Quarta, 08 Agosto 2018 - 19:03

Comdep faz instalação de lixeiras de poste

O departamento de obras da Comdep fez a instalação de cerca de 150 novas lixeiras de poste na cidade em 2018. O trabalho segue sendo realizado e passou pelo Terminal de Itaipava e pelo Palácio de Cristal nesta semana. Além disso, também é feito o reaproveitamento daquelas que não foram totalmente destruídas e que podem ser consertadas – mais de 100 dessas lixeiras já foram recuperadas e reinstaladas.

Em geral, as lixeiras novas substituem as que foram alvo de vandalismo – foram queimadas, pichadas ou até mesmo furtadas. As peças danificadas são levadas para avaliação do departamento de obras na própria sede da Comdep para determinar se podem ser recuperadas ou não.

Essas lixeiras menores ficam espalhadas de forma que as pessoas possam encontrar com facilidade por onde passam e descartem uma quantidade pequena de lixo de forma adequada. Dessa forma, a população também pode contribuir para deixar a cidade limpa.

As lixeiras de poste têm capacidade de 15 quilos e são presas com fita metálica e presilhas de aço. A instalação é realizada por um funcionário que utiliza um alicate específico para o serviço e conta com um ajudante. Só no ano passado, foram instaladas 450 lixeiras desse tipo. 

Cidade bem cuidada: prefeitura trabalhando nos bairros

 A Comdep fez capina e roçada em Av. Koeler, Honduras, Itaguaí, Colômbia, Horácio Magalhães, Rua das Castanheiras, Uruguai, Pedras Brancas, Independência e Estrada Ministro Salgado Filho. O serviço aconteceu ainda na Rua Colômbia com ajuda de uma miniescavadeira.

Também houve coleta de entulho em Dr. Thouzet, Rua São Paulo, Taquara, Bairro Mauá, Independência e Castelo São Manoel.

O Rio Quitandinha passou por limpeza em diferentes pontos na Rua Saldanha Marinho.

A varrição aconteceu em ruas de Centro, Itamarati, Quissamã, Cascatinha, Alcobacinha, Bela Vista, Boa Vista, Estrada da Saudade, Mosela, Bingen, Morin, Alto da Serra e Quitandinha.

A Secretaria de Obras fez manutenção de rede de águas pluviais em Rua João Barcellos (Itamarati), Rua Paulista (Castelânea) e Rua Thomas Cameron (Valparaíso). Também houve manutenção de calçamento na Rua Pedro Elmer e Rua Guilherme Wilbert.

A manutenção de iluminação pública foi feita em Vila Felipe, Alto da Serra, Morin, Vila Militar, Mosela, Posse, Quitandinha, Corrêas, Duarte da Silveira, Bairro Castrioto e Castelânea. 

A Comdep fez a instalação de 41 placas sobre a proibição do descarte irregular de entulho sobre ruas e calçadas na cidade. Este ano, as peças já foram colocadas em 17 pontos diferentes da cidade. Nesta quinta (13.12), por exemplo, o trabalho ocorreu na comunidade do Montese, na Estrada da Saudade, e na Rua Otto Reymarus, no Morin. Essa é mais uma tentativa de impedir o despejo irregular de restos de obras, mato, móveis e eletrodomésticos.

Esse ano, até novembro, 61,5 mil toneladas de entulho foram levadas pela Comdep para o aterro de Pedro do Rio. No Montese, por exemplo, foram removidas cerca de 10 toneladas de entulho no local onde houve a instalação da placa na manhã desta quinta. Em 2018, o serviço ocorreu em 22 oportunidades. Já na Otto Reymarus, a remoção de entulho feira feita pelo menos 12 vezes.

As placas são feitas com uma chapa de metal presa em uma estaca de madeira. Nelas são colocadas as informações sobre a proibição do descarte de entulho em ruas e calçadas, o valor da multa imposta a quem desrespeita o que determina o Código de Posturas (R$ 800), o contato da Comdep para denúncias sobre a irregularidade (2292-9500) e ainda o telefone do Disque Entulho (2243-7822).

O caminho correto para o descarte do entulho é levar para o aterro de Pedro do Rio. Quem tem dificuldade, tem um serviço gratuito para isso, que é o Disque Entulho. Qualquer pessoa pode ligar e agendar o recolhimento em casa. A coleta é de até 20 sacos de 25 kg.  O serviço tem rotas fixas de segunda a sexta, mas moradores de outros locais também podem solicitar atendimento, que será realizado de acordo com a disponibilidade.

