Notícias

Segunda, 13 Novembro 2023 14:13

Petrópolis conquista Certificação de Eliminação da Transmissão Vertical de HIV

 

Petrópolis vai receber a Certificação de Eliminação da Transmissão Vertical de HIV, ou seja, de mãe para filho. A visita técnica da Equipe Nacional de Validação (ENV) vinculada ao Ministério da Saúde aconteceu nos dias 30 e 31 de agosto. Durante a visita, foram inspecionados vários serviços da rede municipal de saúde, incluindo o Hospital Alcides Carneiro e o Serviço de Assistência Especializada (SAE). O objetivo era coletar informações adicionais e compreender os processos de atendimento oferecidos às gestantes na rede.

Seguindo as diretrizes do Guia para Certificação da Eliminação da Transmissão Vertical do HIV e/ou Sífilis (disponível em https://www.aids.gov.br), a certificação terá validade de três anos. O prefeito Rubens Bomtempo destaca: "Essa conquista é o reflexo do incansável trabalho das equipes municipais de saúde, desde as Unidades de Saúde da Família até os serviços especializados. Estamos comprometidos em manter e aprimorar essas ações preventivas e terapêuticas para assegurar a continuidade desta certificação nos próximos anos", disse Bomtempo.

Marcus Curvelo, secretário de Saúde, acrescenta: "É fundamental ressaltar o apoio da Comissão Estadual de Validação (CEV) para o monitoramento anual dos indicadores municipais. A consolidação dos dados locais e sua integração aos sistemas nacionais de informação são passos essenciais para avaliar os indicadores de impacto e processo, reforçando a importância da atualização constante dos dados em nível municipal", enfatiza o secretário.

O último caso de transmissão vertical do HIV, em Petrópolis, aconteceu em 2019. “De lá para cá vimos aperfeiçoando a rede de atendimento a crianças e gestantes com treinamentos e com a ampliação da realização dos testes rápidos. Durante este ano, além do trabalho para a erradicação da transmissão vertical do HIV, temos realizado treinamentos com a rede municipal de saúde, visando a conquista do selo de boas práticas para eliminação da sífilis congênita”, explica Sandra Pinto, Coordenadora da Área Técnica de ISH/HIV/Aids e Hepatites B e C do município.

A conquista está sendo dedicada a infectologista pediatra Susie Andries Nogueira, que dedicou parte de sua vida ao atendimento a gestante e crianças que vivem com HIV e crianças expostas ao vírus no SAE e, como professora da Faculdade de Medicina de Petrópolis, no Hospital Alcides Carneiro.