Sábado, 02 Novembro 2013 - 20:08

Bomtempo visita Aterro Sanitário de Pedro do Rio

Uma piscina capaz de receber 600 metros cúbicos de chorume, uma das intervenções necessárias para o pleno funcionamento do aterro sanitário de Pedro do Rio, já está concluída. Na última semana, o prefeito Rubens Bomtempo visitou o local e verificou que o espaço está em condições de receber a licença dos órgãos ambientais competentes para continuar operando.

“Todas as exigências foram cumpridas, o acondicionamento de lixo está sendo realizado corretamente, assim como todos os requisitos feitos pelos órgãos ambientais. A piscina era o último quesito, e com ela resolvemos definitivamente os problemas relativos à licença”, destaca o prefeito Rubens Bomtempo.

No aterro sanitário, já foi providenciada a reformulação do sistema de drenagem de águas pluviais, a recuperação dos taludes que estão recebendo cobertura de gramínea, a queima controlada do biogás por meio de “flare” (evitando que o gás metano seja lançado na atmosfera). Através de uma parceria com a Águas do Imperador, o chorume produzido no local está sendo levado para uma Estação de Tratamento de Esgoto. Outra medida importante foi a contratação de uma empresa que ficou responsável pela coleta de lixo hospitalar.

As adequações começaram a ser realizadas ainda no o início do ano e tudo já está concluído conforme as legislações. De acordo com o presidente da Comdep, Hélio Dias, outras medidas, como o controle de aves de rapina e sinalização de todo o aterro foram empregadas. “Todo o levantamento topográfico já foi realizado, assim como o plano de avanço e estabilidade. A documentação já foi entregue aos órgãos ambientais e agora estamos apenas aguardando a resposta”, frisa Hélio Dias, lembrando que tais medidas deveriam ter sido providenciadas pelo governo passado e entregues em junho de 2012. 

Segunda, 17 Julho 2017 - 10:13

Bonfim recebe mutirão de serviços

Secretaria de Obras e Comdep promoveram limpeza e pequenas intervenções de manutenção viária


O Bonfim foi mais um local que ganhou o mutirão de serviços promovido pela prefeitura. O bairro foi o 10º que teve a presença da Secretaria de Obras e da Comdep e recebeu limpeza e pequenas intervenções para melhorar as condições para os moradores e também produtores rurais que atuam na região. O prefeito Bernardo Rossi acompanhou a ação realizada nesta sexta-feira (14.07). Além da população na área urbana, o Bonfim tem ainda pelo menos 80 produtores rurais que escoam suas produções para o Rio e também para Petrópolis. São cerca de 10 mil pessoas na região e entorno.

 

A Secretaria de Obras promoveu tapa-buracos e desobstrução de galerias. Já a Comdep fez capina e roçada, coleta de lixo, remoção de entulho, varrição de ruas, limpeza de canaletas.

 

“O nosso bairro estava precisando mesmo disso, estava com buracos e mato alto. É bom que esses serviços estejam sendo feitos, vai melhorar não só para quem é morador, mas também para quem trabalha aqui. Acho que é bom para todo mundo”, declarou o estudante Wendell Christ, morador do Bonfim.


A prefeitura já levou o mutirão de serviços para moradores de outros nove locais: Mosela, Independência, Bairro da Glória, Nogueira, Secretário, Posse, Alto da Serra, Quitandinha e Estrada da Saudade. 

 

Bairro recebeu ações de limpeza e manutenção viária de Comdep, SSOP e Secretaria de Obras

O Bonfim recebeu pela segunda vez o mutirão de serviços da prefeitura. Nesta quarta-feira (11.07), foram realizadas ações das secretarias de Obras e de Serviços, além da Comdep. O bairro recebeu limpeza, manutenção de calçadas e meio-fio, desobstrução de ralos, entre outras melhorias. Essa já é a 27ª edição do mutirão, que mobilizou mais de 70 funcionários. O bairro é importante na produção rural, com cerca de 100 famílias de agricultores e recebe ainda visitantes aos finais de semana.

O mutirão de serviços já passou por 20 locais desde o ano passado: Mosela, Posse, Independência, Madame Machado, Siméria, Bonfim (em duas oportunidades cada bairro), Bairro da Glória, Nogueira, Secretário, Alto da Serra, Quitandinha, Estrada da Saudade, Morin, Meio da Serra, João Xavier, Vila Rica, 24 de Maio, Duques, Bela Vista e Vila São José.

Em cada local, é possível ver os serviços que já são feitos normalmente em toda cidade sendo reforçados pelas equipes da prefeitura. E também é uma oportunidade de vir e ouvir o que os moradores precisam, para que todos os envolvidos possam providenciar o atendimento rapidamente.

