Mais de 300 bueiros foram limpos nesta terça-feira (03)

Nas primeiras horas do dia 1° de janeiro de 2023, equipes da Comdep já estavam nas ruas trabalhando em ações emergenciais para minimizar os transtornos causados pelas chuvas. As equipes da Companhia atuaram na desobstrução das vias, poda e remoção de árvores, raspagem e lavagem das ruas alagadas, além da vistoria e limpeza dos bueiros e bocas de lobo nos locais afetados por pontos de alagamentos e bolsões de água na cidade. Somente nesta terça-feira (03), mais de 300 bueiros foram limpos.

O primeiro acionamento aconteceu por volta das 4h da madrugada do primeiro dia do ano de 2023, quando equipes foram deslocadas para atuarem na limpeza e desobstrução da Rua Quissamã após o desabamento de um muro de propriedade particular.

Devido às chuvas que atingiram o município nesses primeiros dias no ano, a Comdep disponibilizou equipes para atuarem de forma emergencial, na raspagem e lavagem da Rua Coronel Veiga, da Estrada União Indústria e em Nogueira, onde foram registrados pontos de alagamentos.

Nesses locais, após uma vistoria, as equipes também atuaram fazendo a limpeza dos bueiros, bocas de lobo e galerias, com o objetivo de remover os detritos levados pelas águas pluviais, após a chuva para dentro desses equipamentos.


Limpeza do sistema de drenagem

Executados de forma permanente, o escoamento e a drenagem das águas pluviais são alvo de uma grande força-tarefa da Prefeitura. O trabalho de limpeza e desobstrução de bueiros e bocas de lobo para evitar inundações já alcançou a marca de 10 mil bueiros limpos.

As intervenções avançam em 35 pontos: Bingen, Centro, Corrêas, Nogueira, Quitandinha, Castelânea, Alto da Serra, Morin, Independência, Mosela, Caxambu, Vila Militar, Estrada da Saudade, Boa Vista, Valparaíso, Duchas, Quarteirão Brasileiro, Coronel Veiga, São Sebastião, Siméria, Cremerie, Retiro, Chácara Flora, Saldanha Marinho, Carangola, Floresta, Itamarati, Cascatinha, Quissamã, Provisória, Pedro do Rio, Vila Rica, Roseiral, Jardim Salvador e Samambaia.

 

A Prefeitura, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (COMDEP), montou uma grande força-tarefa para garantir o escoamento e a drenagem das águas pluviais no município. O trabalho de limpeza e desobstrução de bueiros e bocas de lobo para evitar inundações está avançando e já alcançou a marca de 10 mil bueiros limpos em 35 regiões.

Caminhões vacol, reforço nas equipes e retentores

Entre as medidas tomadas pela Prefeitura para intensificar a limpeza, estão a chegada de três caminhões vacol, contratados pela atual gestão, e aumento da força de trabalho. Além disso, a ação inclui alternativas para minimizar os impactos do período chuvoso, como a instalação de retentores de resíduos nos bueiros.

Essa medida teve inicio na Rua Coronel Veiga e se estendeu por todo o Centro Histórico. Com o retentor, os materiais descartados de forma irregular são contidos, e não mais arrastados para dentro dos rios e córregos. O dispositivo também facilita a limpeza, diminuindo o entupimento e prevenindo alagamentos. Ao todo, cerca de mil equipamentos já foram instalados nesse primeiro momento.

As intervenções avançam em 35 pontos: Bingen, Centro, Corrêas, Nogueira, Quitandinha, Castelânea, Alto da Serra, Morin, Independência, Mosela, Caxambu, Vila Militar, Estrada da Saudade, Boa Vista, Valparaíso, Duchas, Quarteirão Brasileiro, Coronel Veiga, São Sebastião, Siméria, Cremerie, Retiro, Chácara Flora, Saldanha Marinho, Carangola, Floresta, Itamarati, Cascatinha, Quissamã, Provisória, Pedro do Rio, Vila Rica, Roseiral, Jardim Salvador e Samambaia.

