O Museu Casa de Santos Dumont reabre neste sábado (02.04) a partir das 10h. O espaço estava fechado para limpeza periódica.

“A Encantada”, como é conhecido a casa, foi residência de verão de Alberto Santos Dumont, Pai da Aviação. O museu conta com acervo de objetos, livros, cartas e mobiliário que pertenceram ao inventor, bem como o chuveiro e a escada de entrada, com degraus que só se pode acessar começando com o pé direito.

Serviço
Horário: 10h às 17h
Rua do Encanto, 22 – Centro
Ingresso: R$ 10,00 (inteira) / R$ 5,00 (meia)
Facilidades: Aceita dinheiro, cartões de crédito e débito
Crianças até 6 anos e maiores de 65 anos: acesso livre

Momento pós-chuva pede equilíbrio entre ações de reconstrução da cidade e planejamento para recuperação da economia

Petrópolis se prepara para um mês de abril de grande expectativa de movimentação turística e econômica. Com as secretarias municipais atuando na reconstrução da cidade, com obras de infraestrutura em andamento e as famílias vitimadas pela chuva sendo atendidas em suas diversas necessidades, o momento pede equilíbrio entre a urgência das ações de enfrentamento à crise e o planejamento pós-chuva. A estimativa de movimentação econômica com os eventos pode chegar a R$ 80 milhões.

“Precisamos agir paralelamente às outras ações para continuarmos mantendo os empregos e movimentando a economia da cidade”, pontua Marcelo Soares, secretário de Desenvolvimento Econômico.

O mês começa com as competições de Mountain Bike em Itaipava, na região do Vale do Cuiabá. A Copa Internacional Michelin acontece nos dias 1º,2 e 3 de abril. Já a da Copa do Mundo Mercedes-Benz será realizada de 7 a 10 de abril. A primeira competição vai receber os melhores ciclistas do mundo. De acordo com a organização mais de 800 atletas estão inscritos até o momento, sendo cerca de 100 estrangeiros, vindos de mais de 35 países. Com expectativa de movimentação econômica de cerca de R$20 milhões, o secretário de Desenvolvimento acredita que esta é ótima oportunidade de mostrar como a cidade é versátil e está apta para receber os eventos de diferentes segmentos.

“Os olhares do mundo esportivo estarão voltados para Petrópolis. Muitos atletas e visitantes virão para a competição. É uma oportunidade de mostrar nossa resiliência e capacidade de atender a eventos desse porte. Temos uma excelente rede hoteleira, segurança e infraestrutura adequadas”.

Na segunda quinzena do mês, o Festival Rock The Mountain realiza a sua sexta edição. Nos dias 16 e 17 de abril e 23 e 24 de abril, o Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes será palco de grandes shows. Segundo a organização, a movimentação econômica prevista para os quatro dias de evento, gira em torno de R$60 milhões. Para esta edição serão geradas 800 vagas de trabalho, sendo 80% formadas por petropolitanos.

“A realização desse Festival vem sendo acompanhada pela Comissão de Organização e Monitoramento de Eventos desde janeiro deste ano. Com uma programação de qualidade e uma ideologia sustentável, tem o perfil certo para ser realizado na cidade. Além de tudo isso, vai ocupar o Parque por quatro dias e gerar vagas temporárias de trabalho, ocupar a rede hoteleira e mostrar uma Petrópolis que está recomeçando”, pontua Silvia Guedon, secretária de Turismo.

A Prefeitura de Petrópolis marcou presença na Expo Rio Turismo, que aconteceu entre os dias 24 e 27 de março, com programação diversificada no Jockey Club, no Rio de Janeiro. O evento foi voltado para a valorização dos destinos turísticos do Estado.

A secretária de turismo de Petrópolis, Silvia Guedon, participou da Expo Rio Turismo, integrando uma roda de palestras dedicadas à Petrópolis, no domingo (27). A secretária participou ao lado do vereador e presidente da Câmara Municipal de Petrópolis, Hingo Hammes, do deputado federal Vinícius Farah, do presidente do Mercoserra, Luiz Fernando Gomes, do presidente da Associação dos Profissionais de Eventos, Rodrigo Paiva e do empresário Charles Rossi.

A secretária falou sobre a reativação do Comitê Gestor do Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes. “O Comitê está desenvolvendo um estatuto para nortear os eventos e ações que acontecem no espaço, “ explicou Silvia.

