A Expo Petrópolis, feira de negócios para empresas e profissionais do município, voltará a ser realizada pela Prefeitura em 2023, no Sesc Quitandinha.

A Prefeitura e o Sebrae Rio (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Rio de Janeiro) iniciaram uma parceria para fortalecer a economia da cidade. A primeira reunião foi realizada na última semana, na sede da Prefeitura (na Avenida Koeler). O objetivo é que município e a entidade construam juntos políticas públicas com atenção especial ao micro e ao pequeno empresário.

O prefeito Rubens Bomtempo participou do encontro. Os principais temas debatidos foram: as compras governamentais, a desburocratização e a digitalização das ações do município.

"A pauta que o Sebrae Rio trouxe é a nossa pauta. Temos objetivos em comum. Entendemos a importância do micro e do pequeno empresário para a recuperação econômica da nossa cidade, para a reconstrução de Petrópolis", disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Também participaram da reunião três secretários de governo: Paulo Roberto Patuléa (Fazenda), Marcelo Soares (Desenvolvimento Econômico) e Silvia Guedon (Turispetro).

"Apresentamos um portfólio de soluções, produtos, projetos e programas do Sebrae-RJ. Botamos ênfase em algumas questões que achamos muito importantes para revitalizar a economia do município. Por exemplo, as compras governamentais, sobretudo privilegiando as compras dos produtores e dos fornecedores locais. Fomos muito bem recebidos, criamos uma agenda de trabalho em comum e agora vamos desenvolver, detalhar as ações que vamos empreender em conjunto", disse o gerente de Políticas Públicas do Sebrae Rio, Tito Ryff.

Evento foi realizado pela Rio2c em parceria com a Prefeitura, por meio da Petrópolis Film Commission

Profissionais e estudantes de audiovisual se reuniram nesta quarta-feira (25) no Centro de Cultura Raul de Leoni para o “Jornadas Criativas'', evento que busca fomentar a indústria criativa, mapear talentos e capacitar empresas e profissionais para atuarem no mercado audiovisual. O encontro é realizado pela Rio2c em parceria com a Prefeitura, por meio da Petrópolis Film Commission do Instituto Municipal de Cultura (IMC).

“Essa parceria com a Rio2C é muito enriquecedora para a cultura da cidade. A partir do ‘Jornadas’, levaremos um projeto de Petrópolis para a Rio2C 2023, que ocorre no Rio de Janeiro e é um dos maiores eventos de criatividade da América Latina. Uma ótima oportunidade para os nossos profissionais”, explicou a presidenta do IMC, Diana Iliescu.

Foram mais de 15 empresas participantes, entre plataformas de streaming, distribuidoras e produtoras. Profissionais renomados do mercado audiovisual também participaram, com palestras sobre o setor para os participantes do evento.

O secretário executivo da Petrópolis Film Commission, Leonardo Cerqueira, destacou o desenvolvimento para a cidade trazidas a partir do audiovisual. “Uma forma de fazer isso é ter mão de obra especializada capaz de oferecer para essas produções, para que não precisem trazer profissionais de fora. Para isso, precisamos capacitar”, explicou.

Estudantes do Ensino Médio Integrado do Colégio Estadual Dom Pedro II também participaram. “Essa geração vai denominar o audiovisual em breve e é um enigma para a minha, que está aí há pouco mais de 20 anos nesse mercado. Aqui teremos a oportunidade de ouvir a geração Z”, disse a executiva de audiovisual e coordenadora de curadoria do Rio2c, Ana Cecília Springefeldt.

A professora Elaine Mayworm acompanhou os alunos e destacou a importância desta participação. “Acho que é uma grande chance depois desses dois anos de ensino online e pandemia, de voltarem a entender o que é o mercado audiovisual”, afirmou. Da mesma forma, a estudante Laura Barbosa, de 17 anos, também chegou com boas expectativas. “Eu acho uma experiência muito positiva e divertida ao mesmo tempo”, disse.

