Quarta, 06 Maio 2020 - 18:22

Centro Pop passa por higienização

O Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua, o Centro Pop, passou por mais uma higienização nesta terça-feira (05.05). A ação está entre as medidas tomadas como prevenção ao coronavírus na cidade e contou com o apoio da CPTrans. O Centro Pop é gerido pela Secretaria de Assistência Social, que montou um plano de ação para proteger as pessoas em situação de rua em Petrópolis. Orientações, readequação dos alojamentos, monitoramento de sintomas, dormitórios para quarentena, e diversas outras medidas estão sendo aplicadas no município.

No Centro Pop, que fica no Centro, além da higienização, dois tanques foram instalados para os usuários lavarem as mãos. Logo que chegam, eles em seguida são orientados a tomar banho e trocar de roupa (doações CDDH de roupas, produtos de higiene pessoal, lanches). Os educadores também foram orientados a fornecer álcool em gel. Vale ressaltar que as abordagens sociais são realizadas diariamente, inclusive, aos fins de semana, feriados e pontos facultativos.

Além do Centro Pop, no NIS, o Núcleo de Integração Social, que fica no Alto da Serra e conta com dormitórios para as pessoas em situação de rua, uma enfermeira faz a checagem duas vezes ao dia dos usuários, com um protocolo montado, seguindo as normas do Ministério da Saúde. Outra medida adotada foram as tendas da Defesa Civil destinadas para os acolhidos recentes, sendo encaminhados para o dormitório após descarte de qualquer suspeita de contaminação.

871 cestas básicas foram entregues para famílias em vulnerabilidade social

Desde que foi lançada, no fim de março, a campanha “#Petrópolis no combate ao coronavírus. Seja Solidário” já entregou 871 cestas básicas a famílias em vulnerabilidade social, um total de 14.8 toneladas de alimentos. As doações continuam sendo recebidas nos pontos de coleta, espalhados por mercados, farmácias e petshops. Estão sendo recolhidos alimentos, produtos de higiene pessoal e ração para os animais. A ação é uma parceria da prefeitura com o Covida, a Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos (APPO) e o Multimix.

As cestas vêm sendo entregues a famílias que tiveram a renda comprometida por conta do isolamento social para prevenir a covid-19. Todas as solicitações das pessoas necessitadas passam por uma análise de técnicos da Secretaria de Assistência Social, que faz um cadastro geral das famílias. 

As doações também podem ser feitas em dinheiro, através da conta da APPO: Banco Itaú, agência 9244, conta corrente 24940-6, CNPJ: 36.548.949/0001-78. Os números de atendimento são: 08000242526 /2233-8108 /2233-8110. Uma porcentagem das doações fica para ajuda dos pacientes oncológicos e outra é revertida em compras para as famílias em vulnerabilidade social.

Durante a campanha, novos parceiros têm surgido, como a Pizzaria Sottile’s. Os pontos de coleta estão nos seguintes estabelecimentos: Armazém do Grão; Terê Frutas; DIB; Megadelli e Grandelli; Super Market; Super Bingen; Super Serra; Mercado Delei; Empório Multimix; Multimix; Xodó de Minas; Super Bingen; Rede Economia; Tá no Gosto, Bread Fruit, Green Fruit e Petro Verde.

As 45 mil famílias atendidas pelos nove Centros de Referência de Assistência Social (Cras) em Petrópolis continuam sendo acompanhadas mesmo neste período de isolamento. Os serviços de convivência em grupo foram suspensos, mas os atendimentos seguem sendo realizados por telefone ou de forma presencial, mas com restrições para evitar a propagação do coronavírus na cidade.   

Os Cras atendem famílias em situação grave de desproteção, pessoas com deficiência, idosos, crianças retiradas do trabalho infantil, pessoas inseridas no Cadastro Único, beneficiários do Programa Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC), entre outros.