O prefeito Rubens Bomtempo ressaltou que essas ações reforçam o compromisso da gestão municipal em dar mais celeridade ao trabalho de prevenção e de cuidado com a cidade.

“Estamos trabalhando em várias frentes de trabalho para devolver e manter os sistemas de captação de águas funcionando adequadamente. Vamos manter equipes fazendo a manutenção de limpeza permanente em todo o município. As equipes também vão atuar sempre que ocorrer alguma chuva torrencial, porque as enxurradas levam terra e detritos para os bueiros. Além disso, a Secretaria de Obras vai fazer os reparos necessários e a substituição das tampas de bueiros danificadas. Todo o governo trabalha para que nossa cidade tenha um verão mais seguro”, destacou.

Ainda como medida preventiva, a Prefeitura está intensificando alguns serviços, como a poda de árvores e o desassoreamento dos rios e córregos, que está sendo realizado em conjunto com o Instituto Estadual do Ambiente (INEA). Pela primeira vez, dez frentes de trabalho atuam simultaneamente na dragagem dos rios no município.

 

O descarte irregular de entulho em área pública tem sido um dos principais desafios enfrentados pela Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep). Os pontos de despejo ilegal tem se multiplicado em calçadas, esquinas, terrenos baldios e praças da cidade. Em dez meses, a Comdep recolheu mais de 800 toneladas de materiais inservíveis descartados pela população. No período, a Companhia atendeu mais de 1,6 mil solicitações da população.

“É muito importante a participação da população na manutenção da limpeza da nossa cidade. Esses materiais quando descartados de forma irregular, além de gerar a proliferação de pragas urbanas, são vetores de doenças, e podem obstruir as bocas de lobo e entupir as galerias, acarretando problemas de saneamento e infraestrutura, como alagamentos e inundações. O problema é recorrente, o trabalho diário para atender a demanda é enorme. A limpeza é feita, mas assim que o maquinário vai embora, o despejo irregular acontece novamente”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo.

O presidente da Comdep, Cedenyr Vieira, ressalta que o problema é recorrente. “O nosso trabalho diário para atender a demanda é enorme. A limpeza é feita, mas assim que o maquinário vai embora, o despejo irregular acontece novamente. É importante que a população tenha consciência que o despejo de lixo, animais mortos, entulhos, ou quaisquer detritos ou resíduos sólidos no leito dos passeios, vias públicas, logradouros, rios, lagos, canais ou nas áreas particulares de terceiros é proibido e constitui infração, além de crime ambiental”, frisa Cedenyr Vieira, presidente da Comdep.

O Código de Posturas do município proíbe o despejo de entulho em ruas e calçadas. Quem for flagrado cometendo a irregularidade é intimado a fazer a remoção imediata e pode ser multado. A população pode apresentar denúncia da irregularidade pelo telefone da Comdep: 2292-9500.

Para fazer o descarte correto e gratuito, basta ligar para o telefone 2243-7822 para agendar atendimento pelo Disque Entulho. O programa faz recolhimento de até 20 sacos, com até 25kg.


Limpeza no sistema de drenagem também continua sendo realizado, com mais de sete mil bueiros e bocas de lobo limpos

A Prefeitura e o Instituo Estadual do Ambiente (Inea) seguem avançando na maior operação de dragagem dos rios na história de Petrópolis. Pela primeira vez, dez frentes de trabalho atuam simultaneamente no desassoreamento dos rios e córregos do município. Nesta quinta-feira (14), as equipes iniciaram a segunda fase da ação de desassoreamento no leito do rio na Rua Coronel Veiga – vale lembrar que, neste caso, o trabalho é complexo, por conta da calha estreita do rio e a tubulação existente.

A primeira fase da dragagem na Coronel Veiga aconteceu em maio, quando mais de 3 mil metros cúbicos de sedimentos foram removidos do leito do rio Quitandinha, possibilitando a passagem do curso natural da água. Agora, após a conclusão da obra de dois muros de contenção e um terceiro que está em fase de construção, o trabalho de dragagem continua com o objetivo de ampliar a calha do rio.

