Trabalho foi iniciado nesta terça-feira (07.04) com a remoção do asfalto antigo

Serviço vai se estender da Barão de Amazonas até a Rocha Cardoso

Fruto de uma emenda federal com recursos destinados exclusivamente para essa obra, a Rua Monsenhor Bacelar começou a ser reformada nesta terça-feira (07.04). O trabalho teve início com a fresagem, que é a remoção do asfalto antigo. A previsão é que a nova camada de asfalto seja colocada já na noite desta quarta (08.04). O prefeito acompanhou a primeira etapa do serviço no local.

A fresagem ocorreu em um trecho de cerca de 300 metros na pista do lado par. Para isso, foi usado uma máquina que fez uma raspagem do asfalto. Esse serviço se estende por 750 metros entre a Av. Barão de Amazonas e a Rocha Cardoso. O trabalho teve início pela Monsenhor Bacelar porque o fluxo de veículos está menor e este é o trecho mais prejudicado neste circuito.

Além deste trabalho, que vai até a UPA Centro, a prefeitura também realiza o programa Prefeitura Presente. Nesta terça, por exemplo, foram feitas aplicações de asfalto em ruas dos bairros Castelo São Manoel, Araras, Vila Felipe, Quitandinha, Carangola e Mosela. Em pouco mais de três meses, já foram realizadas 288 ações do serviço de tapa-buraco em 205 ruas de 46 bairros. 

A reforma da Monsenhor Bacelar é feita pela empresa Petrovias e representa um investimento de R$ 440,4 mil – uma economia de 38,01% em relação ao que foi autorizado pelo governo federal. Essa verba vai além da colocação de uma nova camada de asfalto.

“Esse trabalho tem que ser feito mesmo, é excelente. É uma rua principal, uma ligação importante entre bairros grandes. Para mim, que trabalho na área da saúde, sei que é muito necessário ter uma rua bem-feita para o deslocamento de ambulância que vai para UPA”, destaca o funcionário público Silvio Cesar da Silva, que passou pelo local durante o trabalho.

A expectativa é que a obra seja finalizada até o fim de abril. Depois, a Petrovias fará a reforma do circuito formado pelas ruas Caldas Viana / Floriano Peixoto e Alberto Torres, com 900 metros.

O serviço de manutenção de iluminação pública continua sendo realizado pela empresa contratada pela prefeitura, a Vitorialuz. Até o meio de março, foram realizados 2.171 pontos de luz receberam reparos neste ano. A partir desta terça (07.04), os pedidos de manutenção só poderão ser apresentados junto ao Departamento de Iluminação Pública por telefone e pela internet. O atendimento presencial no Centro Administrativo não vai ocorrer até o dia 15 de abril. 

Essa medida é necessária porque o setor implementou o sistema de home office para os funcionários, seguindo o decreto municipal com ações de prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus – vetor da Covid-19.

São dois números disponibilizados para os pedidos: 9 8132-9222 (atendimento entre 07h às 12h40) e 9 8188-5504 (atendimento entre 13h e 18h40). Também é possível apresentar solicitações pelo aplicativo de smartphone “Petrópolis IP”, disponível para celulares com sistema operacional Android e iOS. O terceiro caminho é o site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

A recomendação é que o morador verifique no braço da luminária ou mesmo no poste a numeração que identifica o ponto de luz – essa informação vai ajudar as equipes de trabalho a encontrarem o ponto com maior velocidade e precisão. Outra colaboração é indicar o serviço necessário, que pode ser desde troca de lâmpada que fica apagada a noite ou acessa durante o dia; lâmpada apagando e acendendo; luminária ou braço da luminária danificado; fiação partida na via; ou ainda luminosidade ruim. Essas duas informações ajudam a agilizar o atendimento da demanda.

 Programa realizou mais de 250 ações para melhorar as condições de ruas de 43 bairros

O programa Prefeitura Presente realizou aplicação de asfalto em 179 locais em 43 bairros de Petrópolis em três meses. Neste ano, já foram promovidas 258 ações para melhorar as condições de vias do município, principalmente nas comunidades. Nesta terça-feira (31.03), por exemplo, 10 bairros foram atendidos com esse serviço.

Criado há quase seis meses, o Prefeitura Presente amplia os serviços de manutenção de ruas, limpeza, conservação de espaços públicos, iluminação pública e outros serviços que são demandados pelos moradores dos bairros.

