Obra, que teve apoio da Prefeitura, possibilita visitação à torre sineira

A Catedral de São Pedro de Alcântara reabre nesta sexta-feira (1) com atrativo adicional para o turismo. Marco do reerguimento de Petrópolis após os desastres climáticos do verão, a restauração da igreja abre caminho para um programa de visitação a partes que nunca foram abertas ao público, além de restituir a petropolitanos e turistas a contemplação dos atributos culturais e históricos desse cartão-postal da cidade.

A Catedral está totalmente renovada, incluído o entorno, onde a Prefeitura recuperou a Rua São Pedro de Alcântara e remodelou todo o jardim. No interior, o novo roteiro de visitação será percorrido por autoridades e outros convidados após a missa de reabertura, às 10h, presidida pelo bispo Dom Gregório Paixão. A visita inclui passeio sobre as abóbodas, exposição de peças sacras e subida à base da torre sineira.

A Diocese não tem data para franquear ao público a visitação à parte alta do templo, que começa numa escada em caracol no fundo da igreja e exige destemor de altura, forma física e fôlego. Após passar pelo órgão, os visitantes poderão ver a galeria de peças sacras conservadas pela igreja. Sobre as abóbodas e sob o madeirame do telhado, uma passarela metálica conduz a um holograma e a telas de vídeo com a história da Catedral. A última parada é na base da torre, com vista panorâmica da cidade.

Símbolo petropolitano

A Prefeitura participou da recuperação de todo o entorno da Catedral. À Secretaria de Obras coube o recapeamento de asfalto da Rua São Pedro de Alcântara, a melhoria da iluminação da via e o calçamento dos passeios no jardim. A recomposição dos canteiros e o plantio de flores foi feito pela Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), que também podou árvores e pintou bancos e postes.

“A Catedral de São Pedro de Alcântara é um símbolo constitutivo da vida petropolitana. Ter a igreja reaberta e restaurada é um orgulho para todos nós. Ela não é somente referência de religiosidade, mas também um marco urbanístico”, afirma o prefeito Rubens Bomtempo, para destacar a importância da entrega do templo restaurado aos fiéis e de sua reincorporação ao roteiro turístico-religioso de Petrópolis.

A restauração da Catedral, no valor de R$ 13,4 milhões, durou um ano e meio e foi custeada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com base na lei federal de incentivo à cultura. As obras abrangeram o restauro de todo o patrimônio arquitetônico e artístico e o reforço da estrutura, já que uma movimentação de solo, nas chuvas de 1988, havia causado rachaduras nas paredes.

O bispo de Petrópolis salienta que a restauração foi obra coletiva de empresas e trabalhadores, além da Prefeitura. “Não podemos nos esquecer de ninguém. Desde os trabalhadores do canteiro de obras até os técnicos e coordenadores, todos trabalharam com afinco para entregarmos à cidade este patrimônio. Além de igreja-mãe da Diocese, a Catedral é um bem artístico e cultural dos brasileiros”, afirma Dom Gregório Paixão.

Sonho antigo

O sonho católico de construção de uma catedral em Petrópolis remonta a 1846, ano em que foi criada a Paróquia de São Pedro de Alcântara. A pedra fundamental da obra data de 1876, mas, como a construção não foi à frente, a segunda pedra foi lançada em 1884. Nas duas vezes, estavam presentes o imperador Pedro II e a Princesa Isabel.

O projeto original da Catedral, em estilo neogótico, foi criado pelo engenheiro-arquiteto Francisco de Azevedo Monteiro Caminhoá. As obras seguiram até 1901 e ficaram paralisadas por 17 anos. Para a retomada, em 1918, o projeto foi adaptado às finanças da Igreja pelo engenheiro Heitor da Silva Costa, que também concebeu e conduziu a construção do Cristo Redentor.

A Catedral foi inaugurada em 29 de novembro de 1925, inacabada. Em meio ao prosseguimento das obras, o órgão, com 2.227 tubos, de nove toneladas, foi instalado em 1937. Dois anos depois, o templo ganhou o Mausoléu Imperial, com o sepultamento dos restos mortais do segundo imperador e da imperatriz Teresa Cristina.

