O prefeito Rubens Bomtempo deu hoje um importante passo para a realização de um sonho dos petropolitanos: a finalização das obras de reurbanização do Centro Histórico, paralisadas desde 2008. Bomtempo apresentou hoje ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) o projeto de readequação do sistema de distribuição de energia para as redes subterrâneas do lado ímpar da Rua do Imperador. O enterramento total da fiação aparente representa um ganho turístico e devolve à cidade a beleza do conjunto arquitetônico do local. 

O encontro aconteceu no Grande Hotel - um empreendimento totalmente recuperado por conta das obras de reurbanização - e reuniu o governo do Estado, secretários municipais, empresários, representantes do setor turístico, do Inepac e da concessionária Ampla. O objetivo foi sensibilizar o BID para o financiamento do projeto pelo Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). Bomtempo agradeceu especialmente ao vice-governador Luiz Fernando Pezão, que foi parceiro neste pleito, e ao governo federal, por ter aberto o diálogo com o BID. “A aproximação dos governos faz com que possamos nos sentir mais amparados. Petrópolis merece”, disse o prefeito.

Bomtempo lembrou que em 2008 entregou a Rua do Imperador remodelada e reorganizada. “As obras simbolizaram um novo momento para os petropolitanos e visitantes. Estamos novamente dialogando para que Petrópolis possa ter um peso cada vez maior no turismo do país”, disse o prefeito ao informar que a reurbanização do Centro Histórico, realizada na sua segunda gestão, garantiu a abertura de oito novos hotéis e pousadas no Centro Histórico, o que significou um crescimento de 45,35% na oferta de leitos do município.

Pelo projeto, as obras para o enterramento da fiação do lado ímpar vão custar R$ 6,5 milhões. Entre as intervenções estão o cabeamento subterrâneo; o sistema de proteção; transformação; remoção de toda a instalação aérea, inclusive os postes e a interligação do sistema novo nas unidades de consumo com pequenas obras de infraestrutura, pois a maior parte do trabalho já foi feita entre 2006 e 2008.

“Quando o prefeito apresentou essa proposta ao governador Sérgio Cabral foi atendido de imediato. É impossível pensar no Prodetur, que é um programa para o desenvolvimento do turismo no interior do estado, sem inserir Petrópolis”, ressaltou o subsecretário de Urbanismo Regional Metropolitano, Vicente Loureiro.

A empresária e uma das proprietárias do Grande Hotel, Denise Ghidini estava presente no encontro e falou sobre o empreendimento: “Esse era um sonho do meu pai. A revitalização do Centro Histórico foi predominante para realizarmos esse investimento alto, privado e difícil. Restaurar um prédio histórico é um desafio e quando vimos naquele momento o prefeito Rubens Bomtempo ao nosso lado nos encorajamos. Agora só falta um detalhe para o total sucesso desse marco histórico na cidade: o enterramento da fiação do lado ímpar”.

O projeto também recebeu apoio do Inepac. “A Rua do Imperador tem o maior conjunto arquitetônico tombado do Estado do Rio. Temos hoje um governo muito parceiro para a finalização dessa obra”, declarou a representante do órgão, Patrícia Carvalho.

“Estamos com uma cidade linda, florida e conservada. Nós apoiamos a realização desse projeto”, destacou o presidente do Petrópolis Convention & Visitors Bureau, Bruno Wanderley. O presidente do Conselho do Turismo, Rogério Elmor, também ressaltou a importância da intervenção: “O novo Centro Histórico revolucionou a cidade, que estava esquecida. Trouxe novos empreendimentos e impulsionou o turismo. A finalização da obra é de fato o nosso sonho”.

Depois da apresentação do projeto e dos depoimentos a favor do investimento, a especialista do Prodetur pelo BID, Annette Killmer disse estar encantada com a cidade e com tudo que foi realizado por Bomtempo nos seus dois primeiros mandatos: “Muito bom ver tanta dedicação e cuidado com essa cidade, que é uma jóia. Vi aqui o envolvimento de vários atores e é incrível a opinião unânime sobre a importância dessa obra. A participação de todos é o que nos dá confiança e mostra que o projeto se encaixa perfeitamente na ideia do programa, que é o de agregar valor aos destinos turísticos”.