A expectativa é que mais de 73 mil metros cúbicos de sedimentos sejam retirados dos rios e córregos. Além da Rua Coronel Veiga, as intervenções avançam mais em nove pontos: Rua Bingen; Rua Galdino Pimentel, na Capela; Duarte da Silveira; Rua Padre Siqueira, altura do Palácio de Cristal; Quarteirão Italiano; Av. Barão do Rio Branco; Samambaia, na altura da Ponte Branca; Nogueira; e no Cascatinha, altura da Rua Bernardo de Vasconcelos.

A limpeza mecanizada dos rios foi iniciada em março, no trecho do Palácio de Cristal, entre as Avenidas Barão do Rio Branco e Piabanha.

O prefeito Rubens Bomtempo ressaltou que essas ações reforçam o compromisso da gestão municipal em dar mais celeridade ao trabalho de prevenção e de cuidado com a cidade.

“Estamos trabalhando em várias frentes de trabalho para devolver e manter os sistemas de captação de águas funcionando adequadamente. Após a chuva que caiu essa semana, observamos que as ações resultaram em um rápido escoamento das águas. O trabalho é complexo e demorado. Em alguns pontos é necessário que a dragagem seja feita em várias etapas, como na Rua Coronel Veiga. Seguimos trabalhando para que nossa cidade tenha um verão mais seguro. Por isso, estamos com força total, em conjunto com o Inea, para dragar toda a cidade”, disse o prefeito.

Mais de sete mil bueiros e bocas de lobo limpos

Paralelamente à dragagem, a força-tarefa para garantir a limpeza de bueiros e bocas de lobo também avança. Mais de 7 mil bueiros já foram limpos por equipes da Comdep, garantindo escoamento e drenagem das águas pluviais.

Entre as medidas tomadas pela Prefeitura, estão três caminhões vacol, contratados pela atual gestão, e aumento da força de trabalho. Além disso, a ação inclui alternativas para minimizar os impactos do período chuvoso, como a instalação de retentores de resíduos nos bueiros.

A medida preventiva tem como objetivo conter os materiais descartados de forma irregular nos retentores, não deixando que sejam arrastados para dentro dos rios e córregos. O dispositivo também facilita a limpeza, diminuindo o entupimento e prevenindo alagamentos. Ao todo, cerca de mil equipamentos estão sendo instalados nesse primeiro momento.

Com o objetivo de minimizar o impacto na mobilidade urbana, a Prefeitura, por meio da Companhia do Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), iniciou na noite desta segunda-feira (05), uma grande operação noturna de limpeza de bueiros e bocas de lobo no Centro Histórico. A ação faz parte da força-tarefa montada pela Prefeitura para garantir o escoamento e a drenagem das águas pluviais. Durante o primeiro dia de operação, mais de 260 bueiros e bocas de lobos foram limpos pelas equipes da Companhia.

A ação teve inicio na Rua do Imperador e se estendeu pelas ruas: Marechal Deodoro; Aureliano Coutinho; General Osório; Vila Macedo; Paulo Barbosa; Travessa Prudente Aguiar; Dr. Porciúncula; Irmãos D'Angelo; Rua 16 de Março; Monte Caseiros; Praça Oswaldo Cruz; Rua Sete de Abril; Rua Frei Rogério; Rua Roberto Silveira; Praça 14 Bis; Praça da Liberdade; Nelson de Sá Earp; Prof. Pinto Ferreira e Rodoviária.

O trabalho para evitar inundações continua na noite desta terça-feira (06) e madrugada desta quarta-feira (07).

Caminhões vacol, reforço nas equipes e retentores

Entre as medidas tomadas pela Prefeitura, estão a chegada de três caminhões vacol, contratados pela atual gestão, e aumento da força de trabalho. Além disso, a ação inclui alternativas para minimizar os impactos do período chuvoso, como a instalação de retentores de resíduos nos bueiros.

Com o equipamento, os materiais descartados de forma irregular são contidos, e não mais arrastados para dentro dos rios e córregos. O dispositivo também facilita a limpeza, diminuindo o entupimento e prevenindo alagamentos. Ao todo, cerca de mil equipamentos estão sendo instalados nesse primeiro momento.

