqui. Esta primeira edição está sendo feita na região do Independência, mas esse trabalho vai chegar para toda a cidade”, disse Bomtempo.

Moradora do Independência, Maria Rosa Ferreira destacou a importância de a população participar do projeto. “A Prefeitura dentro do bairro é tudo de bom. Estou feliz com essa ação, pois nosso bairro tem muita coisa para ser feita. É importante que as pessoas estejam dialogando, apontando as principais soluções”, disse.

No primeiro dia do Nosso Bairro, várias demandas foram acertadas, como a reforma da quadra, incluindo os vestiários; a realização do programa Pet Zero, que já está em andamento; a troca de todos os abrigos de ônibus, que agora terão iluminação e anteparo; revitalização da sinalização horizontal e iluminação de LED.

Também está prevista a realização de uma grande ação social; cursos de capacitação e ações no CRAS; o fortalecimento do Nudec e a realização de oficinas de meteorologia e risco geológico; rede de cadastramento de voluntários para a Defesa Civil; orientações sobre noções de primeiros socorros; aumento do número de Agentes Comunitários de Saúde; além de um cadastro de micro empreendedores individuais para que possam prestar serviços dentro do bairro, fortalecendo a mão de obra local.

Na educação, a principal ação é uma demanda esperada pela comunidade: um novo Centro de Educação Infantil que será construído no prédio da Escola Municipalizada Maria da Glória, que será demolido. As intervenções têm início previsto para o mês de março. Além disso, o governo municipal quer implantar um projeto pedagógico comum para toda a região, com a mesma filosofia. “Nossa ideia é mudar apenas o espaço físico, mas ter a mesma metodologia, a mesma filosofia, a mesma linguagem. Isso garante uma identidade única para a região”, disse o prefeito Bomtempo.

O prefeito destacou que 2023 será um ano de muito trabalho e ação. “Quando chegamos ao governo, em dezembro de 2021, encontramos a Prefeitura falida. Logo no início, enfrentamos com as duas piores catástrofes climáticas da história. Mas não cruzamos os braços. Arrumamos a casa e hoje podemos fazer mais pelas nossas comunidades. Nosso lema principal sempre foi fazer por quem mais precisa", disse o prefeito Rubens Bomtempo