A entrega de 700 bolas de handebol a professores de 50 escolas da rede municipal de ensino foi iniciada hoje (22/11) durante evento realizado no Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio. As bolas foram doadas pelo Ministério do Esporte, a pedido do prefeito Rubens Bomtempo, durante um encontro com o secretário Nacional de Esportes de Alto Rendimento, Ricardo Leyser.

O material faz parte dos projetos do Governo Federal Pintando a Liberdade e Pintando a Cidadania e foi confeccionado por detentos de presídios de vários estados do país, com o intuito de reduzir as suas penas.

Ao todo, o município já recebeu mais de duas mil bolas e outros equipamentos que favorecem o fortalecimento da prática de esportes na cidade. “Nesse caso, ficamos ainda mais emocionados, pois as bolas foram fabricadas por presidiários e, irá contribuir para afastar muitos jovens da delinquência, como o uso de drogas”, disse o secretário de Esportes e Lazer, Renato Freixiela.

Durante o evento, o secretário de Esportes destacou o empenho do prefeito Rubens Bomtempo para trazer todo o material esportivo para Petrópolis. “Além das escolas, entidades que promovem a inclusão social através da prática de esportes também poderão ser beneficiadas. A Secretaria de Esportes está de portas abertas para atender a todos”, complementa o secretário.

Cerca de 100 pessoas, entre professores e alunos participaram do evento e, na ocasião, a subsecretária de Educação, Rosilene Ribeiro, salientou que a expectativa é a de que a doação do material esportivo traga bons frutos para os estudantes. “Esperamos que possa despertar o interesse pelos esportes, contribuindo ainda para a saúde física e mental dos alunos”, frisa a subsecretária.

Hoje, foram beneficiadas as Escolas Municipais Barros Franco, Monsenhor João de Deus, Rubens de Castro Bomtempo, Santa Maria Goretti e Liceu Municipal Cordolino Ambrósio. As outras 45 unidades escolares receberão o presente nos próximos dias.

A Copa das Comunidades de Futebol Soçaite 2013 terá sua grande final no próximo sábado, dia 23 de novembro. Os jogos acontecerão na quadra comunitária do Boa Vista, a partir das 10h. A Copa, que começou dia 21 de setembro, mobilizou 12 comunidades petropolitanas, totalizando 34 equipes e cerca de mil jovens, entre 12 e 17 anos, conta com as categorias Sub-13, Sub-15 e Sub-17.
Na categoria Sub-13, os times Independência e Boa Vista se enfrentam às 10h. Com um gol a mais de saldo, o Independência poderá vencer ou empatar. Já a equipe do Boa Vista precisa vencer. Na Sub-15, o Boa Vista enfrenta o time da Vila São José, às 10h40, também precisando apenas de um empate para ser campeão. O Vila São José, porém, precisará de uma vitória por mais de 3 gols para ser campeão. O independência, com três pontos ganhos, mais um gol negativo de saldo, fica no aguardo deste resultado. Por último, às 11h20, terá a definição do vencedor do Sub-17. Na disputa, o Araras joga pelo empate contra o time do Morin. Só uma vitória do Morin por mais de quatro gols de diferença possibilitará o título ao time.


Confira os resultados dos últimos jogos da Copa da Comunidade de Futebol Soçaite 2013:

Na sub-13, a equipe do Boa Vista confirmou o favoritismo e goleou o Morin por 5 x 0. Na Sub-15, a equipe do Boa Vista ganhou o Independência por 2 x 0. O Araras e o Taquara disputaram pela categoria Sub-17, com o placar de 4 x3 para o Araras.

O 49° Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups) chegou ao fim com um saldo muito positivo: participaram das competições mais de 1,6 mil estudantes-atletas, todos matriculados no ensino fundamental e médio das escolas da cidade. Organizado pela Secretaria de Esportes e Lazer, o torneio deste ano terminou nesta quinta-feira, no Esporte Clube Corrêas, com a partida de futebol masculino, disputada entre o Instituto São José e o Colégio José Bonifácio. O primeiro venceu por quatro a dois.