A torre da Catedral começou a ser construída somente em 1960, para ser terminada em 1969. Dada por concluída no ano seguinte, a igreja recebeu em 1971 os restos mortais da Princesa Isabel e do Conde D’Eu, colocados na Capela Imperial. Em 1980, a Catedral foi tombada como bem cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O projeto foi desenvolvido pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação e tem como objetivo agradecer aos profissionais de saúde pelo empenho durante a pandemia

Começou nesta segunda-feira (6) a exposição “Pandemórias”, desenvolvida por alunos da Educação Infantil da rede municipal de ensino de Petrópolis. Estudantes de 40 unidades escolares produziram pinturas, desenhos e maquetes como forma de homenagear e agradecer os profissionais de saúde pelo empenho durante a pandemia da covid-19. Os trabalhos estão expostos no Palácio Itaboraí (Fiocruz) e podem ser visitados, gratuitamente, até sexta-feira (10).

O projeto “Pandemórias” é desenvolvido pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação e o Departamento de Educação Infantil. “Nesses dois anos de pandemia o trabalho dos profissionais de Saúde foi incansável. Quando o vírus ainda era desconhecido e tínhamos muitas dúvidas, foram esses profissionais que se arriscaram para salvar vidas. É importante agradecer e reconhecer todo esse empenho, e ressaltar que a pandemia ainda não acabou e devemos continuar nos cuidando e acreditando sempre na ciência”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

A abertura da exposição contou com a presença dos alunos do Centro Educação Infantil (CEI) Jorge Rolando. Durante toda a semana outros estudantes irão conhecer a mostra. “Os alunos fizeram lindos trabalhos demonstrando todo o nosso reconhecimento. A pandemia marcou a todos e mudou nossas vidas, esse projeto é uma forma de agradecer esses profissionais”, disse a secretária de Educação Adriana de Paula.

A primeira etapa do projeto começou em abril, quando os alunos do Centro de Educação Infantil (CEI) Professora Hermínia Matheus, no São Sebastião, levaram pinturas e desenhos para os profissionais do Hospital Nossa Senhora Aparecida, no Valparaíso. Em agradecimento, a direção do hospital publicou um texto nas redes sociais destacando a visita das crianças.

Após a exposição no Palácio Itaboraí, os trabalhos serão doados para os hospitais da cidade que atenderam e ainda atendem pacientes com covid-19, para que fiquem expostos permanentemente.

Serviço
Projeto “Pandemórias”
Data: 06 a 10 de junho de 2022
Local: Palácio Itaboraí (Fiocruz) - Rua Visconde de Itaboraí, 188 - Valparaíso
Horário: 9h às 16h
Entrada Gratuita

No Dia do Meio Ambiente, prefeito reconhece por decreto o valor cultural da atividade

O reconhecimento do montanhismo como Patrimônio Cultural Imaterial de Petrópolis marcou as celebrações da Prefeitura pela passagem do Dia Mundial do Meio Ambiente, neste domingo (5). A valorização oficial das atividades de subida e escalada de montanhas no município, tradição que remonta ao século XIX, foi formaliza por decreto assinado pelo governo municipal em cerimônia no Parque Natural Municipal Padre Quinha, na Avenida Ipiranga, Centro.

O prefeito Rubens Bomtempo destacou a importância da defesa do meio ambiente, inseparável do montanhismo, para que Petrópolis seja cada vez mais "viva, saudável e sustentável". Bomtempo associou a celebração da data à resistência diante do enfraquecimento atual de conquistas ambientais do país nas últimas décadas e citou como exemplo a ser seguido a existência do parque natural. "Que este parque possa se transformar num centro de referência para o estudo da Mata Atlântica", defendeu.

No decreto que torna o montanhismo um patrimônio municipal, a Prefeitura considera que "as montanhas são elementos importantes na caracterização da paisagem petropolitana e ocupam lugar de destaque na divulgação da imagem da cidade como destino de turismo". Ao Instituto Municipal de Cultura (IMC), determina o decreto 130/22, caberá salvaguardar a memória da atividade, zelando por sua promoção como "patrimônio de enorme relevância para o município".