O prefeito Rubens Bomtempo ressaltou que essas ações reforçam o compromisso da gestão municipal em dar mais celeridade ao trabalho de prevenção e de cuidado com a cidade.

“Estamos trabalhando em várias frentes de trabalho para devolver e manter os sistemas de captação de águas funcionando adequadamente. A Secretaria de Obras vai fazer os reparos necessários e a substituição das tampas de bueiros danificadas. Todo o governo trabalha para que nossa cidade tenha um verão mais seguro”, destacou.

Ainda como medida preventiva, a Prefeitura está intensificando alguns serviços, como a poda de árvores e o desassoreamento dos rios e córregos, que está sendo realizado em conjunto com o Instituto Estadual do Ambiente (INEA).

Mais de 3.700 bueiros foram limpos nos últimos 15 dias por equipes do município

A grande força-tarefa montada pela Prefeitura, por meio da Companhia do Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) para garantir o escoamento e a drenagem das águas pluviais já pode ser traduzido em números. O trabalho para evitar inundações já avançou em 15 regiões, com mais de 3,7 mil bueiros limpos nos últimos 15 dias.

Caminhões vacol, reforço nas equipes e retentores

Entre as medidas tomadas pela Prefeitura, estão a chega de três caminhões vacol, contratados pela atual gestão, e aumento da força de trabalho. Além disso, a ação inclui alternativas para minimizar os impactos do período chuvoso, como a instalação de retentores de resíduos nos bueiros.

Essa medida teve inicio na Rua Coronel Veiga e vai se entender por todo o Centro Histórico. Com o retentor, os materiais descartados de forma irregular são contidos, e não mais arrastados para dentro dos rios e córregos. O dispositivo também facilita a limpeza, diminuindo o entupimento e prevenindo alagamentos. Ao todo, cerca de mil equipamentos estão sendo instalados nesse primeiro momento.

Limpeza no sistema de drenagem chega ao Centro

A operação de limpeza do sistema de drenagem chega ao Centro Histórico na próxima semana, e será realizada no período noturno, com o objetivo de minimizar o impacto na mobilidade urbana.

Agora, as intervenções avançam em 15 pontos: Corrêas, Nogueira, Centro, Bingen, Quitandinha, Castelânea, Alto da Serra, Morin, Chacara Flora, Saldanha Marinho, Independência, Mosela, Caxambu, Coronel Veiga e Av. Barão do Rio Branco.

O prefeito Rubens Bomtempo ressaltou que essas ações reforçam o compromisso da gestão municipal em dar mais celeridade ao trabalho de prevenção e de cuidado com a cidade.

“Estamos trabalhando em várias frentes de trabalho para devolver e manter os sistemas de captação de águas funcionando adequadamente. A Secretaria de Obras vai fazer os reparos necessários e a substituição das tampas de bueiros danificadas. Todo o governo trabalha para que nossa cidade tenha um verão mais seguro”, destacou.

Ainda como medida preventiva, a Prefeitura está intensificando alguns serviços, como a poda de árvores e o desassoreamento dos rios e córregos, que está sendo realizado em conjunto com o Instituto Estadual do Ambiente (INEA).


Responsável pelo manejo arbóreo do município, a Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) segue realizando as operações de podas e supressões de árvores como trabalho preventivo. Na manhã deste domingo (27), a ação aconteceu na Praça Dom Pedro, onde após avaliação técnica, elaborada previamente pela Secretaria de Meio Ambiente, foi identificado estado fitossanitário ruim de alguns dos indivíduos arbóreos que compõem a Praça, com ataques de brocas, cupins e estranguladora, além do risco de queda.

“Levamos em consideração as condições das árvores que podem gerar acidentes nas áreas onde há grande circulação de pessoas e veículos. Nosso objetivo é eliminar o cenário de risco. Por meio do georreferenciamento estamos mapeando de forma mais eficiente nossa área verde, como a localização, situação física, idade e outros dados que vem se tornando imprescindíveis para melhorar a eficiência da administração pública no manejo da floresta urbana. Com isso, vamos diminuir as situações de conflito das árvores com elementos urbanos, e evitar a erradicação”, destacou o Prefeito Rubens Bomtempo.