O Jeups 2013 envolveu mais de três mil alunos das 35 escolas participantes para o desfile de abertura - realizado no dia 25/10 – e para as torcidas organizadas. As modalidades esportivas apresentadas foram xadrez, tênis de mesa, atletismo, vôlei, handball, basquete, futsal e, a volta - depois de quatro anos - do judô, natação e futebol.

“Os jogos foram todos muito tranquilos. Tivemos o Jems, que foi uma boa preliminar para o Jeups. O sucesso de um garantiu o do outro e os dois arrasaram”, comemorou o secretário de Esportes e Lazer, Renato Freixiela.

O secretário destacou o trabalho dos profissionais de educação física, que para ele foi fundamental para o andamento dos jogos. “Todos esses professores e técnicos vão para os jogos com amor e isso é essencial”, afirmou.

Hoje foram definidos os campões de judô: Sub-13, Comac (masculino e feminino); Sub-15, Comac (masculino e feminino); Sub-17, Colégio São José (masculino) e Colégio Estadual Ruy Barbosa (feminino).

Já as finais dos jogos de salão foram realizadas nesta quinta-feira (13/11), no Esporte Clube Magnólia, no Bingen. Os placares foram: vôlei, Sub-15, EM Sérgio Ribeiro da Rocha (masculino); Sub-17, Colégio São José (feminino), Centro Educacional Itaipava (masculino); handebol, Sub-17, Centro Educacional Itaipava (feminino), Colégio Bom Jesus (masculino); futsal, Sub-13, Colégio Gunnar Vingren (feminino), Sub-15, Colégio Bom Jesus (feminino), EM Geraldo Ventura (masculino); Sub-17, Centro Educacional Itaipava (feminino), Instituto São José (masculino).

O Desafio Internacional entre Brasil e México vai movimentar o basquete em cadeira de rodas neste mês de novembro. A partida, marcada para o dia 23, às 11h, no ginásio da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), terá transmissão ao vivo pelo canal SporTV.  O evento, que conta com o apoio da Prefeitura de Petrópolis, tem o patrocínio da Unimed e Seguros Unimed e integra o projeto Atitude no Esporte, cujo objetivo é divulgar e dar visibilidade a esportes olímpicos e paraolímpicos.

Petrópolis foi escolhida para sediar o jogo devido ao sucesso da 10ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, realizada em outubro, que teve como tema Ciência, Saúde e Esporte e trouxe para a cidade muitos desafios e atletas paraolímpicos. “Ficamos contentes, pois estamos às vésperas da olimpíada e da paraolimpíada e o Desafio Internacional vai mostrar para todo o Brasil que nós temos estrutura para receber as delegações e promover jogos importantes”, comemorou o secretário de Ciência e Tecnologia, Airton Coelho.  

Para buscar a vitória, o Brasil entrará em quadra com uma equipe que mescla experiência e juventude. Entre os veteranos está o armador Everaldo Lima, de 40 anos, natural de Jaboatão dos Guararapes (PE), que começou a jogar basquete há 20 anos e disputou os Jogos Paraolímpicos de Pequim-08. Vítima de poliomielite na infância, Everaldo, que atualmente defende o Clube do Amigo dos Deficientes (CAD), de São José do Rio Preto (SP), espera um confronto equilibrado com os mexicanos.

“A partida deverá ser bem difícil, enjoada. O México conta com um grande time, é uma seleção com tradição na modalidade e está bem entrosada”, avalia Everaldo, que confessa ter tido medo quando começou a praticar a modalidade. “É um jogo de muito contato e as cadeiras de antigamente não davam estabilidade”, recorda-se o jogador.