A Comdep mobilizou cerca de 50 homens para fazer a varrição,limpeza de canaletas e capina em diferentes pontos da Rua Agostinho Goulão.Também foi utilizado uma retroescavadeira e dois caminhões para remoção de entulho ao longo do bairro, mesmo maquinário da Secretaria de Serviços.

A pasta ainda esteve levantando pontos que necessitem de manutenção de iluminação pública.

Já a Secretaria de Obras fez conserto de meio-fio com nove funcionários e um caminhão. Duas equipes, totalizando nove homens e um caminhão, fizeram reparos de calçada e de piso próximo a Escola Municipal Odette Young Monteiro. E um caminhão-jato fez desobstrução de ralos em diferentes pontos da Estrada do Bonfim.

Essas ações agradaram a costureira Maria das Graças Abreu, que fez questão de agradecer diretamente ao prefeito Bernardo Rossi.

“A gente precisa da ajuda da prefeitura para conseguir essas melhorias, que são tão importantes para a gente. Já estou pedindo também por iluminação e sei que vai ser feito logo”, afirmou ela.

Durante o mutirão, o prefeito ainda visitou o Centro de Educação Infantil Marluce Souza Pestana, que teve uma importante obra realizada no início do ano. O local ganhou um muro que ajudou a desviar a água de chuva, que invadiu a creche em uma chuva em janeiro de 2016 e fez a unidade de ensino perder brinquedos, colchão, fantasias e outros materiais.

“Foi uma enchente em que a manilha era pequena e não deu vazão. O muro faz uma diferença muito grande, encerrou o nosso medo que tinha em qualquer chuva, mesmo não acontecendo nada mais depois desse caso”, explicou a educadora do CEI Marluce Souza Pestana, Celina do Nascimento Périco.

Além do prefeito, o secretário de Saúde, Silmar Fortes; o coordenador de engenharia da Águas do Imperador; Wellington Quatorzevoltas; o diretor de Manutenção Viária da Secretaria de Obras, Ivano Soares e, o responsável pelo Departamento de Obras da Secretaria de Educação, Luiz Antônio Romão.

Quarta, 22 Fevereiro 2017 - 19:00

Bosque do Imperador recebe melhorias da Comdep

Rodeado de prédios históricos, local não tinha atenção há mais 20 anos, mas agora passa por limpeza e manutenção dos equipamento.
Guarda Civil também dará atenção à praça, mantendo rotina de rondas por lá.

Contemporâneo de Koeler, o paisagista parisiense Jean Batista Binot projetou o Bosque do Imperador para ser um local de passeios de D. Pedro II. Localizado em meio a um dos conjuntos arquitetônicos mais importantes da cidade – Museu Imperial, Palácio Grão Pará, Correios e Colégio Pedro II –, a Praça do Bosque está sendo revitalizada pela prefeitura depois de anos de abandono em gestões anteriores. Mais do que jardinagem, o Bosque do Imperador, vai ganhar segurança reforçada e atenção no trânsito, valorizando todo o complexo.

“Os aparelhos histórico-culturais como o Bosque, que têm o Palácio Grão-Pará como uma construção importantíssima para a cidade, estavam encobertos por vegetação inadequada, com canteiros descuidados, com lixeiras quebradas, sem segurança. Estamos devolvendo aos petropolitanos uma cidade como ela deve ser: cuidada”, afirmou o prefeito Bernardo Rossi.

O Palácio Grão Pará, tombado em 1959 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), prédio em estilo neoclássico de 1861, acabou, ao longo dos anos, deixando de ser valorizado com intervenções em seu entorno que expusessem a sua beleza.

No Bosque do Imperador, a Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) fez a revitalização dos jardins, com plantação de novas mudas, limpeza, melhorias nas bombas do chafariz e troca da água, conserto dos bancos de madeira e manutenção daqueles feitos de concreto.  Os bustos e monumentos da praça também vão passar por limpeza e revitalização.

Já a Guarda Civil vai aumentar a frequência de rondas periódicas no local, mantendo a operação “Lugar de criança e adolescente é na escola”, que já vem atuando na região há duas semanas. A meta é, nos próximos meses, basear uma dupla de guardas para fazer o patrulhamento da praça.

“Todas as praças estão sendo revitalizadas na cidade. Começamos pela Praça da Liberdade e já fizemos no Bosque do Imperador. Também vamos para a Praça da Águia, da Inconfidência, de Cascatinha, de Nogueira. Estamos olhando com carinho para esses locais que são tão importantes e recebem tantas pessoas. O Bosque do Imperador não recebia a devida atenção, algo que já mudamos”, disse o presidente da Comdep, Wagner Silva.