As placas já foram colocadas em locais como Samambaia, Corrêas, Estrada da Saudade, Bataillard, Retiro, Centro, Quarteirão Ingelheim, Itamarati, Mosela, Pedras Brancas, Bingen, 24 de Maio, Sargento Boening, Ponte de Ferro e Rua São Paulo (Quitandinha). Outras serão instaladas em Vila Felipe, Valparaíso, Quitandinha, Itaipava e Posse nas próximas semanas. Os locais onde são instaladas são fruto de solicitação de moradores ou então definidos pela própria Comdep onde o descarte irregular é constante.

Desde o ano passado, a Comdep vem buscando medidas que ajudem a coibir a irregularidade. A empresa já instalou canteiros de jardim em locais como Siméria, Vila Militar, Quarteirão Brasileiro, Rua Espírito Santo (Quitandinha), Corrêas e Rua Fabrício de Mattos. Outra forma de coibir a prática é a instalação de telas para isolar alguns locais onde o despejo é frequente, como na João Xavier (Duarte da Silveira), no Pedras Brancas (Mosela) e no Sargento Boening (Castelânea).

Quarta, 05 Abril 2017 - 17:26

Comdep faz lavagem do Terminal do Centro

Serviço foi realizado entre noite dessa terça (04.04) e a madrugada desta quinta por 10 funcionários da empresa.

O Terminal do Centro recebeu lavagem entre o final da noite desta terça (04.04) e a madrugada desta quarta. A limpeza aconteceu na parte interna, nos banheiros e nas calçadas tanto da Rua Dr. Porciúncula quanto da Rua Caldas Viana. Dez funcionários da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) realizaram o trabalho.

A Companhia utilizou dois caminhões-pipas de oito mil litros de água não potável, que só serve para limpeza. Além disso, foram usados ainda seis quilos de cloro e seis quilos de sabão em pó em cerca de três horas de serviço.

“O Terminal do Centro não recebia essa atenção há quase um ano e precisava receber essa limpeza maior. Deslocamos essa equipe para trabalhar no período noturno, assim não houve problemas para realizar o serviço ou incômodo para os frequentadores”, disse o presidente da Comdep, Wagner Silva.

Ações como essa vem sendo realizadas com frequência pela Comdep, principalmente em locais de grande circulação de pessoas. Essa foi a terceira lavagem realizada em 20 dias. Após o aniversário da cidade, foi feita limpeza das ruas do Imperador, Washington Luiz, Nelson de Sá Earp, Marechal Deodoro, General Rondon, Prudente Aguiar, Alencar Lima e João Pessoa. No último dia 30, o serviço passou pela escadaria do Theatro D. Pedro, pela pracinha entre as praças dos Expedicionários e Dom Pedro e pela Avenida Tiradentes, em frente ao Museu Imperial.

Quarta, 27 Junho 2018 - 19:31

Comdep faz lavagem no Centro Histórico

A Comdep promoveu a lavagem de diversos pontos do Centro Histórico na manhã desta quarta-feira (27.06). O trabalho ocorreu na escadaria do Theatro D. Pedro, na Praça Alcindo Sodré, em frente ao Terminal, no chafariz da Praça da Águia e na calçada do Museu Imperial (Rua da Imperatriz). Para isso, foram utilizados dois caminhões-pipas com 16 mil litros de água não-potável.

Este tipo de serviço acontece diariamente e em junho passou por locais como Centro, Praça Alcindo Sodré, Praça Princesa Isabel, Rua Paulo Barbosa e Bairro Esperança. Também é feita verificação constante dos chafarizes da cidade, na Praça da Liberdade, Palácio de Cristal, Praça da Inconfidência, Praça do Bosque do Imperador, Praça de Cascatinha. Ainda é regado os jardins, como aconteceu na Rua Bernardo Vasconcelos.

O trabalho envolve dois funcionários e um motorista por caminhão. Dependendo do serviço, também podem ser usados materiais como cloro e sabão.

Cidade bem cuidada: prefeitura trabalhando nos bairros

A Comdep fez capina e roçada na Rua Fabrício de Matos (Valparaíso), Rua Professor Stroler (Quarteirão Brasileiro) e Rua Juiz de Fora (Nogueira).