Já o caçula santista Dwan Santos, de 20 anos, que nasceu com osteose espinha bífida, causada por má formação congênita, e chegou a ser avaliado por médicos americanos por ser uma doença pouco conhecida na época, quer fazer sua estreia em uma competição adulta. Devido à doença, usou carrinho de bebê para se deslocar até os 12 anos de idade, quando adotou a cadeira de rodas. O basquete bateu à sua porta somente há dois anos, após sua mudança para Goiânia, mas já rende títulos. Ele acaba de ser campeão da Copa América Sub-21, em Buenos Aires. Agora o ala-armador torce para ter uma boa oportunidade na seleção principal.

“É um período de renovação e tenho sido bem acolhido pelos companheiros”, diz Dwan, que tem como ídolo o canadense Patrick Anderson, melhor jogador de basquete adaptado do mundo. Com o segundo grau completo, quer fazer faculdade de Ciências da Computação ou Administração de Empresas.

“Sempre procurei ter uma vida normal e, ainda moleque, jogava bola na rua me apoiando nas mãos. A seleção adulta é mais um desafio”, diz.  

Brasil e México se enfrentaram pela última vez na Copa América adulta, disputada em agosto, na Colômbia. Na ocasião, logo no jogo de estreia, os brasileiros levaram a melhor e venceram por 79 a 76. No entanto, o México terminou a competição em terceiro lugar e garantiu a vaga para o Mundial da Turquia, em 2014. Já o Brasil, que ficou em quinto, aguarda um convite da Federação Internacional para disputar a competição do ano que vem. Apenas os quatro primeiros garantiram a vaga.


Outros eventos

Depois do Desafio Brasil x México no basquete em cadeira de rodas, outros eventos do projeto Atitude no Esporte estão programados em 2013: o Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade (olímpico e paraolímpico), de 28 de novembro a 1° de dezembro, na capital paulista; e, encerrando a programação, o Prêmio Atitude no Esporte, dia 16 de dezembro, no Rio de Janeiro, um reconhecimento ao desempenho dos atletas olímpicos e paraolímpicos na temporada.

Sábado é dia de futebol soçaite. Será realizado no Parque Cremerie, a partir das 10h, a partida que abrirá a última fase (Triangular Final) da Copa das Comunidades de Futebol Soçaite 2013, organizada pela Secretaria de Esportes e Lazer. Estão sendo disputados os troféus das categorias Sub-13, Sub-15 e Sub-17.  

Os jogos começaram dia 21 de setembro e mobilizaram 12 comunidades petropolitanas, totalizando 34 equipes e cerca de mil jovens, entre 12 e 17 anos.  A Copa objetiva promover a integração entre as comunidades e divulgar a importância da prática esportiva. Além das premiações de campeão, vice-campeão, terceiro lugar, melhor goleiro, artilheiro e atleta revelação, haverá a premiação para a torcida mais animada.

Os jogos de amanhã serão: Independência x Morin (Sub-13); Independência x Vila São José (Sub-15) e Taquara x Morin (Sub-17). No outro sábado (16/11), a quadra soçaite do Colégio Anglicano de Araras receberá os jogos Morin x Boa Vista (Sub-13); Independência x Boa Vista (Sub-15) e Taquara x Araras (Sub-17). Os últimos jogos (23/11), que serão realizados na quadra comunitária do Boa Vista, vão contar com: Boa Vista x Independência (Sub-13); Boa Vista x Vila São José (Sub-15) e Araras x Morin (Sub-17).   

Sábado, 26 Outubro 2013 - 11:01

Prefeitura realiza o 49º JEUPS

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer, realizará a partir de amanhã (25/10), o 49° Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups), quando acontecerá a cerimônia de abertura. O ginásio do Petropolitano Football Club (Av. Portugal, 187, Valparaíso) vai receber o evento, a partir das 10h, que contará com a presença do Secretário Renato Freixiela, a participação da banda Lucas e Israel, DJ e desfile de 35 escolas, totalizando cerca de 900 atletas. Além disso, haverá apresentação dos alunos da Academia de Dança de Salão Pedrinho Alves e integrantes da Associação Petropolitana de Deficientes Visuais.