Prefeito anuncia retomada do Comcidade, fórum permanente de debate sobre o município

União entre poder público e setor produtivo para retomar a economia de Petrópolis: este foi o tom de uma grande reunião entre a equipe do governo municipal e representantes de diversos setores da sociedade civil organizada. Empresários de tecnologia, comércio, turismo e construção civil estiveram no evento, que aconteceu no Parque Tecnológico da Região Serrana, o Serratec.

O prefeito Rubens Bomtempo reforçou o esforço da gestão municipal em apoiar a ampla cadeia de segmentos e discutir ações para retomada e aceleração da economia do município. “Nosso objetivo é alinhar um plano de desenvolvimento integrado e buscar soluções para acelerar a retomada econômica da cidade”, disse Bomtempo.

Retomada do Comcidade

Durante o encontro, a Prefeitura destacou a importância da retomada do Conselho Municipal da Cidade (Comcidade).

“É importante reativar o Comcidade para ouvir as necessidades de cada segmento, buscar soluções integradas e gerar desdobramentos, promovendo diversos encontros futuros. Não existe uma solução individual, a única solução é coletiva", destacou Bomtempo.

O secretário de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa, destacou que a união de todos para reconstruir Petrópolis, foi destacado em todas as palestras e diálogos durante o encontro.

“Precisamos pensar juntos em soluções que possam alavancar a economia da cidade como um todo”, ressaltou o secretário de Desenvolvimento Econômico do município, Marcelo Soares.

O presidente do Serratec, Guilherme Alves, destacou que o encontro colocou na mesa de diálogo diversos setores. "Foi muito legal ver essa representatividade, ver a união que esse evento está gerando, tirar essa desconfiança que o poder público não está fazendo e poder contribuir também”, disse.

O preisdente do Sicomércio, Marcelo Fiorini, ressaltou a importância do contato entre sociedade civil e poder público. "A cidade sofreu muito, as consequências vão ser longas. Estamos sentindo a ausência dos visitantes, dos compradores, e a economia só vai se recuperar quando essas pessoas voltarem a frequentar Petrópolis. É importante ter esse canal de diálogo com a prefeitura e com a sociedade civil, pra que a gente possa rapidamente fazer com que a cidade esteja preparada o mais rápido possível”, destacou.

O evento foi importante por trazer as informações sobre as ações do município, segundo o representante regional da Associação Brasileira da Indústria de Hoteis, Guilherme Lacombe. "É muito importante a sociedade civil ter um norte, saber o que está acontecendo e ter essa integração e aproximação com a prefeitura”, destacou.

O espírito de união também foi destacado por Henrique Motter, que representou o Sindicato de Hotelaria, Bares e Restaurantes. “Foi uma reunião muito profícua, com líderes de vários setores. Eu achei muito importante a união das pessoas que tomam decisão, pra que elas possam quebrar barreiras, para que Petrópolis possa ficar mais forte a partir desse momento. A palavra final, é união!”, exclamou.

O Petrópolis Convention & Visitors Bureau (PC&VB) também se colocou à disposição para apoiar o município. O presidente, Fabiano Barros, pontuou a necessidade de ter a cidade de volta, limpa e organizada com celeridade. Ainda ressaltou a importância do poder público ajudar a consolidar e atrair mais eventos como o Rock the Mountain e as copas de Mountain Bike, que foram conduzidas pela iniciativa privada no momento em que a cidade tanto precisa.

“Destaco a importância de reuniões de trabalho como esta. Fundamental esta integração e nosso anseio é que se torne uma rotina no setor de Turismo esta ampla discussão que nos possibilita traçar metas e objetivos para alavancar o setor”, pontuou Fabiano Barros, presidente do PC&VB.

Proposta é discutir as demandas do setor, para fomentar o turismo, o desenvolvimento econômico e a cultura da cidade

A Prefeitura criou mais um espaço de diálogo e participação popular voltado para o turismo, o desenvolvimento econômico e a cultura de Petrópolis: a cada 15 dias, secretários de governo se reunirão com representantes das cervejarias artesanais da cidade. A proposta é aproximar o poder público do setor, identificando as principais demandas e buscando novas formas de fomento dessas cervejarias.