Ela também destacou as obras do Palácio de Cristal e a restauração do Theadro D. Pedro. “O Palácio de Cristal é um dos principais pontos turísticos do município e palco da nossa principal festa, que é a Bauernfest. Vamos avançar com a obra e recuperar o espaço para a festa. Também estamos retomando as obras de restauração e recuperação do Theatro D. Pedro. Vamos colocar Petrópolis de volta ao circuito teatral no país”, disse

Outro ponto destacado pela secretária de Turismo, foi a criação da Comissão de Organização e Monitoramento de Eventos. “A comissão foi criada para dar mais transparência aos processos de autorização de eventos”, explica.

Silvia Guedon também destacou que a Turispetro está trabalhando em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico para divulgar a cidade como destino para o turismo de negócios.

Alíquota de ICMS cai de 18% para 2%

Durante a rodada de palestras, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Vinícius Farah, anunciou que Petrópolis está sendo incluída no Regime de Tratamento Especial Tributário do Estado, que reduz de 18% para até 2% as alíquotas de ICMS.

O município de Petrópolis esteve representado em todos os espaços do evento. Um stand com informações turísticas, divulgava as diversas atrações culturais e de lazer da cidade.
A história de Petrópolis foi representada por dois atores caracterizados como Imperador Dom Pedro II e Princesa Isabel, que recebiam o público no evento.

O município também esteve representado através do Coral da Universidade Católica de Petrópolis, representantes de artesanatos locais e cervejarias artesanais, também estavam presentes.

Objetivo do município é aproveitar o momento para buscar apoio e criar conexões para o turismo

Começou nesta quinta-feira (24) a ExpoRio 2022, evento voltado para valorização dos destinos turísticos do Estado. Durante a abertura, o carinho dos participantes com Petrópolis foi materializado: os secretários municipais Diana Iliescu (Cultura); Silvia Guedon (Turismo) e Marcelo Soares (Desenvolvimento Econômico) foram ovacionados por representantes de outros municípios.

“O secretário estadual de turismo pediu aos participantes do encontro que todos se empenhassem para ajudar Petrópolis que precisa, nesse momento, de apoio para recomeçar. A cidade agradece essa onda de solidariedade que estamos acompanhando desde a primeira chuva em fevereiro. Agora é olhar para frente e reconstruir a cidade”, revela Silvia Guédon, secretária de Turismo.

Considerado o maior evento de turismo do Estado, a exposição reúne informações dos 92 municípios do Rio de Janeiro para uma troca de experiências e divulgação dos principais atrativos de cada região. Petrópolis fará parte do stand da Serra Verde Imperial e contará com parcerias com a Sociedade Civil organizada, apresentando o que há de melhor no município. “Trouxemos amostras de tudo que faz de Petrópolis um lugar especial. Artesanato, gastronomia, roteiros culturais, entre outros. Acreditamos que essa é uma ótima oportunidade de mostrar que a cidade é resiliente e vai se recuperar, principalmente contando com o turismo que movimenta mais de 50 setores econômicos do município e gera cerca de oito mil empregos”, pontua Marcelo Soares.

A ExpoRio Turismo 2022 segue até o próximo domingo (27). No último dia, a secretária municipal de turismo participa da mesa que terá como tema: “Petrópolis: a retomada da Cidade Imperial”.

“Sabemos que o momento agora é de assistência às famílias e reconstrução das vias e prevenção nas áreas de risco, mas não podemos deixar de aproveitar as oportunidades para pensarmos no pós-chuva. Temos que trabalhar em diferentes frentes com uma única motivação: fazer da cidade um local seguro e próspero. Olhando para o futuro e continuando a trabalhar uma das nossas bases econômicas, vamos nos reerguer”, finaliza Silvia.

Nesta quarta-feira (02.03) a presidente do Instituto Municipal de Cultura (IMC) Diana Iliescu se reuniu com os funcionários do Instituto e da Fundação de Cultura e Turismo para alinhamento de estratégias para a recuperação do Centro de Cultura Raul de Leoni, que foi afetado pelo temporal do dia 15 de fevereiro. Entre as ações está o levantamento dos processos que estavam tramitando na secretaria; inventário do que foi salvo para posterior recomposição do patrimônio e levantamento da documentação arquivada que foi perdida.