O prefeito Rubens Bomtempo autorizou na manhã desta terça-feira (18/3) o início das obras de reforma do Hospital Alcides Carneiro (HAC). As intervenções fazem parte do convênio com o governo do Estado, por meio do Programa Somando Forças. O investimento é de R$ 7 milhões – sendo R$ 800 mil de contrapartida da Prefeitura. A obra vai garantir melhorias em cinco setores da unidade, que ganhará 44 novos leitos, totalizando uma área superior a três mil metros quadrados.

“A reforma vai qualificar, organizar e estruturar o Hospital Alcides Carneiro, tornando a unidade mais moderna. Além disso, garantirá um melhor atendimento aos pacientes”, frisou o prefeito Rubens Bomtempo, lembrando que o HAC também será beneficiado com emendas parlamentares dos deputados Glauber Braga, Jandira Feghali e Hugo Leal, para a compra de equipamentos, entre eles um aparelho de ressonância magnética. “Somando o convênio com o governo do Estado e essas emendas parlamentares, estaremos investindo no hospital mais de R$ 12 milhões”, ressaltou.

Passarão por reforma os setores da maternidade, clínica cirúrgica, pediatria, enfermaria da clínica médica e a portaria. Os projetos prevêem, além da troca do piso, pintura, revestimento e isolamentos, a ampliação de alguns setores como a maternidade, que, após a reforma passará a funcionar em uma única ala. A unidade também vai ganhar um elevador, consultórios, sala de exames, novos banheiros e unidade intermediária, além de um espaço para a gestante receber a medicação. A previsão é que a obra esteja concluída em dois anos.

“Quero chegar em 2016 com o Hospital Alcides Carneiro modernizado. Vamos dar um salto de qualidade no atendimento”, concluiu o prefeito.

Obras na UTI HMNSE – Durante a visita no Hospital Alcides Carneiro (HAC), o prefeito Rubens Bomtempo vistoriou as obras da nova área que abrigará a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) adulto. O espaço, próximo à urgência/emergência, abrigará temporariamente os sete leitos do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE), que também entrará em reforma. Com a medida, a Prefeitura irá garantir a continuidade dos atendimentos.

 “Era necessário realizar esta transferência antes de iniciar as obras no Hospital Municipal Nelson de Sá Earp. Vamos manter a quantidade de leitos de UTI adulto até que a reforma do HMNSE esteja concluída”, disse o prefeito. A UTI do HMNSE vai ganhar três novos leitos, um investimento com recursos próprios do município superior a R$ 621 mil. A previsão é que as intervenções comecem em abril.

O prefeito Rubens Bomtempo deu a ordem de início, nessa sexta-feira (19/2), para as obras de reforma e cobertura do complexo esportivo do Morin. As duas quadras localizadas no Cruzeiro, ao lado da Escola Luiz Carlos Soares, começam a receber as intervenções nos próximos dias. A iniciativa promove a sociabilidade e a saúde por meio da prática esportiva.

“Estive aqui com os moradores ainda durante a campanha de 2012. Na época percebi que o maior desejo da comunidade eram as melhorias desse importante espaço. Em 2013, assim que assumi o governo, iniciamos o projeto desse centro esportivo”, lembrou o prefeito Rubens Bomtempo, complementando que, em 2014, a Prefeitura entrou na concorrência de um edital lançado pelo Ministério dos Esportes e, assim, garantiu o investimento na ordem de R$ 600 mil.

O contrato, segundo o prefeito, foi assinado no mesmo ano e agora, os recursos foram liberados pelo ministério. “Com a contrapartida da Prefeitura, estamos dando início a mais essa importante obra para a cidade, estimulando cada vez mais a prática esportiva”, destaca. O edital também garante a reforma e melhorias da Escola Soroptimista.

O secretário de Obras, Jorge Maia, acompanhou o prefeito Rubens Bomtempo, na visita realizada no espaço. “A reforma inclui todo esse complexo esportivo, desde o piso até a cobertura da quadra. É um sonho dos moradores que está se tornando realidade, pois foi abraçado pelo prefeito antes mesmo dele assumir o Governo Municipal”, disse o secretário.