Moradora no prédio ao lado da Praça Dom Pedro, a aposentada Mariza Alves, de 68 anos, conta que o estado das árvores era motivo de preocupação. "Além das ervas de passarinho, as árvores estão cheias de bromélias. Essa poda era mais do que necessária tanto para a saúde das árvores, quanto para a segurança das pessoas que passam por ali. Moro em um andar que fica bem acima da praça e da minha janela dava para ver a situação. Foram muitos anos sem essa limpeza e só quem mora aqui tem noção dos riscos que todos estavam correndo. Alguns galhos chegaram a cair e, por sorte, não feriram ninguém. Mas poderíamos ter uma tragédia. Agradecemos a Prefeitura pelo trabalho", disse a aposentada.

O taxista José Neumann, que faz ponto na Praça Dom Pedro, também ficou satisfeito com o trabalho realizado pela Comdep. "O risco de queda dos galhos nos carros era grande, principalmente nos dias que o vento estava um pouco mais intenso. Ficávamos muito preocupados e com medo", contou.

Nos últimos dois meses, 12 localidades receberam o serviço preventivo da Companhia: Centro, Meio da Serra, Araras, Quissamã, Castelânea, Carangola, Sargento Boening, Secretario, Nogueira, Itaipava, Alto da Serra e Av. Barão do Rio Branco.

As equipes priorizam os locais onde os galhos estão em conflito com fachadas, com a iluminação pública, sinalização, ou com risco de queda. Quando as árvores estão afetando a rede elétrica, a Comdep atua com o apoio da Enel. As intervenções também ocorrem quando é identificado qualquer problema relacionado a pragas.

O presidente da Comdep ressaltou a grande demanda de serviços reprimidos no município. “Identificamos que a cidade não recebe o serviço de poda corretiva e preventiva corretamente há muito tempo. Também mantemos um esquema de atendimento para eventuais emergências, tanto na desobstrução quanto na remoção de árvores”, explicou Cedenyr Vieira.

Nos locais com grande movimentação, as equipes realizam as intervenções nos finais de semana, com o objetivo de minimizar o impacto na mobilidade urbana.

na última semana, mais de 50 equipamentos foram danificados no Centro Histórico


Os atos de vandalismo praticados contra os equipamentos públicos têm se tornado cada vez mais frequentes em Petrópolis. Nos últimos 10 meses, a Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis – Comdep já repôs mais de 1.200 equipamentos, entre coletoras de lixo e lixeiras (containers), além de substituir mais de 80 bancos, que foram quebrados, furtados, queimados ou deteriorados no município, causando prejuízos aos cofres públicos e transtornos à população.

No Centro Histórico, local que concentra o maior número de incidências registradas, somente esta semana, mais de 50 equipamentos foram destruídos por atos de vandalismo.

Esse ano, a Comdep já realizou a troca de mais de 600 coletoras de lixo em todo município. Vele destacar que muitos equipamentos foram destruídos e levados pelos temporais do início do ano.

Além das coletoras, desde o inicio do ano, a Comdep também substituiu e instalou mais de 600 containers de lixo no município.

“Esses equipamentos passam por constantes manutenções e estamos sempre atentos para realizar a instalação de novos ou repor aqueles que infelizmente foram alvos de vândalos. Já acionamos a Guarda Municipal e a Polícia Militar, que estão monitorando os atos de vandalismo”, ressalta o Prefeito Rubens Bomtempo.

O prefeito ainda destaca que o lixo jogado nas ruas, em consequência dos equipamentos danificados, podem ocasionar sérios problemas para a cidade. “O lixo acaba sendo descartado de forma irregular e sendo arrastado para os córregos, causando o entupimento de bueiros, bocas de lobo e provocando alagamentos”, explica.

