O vice-prefeito Luiz Fernando Vaz percorreu diversas obras em andamento pela cidade. A pedido do prefeito Rubens Bomtempo, que está no Japão para uma série de cursos e palestras sobre redução de riscos de desastres naturais, Luiz Fernando também visitou o Hospital Alcides Carneiro e a UPA Cascatinha.

“Estou acompanhando todas as ações que estão sendo desenvolvidas pelo nosso governo no município. São inúmeras obras e outros serviços em andamento que só vão melhorar a qualidade de vida dos petropolitanos”, afirmou Luiz Fernando, que está na posição de prefeito em exercício.

Em Nogueira, o vice-prefeito ficou animado com o estágio avançado das obras de reforma da Praça de Nogueira, com inauguração prevista para março. Depois de anos de abandono, o espaço está recebendo melhorias nos acessos, calçadas e no mobiliário urbano. O parque infantil também está sendo reformado e o chafariz, que estava desativado, será totalmente revitalizado. A novidade será a construção de um anfiteatro, que irá abrigar diversas atrações culturais.

Nascido e criado em Nogueira, o coordenador do Centro Cultural do bairro, João Sérgio da Silva Júnior, destacou a atenção do governo: “A Prefeitura está 100% em Nogueira. Estamos muito satisfeitos. A reforma da praça e a construção da escola eram reivindicações muito antigas de todos os moradores e só agora estamos sendo contemplados”.

Luiz Fernando também vistoriou as melhorias realizadas pela Prefeitura no Lago de Nogueira e ainda as obras de construção da nova escola do bairro, que contará com quatro pavimentos e capacidade de atendimento para 800 crianças do ensino fundamental. O espaço também vai abrigar o projeto Educação para Jovens e Adultos (EJA).

“Nogueira passará a viver um novo momento depois de todas essas melhorias, que vão valorizar a região, alavancar o comércio local, além de valorizar e democratizar a produção e o acesso à cultura”, destacou o vice-prefeito que logo depois visitou o Parque Municipal de Petrópolis, em Itaipava e ainda os serviços de iluminação da Praça de Secretário.


Vice-prefeito vistoria obras de reforma do HAC para abrigar UTI do HMNSE – Ao percorrer a emergência e as alas da maternidade e clínica médica do Hospital Alcides Carneiro, o vice-prefeito Luiz Fernando Vaz também vistoriou as obras do novo setor que abrigará a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) adulto no Hospital Alcides Carneiro (HAC). O espaço, próximo à urgência/emergência, abrigará temporariamente os sete leitos do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE) que também entrará em reforma.

A UTI do HMNSE vai ganhar três novos leitos, um investimento com recursos próprios do município superior a R$ 621 mil. A previsão é que as intervenções comecem em abril. “Com essa medida estamos garantindo a continuidade dos atendimentos e ampliando as vagas para quem precisa de internação na UTI”, explicou Luiz Fernando, que também passou pela UPA Cascatinha, UPA Centro, Centro de Especialidades e pelo Pronto Socorro do Alto da Serra.

Construção de novas redes de águas pluviais, desassoreamento do córrego e estabilização de encosta estão beneficiando moradores da Comunidade do Vila Rica, em Pedro do Rio. O trabalho, realizado pela Prefeitura em parceria com a concessionária Águas do Imperador, começou na última segunda-feira (31/3).

A realização das ações foi determinada pelo prefeito Rubens Bomtempo com o objetivo de dar mais tranqüilidade e aumentar a qualidade de vida dos moradores do local. De acordo com o secretário de Obras, Aldir Cony, no caso da nova rede de captação de águas pluviais, o objetivo é manter o sistema funcionando e evitar transtornos para os moradores.

“Uma das novas redes está sendo construída porque a antiga passava por baixo de cinco casas. O sistema não suportou a demanda e estourou. Em vez de uma simples desobstrução, o Prefeito optou pela implantação da nova rede de águas pluviais e de uma nova rede de esgoto, prezando o bem estar da comunidade”, explicou Aldir.