Um dos objetivos com esse trabalho é proporcionar trajetos mais confortáveis para os veículos, com menos quebras de carros e menos atrasos. Os cinco distritos contam com 234 linhas de ônibus que fazem mais de cinco mil viagens diariamente. Por isso, são usadas de seis a oito equipes de aplicação de asfalto por dia.

Nesta terça, o trabalho aconteceu nas ruas Nossa Senhora da Glória (Bairro da Glória), Vista Alegre (Araras), Rua Carmen da Ponte Marcolino (Chácara Flora), Rua Sargento Boening e Estrada do Paraíso (Sargento Boening), Tancredo Neves (São Sebastião), Antônio Kronemberger (Bingen), Mathias Kreischer (Capela), Sete de Abril, Montecaseros, Imperador, Nelson de Sá Earp (Centro), Gonçalves Dias (Valparaíso), Saldanha Marinho, Cristóvão Colombo e Olavo Bilac (Castelânea).

Além desses bairros, também houve tapa-buraco no Alemão, Alto da Serra, Bairro Castrioto, Bairro Esperança, Bela Vista, Carangola, Cascatinha, Castelo São Manoel, Caxambu, Corrêas, Duarte da Silveira, Duchas, Estrada da Saudade, Fazenda Inglesa, Floresta, Gulf, Independência, Itaipava, Itamarati, Madame Machado, Morin, Mosela, Neylor, Pedro do Rio, Posse, Quarteirão Brasileiro, Quarteirão Ingelheim, Quitandinha, Retiro, Roseiral, Samambaia, Siméria e Vila Militar.

Além do tapa-buraco, outros serviços de limpeza, iluminação pública, pintura de meio-fio e sinalização de vias serão reforçados nas comunidades de Petrópolis. São 60 homens trabalhando nos bairros, somando ao que já é feito diariamente pela Comdep, além das secretarias de Obras e de Serviços. As equipes já atuaram neste mês em Bairro Esperança, Bingen, Castelo São Manoel, Correas, Madame Machado, Posse, Secretário e Siméria.

Prefeito esteve reunido com um grupo de moradores nesta segunda (09.03)

As intervenções emergenciais reivindicadas pelos moradores do Brejal começam na próxima quinta-feira (12.03) com a limpeza dos bueiros e a manutenção na iluminação pública. O anúncio foi feito pelo prefeito nesta segunda (09), em um encontro com moradores da localidade. Também serão feitas as trocas das lixeiras e melhorias nas estradas vicinais e no acesso ao distrito tanto para quem vive na região quanto para os produtores rurais. No dia 18, o prefeito e a secretaria de Educação, Márcia Palma, estarão reunidos novamente com a população para ouvir as demandas relacionadas a pasta.

O prefeito explicou na reunião que as estradas foram castigadas pelas chuvas, mas ressaltou que tem um compromisso assumido de reverter esse quadro junto ao Brejal. Recentemente, a prefeitura anunciou que vai adquirir uma máquina que vai auxiliar o município a realizar a manutenção de estradas vicinais. É um triturador, que será usado para transformar entulho em material para aplicado em ruas de terra e, dessa forma, eliminar buracos.

Segundo Alfredo Chaves, presidente da Associação da Microbacia do Brejal, a reunião "foi satisfatória por ter debatido assuntos pertinentes a região". Ele explicou ainda que a função dos moradores, a partir de agora, será de acompanhar o andamento das intervenções. "A presença do prefeito Bernardo Rossi e dos demais secretários nos dá mais segurança. Quando falamos na nossa comunidade, são mais de 82 quilômetros de estradas e mais de duas mil pessoas", destacou.

A Posse recebeu ações de melhoria do acesso com aplicação de material asfáltico em 2019 em locais como estradas vicinais Arnaldo Dycherhoff, Caboclos, Contrões e Taquaril. Neste ano, a chuva vem prejudicando as condições de estradas vicinais e, por isso, a equipe regional da prefeitura vem realizando intervenções pontuais com raspagem da rua e aplicação de brita corrida em locais como Taquaril, Albertos, Caboclos, Xingu e Cachoeirinha. Essa é uma primeira etapa do serviço, que será complementada com a manutenção das vias e com asfalto.

