O prefeito Rubens Bomtempo inaugurou na tarde de hoje (23/10), ao lado do vice-governador Luiz Fernando Pezão, a obra de contenção da Rua Minas Gerais, no Quitandinha. A intervenção faz parte de um pacote de obras em sete encostas incluídas no programa estadual Somando Forças, no valor de R$ 2 milhões. “Esses recursos estão sendo usados com muito critério. A obra inaugurada hoje é de qualidade e devolve a segurança aos moradores atingidos pela chuva”, afirmou o prefeito. O município cumpriu todas as exigências do contrato e entrega as obras em apenas seis meses após as chuvas de março.

Durante a inauguração, Bomtempo assinou um novo convênio com o governo do Estado, no valor de R$ 5,3 milhões para a realização de obras em 1º comunidades. São elas: Rua Rocha Cardoso, no Centro; Morro Florido, na Estrada da Saudade; Morro dos Ferroviários, Alto da Serra; Rua Gonçalves Dias, no Valparaíso; Avenida Estados Unidos, no Quitandinha; Taquara; Estrada do Boa Vista, no Brejal; Rua José Peixoto da Costa, no Caxambu; no acesso ao Trono de Fátima, no Centro; Ponte Fones e Sargento Boening. De acordo com o prefeito, as licitações começam a partir do dia 30/10. A previsão é que as obras comecem ainda em novembro. O prazo final para conclusão das intervenções é de 10 meses.

“A assinatura desse convênio mostra a importância de buscar o entendimento para o bem comum, onde o interesse público fica acima de interesses político-partidários”, ressaltou Bomtempo. Durante a inauguração o prefeito citou também o pagamento do Aluguel Social pelo governo do Estado às vítimas da chuva de março.

O vice-governador Luiz Fernando Pezão falou sobre a confiança na atual administração, motivo pelo qual o governo do Estado está promovendo a realização dos convênios. “A confiança neste novo governo torna mais fácil a liberação dos recursos. A atual administração trabalha com afinco e pro-atividade”, ressaltou.

Pezão também citou outros convênios solicitados por Bomtempo ao governo do Estado. Um de R$ 6 milhões para a realização de obras no Hospital Alcides Carneiro (HAC) e outro no valor de R$ 8 milhões para a pavimentação e drenagem. O vice-governador também anunciou a cessão de um terreno na Mosela para o município. Na área desapropriada pelo Estado serão construídas cerca de 120 apartamentos.

Cerca de 110 servidores públicos e voluntários se inscreveram para o 1º Curso de Práticas Operacionais, realizado pela prefeitura, por meio da Secretaria de Proteção e Defesa Civil. As aulas começaram nesta segunda-feira (14/10) e vão até sexta-feira (18), e o número de participantes superou as expectativas. A proposta da prefeitura é capacitar cada vez mais os servidores que atuam durante as tragédias das chuvas em Petrópolis.

Entre os alunos, estão servidores das secretarias de Defesa Civil, de Obras, da Guarda Civil e da Comdep, além de militares da Aeronáutica e voluntários. Nesta segunda, eles tiveram aulas sobre fogo em vegetação, resgate em espaço confinado, resgate em trincheira, inundação e enchentes. A abertura do curso foi feita pelo secretário de Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel Rafael Simão.

“Nós precisamos de vocês. Quando estamos juntos, somos mais fortes. A prefeitura vem investindo cada vez mais em prevenção, com a formação de agentes comunitários, a instalação de pluviômetros e o aperfeiçoamento do Sistema de Alerta e Alarme, mas também é fundamental estarmos prontos para a temporada de chuvas”, disse o secretário.

O curso é ministrado por agentes da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros, da Rede de Operações de Emergência de Radioamadores (Roer) e do 32º Batalhão de Infantaria Motorizado (BIMtz). Os servidores aprenderão as técnicas e táticas empregadas por esses órgãos, aprimorando assim as ações de resposta a desastres.

Nesta terça-feira (15), as aulas serão sobre o Sistema de Comando de Incidentes (ICS, em inglês), psicologia emergencial, noções básicas de operações de rádio transceptor e noções básicas de salvamento em altura. Um dos alunos, o agente da Defesa Civil Paulo César Lopes lembrou a importância de sempre participar dos cursos de capacitação realizados pela prefeitura, por meio da secretaria. “Cada vez que entramos na sala de aula, ficamos mais capacitados para agir no caso de fortes chuvas e com uma formação melhor”, disse Paulo César.