O presidente da Comdep, Cedenyr Vieira ressalta que a limpeza da cidade precisa ser enfrentada como uma responsabilidade compartilhada, evitando jogar o lixo no chão e denunciando os vândalos. “A gestão pública tem se dedicado em oferecer um serviço de qualidade. Toda a semana fazemos a vistoria, a manutenção e substituição de coletoras e lixeiras destruídas”, destacou. O presidente da Companhia ainda enfatizou a importância do cidadão guardar o resíduo, até encontrar a próxima coletora de lixo.

A população pode contribuir apresentando as denúncias sobre atos de vandalismo e irregularidades pelo telefone da Comdep: (24) 2292-9500.


A Prefeitura devolveu aos moradores do bairro Esperança, nesta semana, a calçada da Rua Brigadeiro Castrioto, na altura do número 2.615.

Cerca de 62 m³ de material reciclável armazenado de forma irregular na via pública foram retirados pela Comdep. Para isso, foram 8 viagens de caminhão toco (com 6 m³ cada) e 1 viagem de caminhão trucado (com 14 m³).

Como relataram moradores e comerciantes do entorno, a calçada foi ocupada nos últimos 5 anos com material reciclável armazenado de forma irregular. Um morador da região que coleta e vende materiais recicláveis utilizava a calçada pública como depósito.

“A ação da Prefeitura envolveu a Secretaria de Assistência Social, a Comdep e a Fiscalização de Posturas. Nossa equipe da Assistência Social conversou com o morador, vimos que é uma pessoa do bem, um trabalhador. Mas não podemos permitir a ocupação do espaço pública dessa forma, e ele entendeu isso”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Uma assistente social fez o atendimento técnico ao morador, que foi cadastrado junto ao Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social).

Já a Comdep recolheu o material e fará a triagem do que foi recolhido: parte poderá ser reciclada, e o restante será descartado.

“Estive na terça e na quarta-feira no local, conversando com o morador, que é uma pessoa simples. Fizemos um trabalho de esclarecimento, para que a calçada não volte a ser ocupada, e que ele possa continuar o trabalho dele sem prejudicar a coletividade”, disse o secretário de Assistência Social, Fernando Araújo, que acompanhou toda a ação.

Além de intensificar a limpeza de bueiros e galerias, a Prefeitura de Petrópolis, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), vem trabalhando em alternativas para minimizar os impactos do período chuvoso. Esta semana, as equipes da Companhia estão atuando na instalação de retentores de resíduos em bueiros da Rua Coronel Veiga. O equipamento tem como objetivo conter materiais descartados de forma irregular que são arrastados para dentro dos rios e córregos. Além disso, os retentores vão facilitar a limpeza, diminuindo o entupimento e prevenindo alagamentos.

Ao todo, cerca de mil equipamentos serão instalados nesse primeiro momento. O trabalho, que teve início na Rua Coronel Veiga, vai se entender nas próximas semanas por todo o Centro Histórico.

Ainda como medida preventiva, a Prefeitura está intensificando alguns serviços, como a poda de árvores e o desassoreamento dos rios e córregos, que está sendo realizado em conjunto com o Instituto Estadual do Ambiente (INEA).

Com a chegada de três caminhões vacol, contratados pela atual gestão, a Comdep está diariamente com equipes atuando na limpeza e desobstrução dos bueiros, bocas de lobos e galerias do município. A estimativa é que cerca de 220 bueiros sejam limpos por dias.

O prefeito Rubens Bomtempo ressaltou que a instalação dos retentores e a contratação de equipamentos como os caminhões vacol, reforçam o compromisso da gestão municipal em dar mais celeridade ao trabalho de prevenção, manutenção e cuidado com a cidade. “Nosso objetivo é instalar esses coletores em todo o município. Após uma avaliação técnica, vamos estender esse serviço para os bairros e distritos. Quando assumimos o governo, em dezembro de 2021, esses serviços estavam muito comprometidos. Seguimos trabalhando de forma intersetorial, com todas as secretarias envolvidas, para que nossa cidade tenha um verão mais seguro”, destacou.

Pagina 1 de 51