O prefeito Rubens Bomtempo esteve no Carangola na manhã de quinta-feira (6/2) no terreno onde as obras de 846 casas populares foram iniciadas para avaliar um novo projeto: o da rua que garantirá a ligação entre os bairros Vicenzo Rivetti e  Caetitu. As localidades são vizinhas, porém sem acesso entre elas. Ambas receberão novos conjuntos habitacionais.

“Queremos unificar esses dois conjuntos e agregar valor aos bairros não só na melhoria da infraestrutura, como também com a instalação de novos equipamentos públicos. A ideia é a de que a escola, o centro de educação infantil, o posto de saúde e o centro de referência em assistência social que serão construídos pela Prefeitura atendam de forma integrada as duas novas comunidades”, disse o prefeito, em reunião no local com o secretário de Obras, Aldir Cony, o secretário de Habitação, Rodrigo Seabra, o presidente da Comdep, Hélio Dias, representantes da empreiteira responsável pelas obras e o vereador Pastor Sebastião.

A nova via dá acesso direto aos conjuntos habitacionais. “A rua terá cerca de um quilômetro de extensão e deve ser realizada com recursos de uma emenda parlamentar de R$ 1 milhão da deputada estadual Aspásia Camargo, destinada a obras de infraestrutura habitacional”, explicou Bomtempo. No Vicenzo Rivetti, a Prefeitura está construindo três condomínios com sete blocos cada pelo programa Minha Casa, Minha Vida. Um deles contará com 246 unidades habitacionais e os outros dois com 300 cada um. Já na Estrada do Caetitu, estão previstas a construção de 664 casas populares.

Bomtempo destacou ainda que outro projeto - o das obras de infraestrutura do acesso ao Caetitu pela comunidade Amoedo - já foi pactuado com os moradores e continua garantido pelo convênio que será assinado entre o município e o estado pelo Programa Somando Forças.

O prefeito Rubens Bomtempo visitou, na manhã da última quarta-feira (5/2), as obras do novo setor que abrigará a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) adulto no Hospital Alcides Carneiro (HAC). O espaço, próximo à urgência/emergência, abrigará temporariamente os sete leitos do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE) que também entrará em reforma. Com a medida, a Prefeitura irá garantir a continuidade dos atendimentos.

“Era necessário realizar esta transferência antes de iniciar as obras no Hospital Municipal Nelson de Sá Earp. Vamos manter a quantidade de leitos de UTI adulto até que a reforma do HMNSE esteja concluída”, disse o prefeito.

A UTI do HMNSE vai ganhar três novos leitos, um investimento com recursos próprios do município superior a R$ 621 mil. A previsão é que as intervenções comecem em abril. “O objetivo é reduzir a fila de espera, proporcionando mais leitos nessa especialidade onde o município encontra dificuldade”, destacou o secretário de Saúde, André Pombo, que também participou da visita ao canteiro de obras no HAC.

Quinta, 30 Janeiro 2014 - 11:11

Bomtempo vistoria obra da Praça da Liberdade

O prefeito Rubens Bomtempo vistoriou, na manhã desta quarta-feira (29/01), a obra de reforma da Praça da Liberdade. Cerca de 75% da parte estrutural da revitalização já está concluída. Para agilizar ainda mais os serviços, um grupo de trabalho será criado e acompanhará o andamento dos serviços.
Além da instalação de novos bancos de madeira, Bomtempo determinou que as ilhas no entorno do ponto turístico recebam melhorias. “A ideia é oferecer ainda mais conforto aos visitantes e deixar o lugar mais atrativo. As pessoas precisam usufruir do espaço para que não seja apenas um local de passagem”, disse Bomtempo, adiantando que a Prefeitura irá disponibilizar o sistema de wi-fi em toda a extensão do local. A acessibilidade é outra prioridade: rampas e melhorias no piso vão garantir a locomoção de cadeirantes.
A visita foi acompanhada pelo secretário de Obras, Aldir Cony e pelo presidente da Comdep, Hélio Dias, além de representantes da Secretaria de Meio Ambiente. No local, o corte de quatro árvores será iniciado nos próximos dias. “Não estamos visando à estética e sim à segurança dos visitantes. São árvores muito antigas e já estão com a fitossanidade afetada. O corte foi autorizado pela Secretaria de Meio Ambiente e pelo Iphan”, explicou o secretário de Obras. Em contrapartida, Bomtempo determinou que duas árvores sejam plantadas para cada uma retirada dos jardins. O espaço ganhará ipês amarelo e roxo, quaresmeiras e manacá da serra, todas nativas da Mata Atlântica.
Outra medida que irá beneficiar os visitantes da praça é a ampliação do parquinho infantil para uma área de 80 metros quadrados. “Todo o espaço será revitalizado, as grades receberão pintura e novos brinquedos serão instalados. A limpeza já chegou na Praça da Rua 14 Bis”, salientou Hélio Dias.
Reparos no meio fio, drenagem e revitalização dos jardins também estão em fase de conclusão. O piso dos passeios, antes de asfalto, está sendo substituído por concreto. Os monumentos passarão por uma grande limpeza e serão iluminados, assim como o chafariz. No lugar do palco de concreto localizado ao lado do Centro de Informações Turísticas será instalado outro de madeira com bancos ao redor e capacidade para 100 pessoas sentadas. O coreto também será revitalizado.