 O prefeito Bernardo Rossi e o Departamento de Agricultura deram a notícia em reunião com produtores rurais da cidade

Outra novidade é a destinação de insumos que vão ajudar a melhorar a condição do solo no Brejal

A prefeitura vai adquirir uma máquina que vai auxiliar o município a realizar a manutenção de estradas vicinais. É um triturador, que será usado para transformar entulho em material para aplicado em ruas de terra e, dessa forma, eliminar buracos. A notícia foi dada para o Sindicato Rural de Petrópolis em reunião nesta sexta-feira (06.03) em que foram apresentadas demandas de produtores rurais da cidade.

A condições das estradas vicinais é um ponto importante para produtores de várias regiões da cidade, como Brejal, Bonfim e Caxambu, que usam vias desse tipo para escoar a produção desde as áreas de plantio para o mercado em Petrópolis e no Rio. O serviço já vem sendo realizado de forma emergencial, principalmente nos distritos, nos locais mais afetados pela chuva deste início de ano, com remoção de lama e aplicação de brita corrida.

Mas além disso, o município buscou junto ao Ministério da Agricultura uma alternativa para poder realizar a manutenção dos locais com esse tipo de piso e firmou um convênio para investir R$ 859 mil para adquirir essa máquina e mais uma retroescavadeira e uma caminhão.

O Departamento de Agricultura da prefeitura também deu uma outra boa notícia, essa voltada para os produtores do Brejal. A Secretaria de Meio Ambiente converteu uma multa ambiental em compra de insumos para melhorar a condição do solo na região. As áreas agrícolas foram prejudicas em dezembro por causa de chuva de granizo que afetou, sobretudo, a produção de orgânicos.

O Sindicato Rural de Petrópolis apresentou outras reivindicações, como cursos técnicos no Senar e a revitalização de pontos de vendas diretas nos terminais de ônibus, que serão providenciados pela prefeitura.

“Foi uma reunião positiva, construtiva. O que foi pedido aqui é factível. Sabemos que a prefeitura tem uma série de prioridades em diversas áreas, mas nós também temos as nossa, são coisas que podem ser feitas rapidamente e buscamos unir o útil ao agradável. Conseguimos mostrar o que é necessário para nós”, afirmou o presidente do Sindicato, Henrique Mesquita da Costa.

A obra de revitalização da Estrada União e Indústria deve começar em abril. O DNIT - Departamento Nacional de Infraestrutura – liberou R$ 15 milhões de orçamento para o início das obras. A informação foi repassada pelo diretor de Infraestrutura Rodoviária do DNIT, Euclides Bandeira Neto durante uma reunião na sede do DNIT, em Brasília, realizada na quarta-feira (04.03.2020).

As intervenções devem começar em abril. A expectativa é de que a obra tenha início já em abril. A prefeitura vai acompanhar as intervenções e já sinalizou as manutenções que deverão ser incluídas no processo.

De acordo com o edital da obra, que foi publicado pela Superintendência Regional no Estado do Rio de Janeiro do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, no Diário Oficial da União no dia 31 de julho de 2019, prevê um valor estimado para a obra de R$ R$ 40,5 milhões. O prazo de execução será de 450 dias e a obra prevê a recuperação de 25 quilômetros da Estrada União e Indústria, no trecho entre a Avenida Barão do Rio Branco e Pedro do Rio - que é de responsabilidade do DNIT.

A prefeitura vai realizar, no decorrer da obra, pequenas intervenções como a construção de baias de ônibus e pequenos alargamentos na pista. Isso já foi garantido e apontado ao DNIT pelo poder público. 

A reforma da União e Indústria vira realidade depois de quase 10 anos. Desde 2017 a prefeitura cobra que o DNIT finalmente realize a reforma. Em 2009, a justiça determinou que o departamento fizesse um projeto de recuperação da estrada, o que não ocorreu e rendeu uma multa de R$ 14 milhões ao órgão. Em 2011, o projeto até foi idealizado, mas não saiu do papel. Em 2016, uma licitação foi feita, mas a vencedora abriu mão do contrato e a segunda colocada não teve interesse na obra.

Levantamento mostra que deve ser levado em consideração na modelagem da nova concessão da rodovia

Mais uma vez a prefeitura solicitou ao governo federal celeridade no processo para nova concessão da BR-040, a necessidade da retomada da obra da Nova Subida da Serra e a redução do valor do pedágio com cobrança proporcional para os petropolitanos. Os assuntos nortearam uma reunião realizada nessa quarta-feira (04.03) na sede do Ministério da Infraestrutura – Minfra - em Brasília. Um levantamento com todos os pontos que devem ser considerados durante o processo da modelagem da nova concessão da rodovia e que foi feito pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico em parceria com a Novamosanta, foi entregue pelo vice-prefeito do município e pelo secretário de Desenvolvimento Econômico para Marcello Costa – secretário responsável pelo MINFRA.