O andar térreo do Centro de Cultura Raul de Leoni foi tomado pela água e parte do acervo armazenado no local foi danificado. Além de livros, processos e documentos, o Instituto Municipal de Cultura perdeu mobiliário e equipamentos eletroeletrônicos.

“O momento agora é empatia pelas famílias que foram afetadas direta e indiretamente por esse triste episódio. Todas as secretarias municipais estão envolvidas no trabalho assistencial e de recuperação da cidade como um todo. Em paralelo a essas ações, nossa equipe vem trabalhando internamente para recuperarmos o que foi perdido aqui também”, explica Diana Iliescu, presidente do IMC. “Montamos uma força tarefa para fazer o levantamento de tudo que conseguimos salvar. Mesmo diante de um cenário de caos, nossas equipes tiraram alguns documentos da água e remanejaram os processos para o segundo andar”, pontua a presidente.

Recuperação do espaço e acervo da biblioteca

Como todo o primeiro andar do prédio que fica localizado na Praça da Águia, no Centro Histórico foi inundado, o IMC vai promover uma reconfiguração do espaço. “Vamos refazer a configuração das salas para otimizar o trabalho, dar mais conforto às equipes e garantir a segurança dos processos. Uma das ideias é realocar o local de arquivamento dos documentos para evitar possíveis inconvenientes futuramente”, pontua Diana.

Os livros atingidos pela água e lama também passarão por avaliação técnica. No dia 24 de fevereiro uma equipe do Arquivo Nacional esteve na cidade para apoio técnico sobre os procedimentos corretos para recuperação do acervo. “Nossas equipes foram orientadas sobre as ações de salvaguarda emergenciais e quais as etapas necessárias para o tratamento dos objetos que foram salvos da lama.

Representantes municipais indicaram as demandas necessárias para o pós-crise

Nesta quarta-feira (23.02), a Secretaria de Turismo de Petrópolis (Turispetro) e o Instituto Municipal de Cultura (IMC) receberam a visita de representantes do Ministério do Turismo, Embratur, Iphan e TurisRio para ciência dos danos que foram causados ao patrimônio artístico e cultural em Petrópolis. Entre os pontos visitados pelas autoridades estava o Palácio de Cristal, importante aparelho cultural do município.

“O Palácio é um ponto emblemático para petropolitanos e visitantes. É um local que faz parte da história e da memória de cada um. Precisamos, nesse momento, avaliar os danos e buscar recursos para finalizarmos a obra e devolver o local aos petropolitanos”, pontua Silvia Guedon, secretária da Turispetro.

Os representantes dos órgãos oficiais foram sinalizados da necessidade municipal para auxiliar o setor turístico que movimenta outros 53 setores da economia local.

“Qualquer intervenção nos aparelhos culturais tombados deve ser autorizada pelos órgãos que preservam o conjunto arquitetônico. A vinda deles aqui permitiu uma visão mais de perto o que foi afetado e se sensibilizem para juntos revertermos essa situação”, enfatiza Diana Iliescu, presidente do IMC.

Um levantamento feito pelo IMC apontou que dos imóveis administrados pela Prefeitura o que sofreu mais danos ao acervo foi o Centro de Cultura Raul de Leoni. Alguns livros, incluindo exemplares em braile ficaram na área alagada. Eletroeletrônicos, móveis e alguns documentos também foram danificados. Diante do cenário de crise em que o município se encontra em consequência da chuva, as secretarias municipais agora se articulam e trabalham juntas para recuperação da cidade em suas diferentes frentes.

“Todos os secretários caminham juntos atuando cada um na sua área. É o momento de olhar para todos os lados e agir. Assistência Social prestando atendimento às famílias afetadas diretamente, Fazenda organizando recursos e a Cultura e Turismo pensando no pós-tragédia”, destaca Thiago Damaceno, coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica.

O grupo acessou os jardins do Palácio de Cristal que ficaram alagados na terça-feira (15.02). A parte interna da estrutura também foi atingida pela água, mas não apresentou dano aparente. A presidente do Instituto do Patrimônio e Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Larissa Peixoto, sinalizou que “entende e se solidariza com a situação de Petrópolis”. O diretor do escritório local da instituição, Thiago Fonseca, pontuou que “o Iphan atua na preservação da história local e vai trabalhar em harmonia com o governo municipal em benefício do patrimônio arquitetônico e cultural da cidade.”