“Não tem valor. A surpresa, a caixa de bombom, a máscara e a mensagem que recebi, achei maravilhoso, é indescritível. A gente passando momentos difíceis e acontecem coisas ótimas. Senti uma emoção muito grande. Ganhei a tarde”, destaca a aposentada Neide Maria Elbert, de 70 anos.

Todos os Cras estão funcionando na cidade. O Centro de Referência de Assistência Social é a porta de entrada da Assistência Social. Em Petrópolis eles estão no Centro, Quitandinha, Retiro, Posse, Corrêas, Carangola, Itaipava, Madame Machado e Independência. São oferecidos os serviços com o objetivo de fortalecer a convivência com a família e com a comunidade.

“Estamos trabalhando com os Cras em funcionamento, mas todos os serviços de convivência de grupo foram suspensos. E as equipes têm feito atendimento das famílias que já são acompanhadas pelo Cras via telefone. As pessoas têm muitas dúvidas em relação aos benefícios”, frisa Denize Militão Campos, coordenadora geral do Cras.

Vale ressaltar que o horário de funcionamento dos Cras está reduzido: de 9h às 15h.

 Por intermédio da união da prefeitura com a sociedade civil, em menos de um mês, 612 cestas básicas já foram entregues a famílias em vulnerabilidade social por meio da campanha “#Petrópolis no combate ao coronavírus. Seja Solidário”. E os pontos de coleta – que estão em mercados, farmácias e petshops - continuam funcionando para que mais pessoas sejam beneficiadas. Os pontos recebem alimentos, produtos de higiene pessoal e ração para os animais, que são entregues a famílias que tiveram a renda comprometida por conta do isolamento social para prevenir a covid-19. 

As doações também podem ser feitas em dinheiro, através da conta da Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos (APPO) – parceira da campanha: Banco Itaú, agência 9244, conta corrente 24940-6, CNPJ: 36.548.949/0001-78. Os números de atendimento são: 08000242526 /2233-8108 /2233-8110. Uma porcentagem das doações fica para ajuda dos pacientes oncológicos e outra é revertida em compras para as famílias em vulnerabilidade social. 

Os pontos de coleta estão disponíveis nos seguintes estabelecimentos: Armazém do Grão; Terê Frutas; DIB; Megadelli e Grandelli; Super Market; Super Bingen; Super Serra; Mercado Delei; Empório Multimix; Multimix; Xodó de Minas; Super Bingen; Rede Economia; Tá no Gosto e Petro Verde; além de farmácias (para produtos de higiene pessoal) e petshops. 

“Os mercados estão atuando como ponto de recolhimento e, em paralelo, estão ajudando também. As doações estão sendo bem presentes”, explica Marcelo da Matta, que faz parte do Grupo Remir.

“Um legado que o Covida pode deixar nesse momento pra todos os cidadãos da cidade é que o investimento que devemos e podemos fazer é ser solidário, é estender a mão a quem realmente precisa”, completa. 

“Pra nós, do Empório Multimix, essa campanha tem um significado enorme, porque demonstra que é possível que todos sejam solidários uns com os outros. Na verdade, a ajuda aos mais carentes é uma contribuição para a sociedade como um todo, principalmente num momento tão inusitado como o que estamos vivendo”, acrescenta André Blanc, diretor do Empório Multimix.

O desenvolvimento das crianças na primeira infância segue sendo acompanhado pela Secretaria de Assistência Social. Neste período, de isolamento social, o Programa Criança Feliz está com as visitas às famílias credenciadas suspensas, mas o contato com os mais de 600 beneficiários segue sendo realizado por telefone ou vídeo conferências. 

O Programa Criança Feliz atende gestantes, crianças de 0 a 3 anos, e beneficiários do BPC (Benefício de Prestação Continuada) até os 6 anos.