A prefeitura reforçou a necessidade de revisão na questão do pedágio na BR-040 para os petropolitanos. Vale salientar que os dados também foram levados pela prefeitura para representantes do IFC - Internacional Finance Corporation - World Bank Group - O IFC está atuando na estruturação das novas concessões das rodovias do Estado, junto com a EPL - Empresa de Planejamento e Logística e Minfra. Em setembro de 2019 a prefeitura também entregou à ANTT e à EPL, documento com as mesmas sugestões de intervenções que devem ser previstas no novo edital para concessão da BR-040.

Também participaram do encontro Fabio Carvalho - representando a Natalia Marcassa - Secretária de Fomento, Planejamento e Parceria (MINFRA), diretor do DEAP Minfra; Luciano Lourenço - Coordenador Geral do DTROD / Minfra e Issa Miguel - coordenador do DTROD / Minfra.

Levantamento solicita novos acessos e manutenção

O estudo feito pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Novamosanta relaciona as intervenções no trecho da BR-040 compreendido entre seu entroncamento com a Avenida Brasil (km 124) e a Praça de Areal, situada no km 45.

Entre os pontos apresentados no levantamento estão: importância da retomada da obra da Nova Subida da Serra, melhoria do acesso da BR-040 para a Avenida Brasil e Linha Vermelha, viabilização da estrada Parque (quando a atual pista de subida parar de funcionar), eliminação de cruzamentos em nível em Araras/Vale das Videiras e Fazenda Inglesa; criação de vias marginais para tráfego local no trecho de Itaipava; criação e melhoria de acessos interligando os dois lados da rodovia nos acessos - Duarte da Silveira; acesso à comunidade Leonardo Boff; acesso ao Carangola; acesso à Feirinha de Itaipava - rotatória de Bonsucesso; acesso à BR-040 (Bramil) / BR-495; acesso à ponte do Aranha Céu; acesso ao Castelo de Itaipava; acesso ao Condomínio Industrial da Posse - Revisão dos acessos à Av. Brasil e Linha Vermelha; manutenção da atual Subida da Serra na futura concessão e uso do túnel, compatibilizando com uso misto de Estrada Parque no futuro; transferência do local da praça de pedágio e adoção de tecnologia (free flow), a fim de melhorar a isonomia do uso da tarifa da rodovia e a incorporação de medidas sugeridas pelo MPF quanto a postos de Polícia Rodoviária Federal, em especial no Belvedere, com disponibilização de informações, imagens, comunicação, bem como outros apoios que se fizerem necessários para a garantia da segurança na rodovia.

A prefeitura está promovendo melhorias em estradas vicinais nos distritos de Pedro do Rio e Posse. Os serviços estão acontecendo desde a semana passada, com a mudança do clima. O objetivo é possibilitar melhores condições para quem utiliza essas estradas, danificadas por causa das fortes chuvas do início do ano.

Em Pedro do Rio, a equipe regional da prefeitura já atuou nas estradas Posse dos Coqueiros e Anápolis. No distrito da Posse, foram atendidas as estradas de Taquaril, Albertos, Caboclos, Xingu e Cachoeirinha. Nesses locais, foi feita remoção de lama e aplicada uma camada de brita corrida com o objetivo de eliminar buracos.

Esta é uma primeira etapa do serviço, para beneficiar moradores, o transporte público e produtores rurais. Esses e outros locais voltarão a ser trabalhos de maior porte de manutenção de estradas vicinais.

O trabalho nas estradas vicinais é uma das ações do setor de manutenção viária da Secretaria de Obras. O programa Prefeitura Presente já promoveu 150 ações de aplicação de asfalto em 129 ruas de 32 bairros. Além disso, o município mobiliza três equipes diárias para promover manutenção nas ruas de calçamento.

Um grupo de 30 moradores e representantes do CDDH se reuniu com prefeito para debater a questão das moradias nas margens da rodovia

O prefeito recebeu nesta segunda-feira (17.02) um grupo de 30 pessoas que moram em comunidades ao longo da BR-040 e representantes do Centro de Defesa dos Direito Humanos (CDDH) para debater novas medidas com o objetivo de impedir a demolição de casas situadas nas margens da rodovia e realizar a regularização fundiária dessas moradias. O encontro ocorreu diante da ameaça de mais sete ordens de demolição serem cumpridas pela Concer, concessionária que administra a via.