A primeira reunião foi realizada nesta semana na Casa dos Conselhos. Três secretários de governo participaram: Marcelo Soares (Desenvolvimento Econômico), Silvia Guedon (Turismo) e Diana Iliescu (Cultura). Da parte dos cervejeiros, participaram o presidente da Associação das Microcervejarias de Petrópolis, Leandro Leal, e o diretor de Eventos da associação, Bruno da Silva.

"As cervejarias artesanais de Petrópolis vêm ganhando cada vez mais importância para Petrópolis, contribuindo para o nosso desenvolvimento econômico, para o turismo e para a cultura da cidade. Petrópolis precisa dessas cervejarias, e o setor precisa do poder público. Então, essas reuniões aproximarão as duas pontas, para buscar formar de fomentar ainda mais esse setor", disse o secretário Marcelo Soares.

Na pauta da primeira reunião, a Bauernfest e o Biergarten (evento organizado pela associação). A associação defendeu que esses sejam realizados neste ano.

Para os representantes da associação, a proposta de ter um canal permanente de diálogo com a Prefeitura é positivo.

"Não tem como não associar as cervejas de Petrópolis com o turismo e o desenvolvimento econômico. Então ter a oportunidade, com essa periodicidade quinzenal, de sentar e conversar com três secretários de governo simultaneamente é sensacional. Mantém um canal aberto que nós pleiteamos há bastante tempo. E nesta primeira reunião, avançamos bastante. Chegamos com muitos medos e dúvidas, mas nós estamos saindo daqui com várias certezas", disse o presidente Leandro Leal.

"É muito válido nós termos esse contato com o poder público, estar mais perto. Agora montamos essa agenda de 15 em 15 dias. E isso é importantíssimo, até para que a gente possa atender às demanda do setor. Hoje nós temos uma direção", disse o diretor Bruno.

Secretários vão acompanhar os processos através de um grupo de trabalho

Nesta terça-feira (22.03) os secretários municipais, Marcelo Soares do Desenvolvimento Econômico, Silvia Guedon da Turispetro e Paulo Roberto Patuléa, da Fazenda se reuniram com os diretores da Agência Estadual de Fomento (AgeRio) para pedir celeridade na liberação das linhas de crédito solicitadas pelos empresários afetados pela chuva de fevereiro.

“Recebemos informações de que os pedidos ainda não tinham sido atendidos. E esse momento é extremo, temos que ter respostas rápidas para auxiliar o empresariado local. Eles são essenciais para a economia da cidade, gerando empregos e fazendo o dinheiro circular”, pontua o prefeito Rubens Bomtempo.

O foco do encontro foi a demora na liberação dos valores solicitados pelos empresários. Segundo Marcelo Soares, a ideia é que o município acompanhe os processos através de um grupo de trabalho para garantir que o crédito seja efetuado. “Tivemos uma ótima recepção na AgeRio e nos explicaram que a demora aconteceu devido a demanda excessiva de pedidos. Segundo eles, isso foi resolvido e as liberações começaram a ser feitas. Nesta quarta, cerca de 100 pedidos foram liberados”, explica.

Na semana seguinte à chuva, a Prefeitura desenvolveu um formulário para que os empresários afetados informassem seus prejuízos. Até o momento, 200 cadastros foram preenchidos e servirão de base para que as cobranças à AgeRio sejam feitas. “Esse material vai permitir traçar um recorte do que aconteceu ao empresariado local e principalmente cobrar da Agência uma solução efetiva na liberação dos recursos”, pontua Marcelo.

Encontro com lideranças empresariais e grupo de trabalho para acompanhar a liberação dos créditos

A pedido da Prefeitura, a AgeRio liberou uma linha de crédito emergencial para auxílio aos empresários e empreendedores de Petrópolis. Foram destinados R$200 milhões em crédito, com taxas diferenciadas para o empresariado local que foi afetado pelas chuvas. Até esta quarta-feira, 750 contratos estavam aprovados. Diante da dificuldade de liberação dos recursos, os secretários municipais montaram um grupo de trabalho que vai acompanhar os processos e repassar as informações em reuniões com lideranças dos segmentos afetados. “O setor de bens e serviços é um dos setores mais importantes da economia local. E precisamos garantir esse fôlego. Por isso vamos acompanhar de perto a evolução dos pedidos e manter a transparência da nossa gestão”, reforça Marcelo.