A limpeza do lago do Parque São Vicente está sendo concluída pela Prefeitura. Além do desassoreamento, o local receberá a pracinha revitalizada, melhorias na pavimentação e a construção de ralos para o escoamento rápido das águas. Comdep e Secretaria de Obras participam dos trabalhos que também se estendem por todo o bairro.

“A equipe de parques e jardins está no entorno do lago fazendo o plantio de grama. A praça irá ganhar um novo parquinho e outras ações para melhorar a qualidade de vida dos moradores também serão desenvolvidas”, afirmou o presidente da Comdep, Hélio Dias. A rampa de vôo livre também já recebeu uma placa de orientação aos freqüentadores para a preservação do lugar.

A Secretaria de Obras auxiliou a Comdep no desassoreamento do lago e trabalha ainda na pavimentação, elevação de meio fio e construção de novos ralos. “Com estes ralos será possível desviar a água da chuva, que antes era levada diretamente para o lago, junto com areia e outras impurezas, causando um rápido assoreamento. Com essa medida,a Prefeitura estará amenizando consideravelmente esse problema”, explicou Hélio Dias, acrescentando que o lago da parte alta da comunidade também irá ganhar atenção.

“Acompanho o trabalho desde o início, pois da minha casa tenho uma bela vista da região. Estão trabalhando com cuidado e o resultado está sendo ótimo. Agora minha neta também vai poder aproveitar o espaço, pois o parquinho está recebendo melhorias. Estou muito satisfeita”, disse a moradora Carmen Lúcia, de 44 anos.

Outra que elogia o trabalho é a cabeleireira Letícia Ribeiro, de 20 anos. “Visito a rampa de vôo livre quase todos os fins de semana. A atenção que estão dando ao lago e a instalação da placa de orientação na rampa mostra a preocupação da Prefeitura para a preservação do local”, destaca a jovem.

Moradores da Travessa Augusto Fragoso, no Quitandinha, contam agora com mais uma área de lazer: uma pequena praça foi instalada pela Comdep logo na entrada da via com piso novo, bancos de madeira e mesinhas para jogos de xadrez.

De acordo com o presidente da Comdep Hélio Dias, no local será instalado um guarda -corpo de eucalipto e finalizado o escoamento da água. “Mesmo sem estar totalmente pronta, as pessoas já estão utilizando o espaço. A determinação do prefeito Rubens Bomtempo é promover a melhoria na qualidade de vida dos petropolitanos e é o que estamos fazendo”, salienta o presidente da companhia.

O jornaleiro Cândido Miguel da Silva, o “Fio”, ficou satisfeito com a medida e destaca que a solicitação havia sido feita diretamente ao prefeito. “Além de ser uma ótima área de lazer, onde as pessoas podem se reunir para conversar e descontrair, a pracinha garante mais segurança para os pedestres. Antes não havia calçada e os carros passavam muito próximos”, disse o jornaleiro.

A Prefeitura concluiu na última sexta-feira (10/1) uma importante obra que vai devolver a segurança dos moradores e comerciantes de Corrêas. Um muro de contenção, de seis metros de comprimento e três de altura, localizado na Rua Rodolfo Figueira de Mello, estava danificado e foi totalmente recuperado pelo município após solicitação dos moradores.