A notícia foi comemorada pelos moradores Marcelo Lessa e Vicente Rizzo. “Esse é o momento de agradecermos ao Prefeito, que se sensibilizou quando eu o trouxe aqui durante a campanha. Tenho certeza de que toda a comunidade está muito satisfeita, pois nosso projeto está saindo do papel”, disse Marcelo Lessa. “Se não fosse o empenho do prefeito, não teríamos conseguido ser beneficiados. E não é só a reforma dessas quadras. A Prefeitura está sempre presente na comunidade”, complementa Vicente Rizzo.

Segunda, 20 Maio 2013 - 12:16

Bomtempo confirma nova ponte para Corrêas

O prefeito Rubens Bomtempo anunciou que as obras de construção da nova ponte de Corrêas estão programadas para o segundo semestre. A notícia foi dada durante um encontro entre Bomtempo e o presidente do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Henrique Ribeiro, na tarde de quinta-feira (16/5).

“As obras na ponte de Corrêas representam um grande avanço. A localidade é um importante ponto de ligação entre diversos bairros e também tem grande importância turística e econômica. A intervenção vai aliviar os congestionamentos e colaborar para o desenvolvimento local e do município como um todo”, disse o prefeito, que ficará responsável pelo pedido de licença ambiental para a execução da obra.

Os recursos, de R$ 1,5 milhão, foram destinados por meio de emendas parlamentares dos deputados, que também estiveram presentes na reunião, Luiz Paulo Corrêa, e Marcus Vinícius, atual secretário Estadual de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida.

Pelo projeto, a ponte terá 35 metros de comprimento por 10 metros de largura. Ela ligará a Estrada União e Indústria à Rua Vigário Corrêa sobre o Rio Piabanha e será utilizada em mão única, agilizando o fluxo de veículos na região. De acordo com o presidente do DER, o governador Sérgio Cabral pediu prioridade ao projeto: “Agora é uma questão burocrática. Os deputados que fizeram as emendas encaminharão um ofício ao governador citando a reunião e as emendas apresentadas para que a verba seja remanejada. Acredito que em agosto ou setembro a obra esteja em execução”, informou Henrique Ribeiro.

“Não há dúvidas de que a melhoria no tráfego será considerável”, afirmou o secretário Marcus Vinícius. “Somente uma nova estrutura será capaz de criar espaço suficiente para o intenso fluxo de veículos e pessoas no local”, diagnosticou o deputado Luiz Paulo.

Municipalização da RJ-107

O prefeito Rubens Bomtempo também solicitou, com o secretário Marcus Vinícius, ao presidente do DER a municipalização da RJ-107, que liga o bairro Alto da Serra ao Meio da Serra: “A região está abandonada e carente de infraestrutura. Queremos chamar a responsabilidade para a Prefeitura para poder investir no local”, ressaltou o prefeito que garantiu a iluminação pública de todo trecho e também aproveitou a oportunidade para solicitar ao DER o recapeamento asfáltico de Araras.

Durante a reunião, também estiveram presentes o secretário de Obras de Petrópolis, Aldir Cony, o coordenador regional do PSDB, Ramon Mello e o assessor do deputado Luiz Paulo, Fred Procópio.

O prefeito Rubens Bomtempo acompanhou, no último sábado (13/07), a primeira reunião do grupo de trabalho formado para a atualização do Código de Obras Municipal. Durante o encontro, Bomtempo também anunciou a criação da Coordenadoria de Licenciamento para agilizar os processos para novas construções na cidade. A intenção do governo é entregar à Câmara, até dezembro, a atualização do Código de Obras e a revisão da Lei de Uso e Parcelamento do Solo (Lupos), criada há 15 anos.

“Esse deve ser um trabalho em conjunto e com a participação direta da sociedade civil”, disse o prefeito. O documento original foi elaborado em 1970 e Bomtemp lembrou que em sua gestão anterior, em 2007, entregou o Código de Obras revisado ao Legislativo, mas que desde então nada foi feito.

O prefeito também destacou que vai agilizar e modernizar o processo de autorização para as novas construções com a criação da Coordenadoria de Licenciamento: “Com isso vamos resolver o processo em uma única instância e solucionar as pendências com mais agilidade. Com a desburocratização acredito que vamos diminuir muito o número de construções irregulares na cidade”.