Morador do São Sebastião, Felipe Hartmann, de 31 anos, atuou como voluntário nos casos recentes de desastres das chuvas. Ele também elogiou a capacitação, realizada na sede da Secretaria de Proteção e Civil, na Rua Buarque de Macedo.“Acho muito importante ter esse tipo de trabalho para conscientização e prevenção. Com o curso, os servidores são treinados a entrar e sair em uma situação de desastre com o menor risco possível, para o socorrista não se tornar uma vítima”, disse Felipe.

A Secretaria de Fazenda embargou, na tarde desta quinta-feira (03/10), uma obra irregular que estava sendo realizada em um posto de gasolina na Rua Montecaseros, no Centro. Segundo o diretor de Fiscalização da Secretaria, Ernane Dias, essa foi a segunda vez que a Secretaria interviu no local. “A obra foi embargada na segunda-feira, o proprietário não respeitou e nós tivemos que intervir novamente”, explicou. Apesar da interdição da obra, o posto de gasolina continua funcionando.

Segunda, 30 Setembro 2013 - 10:09

Carangola tem iluminação pública restabelecida

Os moradores do Carangola comemoraram a conquista de uma reivindicação que há mais de um ano estava afetando a segurança do bairro. A Prefeitura, por meio da Secretaria de Obras, substituiu 25 lâmpadas queimadas na comunidade e fará a extensão de outros três pontos de iluminação para atender à localidade de forma mais eficiente. Em oito meses de governo, mais de 12,5 mil pontos, de um total de 32 mil, já foram corrigidos por toda a cidade.

“Quando assumimos a administração encontramos o parque de iluminação pública da cidade totalmente deficiente. A prioridade é restabelecer a normalidade deste serviço tão importante para a garantia de melhores condições de acesso às comunidades e principalmente da segurança à população”, disse o secretário de Obras Aldir Cony.

Os locais beneficiados no bairro foram: Morro do Canedo, Rua Professor Narcizo, Cidade Nova, Amoedo, Vila Manzini, Rua Nelson Silva e Vicenzo Rivetti.

O vice-presidente da Associação de Moradores do Cidade Nova agradeceu as ações que a Prefeitura têm realizado no bairro: “O índice de assaltos aumentou muito. A iluminação pública eficaz garante uma segurança maior para todos nós. Tenho muito a agradecer a este governo e ao prefeito, que desde quando assumiu a Prefeitura tem nos atendido no que é possível”.

O prefeito Rubens Bomtempo participou hoje (27/09) da Reunião da Pastoral dos Políticos Católicos e Cristãos, que acontece mensalmente nos municípios do Estado. Dessa vez, o encontro aconteceu em Teresópolis, onde Bomtempo foi convidado para falar sobre Políticas Públicas na Prevenção de Deslizamentos e Enchentes. O prefeito apresentou um balanço das ações desenvolvidas nos últimos seis meses.

“É importante fazermos uma reflexão para podermos continuar caminhando e assim ver qual a nossa missão e qual a contribuição para termos uma cidade mais organizada, respeitando a questão ambiental”, disse o prefeito.

A reunião foi presidida pelo bispo de Campos dos Goytacazes, Dom Roberto Francisco Ferreira Paz, responsável pela pastoral no Estado do Rio de Janeiro, e pelo bispo de Petrópolis, Dom Gregório Paixão. “Eu sei das dificuldades do Dr. Rubens Bomtempo para reconstruir uma cidade e como é bom ver Petrópolis sorrir outra vez”, disse Dom Gregório.

Entre as medidas, Bomtempo destacou a criação da Secretaria de Proteção e Defesa Civil e o trabalho realizado na área da prevenção, como a instalação de mais pluviômetros no município. “Realizamos a demolição de cerca de 30 casas em áreas de risco e a previsão é que, até o fim do ano, outras 40 nessas mesmas condições sejam demolidas”, disse, lembrando que mais de 500 famílias estão sendo atendidas com o aluguel social.

O secretário de Ciência e Tecnologia, Airton Coelho, mostrou um resumo de ações realizadas pelas Secretarias de Obras, Habitação, Ciência e Tecnologia e Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania. Também falou sobre o andamento de seis programas habitacionais, que serão desenvolvidos no Caetitu, Vicenzo Rivetti, Hipica (Independência), Posse, Estrada da Saudade e Rua Vassouras, em Quitandinha.