As melhorias devolveram ao local mais luminosidade natural. “Mesmo assim, reforçamos a segurança do local. Além do trabalho já feito com a ronda escolar, agora vamos desenvolver o patrulhamento constante para fazer com que os frequentadores se sintam à vontade no Bosque”, comentou o chefe da Guarda, Jeferson Calomeni.

Sexta, 26 Janeiro 2018 - 18:36

Cemitério da Posse recebe limpeza

Serviço de capina e remoção de entulho vai passar pelos cemitérios Municipal e de Itaipava na sequência

O Cemitério do Brejal, na Posse, é o primeiro a receber o mutirão de limpeza feita pela Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP). Os trabalhos de capina e remoção de entulho no local teve início nesta sexta-feira (26.01) e será concluído na próxima segunda (29). Em seguida, os serviços vão continuar pelos cemitérios Municipal e de Itaipava. O trabalho ainda passará pelos outros locais de sepultamentos da cidade.

O trabalho está sendo realizada agora por funcionários e maquinário da Força Ambiental e contará também com o apoio da Comdep. Nesta sexta, o trabalho ocorreu na parte interna e, na próxima semana, vai continuar nos acessos ao cemitério.

Esse é um serviço para deixar em melhores condições os locais de visitação de parentes e amigos aos túmulos. O trabalho teve início pela Posse, mas vai se estender ainda aos demais cemitérios da cidade.

Esse é um trabalho feito constantemente – apenas no passado, o Cemitério do Centro, por exemplo, teve mais de 115 toneladas de mato e entulho removidos. Sendo o maior cemitério de Petrópolis, possui mais de oito mil sepulturas perpétuas, 2,6 mil gavetas e cerca de 1,2 mil covas rasas.

No Brejal, o cemitério tem 27 sepulturas perpétuas, 30 covas rasas e dois ossários perpétuos. Ele existe desde 1925, quando foi feito o primeiro sepultamento no local. Além deles, a cidade tem outros cemitérios em Itaipava, Secretário, Vale das Videiras, Garibu (Posse) e Quarteirão Worms (km 92 da BR-040).

A equipe regional da prefeitura de Pedro do Rio concluiu nesta sexta-feira (23.03) trabalho de capina e roçada no Cemitério de Secretário. O trabalho foi realizado com funcionários da Força Ambiental para dar melhores condições para quem vai ao local para visitação de túmulos de parentes e amigos.

Em Secretário, a capina e a roçada começaram na quinta-feira (22.03). O trabalho é o mesmo realizado no início do mês passado. A Secretaria de Serviços fez um mutirão nos cemitérios da cidade para remoção de mato e entulho.

Esse é um serviço feito constantemente, este ano já houve um mutirão nos cemitérios, incluindo o de Secretário, e agora novamente foi feita a roçada e retirada do mato. O trabalho é para dar mais conforto a quem for ao cemitério para fazer visitação.

Além do Cemitério de Secretário, também houve capina em outros locais feita pela Comdep Rua Teresa, Prefeito Ary Barbosa, Oswaldo Cruz, Marechal Hermes (Centro), Afrânio Peixoto, Henrique Cunha, Henrique Castrioto, Eduardo Troyack, Ricardo Troyack, Galdino Pimentel (Bingen), Flávio Cavalcanti (Caxambu) e Padre Feijó (Alto da Serra).

A empresa ainda fez coleta de entulho em Rua São Paulo, Rio de Janeiro, Pará, Amaral Peixoto, Alagoas (Quitandinha), Fabrício de Matos (Valparaíso), Liceu Carlos Chagas, Casemiro de Abreu, Rua Teresa (Centro), Alfredo Schilick, Paulino Guimarães, Vila Felipe e Morro dos Ferroviários (Alto da Serra).

A Secretaria de Obras fez tapa-buraco no Vila Felipe, na 24 de Maio e no Humberto Rovigatti.

A iluminação pública ocorreu em Floresta, Secretário, Esperança, Meio da Serra, Valparaiso, Sargento Boening e São Sebastião.

O Cemitério Municipal terá um esquema de funcionamento especial para o Dia de Finados. O local ficará aberto de 8h às 18h para receber cerca de 15 mil pessoas na próxima sexta-feira (02.11) e mais cinco mil durante o fim de semana, totalizando 20 mil pessoas que irão render homenagens a parentes e amigos mortos. Para isso, o espaço está passando por limpeza, pintura e outras melhorias e ainda terá uma estrutura de banheiros, ambulância, trânsito e segurança.