Também houve coleta de entulho na Rua Rockfeller, Thomas Cameron, Fabrício de Matos (Valparaíso), Henrique Dias (Retiro), Vila Manzini (Carangola), Casemiro de Abreu (Centro), Cristóvão Colombo (Castelânea) e Jardim Americano (Benfica)

Ainda foi feita limpeza manual do Rio Quitandinha, na Rua Cristóvão Colombo (Castelânea).

A varrição ocorreu Centro, Quissamã, Itamarati, Cascatinha, Alcobacinha, Estrada da Saudade, Duchas, Mosela, Campo do Serrano, Bingen, Valparaíso e Caxambu. 

A Secretaria de Obras promoveu manutenção de rede de águas pluviais na Rua Vital Brasil (São Sebastião), Rua Manoel Francisco de Paula (Siméria), Servidão Filipina Schwikardt Kreischer (Capela), Rua Ana Demerval de Miranda (Castelânea) e Rua da Imperatriz (Centro). Houve manutenção de calçamento na Rua Joaquim Nabuco (Valparaíso) e Permínio Schimidt (Vila Felipe).

A manutenção de iluminação pública foi feita em Cascatinha, Castelânea, Centro, Quitandinha, Vila Militar, Retiro, Araras, Alto da Serra e Itaipava.

O trabalho de preparação da cidade para a 30ª Bauernfest continua nos últimos dias que antecedem a abertura da Festa, na sexta-feira (14.06). Desde o início da semana, a Comdep vem fazendo uma limpeza especial em todo Centro Histórico para proporcionar um cenário ainda melhor e mais bonito para todo público. Uma ação em especial está sendo feita para que todas as pessoas que vão circular pela cidade possam conhecer a história de casarões e monumentos de Petrópolis: as placas com informações turísticas e também as de sinalização receberam uma limpeza especial, assim como luminárias públicas e balaústres.

As placas na cor vermelha foram colocadas em diversos locais ao longo do Centro Histórico e servem para orientar e guiar aqueles que querem conhecer um pouco mais sobre a história da cidade. Elas formam o Circuito a Pé e estão em locais como Museu Imperial, Palácio de Cristal, Palácio Sérgio Fadel, Casa de Princesa Isabel, Catedral São Pedro de Alcântara, as praças da Liberdade, Dom Pedro, Inconfidência, Theatro D. Pedro, Palácio Grão-Pará, o prédio dos Correios, entre tantos outros. Nove funcionários foram destacados para fazer a limpeza desses equipamentos.

A festa atrai mais de 350 mil pessoas, com turistas vindo dos quatro cantos do país e também visitantes do exterior. Porém, a limpeza das placas também vai facilitar a visualização dos mais de 2 milhões de visitantes que o município recebe por ano.

O objetivo foi remover sujeiras agarradas nas placas, mas em algumas delas, alvos de vandalismo, não foi possível remover completamente a tinta usada em ações de pichação. As peças danificadas de forma irreparável já estão sendo confeccionadas para substituição. As placas com indicação de ruas também tiveram limpeza, junto com luminárias e balaústres em diferentes pontos do Centro Histórico.

Todo o serviço de limpeza para a 30ª Bauernfest conta com 86 funcionários durante todos os dias da Festa do Colono Alemão. O trabalho de varrição estará no Palácio de Cristal – principal palco do evento –, Praça da Liberdade e Praça da Águia (que também terão atrações), além das ruas no entorno desses locais. A atuação começou antes mesmo da abertura do evento. Nas últimas semanas, a Comdep também fez o plantio de grama e de mudas de plantas, a manutenção de lixeiras pequenas, revitalização da pintura em todo entorno do principal espaço da festa e lavagem na parte interna, desde o teto, os vidros e no piso. O esquema especial do trabalho se estende até o dia 1º de julho, dia seguinte ao encerramento da Festa e também contará com coleta de materiais recicláveis e óleo utilizado durante pelas barracas de alimentação.

Serviço acontece em diferentes pontos do Rio Quitandinha

A Comdep está fazendo limpeza de rios em diversos pontos da cidade. O trabalho ocorre de forma manual, com a retirada de mato, pedras e mesmo lixo que podem atrapalhar a passagem a água e, eventualmente, causar transbordamentos. O serviço está ocorrendo em diferentes pontos da Rua Saldanha Marinho (Castelânea), ao longo do curso do Rio Quitandinha.