O deputado estadual Luiz Paulo Corrêa da Rocha participou do encontro e destacou que uma das suas preocupações era com a carência de habitações para as famílias que residem em áreas de risco. “No caso de Petrópolis, percebemos que todas as medidas necessárias estão sendo realizadas. Danos ocorridos em 2011 ainda não tinham sido resolvidos. O prefeito Rubens Bomtempo está dando o caminho, basta os parceiros acompanharem”, disse o parlamentar, ao lado do deputado estadual Nilton Salomão, também presente na reunião. Ambos fazem parte da CPI das chuvas na Alerj.

Os moradores do Vila Rica comemoraram mais uma conquista para a comunidade. A Prefeitura inaugurou na sede da Associação de Moradores o Centro de Inclusão Digital (CID) e ainda levou a Sala do Empreendedor para cadastrar profissionais autônomos que moram na localidade e que estavam atuando na informalidade.

“Trabalho com gesso acartonado, pintura e pequenas reformas. Com a Sala do Empreendedor a Prefeitura está ampliando as oportunidades de conquistarmos novos negócios e gerando mais emprego e renda na própria comunidade”, disse o mais novo empreendedor individual Maicon Jedson Duarte Martins.

O subprefeito Ney Botafogo, que no ato representou o prefeito Rubens Bomtempo destacou que, com a formalização do serviço, o atual governo quer utilizar a mão de obra desses profissionais: “Queremos aproveitar os reparos que precisam ser feitos nos equipamentos públicos e ainda contratar esses novos empresários para os mutirões comunitários. Estamos não só legalizando, mas também inserindo esses profissionais na sociedade e incentivando o empreendedorismo”.

Trabalhadores de mais de 400 profissões de diferentes áreas, como manicures, esteticistas, cabeleireiras, serralheiros e mecânicos, por exemplo, terão a oportunidade de se legalizar sem precisar se deslocar do bairro. No local o município também faz a emissão do alvará e o treinamento para a Nota Fiscal Eletrônica. A Sala do Empreendedor ficará 15 no Vila Rica.

A presidente da Associação de Moradores do Vila Rica, Zilda Damião, destacou a importância do CID na comunidade: “Temos agora um espaço para inclusão digital. Muitos moradores não têm acesso. É uma forma de democratizar a utilização de todos os serviços que a tecnologia nos proporciona. Eu sabia que o prefeito iria nos atender. Ele nunca nos abandonou”.

O CID funcionará de segunda a sexta, das 10h às 17h. São nove computadores com acesso à internet à disposição da comunidade para a realização de diversos serviços e com uma proposta pedagógica diferenciada para atender na plenitude as necessidades do bairro.

Também participaram do evento os secretários Paulo Roberto Patuléa (Fazenda), Airton Coelho (Ciência e Tecnologia), Calixto Barbosa (Segurança Pública), Henrique Manzani (Administração e Recursos Humanos), o vereador Oswaldo do Valle e o pastor da Igreja Batista da comunidade, Cláudio Guariza.

O prefeito Rubens Bomtempo deu hoje um importante passo para a realização de um sonho dos petropolitanos: a finalização das obras de reurbanização do Centro Histórico, paralisadas desde 2008. Bomtempo apresentou hoje ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) o projeto de readequação do sistema de distribuição de energia para as redes subterrâneas do lado ímpar da Rua do Imperador. O enterramento total da fiação aparente representa um ganho turístico e devolve à cidade a beleza do conjunto arquitetônico do local. 

O encontro aconteceu no Grande Hotel - um empreendimento totalmente recuperado por conta das obras de reurbanização - e reuniu o governo do Estado, secretários municipais, empresários, representantes do setor turístico, do Inepac e da concessionária Ampla. O objetivo foi sensibilizar o BID para o financiamento do projeto pelo Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). Bomtempo agradeceu especialmente ao vice-governador Luiz Fernando Pezão, que foi parceiro neste pleito, e ao governo federal, por ter aberto o diálogo com o BID. “A aproximação dos governos faz com que possamos nos sentir mais amparados. Petrópolis merece”, disse o prefeito.

Bomtempo lembrou que em 2008 entregou a Rua do Imperador remodelada e reorganizada. “As obras simbolizaram um novo momento para os petropolitanos e visitantes. Estamos novamente dialogando para que Petrópolis possa ter um peso cada vez maior no turismo do país”, disse o prefeito ao informar que a reurbanização do Centro Histórico, realizada na sua segunda gestão, garantiu a abertura de oito novos hotéis e pousadas no Centro Histórico, o que significou um crescimento de 45,35% na oferta de leitos do município.