No encontro, o prefeito ressaltou o trabalho de articulação junto a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) visando reduzir a faixa de domínio e o ingresso na justiça para suspender ordens de demolição. O município já está buscando fazer o levantamento necessário para intervenções nas comunidades onde o Ministério da Infraestrutura já sinalizou que é possível fazer a redução da faixa de domínio. Todas essas informações estarão em um relatório que será entregue à ANTT para solicitar, mais uma vez, que o órgão intervenha para suspensão das ordens de demolição.

A Secretaria de Obras está contratando topógrafos que serão utilizados para fazer todos os estudos necessários para obras viárias, de drenagem, entre outros, nas comunidades onde a redução da faixa de domínio é viável, de acordo com o Ministério da Infraestrutura. A Procuradoria Geral do município vai pedir apoio do Ministério Público Federal para que essa contratação possa ser realizada de forma mais rápida para agilizar esses levantamentos.

O prefeito informou que já solicitou uma nova reunião com a diretoria da ANTT e aguarda apenas a definição da data para levar todas essas informações. O chefe do executivo também está pedindo apoio de deputados federais para articular junto ao órgão federal e a União a suspensão dos processos. Ele ainda se comprometeu a entrar em contato com a Concer novamente para solicitar que as sete ordens de demolição já emitidas não sejam executadas pela concessionária que administra a rodovia.

Desde 2017, a prefeitura articula com o Ministério da Infraestrutura, com o Dnit, com a ANTT e com a Procuradoria Geral da República que a faixa de domínio da BR-040 seja diminuída para permitir a regularização fundiária das famílias que vivem em comunidades consolidadas nas margens ao longo da rodovia. Em alguns casos, existem moradias há mais de três décadas, ou seja, antes mesmo da atual concessão da rodovia, administrada pela Concer.

O entendimento da prefeitura, do MPF e do CDDH é que a redução da faixa de domínio da rodovia não aumenta o risco à segurança de moradores e motoristas e que também não há projetos de obras que justifiquem a manutenção do afastamento maior em relação à pista.

A prefeitura vai ampliar o número de equipes de aplicação de asfalto no programa Prefeitura Presente. O objetivo é colocar mais quatro equipes, tendo entre 10 e 12 turmas atuando diariamente para melhorar as condições das ruas nos bairros e comunidades do município. Só neste início de ano, foram realizadas 132 ações de tapa-buraco, com 122 ruas de 34 bairros atendidas.

Nesta sexta-feira (14.02), por exemplo, o serviço aconteceu nas ruas Saldanha Marinho e Cardoso Fontes (Castelânea), Albino Siqueira e Rua Teresa (Alto da Serra), Padre Feijó, Marciano Magalhães e Eugênio Werneck (Morin), Floriano Peixoto, Alberto Torres, Fonseca Ramos, Silva Jardim, Santos Dumont, Monsenhor Bacelar, Montecaseros, Travessa Prudente Aguiar, Nelson Sá Earp, Cel. Veiga e Washington Luiz (Centro), Caminho do Fragoso e Themistocles (Estrada da Saudade), Duque de Caxias (Vila Militar), Carolina Justen, Paulino Afonso e Henrique Cunha (Bingen), Rodolfo Bruno e Álvares Azevedo (Nogueira), Carlos Bittencourt (Mosela).

Um dos objetivos com esse trabalho é proporcionar trajetos mais confortáveis para os veículos, com menos quebras de carros e menos atrasos. Os cinco distritos contam com 234 linhas de ônibus que fazem mais de cinco mil viagens diariamente.

Além do tapa-buraco, outros serviços de limpeza, iluminação pública, pintura de meio-fio e sinalização de vias serão reforçados nas comunidades de Petrópolis. São mais de 100 homens trabalhando nos bairros, somando ao que já é feito diariamente pela Comdep, além das secretarias de Obras e de Serviços. Outro serviço é na rede de drenagem, seja manutenção de manilhas, desobstrução de caixas de passagem ou ralos.

Ao mesmo tempo, a prefeitura vai colocar mais funcionários para fazer o serviço de remoção de entulho na cidade. A Secretaria de Serviços passará a realizar o trabalho com três equipes, mesma quantidade do setor operacional da Comdep, que ainda conta também equipes nas regionais de Itaipava, Pedro do Rio e Posse – nove no total.

Pagina 11 de 86