O grupo de trabalho para atualizar a legislação é formado por técnicos do governo municipal e de profissionais das áreas de arquitetura e engenharia de conselhos e associações do setor.

A iniciativa do prefeito de reunir os profissionais e a sociedade para o trabalho recebeu elogios: “É muito bom saber que temos nesta gestão as portas abertas para continuarmos colaborando com a cidade. Vamos juntos construir uma legislação mais moderna e que seja boa para a cidade”, disse o presidente do sindicato da Indústria da Construção Civil, Ricardo Luiz Monteiro Francisco.

“Queremos ajudar a pensar Petrópolis. Vamos dar toda nossa contribuição técnica para elaborarmos um estudo para o plano de expansão. Estaremos integrados com este governo”, ressaltou o representante do conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro, Marcio Mendes. Também participaram da reunião, o secretário de Planejamento e Urbanismo, Eduardo Ascoli; o secretário de Meio Ambiente Almir Schmidt e o presidente da Associação Petropolitana de Engenheiros e Arquitetos, Luiz Amaral.

O prefeito Rubens Bomtempo deu ordem de início para mais uma obra do Programa Somando Forças na manhã desta terça-feira (19/11): a contenção de uma encosta na servidão Ernesto Felipe Schefler, no Monte Florido, uma localidade na Estrada da Saudade. A obra, que vai custar quase R$ 900 mil, deve ser concluída em seis meses e irá garantir mais segurança para as famílias que vivem no local.
“Estou feliz por estar cumprindo este compromisso com os moradores. Essa encosta sempre foi uma preocupação para esta região e a situação foi agravada depois das chuvas de março. Vamos aproveitar para também melhorar a iluminação e o acesso para os veículos e ainda pavimentar a servidão”, disse o prefeito durante uma vistoria na localidade acompanhado do vereador Luizinho Sorriso, do secretário de Obras Aldir Cony e de engenheiros da Theopratic, empresa responsável pela obra.
Para conter a encosta serão construídos três muros em concreto armado, drenagem de águas pluviais e ainda haverá a recuperação do talude com o plantio de grama. A agente de saúde e uma das líderes comunitárias da servidão, Sueli Meira Vieira, agradeceu a atenção do atual governo: “Essa obra significa sossego, paz, tranqüilidade, progresso e principalmente um sonho realizado para todos nós que vivíamos aqui nessa insegurança”.
A intervenção faz parte de um pacote de 11 obras emergenciais de contenção, que somam R$ 5,3 milhões em investimentos. Entre as localidades beneficiadas também estão: Rua Rocha Cardoso, no Centro; Morro dos Ferroviários, Alto da Serra; Rua Gonçalves Dias, no Valparaíso; Avenida Estados Unidos, no Quitandinha; Taquara; Estrada do Boa Vista, no Brejal; Rua José Peixoto da Costa, no Caxambu; no acesso ao Trono de Fátima, no Centro; Ponte Fones e Sargento Boening.

O prefeito Rubens Bomtempo e empresários da construção civil de Petrópolis realizaram uma reunião de trabalho na manhã de quarta-feira (25/6) para garantir que obras importantes para a cidade ganhem velocidade. São mais de R$ 116 milhões de investimentos em 65 contratos em andamento. As intervenções são em escolas, postos de saúde, contenção de encostas, pontes, praças e ruas. Entre elas, estão as do PAC Estrada da Saudade, as do PAC Encostas e a reforma do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp.

Bomtempo e o secretário de Obras, Aldir Cony, se colocaram à disposição dos empresários para, a qualquer momento, tirar dúvidas e buscar soluções em conjunto para possíveis entraves na realização das obras. O prefeito cobrou agilidade dos empresários para que Petrópolis receba o quanto antes essas intervenções. Além disso, como argumentou Bomtempo, com o andamento das obras, a liberação de recursos estaduais e federais fica mais fácil.

“Jamais o poder público teria capacidade de fazer essa quantidade de obras com a qualidade que esses empresários fazem. Precisamos dessas empresas, desses parceiros. Essa reunião é para harmonizar as ações integradas de governo. É fundamental esse diálogo entre Prefeitura e empresas de construção civil para agilizar essas obras fundamentais para Petrópolis. São ações que visam o bem comum”, disse o prefeito.