Nas últimas semanas, o Cemitério fez capina e remoção de galhos secos de árvores, além da retirada de lixo e outros materiais deixados nas sepulturas, ultrapassando 50 toneladas de entulho retirados. Também foi usado cerca de duas toneladas de cal para fazer a pintura interna e externa. Ainda houve instalação de corrimãos em alguns pontos para facilitar o acesso de pessoas com mobilidade reduzida, como idosos. O local já recebeu manutenção de 39 pontos de iluminação pública nos últimos meses, tanto dentro do Cemitério Municipal quanto na Rua Fabrício de Mattos.

A prefeitura vem trabalhando muito na conservação do cemitério, em especial nesse período que antecede o Dia de Finados e que terá um grande movimento, para deixar esse espaço limpo e preparado para receber todos que irão fazer as homenagens aos mortos.

“Cerca de 80 pessoas trabalharam nas últimas semanas nos cemitérios. Esses trabalhos de limpeza serão intensificados nesses dois próximos dias e tudo estará pronto para a visitação durante o feriado”, conta o administrador dos cemitérios, Vagner Santos.

Na sexta-feira, a Rua Fabrício de Mattos ficará fechada no período de visitação ao Cemitério Municipal. Agentes da CPTrans farão a orientação do trânsito durante o dia. A Guarda Civil vai mobilizar cinco homens e uma viatura para dar apoio e garantir a segurança no local. Também foi solicitado apoio da Polícia Militar para atuar na sexta-feira.

O local ainda terá a presença de pelo menos 16 ambulantes que vão vender flores durante o dia. Um fiscal de Posturas vai acompanhar a atuação deles.

Dentro do cemitério, quase 30 funcionários ficarão à disposição para dar orientações e ajudar na localização de sepulturas. Também haverá uma missa na capela do Cemitério Municipal, às 10h.

O público que irá ao Cemitério Municipal também vai encontrar banheiros químicos que serão instalados na Rua Fabrício de Mattos. Uma ambulância também estará de prontidão caso seja necessário atendimento de emergência.

Está sendo preparado todo um esquema de funcionamento especial para o maior cemitério do município para receber a população da maneira mais respeitosa possível, para que esse momento de homenagens, orações e de lembrança de entes queridos possa ocorrer com toda tranquilidade.

O Cemitério do Centro é o maior da cidade, com mais de oito mil covas, quase 2,4 mil gavetas e 1,5 mil covas rasas. Além deles, são mais seis cemitérios – Itaipava, Secretário, Vale das Videiras, Brejal, Garibu (Posse) e Quarteirão Worms (km 92 da BR-040).

O Cemitério Municipal recebeu limpeza e melhorias para receber a demanda de pessoas que fazem visitas no Dia das Mães. Do local foram retiradas oito toneladas de lixo verde, removidos cacos próximos às campas, além de varrição. O serviço foi feito entre a quarta (10.05) e esta sexta-feira (12). Na próxima segunda (15) o serviço será retomado. O trabalho contou com apoio de uma retroescavadeira e dois caminhões. 

O Cemitério Municipal, o maior da cidade, possui cerca de oito mil covas, 2.500 gavetas e 1.500 covas rasas. Ele fica aberto de segunda a sexta-feira, de 8 às 18h, na Rua Fabrício de Mattos. Além dele, existem outros seis, que ficam em Itaipava, Secretário, Vale das Videiras, Brejal, Garibu e Quarteirão Worms. Todos receberam limpeza esta semana.

Expectativa é que 20 mil pessoas passem pelos cemitérios entre esta quinta (02.11) e domingo (05.11)

Secretaria de Serviços organizou um esquema para a movimentação no Cemitério Municipal, o maior de Petrópolis

Os cemitérios de Petrópolis estão prontos para receberem 20 mil pessoas até o próximo domingo (05.11). Nesta quinta (02.11), a expectativa é de que 15 mil pessoas compareçam para realizar homenagens aos parentes e amigos mortos. Outros cinco mil são esperados nos dias seguintes. Já nesta quarta (01.11), algumas pessoas anteciparam a ida ao Cemitério Municipal.

O casal de aposentados Arlene Motta e Ronaldo Kaps preferiu visitar a campa perpétua onde estão familiares dela para homenagens e limpeza. Segundo ela, o Cemitério Municipal está bem cuidado nesse ano.

“Costumo vir para cuidar da campa perpétua e vejo que está sempre limpo. Há pouco tempo solicitei para consertarem a campa e o pessoal do cemitério não demorou a fazer o serviço. Eu estou zelando pela memória da minha família, trazendo um vasinho de flor”, disse ela.