Representantes de 17 segmentos econômicos de Petrópolis participaram de uma reunião on-line com os secretários nesta quarta-feira (23). As informações foram repassadas e uma linha de trabalho foi criada para solução dos problemas. “Nossa intenção com esse grupo de trabalho é identificar os obstáculos e possíveis gargalos que estejam dificultando a liberação desses créditos e resolver os problemas”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico.

O prefeito interino e os secretários de Educação e de Desenvolvimento Econômico participaram nesta terça-feira (7), da 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que acontece em Brasília. Durante a visita, foi apresentado ao ministro de Ciência e Tecnologia um projeto de tecnologia para a rede municipal de ensino – o Educa + Tech. Também estava presente a coordenadora Especial de Articulação Institucional.

"Petrópolis tem uma grande vocação tecnológica. Temos na cidade um ambiente extremamente favorável ao setor, com importantes centros de formação, pesquisa e desenvolvimento", lembrou o governo interino, citando o Cefet, a Faeterj, o Serratec, o LNCC e o apoio da Firjan. O SNCT é realizado desde 2004, anualmente, sob coordenação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI).

O secretário de Educação explica que o projeto Educa + Tech pretende levar o potencial de inovação educacional e tecnológica por meio de metodologias inovadoras de aprendizagem. “Viemos buscar recursos junto ao ministério para desenvolver esse projeto em escolas da rede municipal de ensino”, completou.

"Petrópolis tem tudo para se firmar como um dos principais polos tecnológicos do Estado e também do Brasil. Para isso, a inclusão da tecnologia na base da educação pública é essencial", frisou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico.

A SNCT conta com a colaboração e participação das secretarias estaduais e municipais de Educação, agências de fomento, espaços científico-culturais, instituições de ensino e pesquisa, sociedades científicas, escolas, órgãos governamentais, empresas de base tecnológica e entidades da sociedade civil. A finalidade da SNCT é mobilizar a população, em especial crianças e jovens, em torno de temas e atividades de ciência e tecnologia, valorizando a criatividade, a atitude científica e a inovação.

A SNCT também permite debater, estimular e realizar atividades de popularização da ciência, tecnologia e inovação, e desenvolver a cultura científica nas escolas, universidades, comunidades, museus, instituições científico-culturais e locais públicos, em todo o Brasil.

Petrópolis recebe nesta quinta-feira (25) oito palestrantes de renome nacional e internacional para o primeiro Petrópolis TechSummit 2021, que vai discutir a tecnologia para os novos desafios da sociedade. Será o maior evento do setor já realizado na Região Serrana, com início às 9h, com transmissão ao vivo pelo canal do Serratec no Youtube - https://bit.ly/SerratecOficial. O evento é realizado pela Prefeitura de Petrópolis e pelo Serratec - Parque Tecnológico da Região Serrana, com o apoio da Firjan.

Com o evento, o setor de tecnologia volta as atenções para Petrópolis. Na programação estão executivos e profissionais de grande expressão nacional e internacional de empresas como IBM, Amazon, Embraer, LNCC, entre outros, para um ciclo de palestras.

“Petrópolis se fortalece cada vez mais como um grande polo tecnológico no Estado do Rio e no Brasil. A cidade atraiu importantes investimentos neste setor nos últimos anos e forma mão de obra altamente qualificada a cada ano. Essa cadeia produtiva tem um potencial muito grande de expansão, não só no formato local, mas para toda Região Serrana. Temos espaços e ambiência para o crescimento de startups, incubadoras e diversos novos negócios ligados ao setor tecnológico. Universidades reconhecidas em todo o país também fortalecem esse cenário”, disse o governo interino, lembrando a criação da nova Lei de Incentivos Fiscais, que vai contribuir para atrair ainda mais negócios voltados à área de tecnologia.