Em ato simbólico pela preservação da Mata Atlântica, o prefeito Rubens Bomtempo plantou uma muda de ipê-rosa, ao lado de secretários municipais e montanhistas. O secretário de Meio Ambiente, Carlos Alberto Muniz, que também pôs na terra uma muda da mesma espécie, foi outro a ressaltar a importância da resistência ambiental, com o alerta de que "várias conquistas estão sendo posts em risco" na área, incluída a proteção das populações indígenas e seus territórios.

A elevação do montanhismo à condição de patrimônio municipal foi saudada pela presidente do Centro Excursionista Petropolitano (CEP), Letícia Fliess, como "uma consolidação e proteção de nossa prática, que respeita e preserva os sítios naturais". Letícia assinalou que o município se destaca por dispor de mais de 100 trilhas, para percursos a pé, e mais de 500 vias de escalada, que requerem preparo técnico e equipamentos.

A presidente do CEP estima que o montanhismo é praticado por duas mil pessoas em Petrópolis. Um dos marcos da atividade de vencer montanhas no município, praticada desde o Império, foi a primeira escalada com mais de mil metros no pais, em 1993, no Pico da Maria Comprida, em Araras. Letícia salientou que o montanhismo tem opções locais para todas as idades, condições físicas e preparo técnico, a começar pelo Pico do Castelo, no Morin, uma caminhada de 45 minutos.

O Plano Municipal de Cultura, encaminhado pela Prefeitura para a Câmara Municipal, foi aprovado pelos vereadores na última semana. O documento define as diretrizes da política municipal de cultura para os próximos dez anos.

Entre os avanços trazidos pelo plano, estão diretrizes voltadas para a descentralização dos programas de cultura por todo o município, assim como diretrizes para a simplificação dos editais, de modo a democratizar o acesso ao financiamento de projetos culturais.

"Uma preocupação do plano é que os programas e projetos culturais contribuam para a diminuição das desigualdades, para a descentralização das atividades, para que os bairros e os territórios sejam contemplados", disse a secretária de Cultura, Diana Iliescu.

O plano foi construído com participação popular em todo o processo.

"Em todo o processo, a sociedade civil foi a protagonista. Os segmentos culturais participaram tanto da construção do diagnóstico do cenário da cultura de Petrópolis como do estabelecimento das diretrizes para os próximos anos", disse Diana Iliescu.

Histórico

O atual plano é de 2010 e venceu em 2020. Naquele ano, foi prorrogado por mais um ano.

Em 2019, o novo plano começou a ser elaborado pelo Instituto de Cultura em parceria com o Conselho Municipal de Cultura. Naquele momento, Diana Iliescu era vice-presidente do conselho, que participou ativamente do processo. Uma comissão se reuniu para planejar as audiências públicas que dariam corpo às discussões da construção do plano. Com a chegada da pandemia, tiveram que ser desmarcadas.

Já em 2021, o Conselho de Cultura retomou o debate, e o Instituto de Cultura contratou os consultores Flavio Aniceto e Camila Gricss para a formulação do plano. A construção coletiva se deu através de formulários de consulta popular e da realização das audiências temáticas de forma online.

A aprovação do texto final foi de forma presencial em reunião extraordinária do conselho, no Centro de Cultura.

Agora, em 2022, a Prefeitura encaminhou o plano para a Câmara, que o aprovou. Depois que for publicado em Diário Oficial, o plano estará em vigor até 2031.

Escolhida como um dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Regional no Brasil pelo Ministério do Turismo (Mtur), Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Sebrae Nacional, Petrópolis se prepara para a sua alta temporada. O período mais charmoso do ano tem a confirmação de pelo menos 15 grandes eventos que vão movimentar a cidade. A programação já começou esta semana e segue até agosto com a realização da XXXIII Bauernfest, fechando a temporada mais procurada pelos turistas.

“O turismo é uma das principais fontes da economia da cidade e estamos nos preparando para receber os nossos turistas. A cidade sofreu com as duas chuvas, foram momentos difíceis onde cuidamos não apenas da reconstrução da cidade, mas também cuidamos das pessoas que mais precisavam da gente. Estarmos nos reerguendo nesse período de alta temporada é importante”, comentou o prefeito Rubens Bomtempo.