Pelo projeto, as obras para o enterramento da fiação do lado ímpar vão custar R$ 6,5 milhões. Entre as intervenções estão o cabeamento subterrâneo; o sistema de proteção; transformação; remoção de toda a instalação aérea, inclusive os postes e a interligação do sistema novo nas unidades de consumo com pequenas obras de infraestrutura, pois a maior parte do trabalho já foi feita entre 2006 e 2008.

“Quando o prefeito apresentou essa proposta ao governador Sérgio Cabral foi atendido de imediato. É impossível pensar no Prodetur, que é um programa para o desenvolvimento do turismo no interior do estado, sem inserir Petrópolis”, ressaltou o subsecretário de Urbanismo Regional Metropolitano, Vicente Loureiro.

A empresária e uma das proprietárias do Grande Hotel, Denise Ghidini estava presente no encontro e falou sobre o empreendimento: “Esse era um sonho do meu pai. A revitalização do Centro Histórico foi predominante para realizarmos esse investimento alto, privado e difícil. Restaurar um prédio histórico é um desafio e quando vimos naquele momento o prefeito Rubens Bomtempo ao nosso lado nos encorajamos. Agora só falta um detalhe para o total sucesso desse marco histórico na cidade: o enterramento da fiação do lado ímpar”.

O projeto também recebeu apoio do Inepac. “A Rua do Imperador tem o maior conjunto arquitetônico tombado do Estado do Rio. Temos hoje um governo muito parceiro para a finalização dessa obra”, declarou a representante do órgão, Patrícia Carvalho.

“Estamos com uma cidade linda, florida e conservada. Nós apoiamos a realização desse projeto”, destacou o presidente do Petrópolis Convention & Visitors Bureau, Bruno Wanderley. O presidente do Conselho do Turismo, Rogério Elmor, também ressaltou a importância da intervenção: “O novo Centro Histórico revolucionou a cidade, que estava esquecida. Trouxe novos empreendimentos e impulsionou o turismo. A finalização da obra é de fato o nosso sonho”.

Depois da apresentação do projeto e dos depoimentos a favor do investimento, a especialista do Prodetur pelo BID, Annette Killmer disse estar encantada com a cidade e com tudo que foi realizado por Bomtempo nos seus dois primeiros mandatos: “Muito bom ver tanta dedicação e cuidado com essa cidade, que é uma jóia. Vi aqui o envolvimento de vários atores e é incrível a opinião unânime sobre a importância dessa obra. A participação de todos é o que nos dá confiança e mostra que o projeto se encaixa perfeitamente na ideia do programa, que é o de agregar valor aos destinos turísticos”.

Quarta, 18 Setembro 2013 - 09:48

Quilombolas voltam para casa em outubro


Mais um importante passo para a conclusão da construção das casas para os remanescentes do Quilombo da Tapera foi dado hoje (17/09). O prefeito Rubens Bomtempo visitou a obra e acompanhou a entrega dos três kits modulares que estavam faltando. A expectativa é que todo o trabalho esteja concluído até 23 de outubro.

“Estamos avançando e nosso objetivo é resolver essa situação de forma definitiva. Ficamos satisfeitos com o que encontramos aqui hoje, e para garantir a conclusão dentro desse prazo, a empreiteira irá se mobilizar ainda mais, empenhando um maior número de funcionários e trabalhando, inclusive, nos fins de semana”, salientou Bomtempo.

Além do prefeito, o procurador da República Charles Estevam Motta Pessoa, o presidente da Comdep, Hélio Dias e o vereador Mauro Branco visitaram o local. Representantes da empresa também acompanharam a visita e garantiram não medir esforços para que as famílias estejam dentro das casas até o fim de outubro.

“A obra está sendo bem feita e a maior preocupação era referente à entrega ou não desses últimos três kits, pois apesar de nove casas já estarem erguidas, eles não querem voltar aos poucos, mas todos juntos, assim como saíram. Acreditamos que o prazo será cumprido”, afirmou o procurador Charles Estevam.

O representante da Comunidade Quilombo da Tapera, Adão Cassiano, comemorou a chegada das três casas modulares: “Agora dá para acreditar que é possível, principalmente vendo todo o material disponível aqui. Estamos felizes com essa agilidade e com a vontade de voltar para casa ainda mais fortalecida”, diz o quilombola.

As famílias são descendentes de escravos da antiga Fazenda Santo Antônio e a comunidade, que existe há mais de 100 anos, foi uma das atingidas pela tragédia ocorrida no Vale do Cuiabá, em janeiro de 2011. As obras só foram iniciadas em novembro do ano passado, porém, apesar de se tratarem de casas pré-moldadas, depois de seis meses, a empresa contratada pelo governo anterior ainda não havia concluído trabalho e acabou tendo o contrato rescindido pela Comdep.