“A intervenção se fez necessária porque o muro não mais cumpria sua função de contenção da encosta. Ele estava muito deteriorado”, explicou o secretário de Obras, Aldir Cony.

Morador de Corrêas, Cláudio Roberto Jucá esteve à frente da reivindicação pela obra e comemorou o resultado: “Fomos atendidos prontamente e o resultado foi satisfatório”.

O agente regional da Prefeitura em Corrêas e Nogueira, Dalmon Zanetti Mendonça, que acompanhou toda a operação, inciada em novembro, destacou a agilidade da Prefeitura: “Com recursos próprios o município solucionou esse problema da comunidade. Hoje temos o governo ao lado da população e podemos contar com melhorias imediatas”.

As obras para a construção da Escola Municipal de Nogueira foram vistoriadas nesta semana pelo prefeito Rubens Bomtempo. A nova unidade, que irá funcionar na Avenida Leopoldina, contará com quatro pavimentos com capacidade para 800 crianças do ensino fundamental O espaço também vai abrigar o projeto Educação para Jovens e Adultos (EJA).

“Estamos atendendo a uma antiga reivindicação dos moradores de Nogueira, que sempre lutaram por um espaço como este. É mais um compromisso de campanha assumido, brevemente cumprido e que mostra a nossa responsabilidade e comprometimento com a cidade”, disse o prefeito.

De acordo com o projeto, a escola terá quadra poliesportiva, pátio coberto, sala de professores, depósito esportivo, vestiários feminino e masculino, banheiros em todos os andares (incluindo espaços adaptados), almoxarifado, sala de orientação, secretaria, refeitório, cozinha, sala da diretoria, três laboratórios (ciência, informática e línguas), biblioteca, sala de artes, sala de teatro, sala de atividades para educação infantil, banheiros para crianças menores, sala de vídeo e 12 salas de aulas.

O prefeito Rubens Bomtempo deu início a uma série de visitas às intervenções que estão sendo realizadas em diferentes pontos do município. As vistorias começaram pelas Ruas Antônio da Silva Ligeiro, no Taquara e na Rua Frei Leão, no Alto da Serra. Outras nove obras de contenção para a estabilização das localidades atingidas pelas chuvas de março de 2013 também estão em andamento.

“As obras estão sendo realizadas por meio de mais um lote do programa Somando Forças. O convênio com o governo do Estado, no valor de R$ 5,3 milhões garantirá mais segurança para as famílias nas áreas atingidas”, explica o prefeito Rubens Bomtempo.

Na Rua Frei Leão, no Alto da Serra, está sendo executada a estrutura de contenção em concreto armado sobre tela, recuperação da servidão com instalação de canaletas de drenagem e guarda-corpo. Em fevereiro, o local foi atingido por um desplacamento de rochas e cerca de 50 toneladas de pedras desabaram, levando risco aos moradores. A obra está orçada em R$ 287.646,14.

Já na Rua Antônio da Silva Ligeiro, será erguida uma estrutura de contenção em gabião junto à rua e contenção em concreto armado na parte superior da encosta, além do reflorestamento do talude com grama. Orçada em R$ 295.074,42, a obra já está em andamento.

As outras comunidades beneficiadas serão: Rua Rocha Cardoso, no Centro; Morro Florido, na Estrada da Saudade; Rua Gonçalves Dias, no Valparaíso; Avenida Estados Unidos, no Quitandinha; Estrada do Boa Vista, no Brejal; Rua José Peixoto da Costa, no Caxambu; no acesso ao Trono de Fátima, no Centro; Ponte Fones e Sargento Boening.

Quarta, 08 Janeiro 2014 - 09:18

Bomtempo vistoria obras da Praça de Nogueira

O prefeito Rubens Bomtempo vistoriou o andamento das obras da Praça de Nogueira, que depois de anos de abandono será entregue à população totalmente revitalizada. A previsão é a de que Petrópolis receba este equipamento público em março, mês de aniversário da cidade.

“Essa era uma reivindicação antiga dos moradores e que vamos conseguir entregar porque atualizamos o antigo projeto e recuperamos os recursos. Estamos não só devolvendo essa área totalmente reformada e com novas opções de lazer para a população, como também resgatando uma importante parte da história de Nogueira”, disse Bomtempo, ao lado do secretário de Obras, Aldir Cony, na manhã desta terça-feira (7/1).