O trabalho por lá já está ocorrendo desde o início da semana passada. A Comdep mantém uma equipe para realizar esse tipo de serviço. Esta é uma medida para evitar que ocorram alagamentos em dias de chuva.

Tudo que atrapalha a água representa um risco, pois pode contribuir para diminuir o espaço para a água percorrer e, assim, fazer os rios transbordarem. Essa é importância do trabalho de limpeza periódica, como a Comdep vem fazendo.

Neste ano, o trabalho foi realizado em diferentes pontos do Rio Quitandinha nas ruas Cardoso Fontes, Cristóvão Colombo e Saldanha Marinho (Castelânea), General Rondon (Quitandinha), Coronel Veiga e Washington Luiz (Centro), do Rio Piabanha, na Rua Antero Silva (Esperança) e Av. Barão do Rio Branco (Centro), e Palatinato, na Rua Souza Franco (Centro).

Cidade bem cuidada: prefeitura trabalhando nos bairros

A Comdep fez capina e roçada em Av. Koeler (Centro), Honduras, Itaguaí, Colômbia, Uruguai (Quitandinha), Estrada do Independência, Rua das Castanheiras (Independência), Pedras Brancas (Mosela), Coronel Veiga e Estrada Ministro Salgado Filho (Vale do Cuiabá).

Também houve coleta de entulho em Vila Felipe, São Sebastião e Castelo São Manoel.

A varrição aconteceu em ruas de Centro, Quitandinha, Valparaíso, São Sebastião, Castelânea, Alto da Serra, Morin, Quissamã, Itamarati, Cascatinha, Retiro, Carangola, Quarteirão Brasileiro, Duchas, Mosela, Bingen e Capela. Também foi feita limpeza após a feira livre na Rua Souza Franco.

Ainda foi feita lavagem com ajuda de caminhão-pipa no Centro e verificação dos chafarizes de Praça da Liberdade e Palácio de Cristal.

A manutenção de iluminação pública ocorreu em Retiro, Alto da Serra, Bairro da Glória, Fazenda Inglesa, Quarteirão Ingelheim, Bingen, Vale das Videiras, Nogueira, Pedro do Rio e Centro.

A Comdep iniciou os trabalhos de limpeza de vias ainda na noite de sábado (01.06), avançando pela madrugada deste domingo (02.06). As equipes noturnas de varrição limparam calçadas e ainda fizeram a remoção de lixo no interior e na boca de bueiros em ruas como Caldas Viana e Souza Franco, que ficaram alagadas em função da chuva de 53 milímetros no Centro.

As equipes ainda atuaram em locais como a Rua Paulo Barbosa. O serviço tem sequência na manhã deste domingo, tanto no Centro quanto em vias na região do Alto da Serra.

O trabalho de desobstrução de canais de escoamento de leitos de rio teve mais uma ação realizada pela Comdep, dessa vez na região do Prado, em Corrêas. A Companhia removeu seis toneladas mato e lixo ficaram presos em uma grade instalada em um córrego ao lado de Rua Domiciano Egídio da Silva.

O  serviço se junta a outros esforços que a prefeitura vem fazendo para evitar que ocorram alagamentos na cidade, como a limpeza de rios dentro do programa Rio Limpo e a desobstrução de bueiros. São trabalhos contínuos feitos  durante todo o ano e intensificado nessa época exatamente por causa das chuvas. A grade que fica nesse córrego evita que os sedimentos sejam carregados até o Rio Piabanha, mas exige limpeza frequente para evitar alagamentos – esse serviço é feito toda vez que o local fica com grande quantidade de lixo, como dessa vez. Em dois anos, essa é a quarta vez que o trabalho é realizado.

A retirada de lixo é fundamental para que a água possa seguir o curso natural dela e, assim, não aconteçam alagamentos. Esse mato e o lixo são arrastados pela própria força da água, principalmente em dias de chuva mais forte. Por isso, sempre a grade retém muitos sedimentos, a Comdep faz a limpeza.

Outra medida tomada pela Comdep para permitir o correto escoamento pelo leito dos rios de Petrópolis é a limpeza manual, com retirada de matos, lixo e pedras que atrapalham a passagem da água. A Companhia mantém uma equipe especializada no serviço, que já passou pelos rios Quitandinha (em diferentes pontos das ruas Cardoso Fontes e Saldanha Marinho) e Piabanha (no Vale dos Esquilos).