Esta semana, a Prefeitura, por meio do Instituto Municipal de Cultural (IMC) e da Secretaria de Turismo, iniciou as licitações para a realização da Bauernfest – Festa do Colono Alemão, que acontece entre os dias 12 a 28 de agosto. Os pregões acontecem neste mês e são para as contratações das empresas que ficarão responsáveis pela distribuição do salsichão, chope, atrações culturais e patrocínio. Também será realizada a licitação das barracas.

“Teremos eventos que vão movimentar a economia local, dando oportunidade aos cervejeiros artesanais e aos artesãos de comercializarem seus produtos, e também aos artistas locais. Estamos começando a alta temporada com expectativas muito positivas, com uma agenda de eventos bastante variada e com a Bauernfest acontecendo em agosto, estendendo o nosso período de maior movimento”, disse a secretária de Turismo, Silvia Guedon.

O setor de turismo gera em torno de 70 mil empregos diretos e indiretos na cidade e representa cerca de 6% do Produto Interno Bruto (PIB) anual. O prefeito Rubens Bomtempo lembra também que Petrópolis ocupa a categoria A no Mapa do Turismo Brasileiro, por avaliação do Ministério do Turismo. “Somos também a Capital Estadual da Cerveja, do Canto Coral e dos Produtos Orgânicos. Turismo gera emprego e renda, foram dois anos de pandemia em que esse setor sofreu bastante, mas somos também uma cidade resiliente”, frisou o prefeito.

EVENTOS PROGRAMADOS PARA OS MESES DE JUNHO, JULHO E AGOSTO

programação sujeita a alteração


SERRA WINE WEEK
01 a 12 de junho nos restaurantes. 16 a 19 de junho no
Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes, Estrada União e Indústria, 10.000 - Itaipava
(Área externa) - Realização: PLBK Comunicação
Instagram: @serrawineweek

FEIRA 4.0
Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes, Estrada União e Indústria,10.000- Itaipava
11 a 12 de junho
Realização: Catarina Eventos
Instagram: @feira_4.0

OKTOBERFEST PETRÓPOLIS
Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes, Estrada União e Indústria, 10.000- Itaipava
16 a 19 e 24 a 26 de junho
Realização: Deguste Promoções e Eventos Ltda.
Instagram: @oktoberfestpetropolis

SOLSTÍCIO DO SOM 24 - INVERNO 2022
Praça da Liberdade – Centro Histórico
17 a 21 de junho
Realização: Grupo Solstício Promoção de Eventos

FESTIVAL DE FONDUE, RACLETES, CALDOS E CREMES
Restaurantes participantes
01 a 31 de julho
Realização: Petrópolis e Convention & Visitors Bureau
www.visitepetropolis.com

FESTIVAL SESC DE INVERNO
SESC Quitandinha - Quitandinha e Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes – Itaipava
15 a 31 de julho
Realização: SESC Rio
Instagram: @sescrio / @sescquitandinharj


4º ENCONTRO PETROPOLITANO DE VEÍCULOS DE COLEÇÃO
Rua Alfredo Pachá – Centro Histórico
16 e 17 de julho
Realização: Clube do Opala de Petrópolis

FESTIVAL DE INVERNO DE ITAIPAVA
Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes – Itaipava
17 de julho a partir das 16h – Thiaguinho e Pedro Sampaio
Realização: Doi2 Entretenimento
Instagram: @festivaldeinverno.itaipava

FESTIVAL AGROSERRA DA ROÇA AO PRATO
Praça de Secretário – Pedro do Rio
22 a 24 de julho
Realização: Instituto Caminho da Roça – ICR
Instagram: @festivalagroserra

ECOBRECHÓ PARK
Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes, Estrada União e Indústria, 10.000 - Itaipava
22 a 24 de julho
Realização: Ana Carolina Lima Mayworm MEI
Instagram: @ecobrechopark