A via principal do Vila Rica também recbe a nova rede. Isso porque, logo na entrada da comunidade, se formavam grandes bolsões de água e, em dias de chuva forte, prejudicava a passagem dos moradores.O comerciante Paulo Roberto da Costa, 60, ficou satisfeito com o início das intervenções. “Agora o problema acabou”, comemorou.  A moradora Paula Carina Pereira, de 35 anos, acrescenta que as obras garantem mais tranqüilidade para todos. “Quando chovia, ficávamos preocupados”.

O córrego do local também está recebendo limpeza da Comdep. O nível de lama já estava cerca de 60 centímetros acima do normal. De acordo com Júnior César do Vale, de 39 anos, a última limpeza havia acontecido há cerca de cinco anos. “Até 2008 a limpeza era feita com freqüência, de forma braçal. Depois o serviço parou e ficamos cinco anos sem essa importante manutenção”, contou Júnior.

As ações agradaram o comerciante Adão Jacinto, 68, morador no local há 50 anos. “São importantes melhorias. A limpeza do córrego, por exemplo, era de extrema necessidade pois depois de tantos anos sem a realização do serviço, havia mal cheiro, entre outros desconfortos”.

O bairro Vila Rica está recebendo ações de limpeza dentro do programa Prefeitura Presente. Estão sendo feitos serviços de capina, roçada e raspagem de meio-fio. São 35 funcionários atuando desde o início da semana e que já promoveram também a revitalização da pintura de meio-fio e da Academia ao Ar Livre que fica à disposição dos moradores.

Os serviços que estão sendo feitos em Vila Rica também já foram levados para a Vila São José e a localidade Canto do Cemitério. O Bairro da Glória também está sendo atendido nesta semana. Locais como a comunidade Águas Lindas, Pedro do Rio e Secretário já estão na programação para receberem as equipes nas próximas semanas.

A meta do programa Prefeitura Presente é chegar a 150 homens trabalhando nos bairros, somando ao que já é feito diariamente pela Comdep, além das secretarias de Obras e de Serviços e CPTrans.

Na semana passada, Vila Rica recebeu atuação das equipes de manutenção de iluminação pública. E nos próximos dias, está prevista aplicação de asfalto.

Nesta quinta, o programa Prefeitura Presente também promoveu aplicação de asfalto em sete bairros. Foram atendidas a Rua João Ferreira de Castro (Morin), Paraíba e Alagoas – Rua C (Quitandinha), Promenade (Nogueira), Águas Lindas (Nogueira), Carvalho Junior (Corrêas), Estrada José Almeida Amado (Caxambu) e União e Indústria (Itaipava). Até aqui, já foram feitas 122 ações de aplicação de asfalto em 94 ruas de 29 bairros.

A Comdep promoveu remoção de entulho em ruas de Independência, São Sebastião, Siméria, Castelânea, Valparaíso, Vila São José, Nogueira e Castelo São Manoel.

Também foi feita capina em Sargento Boening, Quarteirão Ingelheim, Quitandinha, Centro, Morin, Bingen, Valparaíso, Quarteirão Brasileiro, Cascatinha, Duarte da Silveira, São Sebastião e Nogueira.

As equipes de manutenção de iluminação pública atuaram em Itaipava, Estrada da Saudade, Fazenda Inglesa e Bingen.

Mais duas quadras que vão receber reformas com recursos federais foram visitadas nesta terça-feira (31.10), na Rua Amazonas, no Quitandinha, e no Taquara. Os dois equipamentos esportivos fazem parte do pacote de nove quadras que terão R$ 4,7 milhões para melhorias em piso, vestiário, troca de telas até a construção de coberturas.

Na semana passada, foram realizadas visitas às quadras de Bairro da Glória e Cascatinha. Além das quatro já visitadas, estão previstas obras ainda Comunidade do Alemão, Madame Machado, Vale do Carangola, Vila São José e Oswaldo Cruz. Essas obras integram o rol de investimento de quase R$ 10 milhões que o governo federal está fazendo em Petrópolis para quadras, contenção de encostas, turismo e pavimentação.