Na programação do evento estão confirmadas as palestras do empresário e presidente do Serratec, Guilherme da Motta Alves, do chefe do Centro Tecnológico do Exército, General de Brigada Armando Ferreira; do coordenador do Parque Tecnológico de São José dos Campos, Paulo Giarola; da gerente regional de Serviços Tecnológicos da FIRJAN, Carla Giordano; do vice-presidente Executivo de Operações da EMBRAER, Luís Carlos Marinho; do diretor do Laboratório Nacional de Computação Cientifica (LNCC), Fábio Borges; do presidente da IBM América Latina, Antônio Martins e do gerente de Operações da Amazon, Marcelo Amaral.

A programação se estende das 9h às 17h. Para assistir, basta acessar https://bit.ly/SerratecOficial.

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico - Departamento de Ciência e Tecnologia, vai oferecer gratuitamente, a partir do dia 6 de setembro no Telecentro da Posse, um curso básico de informática. As inscrições estão abertas e podem ser feitas na sede do Telecentro, das 9h às 17h, localizada na Estrada União e Indústria, 32877, Posse.

O curso terá duração de três meses, com duas turmas de seis alunos cada. Uma vai funcionar no período da manhã, de 9h30 as 10h30 e outra a tarde, das 14h as 15h. O curso vai oferecer matérias como Introdução a Informática, Windows, Pacote Office e Internet.

“Esse curso é apenas o início. Vamos promover outros também em outras localidades”, antecipou o governo interino.

“Espero que os moradores da Posse possam aproveitar esse curso e façam suas inscrições. O Departamento de Ciência e Tecnologia está articulando mais ações como esta e vamos tentar atender a cidade como um todo com cursos, palestras e outras atividades que beneficiem a comunidade”, aponta o secretário de Desenvolvimento Econômico.

Qual empresário não gostaria de resolver todos as demandas relacionadas a abertura de um negócio ou investimento em um único espaço? Essa ideia está sendo elaborada em uma parceria dos governos municipal e estadual, com o Plano Municipal de Desenvolvimento Econômico que prevê, em sua futura concepção, a criação de um local especifico que irá englobar diversas secretárias municipais (Desenvolvimento Econômico, Obras, Meio Ambiente, Fazenda, Planejamento, entre outros), secretárias estaduais, além de entidades e instituições externas públicas e privadas, com objetivo de desburocratizar o trâmite para instalação de novos negócios e empreendimentos. O Espaço Empreendedor do governo municipal, com a possibilidade da criação deste local interativo, também será absorvido.

“O Plano Municipal de Desenvolvimento Econômico será uma ferramenta facilitadora para que os novos negócios possam ser instalados de forma mais rápida e com menos burocracia. Precisamos alavancar a geração de emprego, potencializar os segmentos, como a tecnologia, setor têxtil e de eventos corporativos, como tantos outros. Temos esse desafio e acredito que com muito trabalho vamos ter uma Petrópolis conectada com o desenvolvimento e o futuro", aponta o governo interino.

"A elaboração de um plano, com ações, metas e prazos bem definidos é fundamental para garantir entregas efetivas para a população fluminense", afirma o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico. "Como sempre diz o governador, Estado forte é aquele que tem interior forte. O Governo do Rio hoje tem trabalhado para fortalecer as regiões e os municípios como um todo, valorizando e incentivando a economia e os pequenos e médios empresários locais", reforça.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico do município a proposta para a criação desse espaço único, somado a nova lei de incentivo fiscal, vai proporcionar um ambiente positivo para que novos negócios se sintam atraídos a se fixarem na cidade. “Estamos trabalhando para criar frentes voltadas ao estimulo do desenvolvimento do município. Essa ideia, que está ainda em sua fase inicial, vai facilitar a vida dos empresários que estão interessados em trazer seus negócios para Petrópolis”, atesta.

Pagina 1 de 36