O Jeups vai mobilizar cerca de 3 mil alunos até o dia 14/11, quando acontecerá o encerramento. São 1,6 mil estudantes competindo nas modalidades esportivas xadrez, tênis de mesa, atletismo, vôlei, handball, basquete, futsal e, a volta, depois de quatro anos, do judô, natação e futebol. Os participantes estão cursando o ensino fundamental e o médio, em escolas municipais, estaduais ou particulares, todas localizadas em Petrópolis.

As competições começarão na segunda-feira (28/10), na Fábrica do Saber, das 8h às 18h, onde acontecerão as partidas de basquete e vôlei.

Sexta, 25 Outubro 2013 - 12:16

Prefeitura realiza o 49° Jeups

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer, realizará a partir de amanhã (25/10), o 49° Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups), quando acontecerá a cerimônia de abertura. O ginásio do Petropolitano Football Club (Av. Portugal, 187, Valparaíso) vai receber o evento, a partir das 10h, que contará com a presença do Secretário Renato Freixiela, a participação da banda Lucas e Israel, DJ e desfile de 35 escolas, totalizando cerca de 900 atletas. Além disso, haverá apresentação dos alunos da Academia de Dança de Salão Pedrinho Alves e integrantes da Associação Petropolitana de Deficientes Visuais.

O Jeups vai mobilizar cerca de 3 mil alunos até o dia 14/11, quando acontecerá o encerramento. São 1,6 mil estudantes competindo nas modalidades esportivas xadrez, tênis de mesa, atletismo, vôlei, handball, basquete, futsal e, a volta, depois de quatro anos, do judô, natação e futebol. Os participantes estão cursando o ensino fundamental e o médio, em escolas municipais, estaduais ou particulares, todas localizadas em Petrópolis.    

As competições começarão na segunda-feira (28/10), na Fábrica do Saber, das 8h às 18h, onde acontecerão as partidas de basquete e vôlei.     

Futebol para cegos (Fut5), basquete e atletismo para cadeirantes, clínicas esportivas e presença de atletas paraolímpicos ícones em suas categorias. Foi dada a largada para a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia na cidade, hoje (22/10), às 9h, no ginásio da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), no Bingen. A abertura foi realizada pelo secretário de Ciência e Tecnologia, Airton Coelho.   

“É importante divulgar as soluções tecnológicas que podem ser utilizadas para realizar a inclusão social por meio do esporte”, disse o secretário, citando como exemplo o monitoramento, via computadores, de movimentos de atletas por meio de chips acoplados em seus uniformes e de photo finishing (um aparelho capaz de reproduzir a imagem da linha de chegada), entre outros, expostos no local.  

Para o evento foram montadas, pelo Instituto Superar, quatro clínicas esportivas no ginásio, no qual os participantes puderam praticar Fut 5, vôlei sentado, basquete em cadeira de rodas e atletismo. Alunos das escolas municipais e atletas de Petrópolis estiveram presentes, bem como as secretarias de Educação, por meio da Divisão de Educação Esportiva e do Departamento de Tecnologia Educacional e a de Esportes e Lazer, com a presença do secretário Renato Freixiela.  

A atleta paraolímpica Rosinha e o maratonista Lucas Prado (o cego mais rápido do mundo) foram algumas das participações especiais do evento. Rosinha, que fará uma palestra com o tema Superação, no Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), conta que teve que amputar a perna com 18 anos. “Ao invés de ficar triste, eu consegui superar, tive motivação e comecei a praticar esportes”, declara ela, que é recordista parapanamericana de lançamento de disco, dardo e arremesso de peso.

Lucas Prado, campeão mundial dos 100 e 200 metros, se autodenomina com orgulho o “cego mais rápido do mundo” e ressalta: “Temos que conscientizar os alunos, atletas e a sociedade em geral que o esporte é para todos. Se todos tiverem coragem e atitude, conseguiremos quebrar todas as barreiras que por vezes a sociedade nos coloca.”   