A cidade está recebendo esse grande aporte do governo federal e o esporte será um dos carros-chefes para ajudar Petrópolis a retomar o caminho do crescimento. É com muita alegria que a prefeitura está indo em cada comunidade trazer essa boa notícia não só para os moradores, mas também para o município.

O contrato para o repasse das verbas foi assinado no último dia 23 com a Caixa. Agora, a Secretaria de Obras vai finalizar os projetos executivos para que as obras sejam iniciadas em 2018.

“Temos quase 50 quadras comunitárias em todo município e nove serão reformadas. Outras duas tiveram obras retomadas por determinação do prefeito Bernardo Rossi e a construção do Centro de Iniciação Esportiva (CIE) no Caxambu está chegando perto do fim. O esporte de Petrópolis vive um novo momento, está avançando e agora terá um impulso ainda maior”, afirmou o superintendente de Esporte e Lazer, Hingo Hammes.

Além das nove quadras que serão reformadas a partir do ano que vem, a cidade tem obras no Morin e em Pedras Brancas. Ambas estavam paralisadas e foram retomadas no início deste ano após o prefeito determinar o pagamento de uma dívida de menos de R$ 15 mil que travou a intervenção que tem quase R$ 1 milhão de recursos vindo de uma emenda ao orçamento da União. Agora, elas já alcançaram 50% de conclusão. Já o CIE do Caxambu, investimento do governo federal de R$ 3,2 milhões, ficou parado por dívida de R$ 60 mil, que também foi quitada por determinação de Bernardo Rossi e permitiu que a obra avançasse até 80% de conclusão.

As quadras visitadas nesta terça são utilizadas para os moradores promoverem e jogos e campeonatos ao longo do ano. No Taquara, por exemplo, a comunidade iniciará um torneio em novembro que vai até o início do ano que vem.

“A reforma será boa para que a gente coloque o projeto de futebol em prática. Aqui sempre tem campeonatos e a quadra vai ficar bem melhor com a reforma”, comemorou o pedreiro Glauber Félix, morador do Taquara há 32 anos.

“Para nós do Amazonas é muito importante ter esse investimento, vai trazer um ânimo muito grande para quem esperava por essa reforma há 30 anos. Agora o nosso sonho vai virar realidade”, festejou o morador da Rua Amazonas, Leonardo Cruz.

A Secretaria de Obras promoveu nesta terça-feira (26.06) a manutenção viária na Rua Agnello Barreiros, na comunidade de Vista Alegre, em Araras. O trabalho ocorreu com aplicação de seis toneladas de asfalto e foi feito por oito funcionários, com apoio de um caminhão e um rolo compressor.

O serviço já passou pela comunidade, em outro trecho da rua no mês passado. A Agnello Barreiros é itinerário do ônibus que atende os moradores do local, a linha 622, com 12 viagens por dia.

A Secretaria de Obras promove manutenção viária em diversas ruas do município e sempre com a preocupação de oferecer melhores condições para os motoristas e também para quem usa o transporte público na cidade. O serviço já ocorreu uma vez no Vista Alegre e voltou agora para atender outro trecho da mesma rua.

Em Araras, a comunidade Santa Luzia também já foi atendida com manutenção viária na Estrada Mata Cavalo.

Nesta terça, a Secretaria de Obras também fez o serviço em Nogueira e promoveu e manutenção de calçamento na Rua Vassouras (Quitandinha) e na Lopes Trovão (Meio da Serra). 

Cidade bem cuidada: prefeitura trabalhando nos bairros

A Secretaria de Obras fez manutenção de rede de águas pluviais em Servidão Filipina Schwikardt Kreischer (Capela), Vital Brasil (São Sebastião), Manoel Francisco de Paula (Siméria) e Joaquim Nabuco (Centro). A desobstrução de ralos aconteceu nas ruas 1º de Maio (Castelânea) e Teresa (Centro).

A Comdep capina e roçada na Rua Fabrício de Matos (Valparaíso) e na Estrada da Mãe D’água (Santa Mônica).