Segunda, 16 Setembro 2013 - 09:08

Secom cadastra 72 novos MEIs no Morin

Setenta e dois novos microempreendedores individuais foram cadastrados na Sala do Empreendedor na Comunidade (Secom) instalada no Morin. A ação foi desenvolvida pela Secretaria de Fazenda, entre os dias 20 de agosto e 11 de setembro. Todos os cadastros foram incluídos no banco de dados que ficará disponível na Prefeitura para a contratação de mão de obra de profissionais de diferentes segmentos para a realização de pequenos serviços em repartições do município.

“A Secom mostra que o governo está saindo do convencional e indo ao encontro do contribuinte na sua própria comunidade. Desses novos empreendedores, será feita uma apuração daqueles que podem ser enquadrados nos Mutirões Remunerados, prestando pequenos serviços para a Saúde e Educação”, explica o secretário de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa, destacando que as costureiras que saíram da informalidade também poderão ser contratadas para a confecção de uniformes para diversos serviços públicos.

Patuléa salienta que a Sala do Empreendedor é uma política pública inovadora, cujo objetivo é funcionar de forma itinerante para atender um maior número de comunidades. Ele lembra que a ação foi determinada pelo prefeito Rubens Bomtempo e, a partir daí, a estrutura da Sala do Empreendedor foi montada no prédio do CID do Morin, com o objetivo de auxiliar pequenos empresários na formalização de suas atividades, por meio da Lei 7058 - Microempreendedor Individual – MEI. Trabalhadores de mais de 400 profissões de diferentes áreas, como manicures, esteticistas, cabeleireiras, serralheiros e mecânicos, por exemplo, puderam aproveitar a oportunidade e se legalizar.

Além da realização de cadastros no MEI, serviços como a emissão de alvará e treinamento para a Nota Fiscal Eletrônica foram oferecidos. A ação também envolve as secretarias de Obras, Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Planejamento, Ciência e Tecnologia, Saúde e Educação.

A Secretaria de Obras realizou a manutenção da iluminação pública de 22 ruas em Pedro do Rio nos últimos 15 dias. Ao todo, foram 130 postes reparados, com a troca de lâmpadas, reatores ou relés (dispositivo que aciona a iluminação quando anoitece). O serviço foi uma determinação do prefeito Rubens Bomtempo para normalizar a iluminação pública local, em função do atraso dos últimos quatro anos na prestação do serviço. O trabalho está incluído no mutirão que a Prefeitura está realizando na região.

“O trabalho de manutenção nos postes que a Secretaria de Obras realiza na cidade inteira é permanente. O que fizemos em Pedro do Rio foi um reforço, uma ação concentrada, assim como houve no Independência, Posse e Vale do Carangola. E vamos dar sequência a essas ações em outros bairros”, explicou o secretário de Obras, Aldir Cony.

Entre as vias que receberam melhorias na iluminação pública, estão: Estrada de Fagundes, Rua Ana Cunha Caiaffa, Lodradouro Anápolis, Rua Emílio Zanata, Rua Retiro das Pedras, Rua Vereador Carlos Canedo, Rua Arcelino Machado Correa, Rua Teófilo José Almeida, Estrada União Indústria, Rua Laurinda Lopes Medeiros, Rua Eugenio Zanata, Estrada Ponte do Braga, Rua da Luz, Rua Maria da Silva Simas, Estrada do Rio Acima, Estrada da Rocinha, Rua Dr. Ruy Costa Leite, Estrada de Secretário, Rua Trajano Paula Filho, Estrada dos Macacos, Rua Domingos Pereira e Vila Leopoldina.

Morador da localidade de Fagundes e membro da Associação de Moradores de Pedro do Rio, Luiz Fernando Cobalea afirmou que quem mora na região está satisfeito com a troca de lâmpadas dos postes da região. “Agora nossa localidade está com todas as lâmpadas em funcionamento. À noite, nós marcávamos os postes onde havia deficiência com fitas amarelas e pretas, e no dia seguinte a prefeitura fazia o reparo. Aqui é uma zona rural, então é um perigo ficar sem luz, porque é um breu total. Um risco até por conta da existência de bichos”, disse Luiz Fernando.

O secretário Aldir Cony lembrou que o trabalho continuará a ser feito na região, porque os equipamentos têm vida útil e precisam de constantes reparos e substituições. Para solicitar manutenção na iluminação pública, o morador deve ligar para 0800-024-1000.

Pagina 83 de 88