As doações podem ser entregues em quatro pontos de arrecadação

A Prefeitura de Petrópolis, por meio da Coordenadoria Especial de Articulação Institucional (Gabinete da Cidadania), Secretaria de Assistência Social e Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias, deu início nesta semana a mais uma edição da Campanha do Agasalho. Com o lema “Não podemos abraçar, mas podemos aquecer”, a ação se estenderá até o dia 21 de junho e tem a intenção de recolher roupas para serem distribuídas no Núcleo de Integração Social (NIS), no Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua, o Centro POP, e no Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM). Serão quatro locais funcionando como pontos de arrecadação - Gabinete da Cidadania, Centro de Cidadania, CPTrans e Defesa Civil - das 10h às 17h, de segunda a sexta-feira.

São quatro os pontos de arrecadação, um deles em Itaipava, de forma a facilitar o acesso a quem pretende fazer sua doação. São aceitas todas as roupas que possam ser usadas por quem precisa. Gorro, cachecol, calças, meias, casacos, todo tipo de vestimenta. A ideia de usar diferentes locais foi para facilitar a doação e alcançar um maior número de pessoas. 

Confira os endereços dos pontos de arrecadação:

- Gabinete da Cidadania (AV Koeler, 260, Centro) – 10h às 17h
- CPTrans (Rua Alberto Torres, 115, Centro) - 10h às 17h
- Centro de Cidadania (Estrada União e Indústria, 11860, Itaipava) - 10h às 17h
- Defesa Civil (Rua Buarque de Macedo, 128, Morin) – 10h às 17h

Com a proximidade do inverno e a pandemia do coronavírus, a Prefeitura de Petrópolis intensificou suas ações sociais para proteger a população mais vulnerável e indivíduos que necessitem cumprir quarentena em decorrência da Covid-19. Através da Secretaria de Assistência Social, a Unidade de Atendimento Temporário (UNAT) abriga hoje 20 pessoas, oferecendo acolhimento com boa estrutura voltada para a reinserção social.

Na Rua Henrique Dias, número 200, funciona a unidade que recebe os usuários com diferentes tipos de necessidades. O local possui três alas (idosos, pop e covid-19), uma cozinha industrial, salas de conveniência, dormitórios coletivos, sala de atendimentos e até uma pequena capela ecumênica. Para atender a essa demanda, a UNAT tem à sua disposição uma equipe de enfermagem 24 horas, educadores sociais, cuidadores, assistentes sociais, nutricionistas e uma psicóloga. É um ponto de apoio que serve como uma alternativa para quem enfrenta um drama pessoal, sobretudo os idosos ou aqueles que precisam de isolamento por causa da pandemia.

Segundo o coordenador da UNAT, as pessoas que chegam ao local passam por uma triagem e recebem o atendimento especializado de acordo com a sua necessidade. Geralmente são indivíduos que sofrem alguma exclusão ou discriminação social, como o chamado terceiro gênero. Pessoas em situação de rua, idosos e até contaminados pela Covid-19 são atendidos por profissionais da saúde em uma ala de isolamento específica para este fim.

Paralelo a este trabalho, assistentes sociais ajudam a conectar os usuários do equipamento da SAS com as suas famílias num projeto de reinserção social. 

“A UNAT vem para contribuir com as políticas públicas da assistência social, de forma particular durante a pandemia. É uma referência para várias outras entidades assistenciais, pelo acolhimento e o trabalho que desenvolvemos. Conseguimos fazer várias reinserções, tirar documentos novos dos assistidos, realizar a marcação de consultas médicas, entre outras ações. São conquistas importantes para os moradores em situação de rua e idosos em vulnerabilidade social”, finalizou o coordenador.

A Secretaria de Assistência Social recebeu na última terça feira (18.05) uma doação de 20 cestas básicas e produtos de higiene da concessionária do Grupo Águas do Brasil. As cestas básicas serão entregues às famílias em condições de vulnerabilidades social atendidas pelos projetos sociais do município, que tiveram a situação agravada pela pandemia do coronavírus.

“Agradecemos, em nome das Instituições e das famílias que serão beneficiadas, com a iniciativa do Grupo Águas do Brasil, esperando ser esta iniciativa seguida por tantas outras empresas, que possam se solidarizar com a população petropolitana neste momento de perdas irreparáveis", destacou a secretária de Assistência Social.

Petropolitanos são incentivados a participarem da iniciativa quando forem vacinar contra Covid-19

A Prefeitura de Petrópolis lançou recentemente, por meio da Secretaria de Assistência Social, a campanha “Fazer o Bem, Faz Bem”, que visa arrecadar itens de cesta básica em prol de pessoas em situação de vulnerabilidade social devido à pandemia. As doações podem ser realizadas no ato de vacinação.