Também houve coleta de entulho em Rua Espírito Santo, Cristóvão Colombo (Castelânea), Vila Manzini, Amoedo (Carangola), Estrada do Gentio, Jardim Americano (Benfica) e Sargento Boening.

A varrição aconteceu em ruas do Centro, Mosela, Bingen, Quissamã, Itamarati, Cascatinha, Estrada da Saudade, Ipiranga, Valparaíso, Morin, Alto da Serra e Quitandinha.

Ainda foi feita limpeza manual do Rio Quitandinha, na Rua Cristóvão Colombo (Castelânea).

Foi feita lavagem na Praça Alcindo Sodré e outros locais no Centro Histórico e verificação dos chafarizes de Praça da Liberdade, Palácio de Cristal, Praça da Inconfidência e Praça do Bosque do Imperador.

Vital Brasil e Siméria estão recebendo obras de extensão de rede de abastecimento pela Águas do Imperador. As intervenções tiveram início na semana passada e, nesta terça-feira (12.09). Juntas, as obras vão levar água para mais de 200 pessoas. Ao longo do ano, a concessionária vai ampliar a rede em quase 20 km na cidade.

Apenas no primeiro semestre deste ano, a Águas do Imperador investiu R$ 2,2 milhões para aumentar o tamanho da rede de abastecimento em Petrópolis. São de 20 km de rede, estendendo o fornecimento para mais de 11 mil pessoas em 18 locais.

No Vital Brasil, a obra tem 380 metros e vai interligar o abastecimento entre o Siméria e São Sebastião – beneficiando cerca de 120 pessoas. A obra teve início no último dia seis e ficará pronta no fim de setembro. A intervenção consiste em implantar encanamento de 75 mm para passagem da água, de forma a permitir que o abastecimento ocorra através de qualquer ponta.

“Essa é uma obra que uma função operacional bem grande, porque vai permitir que a água seja enviada tanto pelo Siméria quanto pelo São Sebastião. Ou seja, se acontecer algum problema no meio do caminho, o Vital Brasil não vai ter o fornecimento interrompido por isso”, explica coordenador de engenharia da Águas do Imperador, Wellington Quatorzevoltas.

O local conta com poços e minas, mas os moradores comemoram que a partir de agora vão poder receber água tratada direto em casa.

“Isso é uma coisa que nós já esperamos há 12 anos. Temos poços e minas por aqui, mas temos cada vez mais moradores. Então precisamos dessas obras. Além disso, vamos receber água tratada, o que é muito bom para a nossa saúde”, diz o aposentado Sebastião Rodrigues.

No Siméria, a obra acontece na Rua Vereador Nilson Antônio Sattler tem 180 metros de extensão e vai levar água para pelo menos 90 pessoas. O local vai receber tubulação de 50 mm e deve ser concluída nos próximos dias.

“Com certeza vai melhorar o abastecimento para a gente, a água vai chegar com mais pressão. Isso vai ser muito bom para todos nós aqui”, acha o mecânico Roberto de Freitas, que mora na rua.

A Rua Vital Brasil, no São Sebastião, será mais um local a receber uma obra de contenção de encostas na cidade. Lá será implantada uma cortina atirantada. O valor da obra será de R$ 123,5 mil e ficará sob responsabilidade da empresa Mac Port. A obra é feita com recursos próprios da prefeitura.

Esse ano, a cidade já viu duas obras terem início. Uma delas, na Rua Desembargador Luiz Antônio Severo, em Itaipava, fruto de uma emenda parlamentar de R$ 384 mil, que não tinha começado por falta de pagamento de uma contrapartida de R$ 12 mil – valor garantido pelo prefeito Bernardo Rossi. A outra é no Sítio do Pica-Pau (Rua João Moreira), no Dr. Thouzet, que encerrou uma espera de 12 anos da comunidade e está orçada em R$ 268 mil.

As três obras iniciadas esse ano são de cortina atirantada, tipo de intervenção que consiste em construir uma parede de concreto com tirantes, que podem ser também de concreto ou de metal. Com isso, é possível suportar a carga feita pelo escorregamento de uma encosta.