49ª FESTA DE SÃO CRISTOVÃO
Praça de Nogueira – Nogueira
22 a 25 de julho
Realização: Associação de Moradores e Amigos de Nogueira – AMAN

SERRA BUGS
Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes, Estrada União e Indústria, 10.000- Itaipava
05 a 07 de agosto
Realização: Serra Bugs
Instagram: @serra_bugs

BIERGARTEN 2022
Praça Visconde de Mauá
11 a 14 / 19 a 21 / 26 a 28 de agosto
Realização: Associação das Cervejarias Artesanais do Município de Petrópolis - ACAP

DEUSTSCHE PARTEI – Festa Alemã
Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes (área externa)
12 a 28 de agosto
Realização: Deguste Promoções e Eventos Ltda.

33ª BAUERNFEST – FESTA DO COLONO ALEMÃO
Palácio de Cristal, Praça da Liberdade, Praça Visconde de Mauá, dentre outros locais. 12 a 28 de agosto

Evento foi promovido pela Prefeitura em parceria com o Senado Federal

Petrópolis foi palco, na manhã desta sexta-feira (3), do primeiro evento das comemorações do Bicentenário da Independência do Brasil, com o lançamento do website “Itinerários Virtuais da Independência”. O evento aconteceu no auditório da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) e contou com a participação do prefeito Rubens Bomtempo; do governador Claudio Castro; do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco; e dos senadores Randolfe Rodrigues, Carlos Portinho e Jean-Paul Prates. Alunos da Escola Municipal Maria Campos da Silva também participaram do evento.

“É uma alegria saber desse envolvimento do parlamento, que assumiu a liderança nas comemorações pelo bicentenário. Essa história precisa ser recontada e precisamos saber como contar, pois ela precisa ser explicada de diversas formas para que, amanhã, possamos dizer que temos um país livre, soberano e independente; e que estamos construindo um legado que vai ficar para as próximas gerações”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

O website “Itinerários Virtuais da Independência” é produto em cooperação com o Projeto República da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A página apresenta histórias sobre o processo que conduziu à Independência do Brasil, a partir das diferenças regionais, diversidade de projetos, negociações e conflitos políticos e militares.

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco destacou que Petrópolis é uma cidade emblemática no que se refere à Independência do Brasil. “Assim que começaram as primeiras conversas sobre as celebrações do bicentenário logo pensamos em fazer o primeiro evento aqui em Petrópolis. Estamos na cidade de Pedro e Petrópolis faz parte na construção do Brasil”, ressaltou Pacheco.

A Comissão Especial Curadora do Senado Federal, que tem o senador Randolfe Rodrigues como presidente, é a responsável pelas celebrações do Bicentenário da Independência. “Não existe identidade sem história”, ressaltou o senador. “Nesta data de hoje celebramos a abertura das efemérides, das referências ao bicentenário da Independência. Esses 200 anos não podem ficar sem as referências a serem contadas para a construção da sociedade enquanto pátria, que não existe sem identidade. A formação de uma nação independente não foi uma obra à toa. Foi o resultado de um processo de luta para construir uma nação”, acrescentou Randolfe.

A comissão especial do Senado vem implantando ações voltadas para a data comemorativa que, terá o ponto alto no dia 8 de setembro, durante sessão no Congresso Nacional, em Brasília. “Não tem como olhar para frente sem resgatarmos o passado. É muito relevante para o Estado do Rio quando o Senado escolhe uma cidade como Petrópolis para representar o nosso país”, disse o governador Claudio Castro.

O website oferecerá recursos interativos, com ambientes de imersão, espaços de leitura, exibição de vídeos, iconografia, podcasts e documentos com o propósito de fornecer uma pluralidade de conteúdos históricos e culturais para difundir conhecimento e estimular o acesso do público não especializado à história da Independência do Brasil.

A historiadora e professora da UFMG Heloisa Starling foi quem apresentou o website. “É uma história muito rica e muito diferente do que estamos acostumados”, disse Heloisa durante a apresentação.