Bomtempo destacou o montante de recursos federais e estaduais que irão beneficiar Petrópolis com melhorias de infraestrutura, além de gerar emprego, renda e movimentar a economia da cidade. Ele lembrou que toda segunda-feira se reúne com secretários e técnicos da Prefeitura para tratar exclusivamente de convênios do município com o estado e a União. Bomtempo também disse que aproveita todas as oportunidades de reuniões em Brasília e no Rio. Esse empenho vem sendo fundamental para trazer recursos para o município.

“Foi uma reunião extremamente produtiva, porque ficou bem claro que Prefeitura e as empresas de construção da cidade são parceiras. Essa ligação deve ser cada vez maior, em prol do bem comum”, disse o diretor da Construtora Cortein, Antônio Carlos Esch.

O prefeito Rubens Bomtempo entregou pessoalmente nesta quinta-feira (17/9) na Câmara de Vereadores o projeto de lei com o texto do novo Código de Obras e Edificações do município. O documento substitui o antigo código, criado há quase 40 anos por decreto municipal. Ao lado do secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico e de Obras, Robson Cardinelli, e do secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão, Bomtempo falou aos vereadores sobre a importância deste instrumento de planejamento para a cidade e pediu o apoio do Legislativo para a atualização e modernização do documento.

O texto apresentado aos vereadores foi elaborado em conjunto por técnicos da Prefeitura, do Sindicato das Indústrias de Construção Civil de Petrópolis (Sinduscon), Associação Petropolitana de Engenheiros e Arquitetos (Apea), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) e Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU). “O Código De Obras que temos hoje não conversa com a realidade. Não estava adequado a normas relacionadas a acessibilidade e não havia critérios de sustentabilidade. Tudo isso foi incluído. É um documento que representa um grande esforço comum do Poder Público e da sociedade civil, resultado de um amplo e árduo trabalho desenvolvido por mais de um ano”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo ao entregar o documento ao presidente da Câmara, vereador Paulo Igor, na presença dos demais vereadores.

O secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico e de Obras, Robson Cardinelli, lembrou que, ao entregar o Plano Diretor revisado, o prefeito assumiu o compromisso de atualizar também as leis complementares. “Há um ano estamos nos reunindo periodicamente com técnicos do Sinduscon, Apea, Crea e CAU a fim de chegarmos num texto que de fato refletisse a realidade de Petrópolis. Ninguém melhor do que estas pessoas, que trabalham pela legalização de suas obras, para nos ajudar a identificar o que precisávamos mudar”, lembrou.

Entre as principais modificações previstas no novo Código de Obras está a oferta de projetos padrão de construções de até 40 m² para famílias com renda de até três salários mínimos ou faixa maior que caracterize habitação de interesse social. Os projetos seguirão as premissas de acessibilidade, conforto ambiental e eficiência energética dispostas no código. “Essa assistência técnica é de suma importância, uma vez uma boa parte da população não busca orientação técnica por, muitas vezes, não ter condições de arcar com os custos do projeto”, explicou Bomtempo, lembrando que o novo texto também prevê adequação às leis de acessibilidade.

“Agora os projetos aprovados na Prefeitura estarão em consonância com as demais normais e leis vigentes. Hoje, como o Código de Obras foi feito antes das leis de acessibilidade, tínhamos projetos que, legalmente, estavam enquadrados no que previa a legislação municipal, mas não eram aprovados pelo Corpo de Bombeiros, por exemplo”, lembrou o presidente da Associação Petropolitana de Engenheiros e Arquitetos, Luiz Amaral. O texto também adota inclui critérios de sustentabilidade, com melhor desempenho energético, preservação e uso sustentável de recursos naturais.

O novo código também muda os prazos de validade dos alvarás de licença, que passa a variar de acordo com o porte da intervenção, e prevê a certidão de conclusão da obra no mesmo processo de licenciamento. “É menos burocracia, o que sem dúvida garantirá celeridade aos processos”, enfatizou Robson Cardinelli. O texto prevê, ainda, a possibilidade de afastamentos laterais nulos para terrenos com larguras inferiores a 10 metros e de estacionamento nos afastamentos laterais, frontal e de fundos.