O local ainda vai receber mais investimentos de contenção de encostas e drenagem. Uma emenda parlamentar ao orçamento federal feito pela deputada Cristiane Brasil vai destinar quase R$ 790 mil para a comunidade Vai Quem Quer, que terá mais R$ 66 mil de contrapartida do município. A Secretaria de Obras já trabalha na formulação do projeto executivo para a área.

A questão das encostas é uma das prioridades do governo. Petrópolis tem 234 áreas de risco alto e muito alto, de acordo com o Plano Municipal de Redução de Riscos (PMRR). Por isso, a cidade vem buscando recursos junto ao Ministério das Cidades para obras em 25 locais, que somam R$ 165 milhões.

Também foram solicitados R$ 36 milhões para obras de recuperação para sete áreas junto ao Ministério da Integração Nacional. Ao mesmo tempo, já foram devolvidos R$ 5,8 milhões que foram arrestados na gestão passada das contas do PAC Encostas, possibilitando a retomada, aos poucos, das obras – como já aconteceu na Av. Amaral Peixoto (Quitandinha) e na Rua Eugênio Werneck (Morin). O programa prevê investimento de R$ 60,2 milhões em 14 obras na cidade.

Três acessos receberam melhorias feitas em parceria pela prefeitura e os moradores

A Comunidade do Fragoso já conta com reparos em três acessos prontos. O trabalho somou forças da prefeitura e dos moradores, modelo que será levado a outros bairros. Com projetos feitos pela prefeitura e acompanhados por ela e a mão de obra dos moradores, as obras foram realizadas em sistema de mutirão. Os três locais tinham trechos em condições precárias, de terra e com buracos e agora receberam concretagem. O prefeito Bernardo Rossi vistoriou nesta quarta-feira (16.05) o resultado do Mutirão do Bairro feito no Fragoso e também esteve no Humberto Rovigatti, no Samambaia, onde a prefeitura avalia a possibilidade de realizar mais uma intervenção.  

Os acessos ficam no Caminho do Fragoso e têm entre 50 e 100 metros de extensão. Em cada um deles, moradores próximos se reuniram aos fins de semana para realizar os trabalhos, sempre orientados por técnicos da Secretaria de Obras. Além da supervisão técnica, a prefeitura ficou responsável pelos materiais necessários para essas intervenções: 185 sacos de cimento, 27 toneladas de pó de pedra, 31 toneladas de pedra e sete toneladas de areia. Também foram usados vergalhões de ferro.

“Essa parceria com a comunidade, dando o apoio técnico e os materiais necessários e os moradores entrando com a mão de obra, permite que pequenas intervenções possam ser feitas de forma mais rápida. Um exemplo é aqui no Fragoso. Alguns desses locais eram de terra e ficava com lama quando chovia. Agora já estão bem melhores com os trechos em concreto”, diz o prefeito Bernardo Rossi.

Um desses acessos é o local onde mora a aposentada Vanda Fernandes, que vive no Fragoso há 65 anos. Ela conta que o acesso era de barro, realidade bem diferente de agora. “Quando os moradores se juntam, tudo fica mais fácil. Essa obra aqui ficou muito boa para gente que mora aqui’, elogiou a moradora.

Bernardo Rossi também foi até a Servidão Antônio Paulo Rodrigues, no Humberto Rovigatti. Um trecho da servidão também é de terra e os moradores se reuniram com o prefeito, que vai enviar um técnico da Secretaria de Obras ao local para levantar os materiais necessários e orientar sobre como a intervenção no local deve ser realizada. Um dos líderes da comunidade é Manoel Francisco Mattos, que morou 55 anos no local e hoje corre atrás de melhorias para a servidão onde mora a filha.

“A comunidade precisa disso. Os moradores já fizeram a limpeza da terra e, assim que puderem, também vão se unir para fazer a melhoria na rua. Isso vai permitir melhorar a passagem de todo mundo”, falou.

A visita ao Fragoso e ao Humberto Rovigatti foi acompanhada também pelo vice-prefeito Baninho e pelo secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi.

Pagina 79 de 79