O objetivo do programa é ampliar a rede de atenção e o cuidado integral das crianças na primeira infância, considerando sua família e seu contexto de vida. O trabalho propõe atividades diversas que estimulam a vida saudável, fortalecem o vínculo socioafetivo entre os parentes e evitando a evasão escolar. Neste período, entre as atividades propostas está o reforço na higienização das mãos.

Mais informações sobre o programa podem ser obtidas através do telefone: (24) 2291-1927.

Ações sociais, orientações, instalação de tanques para higiene das mãos, readequação dos alojamentos, monitoramento de sintomas, dormitórios para quarentena, e diversas outras ações estão entre as medidas adotadas pela Secretaria de Assistência Social para proteger as pessoas em situação de rua do coronavírus. Com casos crescendo na cidade, o órgão mantém um extenso protocolo para continuar protegendo a população mais carente. Desde o início da pandemia, um morador em situação de rua precisou ficar em isolamento e segue sendo acompanhado.

No NIS, o Núcleo de Integração Social, que fica no Alto da Serra e conta com dormitórios para as pessoas em situação de rua, uma enfermeira faz a checagem duas vezes ao dia dos usuários, com um protocolo montado, seguindo as normas do Ministério da Saúde. Outra medida adotada foram as tendas da Defesa Civil destinadas para os acolhidos recentes, sendo encaminhados para o dormitório após descarte de qualquer suspeita de contaminação.

“Os alojamentos também foram readequados com prioridade para os idosos que não sejam num primeiro momento, portadores de nenhuma doença crônica. As áreas em comum estão sendo higienizadas mais vezes ao dia e são realizadas reuniões com usuários e funcionários ao ar livre para passar informações e orientações sobre as medidas preventivas”, destaca Kátia Piva, Diretora de Departamento e Proteção Social Especial.

No Centro Pop, o Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua, que fica no Centro, dois tanques foram instalados para os usuários lavarem as mãos. Logo que chegam, eles em seguida são orientados a tomar banho e trocar de roupa (doações CDDH roupas, produtos higiene pessoal, lanches). Os educadores também foram orientados a fornecer álcool em gel. Vale ressaltar que as abordagens sociais são realizadas diariamente, inclusive, aos fins de semana, feriados e pontos facultativos.

Além disso, uma ação social em parceria com o grupo Mateus 25.35 leva um ônibus adaptado para banho às pessoas em situação de rua e seus animais de estimação, realizado pela equipe de Abordagem Social em Itaipava, em frente ao terminal rodoviário, acompanhado de atendimento de enfermagem, orientações nos cuidados preventivos, distribuição de alimentação. Uma parceria com o Missão Católica Ágape também leva o banho solidário à população.

Atualmente, a estimativa é de que tenham em Petrópolis mais de 100 pessoas em situação de rua. O número antes da pandemia ficava entre 150 e 200 pessoas.

Parceria garante dormitórios para possível quarentena

Um termo de cooperação entre a Mitra e o município foi assinado para um abrigo que vai atender possíveis casos de coronavírus para ficarem em quarentena. Uma equipe extra foi montada para atender as pessoas que forem acolhidas, formada por enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos e educadores. A iniciativa tem a parceria da Secretaria de Saúde e o apoio da Guarda Municipal.

Atualmente, um usuário utiliza um dos dormitórios. Um homem de 48 anos que não apresenta os sintomas do coronavírus, mas está em isolamento por conta da saúde frágil.

O endereço da casa não será divulgado para preservar os usuários. A parceria conta com a Casa da Cidadania (8) e Diocese (20) para eventuais quarentenas.

A Secretaria de Assistência Social recebeu 340 máscaras do empresário Fellipe Alavarse, proprietário da confecção Zero Vinte Um Soul. O material, entregue nesta quarta-feira (08.04), será distribuído para pessoas em vulnerabilidade social no enfrentamento do coronavírus. Na próxima semana, o mesmo gestor irá doar mais 1.500 unidades que já estão em produção.