A obra, realizada por meio de um convênio com o Ministério do Turismo, está orçada em R$ 892 mil. Dentro desse valor está a contrapartida de R$ 692.721,08 da Prefeitura, mostrando o comprometimento do município com a região. A praça, que fica na Avenida Leopoldina, tem pouco mais de quatro mil metros quadrados e está recebendo melhorias nos acessos, calçadas e mobiliário urbano. O parque infantil também receberá melhorias e o chafariz, que estava desativado, será totalmente revitalizado. A novidade será a construção de um anfiteatro, que poderá abrigar diversas atrações culturais.

“Este espaço estava abandonado. Ao assumir o governo o prefeito se comprometeu em resolver o problema e hoje podemos comemorar esta vitória. Estamos muito felizes por termos a praça recuperada”, afirmou o aposentado José Geraldo Machado, morador há mais de 50 anos em Nogueira.

A Prefeitura apresentou na manhã desta quarta-feira (18/12), no Theatro Dom Pedro, o Plano de Contingência de Petrópolis, definindo o que caberá a cada instituição no caso de nova tragédia das chuvas. A medida fecha o ano de 2013, marcado por avanços do governo municipal na prevenção de desastres naturais, como a criação da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, o aperfeiçoamento das 18 sirenes do Sistema de Alerta e Alarme, a capacitação de 400 voluntários da Defesa Civil em 40 comunidades, a instalação de mais 39 pluviômetros, somados aos 26 já existentes, entre outras ações.

O prefeito Rubens Bomtempo apresentou as medidas do governo municipal, deixando claro que Petrópolis termina o ano mais preparada para enfrentar fortes chuvas do que estava no fim de 2012. Ele afirmou que há muito ainda o que avançar no sistema de prevenção, mas frisou que o governo vira o ano já trabalhando para que 2014 seja ainda melhor. A meta da Prefeitura é ter “mortes zero” mesmo em um cenário de chuvas fortes e constantes. Para isso, é fundamental que poder público e população atuem juntos.

O documento foi apresentado no Theatro em reunião ampliada do Comitê de Ações Emergenciais que contou com a presença de secretários de governo, diretoras de escolas municipais, membros do próprio Comitê de Ações Emergenciais, líderes comunitários e voluntários da Defesa Civil .

“Nos articulamos de forma cada vez melhor para que possamos dar segurança à população de Petrópolis neste verão que está por vir. Tivemos o cuidado de apresentar antes esse plano para o Ministério Público Estadual e para o Ministério Público Federal, para que o nível de questionamento seja o menor possível. Isso é aprendizado. O Plano de Contingência do próximo ano será ainda melhor. Estaremos sempre aperfeiçoando esse documento. As pessoas vão aprender a conviver com essas ferramentas”, disse Bomtempo.

O Plano de Contingência que irá vigorar em 2014 começou a ser produzido em setembro. No fim de novembro, a primeira versão do documento ficou pronta. Desde então, o plano foi encaminhado para as instituições participantes para ser revisado. Cada instituição apresentou a relação de recursos materiais e humanos existentes para o atendimento a emergências e desastres. Com o Plano de Contingência, a função de cada órgão fica bem definida na prevenção de tragédias.

O secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão, esclareceu que o Plano de Contingência de Petrópolis para 2014 é o primeiro a ser feito sob a forma de matriz, ou seja, com as atribuições de cada órgão descritas em planilhas.

“O prefeito determinou que o plano fosse mais prático, seguindo um padrão internacional. Foram várias reuniões, de vários órgãos, para chegarmos a esse plano”, disse o secretário Rafael Simão.

A promotora do Ministério Público Estadual, Zilda Januzzi destacou a importância de órgãos municipais, estaduais, federais e comunidades caminharem juntos nas ações de prevenção.“De nada vai adiantar o esforço do poder público se a própria comunidade não se conscientizar dos riscos. Se todos nós, cada um no seu papel, fizermos a nossa parte, vamos conseguir um objetivo comum, que é evitar mortes. Espero que tenhamos anos melhores, sem desastres. Se houver desastres, que a gente consiga o objetivo, que é mortes zero”, disse Zilda.

Pagina 80 de 88