O evento também contou com um jogo de Fut5 com alunos das escolas municipais e atletas paraolímpicos. “Viemos com 50 alunos com deficiências intelectuais, sendo três com deficiência visual. Os que não têm deficiência visual jogaram Fut5 com os olhos vendados para ter a experiência”, explicou a professora de educação física da Escola Municipal Paulo Freire, Cristiana Soares.

Também apóiam o evento: Allen Esportes, Hand Talk, Instituto Superar, Universidade Católica de Petrópolis, FMP/Fase, Universidade Estácio de Sá, CEFET/RJ, FAETEC, Fiocruz, Zeiss, Casa da Ciência (da Universidade Federal do Rio de Janeiro), Ampla, CPTI Microsoft Innovation Center, Orage, Senai,  Centro de Competência em Engenharia de Software e Petrópolis Esporte Clube (PEC) - que cedeu o espaço para a realização do evento. 

Os alunos da Escola Municipal Hercília Moretti receberam, na tarde desta quinta-feira (10/10), a aula inaugural do korfebol nas Escolas. Elaborado pela Divisão Esportiva da Secretaria de Educação, o projeto visa divulgar o esporte holandês, que une homens e mulheres no mesmo time, nas escolas da rede. Responsável pelas aulas, o professor Leandro Azevedo afirma que esse é um passo importante para que o esporte passe a fazer parte dos próximos Jogos das Escolas Municipais (JEMS). “Petrópolis será a primeira cidade do Brasil a desenvolver o korfebol nas escolas”, comemora Leandro. As instituições que estiverem interessadas em participar do projeto podem enviar um e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .         

A Prefeitura e o Hospital Santa Teresa realizarão, neste domingo (06/10), no Parque Municipal de Petrópolis, em Itaipava, o 1° Dia do Coração – Feira de Saúde e Qualidade de Vida. O evento, que vai das 8h às 14h, tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre a importância dos cuidados com a saúde, alimentação e a prática de exercícios físicos para a prevenção de doenças.  

A feira vai contar com 18 tendas, que oferecerão serviços como aferição de pressão, avaliação nutricional e apresentação de alimentos funcionais (diets, lights e orgânicos). O dia também vai contar com muita atividade física, com aulas de jump, spinning e aeroboxe, Corrida Infantil Cross Country, 2º Caminhada melhor idade e 3º Corrida Adulto. São esperadas cerca de 600 pessoas. O patrocínio é da Águas do Imperador e X da Saúde.

O prefeito Rubens Bomtempo ressalta a importância da parceria com o Hospital Santa Teresa: “No que depender de mim, este será um evento que entrará para o nosso calendário anual, pois precisamos conscientizar a população sobre os cuidados com o coração”.  O prefeito, que também é médico, ressaltou que a maior parte das pessoas morre de doenças cardiovasculares porque não se previnem. “A atividade física regular e uma boa alimentação são regras básicas para quem quer manter um coração sadio", afirmou.

ATIVIDADES

Na ocasião, a Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) vai inaugurar dois brinquedos do parque infantil do local para crianças com deficiência: um carrossel e um balanço. A Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) vai comparecer com a campanha “Eu Respeito a Vida”, de conscientização sobre a importância de respeitar as leis de trânsito e a Secretaria de Saúde, com dicas de como se manter saudável. Já a Secretaria de Esportes e Lazer vai desenvolver atividades físicas para adultos e crianças, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável  distribui mudas de flores ornamentais e Educação levará o mundo dos livros com contação de histórias e atividades educativas. Durante todo o evento haverá recreação infantil com o grupo Tindolelê.  

De acordo com o Diretor Executivo do Hospital Santa Teresa, Vinícius de Oliveira, toda a programação do evento foi cuidadosamente estipulada para oferecer atividades para todas as idades. “Nós somos especialistas em tratar doenças, a nossa proposta agora é de mostrar para a população que a prevenção é a chave para se evitar ou amenizar muitas doenças. Assim que criamos o projeto, apresentamos ao Prefeito Rubens Bomtempo que imediatamente se envolveu e contribuiu para que crescesse e agregasse diversas atividades em benefício da saúde e bem-estar da população independente da idade”, declarou.