Festa do Colono acontece este ano em agosto

A Prefeitura, por meio do Instituto Municipal de Cultural (IMC) e da Secretaria de Turismo, inicia as licitações para a realização da XXXIII Bauernfest – Festa do Colono Alemão, que este ano acontece entre os dias 12 a 28 de agosto. Os pregões acontecem neste mês de junho e são para as contratações das empresas que ficarão responsáveis pela distribuição do salsichão, chope, atrações culturais e patrocínio. Também será realizada a licitação das barracas.

“Todas as secretarias envolvidas estão se preparando para realizar a Bauernfest. As obras no Palácio de Cristal estão quase prontas para receber a Bauer, que vai mostrar toda a nossa resiliência. A Festa do Colono Alemão é o nosso maior evento e estamos empenhados em promover uma grande festa”, comentou o prefeito Rubens Bomtempo.

Além das licitações para a realização da festa mais tradicional da cidade, a Prefeitura também vai abrir inscrições para o concurso da rainha e princesas da Bauer. O cadastramento deverá ser feito online e a eleição será no dia 25 de junho, com local ainda a ser definido.

“Vamos fazer uma festa muito bonita, com a cidade de braços abertos para moradores e turistas aproveitarem o melhor da Bauernfest. São muitos desafios para realizar a festa, mas todos estão empenhados na organização da nossa maior festa”, disse a secretária de Turismo, Diana Iliescu.

Solenidade com alunos da Escola Municipal Maria Campos da Silva acontece na UCP

Petrópolis foi escolhida pelo Senado Federal para receber o primeiro evento público das comemorações do Bicentenário da Independência. O lançamento do website “Itinerários Virtuais da Independência” da Comissão Curadora acontece nesta sexta-feira (3) no auditório da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) e contará com a participação de alunos da Escola Municipal Maria Campos da Silva. O evento é uma parceria da Prefeitura e do Senado Federal e terá a presença do prefeito Rubens Bomtempo; do governador Claudio Castro; do presidente do Senado Rodrigo Pacheco; dos senadores Randolfe Rodrigues, Carlos Portinho e Jean Paul Prates e do deputado federal Hugo Leal.

“A história de Petrópolis se junta com a da família imperial brasileira por esse motivo vários eventos pelo bicentenário vão acontecer aqui. É uma honra para nós estarmos promovendo o lançamento do website que será um instrumento de estudo dessa parte importante da nossa história pelos nossos alunos”, comentou o prefeito Rubens Bomtempo.

O website, que foi desenvolvido pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em parceria com o Senado Federal, é totalmente interativo e contando com diversos conteúdos multimídia onde serão indicadas as narrativas históricas sobre o processo que conduziu à Independência do Brasil. Após o lançamento, a ferramenta estará disponível no site do Senado para utilização em salas de aula e também como instrumento de pesquisa para toda a população.

“Cada dia mais usamos os meios tecnológicos dentro dos espaços escolares para projetos pedagógicos e desenvolvimento educacional dos alunos. Esse website vai proporcionar uma interação dos estudantes dentro das salas de aula”, disse a secretária de Educação Adriana de Paula.

O site abrigará animações em vídeo, fotos e documentos históricos, criando narrativas visuais atraentes, com linguagem acessível, vídeo aulas com produções inéditas com especialistas em temas relacionados à Independência do Brasil, além de conter podcasts que proporcionarão uma reflexão acerca do conhecimento histórico. O objetivo é estabelecer diálogos com públicos heterogêneos tanto do mundo acadêmico quanto do usuário interessado no processo da Independência e constituição do Estado brasileiro.

Proposta foi apresentada em reunião com o setor nesta terça-feira (31)

O Sebrae em parceria com a Prefeitura, por meio da Secretaria de Turismo (Turispetro), vai ofertar 50 vagas em cursos de capacitação para artesãos do município. A proposta foi apresentada nesta terça-feira (31) em reunião com o setor no Teatro Afonso Arinos, no Centro de Cultura Raul de Leoni. Durante o encontro, os profissionais também puderam expor suas demandas e dar sugestões sobre como se dará a efetivação do curso.