Em tempo recorde, a contenção realizada na Rua Bahia, no Quitandinha, sobre o túnel da BR-040, foi concluída pela Secretaria de Obras na última semana. O trabalho começou em abril, depois que as chuvas de março causaram um deslizamento de terra desestabilizando a via. O prefeito Rubens Bomtempo visitou o local na última quinta-feira (22/08).

Em pouco mais de três meses, foram finalizadas a construção de uma cortina atirantada e um muro de gabião. O fluxo de veículos de grande porte pelo trecho estava impedido. Porém, a partir da conclusão do trabalho, o prefeito Rubens Bomtempo determinou o retorno imediato da circulação dos ônibus para atender a comunidade. “Essa é uma das sete obras emergenciais autorizadas dez dias depois das chuvas de março. Essas intervenções têm como objetivo garantir que as ruas e casas próximas vão se tornar mais seguras. Assim oferecemos mais tranqüilidade para a comunidade”, disse Bomtempo.

De acordo com o secretário de Obras Aldir Cony, o muro de gabião possibilita a contenção com uma barragem de peso capaz de dar sustentação à encosta. A cortina atirantada se trata de um tipo de muro preso à encosta por cabos de aço. Além da Rua Bahia, outros seis pontos do município recebem intervenções do tipo, como Rua Paraná, Colômbia (Quitandinha), além das ruas Euclides da Cunha (Castelânea), Bingen e dois pontos da Rua Antônio da Silva Ligeiro, no Taquara. Juntas, as intervenções somam R$ 2,125 milhões em recursos do convênio com o governo do Estado.

A agilidade do trabalho também agradou aos moradores. “É uma obra importante já que garante a segurança. Outra surpresa foi a rapidez. A princípio, pelo montante da obra pensávamos que ela se estenderia por cerca de seis meses, mas não foi isso que aconteceu”, destaca o morador Marco Antônio, de 36 anos.

Uma reunião com secretários municipais ligados às questões de infraestrutura (Obras, Comdep, CPtrans, Defesa Civil, Habitação, Governo, Subprefeitura) do município iniciou o dia do prefeito Rubens Bomtempo no distrito da Posse nesta quinta-feira (18/7). Desde segunda-feira, é de lá que Bomtempo realiza a maioria de suas audiências, para estar próximo do mutirão realizado na região.

Capina, roçada, operação tapa-buraco, pintura de faixas e troca de sinalização estão entre as prioridades da ação. Os pontos de ônibus também vão ganhar atenção especial da CPtrans com nova sinalização. Além disso, a secretaria de Obras já conseguiu realizar a troca de 100 lâmpadas queimadas e pretende, até o final do mutirão, triplicar o número.

O prefeito também visitou as obras das estradas vicinais do Brejal, realizadas numa parceria entre o município e Secretaria de Agricultura e Pecuária do Estado do Rio de Janeiro. O trabalho acontece desde o mês de abril e até agora, cerca de 40 quilômetros de vias ganharam benfeitorias.

Ao lado de parte de seu secretariado e do vereador Ronaldo Ramos, o prefeito conversou com moradores e produtores: “Estamos do lado dos produtores e essas obras vão facilitar bastante o acesso entre a zona rural e a nossa área urbana. É a forma de contribuirmos para o desenvolvimento econômico e social da região e, acima de tudo, apoiar o produtor rural”. O trabalho consiste na limpeza para garantir o escoamento das águas e compactação do solo.

A intervenção agradou os produtores rurais, pois a entrada e saída de caminhões para o transporte da produção da lavoura está mais ágil. “Precisávamos disso há muito tempo e só temos a agradecer esse empenho do prefeito. Toda a comunidade está satisfeita e, inclusive, já havíamos criado um comitê para tratar, exclusivamente, das melhorias nas nossas vias de acesso. Mas o trabalho já está em andamento”, disse o morador Bill.

Além do Posto de Saúde da Família, inaugurado por Bomtempo em 2004, o prefeito esteve nas duas escolas da comunidade - a Antônio José de Lima e a Avelino de Carvalho, a qual está recebendo pintura e outras pequenas intervenções. Para o local, o prefeito determinou que a ação seja reforçada com mais pessoal.

Pagina 7 de 80