Os alimentos arrecadados serão distribuídos às instituições de atendimento com inscrição ativa no Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), podendo ainda atender famílias em vulnerabilidade social ou grupos fragilizados em função da pandemia pela Covid-19.

O público que for vacinar poderá colaborar com a campanha nos seguintes postos: No distrito da Posse, no antigo PSF (em frente ao Ciep Gabriela Mistral); drive-thru no estacionamento do Hipershopping Petrópolis, no Alto da Serra; Clube Palmeira, no Itamarati; nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Morin e Quitandinha; Escola Municipal Josemar Contage, em Corrêas; na sede do Petropolitano Futebol Clube, no Centro; drive-thru no Parque Municipal em Itaipava; Campus da UCP na Rua Benjamim Constant, no Centro e na área ao lado da quadra da UCP, no Bingen. Nestes pontos a vacinação acontece sempre de segunda a sábado das 9h às 16h.

Os mercados também estão recolhendo os donativos: Terê Frutas na Paulo Barbosa, Alto da Serra, Cascatinha e da Praça da Inconfidência; Supermarket (Centro e Quitandinha); Dib Distribuidora (Corrêas, Centro, Olavo Bilac e Cascatinha); Rede Economia (Bingen) e Multimix (Centro e Itaipava). A Casa da Cidadania também recebe as doações em sua sede, na rua Visconde de Souza Franco, 474, da segunda a sexta-feira, das 10 às 16 horas.

A Secretaria Municipal de Assistência Social deu início ao programa Capacita Petrópolis que terá a duração de oito semanas em sua primeira fase

O Capacita Petrópolis contempla ações de capacitação e formação que devem impactar na carreira do trabalhador do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), além potencializar e dar visibilidade a novas práticas profissionais. Todas as ações fornecem certificados, de forma que contribuem para que o profissional progrida na carreira.

A capacitação está ocorrendo no espaço da Casa da Cidadania, respeitando todos os protocolos de segurança determinados pelo Ministério da Saúde, de forma a garantir a proteção de todos.

Atualmente, oito turmas foram organizadas para atender aos profissionais da Proteção Social Básica (PSB), com a oferta de três temas iniciais.

O primeiro tema versa sobre a atualização em Gestão Financeira e Orçamentária do SUAS, o segundo trata sobre Especificidades e Interfaces da Proteção Social Básica do SUAS e por último sobre Vigilância Sócio assistencial do SUAS. Trata-se, portanto, de priorizar nas ações de capacitação e formação dos trabalhadores, aqueles inseridos em ações específicas na execução e gestão do SUAS.

Crédito de R$ 70 continua sendo abastecido mensalmente pela Secretaria de Educação

O cartão do Programa Merenda Certa será recarregado nessa quinta-feira, dia 20 de maio. O crédito de R$ 70 é disponibilizado para reforço alimentar de cerca de 41 mil alunos da rede municipal de Educação.

Nos casos de perda do cartão ou de senha, as famílias devem procurar a empresa administradora do cartão. As famílias dos alunos novos que acabaram de ingressar na rede e que tem dúvidas sobre recebimento do cartão podem entrar em contato com o Departamento de Inspeção Escolar, por meio do telefone 2246-8675.

Valor de R$ 550 será liberado no mês que vem, no pagamento referente ao mês de maio

O Governo interino anunciou que a prefeitura começa a pagar, a partir do dia 10 de junho, o novo valor do Aluguel Social municipal. O aumento foi sancionado no dia 12 de maio e publicado no Diário Oficial. Os beneficiários passam a receber R$ 550 - um reajuste de 10% em relação ao valor anterior. Atualmente, 174 famílias são beneficiadas pelo aluguel pago pelo município.

O Aluguel Social, que é destinado a atender necessidades de famílias que perderam seus imóveis em função das chuvas no município ou pela situação de risco, não era reajustado desde 2014.

São sete anos sem reajuste. As famílias que são cadastradas no Aluguel Social do município, pago pela Prefeitura, poderão contar com novos valores a partir do mês que vem.

“Esse aumento no Aluguel Social é uma grande conquista, já que há sete anos não tinha um reajuste sequer. Os beneficiários poderão contar com os novos valores no mês que vem, um avanço do governo municipal em suas políticas sociais”, finalizou a secretária de assistência social.


Por meio de uma iniciativa do Conselho Municipal de Segurança, do governo municipal interino e Conselho Tutelar, ações para coibir a exploração de crianças e adolescentes para a venda de balas e outros produtos, estão sendo intensificadas no município. O trabalho, iniciado no fim de semana, será permanente.