A equipe do Centro POP, da Secretaria de Assistência Social, esteve em Itaipava oferecendo banho a população em situação de rua e seus animais de estimação através de um ônibus adaptado nesta quarta-feira (08.04). A iniciativa, que aconteceu em parceria com a instituição Mateus 25.35, aconteceu ao lado do terminal rodoviário e também distribuiu kits de alimentação, dicas de prevenção bucal, atendimento de enfermagem, além de orientar as pessoas sobre os cuidados para combater o coronavírus. Informações sobre o auxílio emergencial do governo federal também foram oferecidas para a população.

Prefeitura e sociedade civil se uniram para uma grande campanha com o objetivo de ajudar famílias em vulnerabilidade social. Lançada pelo prefeito nesta segunda-feira (30.03), a campanha “#Petrópolis no combate ao coronavírus. Seja Solidário” vai disponibilizar pontos de coleta em mercados, farmácias e petshops para que as pessoas doem alimentos, produtos de higiene pessoal, remédios e ração para os animais, que serão entregues a famílias que tiveram a renda comprometida por conta do isolamento social para prevenir a covid-19.

A ação tem a parceria do poder público, através da Secretaria de Assistência Social, com o Grupo Remir (que criou a campanha Covida) e a Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos (APPO), que está disponibilizando uma conta bancária para os que preferirem fazer a doação em dinheiro. As transferências podem ser feitas para o Banco Itaú, agência 9244, conta corrente 24940-6, CNPJ: 36.548.949/0001-78. Uma porcentagem das doações ficará para ajuda dos pacientes oncológicos e outra será revertida em compras para as famílias em vulnerabilidade social.

O lançamento da campanha aconteceu na sede da prefeitura, mas através de videoconferência para evitar aglomeração. A ideia de uma campanha para ajudar quem precisa surgiu de um dos membros do Grupo Remir, que criou o Covida em Petrópolis. “A partir daí falamos com a APPO e com o poder público, e unimos as campanhas em um grande movimento. Agora, somos todos soldados nessa guerra. Precisamos garantir as pessoas que elas tenham o que comer”, destaca o pastor Edelto dos Santos Antunes, que faz parte do grupo.

“A APPO abriu as portas pra essa campanha porque sabe da importância que tem acolher e ajudar ao próximo. É muito importante a gente poder contribuir. Vai ajudar a manter a APPO viva e ajudar outras pessoas. Espero que a gente tenha a consciência da importância de ficar dentro de casa, que a nossa cidade passe por isso de uma forma mais tranquila. Temos que pensar na economia, mas também em como é importante a vida de cada um de nós. Estamos abrindo uma das contas da APPO que vai ficar somente para esse recebimento. Todo depósito irão pra compra de alimentos nos supermercados parceiros e vai ficar uma porcentagem para ajudar os pacientes da APPO”, completa a presidente da associação, Ana Cristina Coelho.

Já estão como pontos de coleta os estabelecimentos: Armazém do Grão, Terê Frutas, DIB, Megadelli e Grandelli, Super Market, Super Bingen, Super Serra, Mercado Delei, Empório Multimix, Extra, Xodó de Minas, Super Bingen, Rede Economia, Tá no Gosto e Petro Verde.

Comunicado trouxe satisfação aos usuários

A regularização dos créditos do Cartão Imperial já foi sanada. Foi o comunicado realizado na manhã desta sexta-feira (20/03) pela Secretaria de Assistência Social de Petrópolis. Segundo a SAS, os créditos do Cartão Imperial entram ainda hoje para benefício de todos os usuários. Por questões de divergência da empresa que gere o Cartão Imperial durante o processo de renovação do contrato, houve um atraso do crédito para o mês de março. A secretaria reforça, também, que o atraso ocorreu por falha da empresa gestora, e que a prefeitura de Petrópolis tomou todas as providencias necessárias para regularizar o crédito o mais rápido possível.

Pagina 12 de 82