A Secretaria de Obras também fez a limpeza com o uso de máquinas para retirar, além de mato, pedras e lixo, terra do leito dos rios. O programa Rio Limpo atuou na retirada de mais de mais de 450 toneladas de sedimentos do Rio Piabanha próximo ao Palácio de Cristal e de mais de 100 toneladas de sedimentos do Rio Quitandinha na Cel. Veiga.

Também é feita a limpeza e desobstrução de ralos e bueiros, que é feito tanto de forma manual quanto com auxílio de um caminhão sugador. Bairros como Duarte da Silveira, Nogueira, Morin, Posse, Cascatinha, Roseiral, Comunidade do Alemão, Estrada da Saudade, Retiro, Quitandinha, Itaipava e Centro já receberam o serviço nas duas primeiras semanas de 2019 tanto pela Secretaria de Obras quanto pela Comdep.

A Comdep mobilizou 45 funcionários para realizar limpeza na Cel. Veiga, Mosela e no Bingen após a chuva que caiu na cidade nessa quinta-feira (21.12). O trabalho ocorre desde o início da manhã desta sexta-feira (22.12) e também utiliza máquinas e caminhões para fazer a retirada de terra e lama desses locais e caminhão-pipa para fazer lavagem das ruas.

A Cel. Veiga, um dos pontos em que a Defesa Civil registrou alagamentos, tem o maior contingente de funcionários. São 35 pessoas, com auxílio de uma retroescavadeira e dois caminhões para retirada dos detritos. Também é usado um caminhão-pipa com oito mil litros de água não-potável para fazer a limpeza da rua.

No Bingen, próximo ao Senai, três funcionários trabalham no local. Se houver necessidade, a Comdep vai enviar mais cinco pessoas para atuar na região. Já na Mosela, são quatro pessoas para realizar a raspagem da lama na Rua Major Sérgio.

A Defesa Civil faz o acionamento a partir do registro das ocorrências. Foi organizado o trabalho rapidamente pela manhã para atender as demandas o mais rápido possível, como prevê o Plano de Contingência do município.

A Defesa Civil registrou três ocorrências por causa da chuva e permanece em estágio de atenção, já que a chuva permanece em algumas regiões da cidade e existe a previsão de novas pancadas de chuva até o fim de semana. O órgão municipal orienta à população a ter atenção, caso a chuva seja permanente, em função dos acumulados que deixam o solo encharcado.

“É fundamental que a população que vive em uma área de risco tenha atenção redobrada, já que existe a previsão de pancadas de chuva no final da tarde e início da noite até o fim da semana. Os moradores devem ligar para o 199 e informar caso tenham alguma ocorrência, seja de deslizamento de terra ou alagamento. Temos 60 agentes que estão de plantão 24h para realizar os atendimentos”, afirma o secretário de Defesa Civil, coronel Paulo Renato Vaz.

Em caso de qualquer sinal de instabilidade no imóvel ou terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.

A Comdep está fazendo a limpeza do Atílio Marotti, onde houve um deslizamento de terra na segunda-feira (20.11). A raspagem da rua está sendo feita para desobstrução da pista, já que ainda não é possível fazer a remoção da barreira porque o deslizamento traz risco de desabamento de um imóvel. Sete funcionários estão envolvidos no serviço, além de uma retroescavadeira e um caminhão com capacidade de seis toneladas.

Mais cedo, a prefeitura acompanhou o trabalho para desobstrução da Rua Gaspar Gonçalves, no Quarteirão Brasileiro. Mais de 30 toneladas de terra foram removidas em caminhões com o auxílio de uma retroescavadeira.

A Defesa Civil registrou cinco deslizamentos pequenos na segunda-feira (20.11) e foi necessário a interdição de dois imóveis pelo risco de desabamento por causa do deslizamento de terra, um no Atílio Marotti e outro no Bairro da Glória. Os moradores estão em casas de parentes. No Carangola, Quarteirão Ingelhein e Quarteirão Brasileiro, a movimentação de terra atingiu apenas um trecho da via.

A Defesa Civil segue em estágio de atenção, já que a chuva continua em algumas regiões da cidade.

“Há previsão de chuva em todo estado durante a semana. Por isso, quem mora em área de risco deve manter atenção e acione a Defesa Civil, pelo telefone 199, em caso de alguma ocorrência”, diz o secretário de Defesa Civil, Paulo Renato Vaz.

Pagina 9 de 44