O objetivo, segundo a Coordenadoria Especial de Articulações Institucionais – CEAI, é proteger as crianças e adolescentes que comumente são negligenciados por pais e responsáveis. Na primeira ação, as equipes se concentraram no Centro Histórico. 

Na ação, conselheiros tutelares fizeram abordagens e orientações sobre as medidas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, como por exemplo, a proibição de qualquer trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na condição de aprendiz, a partir de quatorze anos. “O Conselho Tutelar tem atuado diariamente nas ruas da cidade com o objetivo de fazer cumprir o ECA e não permitir que crianças e adolescentes sejam explorados”, disse a conselheira Merilen Dias.

"Existem questões de ordem pública que se tornam questões de segurança pública e estamos diante de um caso destes. O comércio irregular acaba por trazer - e mascarar - ilícitos como a exploração imoral de menores de idade, assim como o tráfico de drogas e roubos a cidadãos. Temos exemplos dos três delitos flagrados recentemente por nossas autoridades policiais. Desses, a manipulação e exposição de menores, alvo mais recente das ações públicas, merece a mais urgente ação de todos", frisa Guilherme Lacombe, presidente do CCS - Conselho Comunitário de Segurança.

Durante a ação, a Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública – SSOP, atuou no combate ao comércio irregular, enquanto a Secretaria de Assistência Social – SAS, realizou o acolhimento de pessoas em situação de rua, orientando sobre os serviços ofertados pelo município.

Itens foram entregues hoje à Paróquia de Santo Antônio, no Alto da Serra, que vai montar e distribuir as cestas

A Secretaria de Educação fez nesta segunda-feira (05.04) à Paróquia de Santo Antônio, no Alto da Serra, a primeira doação de itens da Merenda Escolar, conforme acordado no fim da semana passada com o Conselho de Alimentação Escolar (CAE) e com a Comissão de Educação da Câmara Municipal. Foram entregues itens como óleo de soja, extrato de tomate, azeite, sal iodado e milho verde enlatado. A irmã Dilma Maria de Andrade, responsável pela ação social da igreja, disse que a doação servirá para alimentar 308 famílias, que receberão cestas básicas com os alimentos doados, além de outros itens complementares.

Com o adiamento do retorno das aulas no sistema híbrido, nove toneladas de carnes (fígado, músculo e patinho) e três toneladas de alimentos não perecíveis irão abastecer os hospitais Dr. Nelson de Sá Earp (HMNSE) e Alcides Carneiro (HAC), a Secretaria de Assistência Social, e famílias assistidas por 30 instituições filantrópicas. A doação dos itens foi discutida e aprovada em reunião na sexta-feira (02.04) com a participação de representantes do governo municipal, o CAE e o Legislativo.

Entre os itens da doação estão incluídos azeite, óleo de soja, vinagre, sal, molho de tomate, milho e ervilha em conserva, chocolate em pó, gelatina de morango e goiabada serão entregues. Também há carnes, que, assim como os itens não perecíveis, têm prazo de validade até outubro deste ano. O processo de entrega dos alimentos está sendo executado pela Secretaria de Educação, com supervisão da equipe de nutrição da gerência de alimentação.


As equipes de abordagens de pessoas em situação de rua da Secretaria de Assistência Social (SAS) tem intensificando as ações no município. Esta semana, regiões do Centro Histórico estão sendo priorizadas, como a Praça Duque de Caxias, conhecida como Praça do Skate.  Os atendentes do Centro Pop atuaram junto à população vulnerável dando orientações sobre os serviços oferecidos por outros equipamentos da Prefeitura, como o Núcleo de Integração Social – NIS e o Consultório de Rua.

A abordagem realizada pelo Centro Pop ocorre diariamente em diversos pontos do município. Dois funcionários vão ao local para conversar com as pessoas em situação de rua, com o objetivo de mostrá-las que o serviço público pode ajudar neste momento. São feitos aconselhamentos, encaminhamento aos equipamentos responsáveis pelo tratamento de primeiros socorros, exames e até auxilio para que, no caso de o indivíduo não ser morador de Petrópolis, possa voltar à sua cidade de origem onde estão seus familiares.

O trabalho do Centro Pop é reconhecido pelo público mais vulnerável na cidade. O ex-militar João Éder Santiago, conhecido como “China”, fez elogios aos profissionais do Centro Pop dizendo que os considera como parte da sua família. “Eles sempre me ajudaram, são como membros da minha própria família”, disse ele, que faz uso de outros equipamentos da SAS, como o Restaurante Popular e o NIS (Núcleo de Integração Social), no bairro Alto da Serra.

Pagina 8 de 82