O processo de planejamento da Bauernfest, a tradicional Festa do Colono Alemão, foi pauta da primeira reunião entre as gestoras do turismo e da cultura do município e representantes do segmento germânico. Considerado o maior evento de Petrópolis, a 33ª edição está prevista para acontecer no mês de junho, de forma presencial – desde que as condições sanitárias permitam a realização do evento.

Durante o encontro, que aconteceu nesta semana, na Casa dos Conselhos, foram discutidos temas como a organização, a estrutura da festa, e a importância da preservação da memória histórica através das manifestações culturais apresentadas na Bauernfest.

“A tradição germânica é uma marca da cidade, um diferencial que atrai e encanta os nossos turistas e moradores, fomentando o setor turístico, que é fundamental para o desenvolvimento da cidade”, destaca a secretária de Turismo, Silvia Guedon.

A festa, inspirada pela influência germânica, prevista para acontecer de forma presencial no mês de junho de 2022, traz em sua programação a apresentação de grupos de danças folclóricas, atividades culturais, corais, bandas tradicionais, comidas e bebidas típicas, que resgatam as tradições dos colonizadores.

"É muito importante garantirmos os pagamentos de artistas e fornecedores da festa, para que a Bauern seja boa para todos que participam.” disse a secretária de Cultura, Diana Iliescu.
A tradição e o resgate da cultura germânica são pontos importantes defendidos pelo Clube 29 de Junho. “Estamos juntos com a Prefeitura para garantir que seja mantida a tradição desta cultura”, frisou a presidente do Clube, Marco Antônio Kling.

A reunião teve a presença da diretora-presidente do Instituto Municipal de Cultura (IMC), Diana Iliescu e equipe; da diretora-presidente da Turispetro, Silvia Guedon e equipe; do presidente do Clube 29 de junho, Marco Antônio Kling; Flávio Fiuza, do Instituto Bingen e Marcos Carneiro, presidente da AGFAP.

Primeiro grupo a receber o treinamento é composto por recepcionistas e gerentes de meios de hospedagem

A Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Turismo, deu início nesta segunda-feira (7) ao Qualifica Turismo, vertente do Programa de Sensibilização Turística, com o objetivo de aperfeiçoar o trade do setor para o “bem receber”. Serão três encontros mensais dirigidos a profissionais que atuam direta e indiretamente em turismo no município, como servidores públicos, funcionários de empreendimentos turísticos, do comércio, serviços e profissionais autônomos.

Os primeiros a receberem o treinamento foram os recepcionistas e gerentes de meios de hospedagem. A turma de 21 profissionais vai se reunir nas próximas segundas-feiras e receberá conteúdos pertinentes ao funcionamento do setor no município, rotas que podem ser exploradas, além de entender como é possível receber esse turista e estimular sua permanência na cidade. “A ideia é sensibilizar os atores envolvidos para que juntos criemos uma rede de acolhimento a esse visitante”, explica Dalva de Oliveira Ribeiro, assessora da promoção Turística da Turipetro.

Em Petrópolis, o turismo interfere em 53 setores econômicos. Uma cadeia produtiva que gera empregos e renda local. Entre os desafios elencados durante o encontro estão o de provocar um sentimento de pertencimento e comprometimento do petropolitano para receber o turista.

Bruno Máximo é recepcionista em um hotel do Quitandinha e fez questão de participar da capacitação. “Assim que eu soube do treinamento eu me interessei. É uma oportunidade de obter mais informações sobre o que acontece na cidade e o que Petrópolis tem a oferecer para o visitante. E conhecimento é sempre bom, não é? O objetivo é melhorar o meu atendimento depois repassar esse conteúdo para a equipe do hotel”, destacou.

A diretora de turismo e eventos da Secretaria de Turismo, Evany Noel, destacou que Petrópolis já é um destino consolidado e que tem inúmeras potencialidades. “São muitos desafios e por isso o Programa de Sensibilização é tão importante. Queremos estimular a população e os diferentes setores a pensar o turismo como algo de todos e assim promover nossa cidade”, pontua.

A próxima edição do Qualifica Turismo de 2022 será realizada nos dias 07, 14 e 21 de março para controladores do estacionamento rotativo.A capacitação é gratuita e ao final das atividades é concedido Certificado de Participação. Todas as normas sanitárias estão sendo seguidas.