“O diálogo com diversos setores tem sido importante para conseguirmos ações conjuntas que melhorem a vida de todos os petropolitanos. Com o apoio do Sebrae, acreditamos que será possível auxiliar e muito o trabalho dos nossos artesãos”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

“Essa parceria com o Sebrae é importantíssima para os nossos artesãos. Os temas apresentados para as palestras de capacitação visam atender às demandas dos profissionais da cidade e, com esse alinhamento que tivemos com eles, creio que teremos os melhores resultados”, afirmou a secretária da Turispetro, Silvia Guedon.

A capacitação será realizada em duas trilhas. Na Trilha Museu Imperial, as palestras serão voltadas principalmente para o empreendedorismo feminino. Já a Trilha Palácio de Cristal, terá foco em marketing digital e divulgação dos produtos. Na reunião, a coordenadora da Região Serrana II do Sebrae, Claudia Pacheco, destacou a parceria com a Turispetro, principalmente após as chuvas.

“A gente não vinha com nenhum projeto local especificamente para esse setor. Depois das chuvas, olhando as áreas de economia criativa, pensamos em que tipo de ação, em parceria com o município, poderíamos promover para melhorar a ampliação de mercado, qualidade do produto e gerar renda para esse público que a gente sabe que precisa muito”, explicou.

A artesã Fátima Mendonça participou da reunião e elogiou a iniciativa. “É muito importante ter essa abertura e transparência que tivemos hoje com a reunião. Depois da pandemia e das chuvas, é necessário uma ação como essa de capacitação. Também fizemos um curso de atendimento em relação ao turismo e foi ótimo”, disse.

A reunião desta terça-feira contou com o apoio e presença da presidenta do Instituto Municipal de Cultura, Diana Iliescu. Representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico também participaram.

Premiação visa reconhecer e valorizar trabalhadores do audiovisual em Petrópolis

O Instituto Municipal de Cultura, por meio da Petrópolis Film Comission, inicia nesta quarta-feira (01) as inscrições para o Prêmio Argila, que visa reconhecer e valorizar os trabalhadores do setor audiovisual. Podem concorrer obras produzidas na cidade ou feitas por petropolitanos entre 2019 a 2021. Os interessados deverão preencher a ficha disponível no instagram @petropolisfilm até o dia 15 de junho.

“O setor audiovisual tem um potencial enorme para o desenvolvimento econômico de Petrópolis. Este prêmio visa estimular e valorizar a nossa produção local. Poderão participar obras de curta, média e longa metragem, série, websérie, gêneros ficção, documentário, animação, experimental, publicidade, videoclipe, audiovisual expandido, entre outros”, explicou a presidente do Instituto Municipal de Cultura, Diana Iliescu.

Das inscrições, 10 obras serão selecionadas e concorrerão entre si em quatro categorias, sendo Melhor Direção e Roteiro, Melhor Fotografia, Melhor Montagem e Melhor Filme. As três primeiras serão escolhidas por júri próprio da organização, já para a última haverá júri popular, através da contagem de likes no Youtube.

“Especialmente nos últimos 10 anos, notamos um aumento na produção de diretores petropolitanos e sua consequente participação em diversas atividades exibitivas, como cineclubes, mostras, festivais, fortalecendo a cadeia produtiva local e divulgando o nome da cidade pelo Brasil e pelo Mundo. O Prêmio Argila visa exibir e premiar esta nova safra de filmes petropolitanos, de forma a incentivar a produção local”, afirmou a gerente do Centro de Cultura e representante da Petrópolis Film Commission na realização do prêmio, Aline Castella.

O resultado da competição será divulgado no dia 3 de agosto, em cerimônia de premiação transmitida no canal do Youtube da Petrópolis Film Comission. Todos os 10 selecionados receberão um cachê de exibição e os vencedores nas quatro categorias, o troféu Argila. Em caso de dúvidas, o contato é feito pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Próximas edições

A premiação continuará a ser realizada anualmente. A partir de 2023, obras do ano anterior poderão concorrer. A cada edição, também haverá um homenageado, que tenha tido relevância e notório reconhecimento do audiovisual petropolitano. Em 2022, o escolhido foi o Acervo César Nunes, composto por mais de 1800 filmes realizados pelo jornalista César Nunes, dos quais 540 foram sobre Petrópolis.

Pagina 1 de 253