Ao longo do mês de outubro, a SSOP capinou e retirou mais de 50 toneladas de lixo (como flores mortas e outros objetos deixados nas sepulturas) e entulho do Cemitério Municipal e demais cemitérios de Petrópolis. Ainda foram usados 64 litros de tinta e duas toneladas de cal para fazer a pintura interna e externa do cemitério. Para isso, foram mobilizados cerca de 50 funcionários também da pasta quanto da Comdep.

Além de ações de conservação e limpeza, a Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem (SSOP) organizou um esquema de atendimento especial para recepcionar os visitantes neste feriado.

Nesta quinta, o funcionamento dos cemitérios será a partir de 7h30 até o fim das homenagens. Às 10h, a capela do Cemitério Municipal receberá uma missa campal. A Rua Fabrício de Mattos, que dá acesso ao local, ficará fechada até o encerramento das visitações. A CPTrans fará a orientação do trânsito no local e também vai oferecer transporte em vans para que idosos e pessoas com deficiência possam chegar até os túmulos.

Guarda Civil e Polícia Militar vão garantir a segurança durante todo dia. A Fiscalização de Posturas vai acompanhar a venda flores por ambulantes. Também serão disponibilizados banheiros químicos e ambulância para atender o público.

Quem tiver dificuldade de localizar as sepulturas poderá contar com a ajuda de 45 funcionários que estarão nos cemitérios para dar informações. Só no Cemitério Municipal são mais de oito mil covas, quase 2,5 mil gavetas e 1,5 mil covas rasas. Além dele, a cidade tem outros seis cemitérios: Itaipava, Secretário, Vale das Videiras, Brejal, Garibu (Posse) e Quarteirão Worms (km 92 da BR-040).

“Nosso objetivo é que as pessoas possam realizar a visitação com absoluta tranquilidade e respeito, que as homenagens aconteçam durante o dia sem nenhum problema”, afirmou o Secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi.

Atividade ministrada pela Comdep fez parte da Semana dedicada ao setor e promovida pela universidade, que discute o reaproveitamento de materiais na construção civil

A Comdep abriu as portas do Centro de Triagem de Cascatinha para visitação de alunos de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estácio de Sá. A atividade ocorreu dentro da Semana de Arquitetura e Urbanismo promovida pela faculdade, na última semana. O espaço é o local onde o lixo reciclável coletado na cidade passa por separação e seleção e, depois, é comercializado por uma cooperativa de catadores. O objetivo foi mostrar como o trabalho é feito para que futuros arquitetos formados pela universidade tenham um olhar diferenciado em relação ao reaproveitamento de materiais.

Durante a Semana de Arquitetura e Urbanismo, a Comdep manteve um stand sobre coleta seletiva, com informações sobre o tempo de decomposição de produtos, exposição de peças de artesanato feitos com produtos reaproveitados e mostrar os trabalhos de coleta seletiva realizados no município.

A reciclagem foi um dos temas principais temas debatidos pela universidade. A intenção era mostrar aos alunos a importância de se pensar sobre consumo, aproveitamento e descarte consciente dos materiais usados na construção civil.

O professor do curso de Arquitetura e Urbanismo, Paulo Igreja, ressalta que esse é um conceito antigo – ele lembra que ainda na década de 1920 foi construída a “Casa da Flor”, em São Pedro da Aldeia, feita e decorada apenas com materiais retirados do lixo. Para o docente, esse é um assunto que vem sendo levando cada vez mais em consideração pelos alunos porque eles vivenciam essa necessidade.

O aluno Arthur Vogel acredita que a visita deu uma oportunidade única de aguçar a criatividade sobre novas maneiras de usar os produtos de forma ecologicamente correta.

“Essa ideia de ‘reciclar a Arquitetura’ traz esse conhecimento da reciclagem em si. Então poder trazer para veia e embasar esse conhecimento de reciclagem aqui no Centro de Triagem é supervalioso isso. E isso tudo pensando em um futuro melhor”, destaca.

No Centro de Triagem de Cascatinha, a Cooperativa Crescer tem 15 pessoas que fazem a separação do lixo recolhido pela Comdep na coleta seletiva eventual e do programa “Porta a Porta” e o que é recebido como doação nos ecopontos. Parte desse material recolhido pela Comdep vai para o grupo de catadores que trabalha no local e outra vai para outras cooperativas da cidade. Só em Cascatinha, em fevereiro, a Cooperativa Crescer fez a triagem de 72 toneladas de materiais como plástico, papel, alumínio e vidro. Para isso, ela conta com uma prensa, uma balança, uma paleteira (um equipamento tipo empilhadeira) e quatro mesas separadoras.

Pagina 4 de 44