Intervenções artísticas tomaram a cidade e lembraram a população sobre a importância de usar máscaras, álcool em gel e completar o esquema vacinal

Com criatividade e responsabilidade, artistas percorreram pontos do Centro nesta sexta (4) para chamar a atenção dos petropolitanos sobre a importância dos cuidados contra a covid-19. As ações fazem parte da campanha idealizada pela Prefeitura de Petrópolis para despertar um sentimento de cuidado coletivo no combate ao vírus.

“Estas atividades são um reforço para sensibilizar a população sobre a importância dos cuidados contra o coronavírus. Todos nós queremos ter a liberdade de antes e voltar às atividades normalmente. Mas isso só será possível quando a pandemia for controlada. Até lá devemos fazer a nossa parte para evitar a disseminação da covid. É a população e o poder público juntos contra a crise sanitária”, reforça o prefeito Rubens Bomtempo.

A campanha usa linguagem leve e direta. O apelo é sensibilizar para motivar cada um a manter os hábitos que evitam a propagação do vírus. Com frases como “Eu quero sair da pandemia, por isso me vacino”, “Eu quero sair da pandemia por isso uso máscara”, ou ainda “Eu quero sair da pandemia por isso uso álcool em gel”, foi pensado um apelo gráfico para alcance do público em diferentes pontos da cidade.

Os grupos de artistas elaboraram performances criativas para criar o chamariz necessário para a abordagem das equipes de políticas públicas da Secretaria de Saúde que tiravam dúvidas pertinentes à covid e conscientizavam sobre as medidas de higiene e cuidado pessoal. Na Praça Dom Pedro, no centro, a coreógrafa Sulamita Costa, o dançarino e Hip-Hop, Vinicius Francisco de Souza e a atriz, Soninha Maracanã se apresentaram para o público.

Entre as pessoas que foram conquistadas pela performance estava a senhora Ana Beatriz e a afilhada de oito anos. Ela parabenizou a campanha e reforçou que todos devem seguir os protocolos e se protegerem. “Na minha casa todo mundo se vacinou. Eu continuo usando álcool em gel e evito lugares muito cheios. É o melhor que podemos fazer até tudo isso passar”, disse.

A campanha já está no ar nas redes sociais da Prefeitura (@petropolis_pmp) e ocupa diversos espaços pela cidade. Os artistas percorrerão o centro e distritos pelos próximos dias junto com as equipes de panfletagem. “Essa campanha mostra a união dos setores do governo municipal com um objetivo comum que é o bem-estar da população. A Cultura e a Saúde estão juntas nessa ação tão essencial nesse momento”, destacou a presidente do Instituto Municipal de Cultura, Diana Iliescu.

Comissão atuará em eventos públicos e cidade que acontecem na cidade

Petrópolis já conta com uma comissão permanente para organizar e monitorar os eventos públicos e privados que acontecem em Petrópolis ao longo do ano. A proposta é que os diferentes atores envolvidos com os eventos participem da comissão, para garantir o sucesso dos eventos, sem que haja impactos negativos na mobilidade urbana, na limpeza única e na saúde pública.

A Comissão de Organização e Monitoramento de Eventos foi criada pela Prefeitura, neste início de governo, será coordenada pela Turispetro e se reunirá a cada 15 dias. A primeira reunião foi realizada na manhã desta terça-feira (4), na sede do Turispetro, na Avenida Koeler.

“A proposta é que os eventos sempre tenham uma organização, com impacto negativo em nada para a cidade, seja no trânsito ou na limpeza urbana. Para que a população não sofra com esses eventos que trazem muitos benefícios para a cidade, para o turismo e para a geração de emprego e renda. A Secretaria de Saúde, por exemplo, sempre estará muito presente, por conta da nossa preocupação com a pandemia. Assim, com antecedência e planejamento, nós profissionalizamos os eventos. Os guias de turismo poderão trabalhar melhor esses eventos”, disse a secretária da Turispetro, Silvia Guedon.

Na primeira reunião, entre os participantes, estavam os secretários municipais Paulo Roberto Patuléa (Fazenda), Marcelo Soares (Desenvolvimento Econômico), Miguel Barreto (Procuradoria-Geral) e Diana Iliescu (Instituto Municipal de Cultura). Também participaram representantes da Secretaria de Saúde e da CPTrans.


Pagina 2 de 252